Namorado é preso suspeito de matar e queimar corpo de jovem por ciúmes

Núbia Ribeiro Lemes Rosa, 19, foi encontrada morta na Serra das Areias; segundo delegado, ela e Ranolfo Júnior, 29, suspeito do crime, tinham um relacionamento conturbado.

O servente de pedreiro Ranolfo Pereira de Jesus Júnior, de 29 anos, foi preso, nesta sexta-feira (29), suspeito de matar e queimar o corpo da namorada, Núbia Ribeiro Lemes Rosa, de 19 anos, por ciúmes, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. De acordo com a Polícia Civil, o casal tinha um relacionamento conturbado e já tinha se separado várias vezes.

Emocionada, a mãe da jovem, Edna Ribeiro Lemes, pediu punição do autor. Em entrevista à TV Anhanguera ela contou que o namorado buscou a filha em casa para ir até a casa dele, e que ela tentou impedir, mesmo sem suspeitar do que aconteceria. “Ele não aparentava que ia fazer essa barbaridade. Ela saiu e falou assim ‘Mãe, eu vou ali no Juninho, agorinha eu volto, porque eu vou dormir aqui’”.

“Eu falei ‘não vai, não’. E ela saiu falando ‘mãe, eu vou. Se eu não voltar, a senhora chama a polícia’, mas falou brincando. Eu quero que este cara apodreça na cadeia”, disse a mãe.

Ranolfo e Núbia estavam desaparecidos desde a última terça-feira. Após uma denúncia, a polícia começou a fazer buscas na região e, na manhã desta sexta-feira, encontrou o corpo da jovem carbonizado na Serra das Areias, em Aparecida de Goiânia. Após encontrar a vítima, Ranolfo foi encontrado e preso.

Ranolfo Júnior, 29, foi preso suspeito de matar a namorada em Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Ranolfo Júnior, 29, foi preso suspeito de matar a namorada em Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Segundo o delegado Carlos Leverger, que foi até a Serra das Areias, o corpo passará por exames para identificar a causa da morte, já que está carbonizado e não é possível identificar se ela foi morta com disparos de arma de fogo ou facadas, por exemplo. Ele afirma que o namorado pode ter matado Núbia por ciúmes dela com um ex-namorado.

“Tanto a vítima, quanto o autor não tinham passagens pela polícia. Eles tinham um relacionamento, pelo que a gente apurou, um pouco conturbado. Eles terminavam o relacionamento, voltavam. Ela tinha um ex-namorado que ela voltava pra ele de vez em quando, e a gente concluiu que o motivo do crime foi passional, por ciúmes”, disse.

Corpo foi encontrado na Serra das Areias, em Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Corpo foi encontrado na Serra das Areias, em Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Agressividade

A irmã de Núbia, Luana Ribeiro Lemes Rosa, disse que a jovem tinha relatado que o namorado estava agressivo com ela, e que já pensava em se separar mais uma vez. Diante do indicativo de término do relacionamento, a irmã revelou que tinha sido ameaçada.

“Ela chegou a comentar comigo, que queria separar dele porque ele estava ameaçando ela. Aí ela saiu, falou que ele estava meio estranho, eu também vi. Ela falou pra mim que ia dormir lá. Eu mandei ela dormir no barracão do fundo, porque eu ia dormir na casa da mãe do meu marido. Aí ela falou ‘eu vou ali e agorinha eu volto’”, contou.

Quer saber mais notícias de todo o estado? Acesse o G1 Goiás.

Núbia Ribeiro Lemes Rosa, 19, foi encontrada morta (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Núbia Ribeiro Lemes Rosa, 19, foi encontrada morta (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Fonte: G1.com

Lavrador de 70 anos é assassinado após festa no interior do Tocantins

Adoaldo Quirino dos Santos foi agredido com pedaços de meio-fio e não resistiu. Outro idoso também foi vítima e está internado.

O lavrador Adoaldo Quirino dos Santos, de 70 anos, foi assassinado na madrugada desta terça-feira (5), em Natividade, município a 277 km de Palmas. Segundo a Polícia Militar, ele e outro idoso, que não teve o nome divulgado, foram agredidos por três jovens.

O sobrinho do lavrador assassinado disse que as vítimas foram agredidas com pedaços de meio-fio. Ele contou ainda que os idosos conversavam na rua por volta das 5h30 quando foram atacados pelos criminosos.

Momentos antes os dois participavam de uma novena e um festejo na cidade. A polícia não informou o que pode ter motivado o crime. Um homem foi preso e um adololescente apreendido, suspeitos do crime.

O idoso que sobreviveu foi levado para o hospital de Navidade e depois transferido para o Hospital Geral de Palmas. O estado de saúde dele é considerado grave.

G1/To

Dep. Gaguim responde comentário maldodo do Sub-prefeito da Região sul de Palmas

Atuação parlamentar deputado Carlos Henrique Gaguim.

O Deputado Federal, Carlos Henrique Gaguim, PODEMOS-TO, nesta quinta-feira, 17, após comentário maldoso do Subprefeito da Região sul de Palmas, destacou as emendas Parlamentares impositivas de sua autoria que foram destinadas para atender o município de Palmas-TO. 

“Apesar de nunca ter sido procurado pelo prefeito e nem por seus secretários, tenho honrando meu compromisso com os cidadãos palmensses.  Já destinei para a área da SAÚDE de Palmas, emenda parlamentar impositiva no montante de R$ 5 milhões para atender as Unidades Básicas de Saúde – UBS. ” Afirmou o deputado Gaguim.

 O ex-governador Gaguim, destacou os valores individualizado das emendas que já foram liberadas, no montante de R$ 2.4 milhões:

 – R$ 711.205,60 (setecentos e onze mil, duzentos e cinco reais e sessenta centavos) destinados para aquisição de equipamentos e mobiliários das UBS: José Lucio de Carvalho, Sta. Barbara, Valeria Martins Pereira, 405 Norte, 603 Norte e 806 Sul;

 – R$ 557.238,10 (quinhentos e cinquenta e sete mil, duzentos e trinta e oito reais e dez centavos) destinados para aquisição de equipamentos e mobiliários das UBS: Morada do Sol, Novo Horizonte, Setor Sul e Taquarussu;

 R$ 512.000,00 (quinhentos e doze mil reais) destinados para a construção da UBS Taquarussu;

 R$ 249.300,00 (duzentos e quarenta e nove mil e trezentos reais) destinados para ampliação da UBS da 603 Norte;

  – R$ 229.950,00 (duzentos e vinte e nove mil, novecentos e cinquenta reais) destinados para ampliação da UBS da 508 Norte;

 R$ 114.450,00 (cento e quatorze mil, quatrocentos e cinquenta reais) destinados para ampliação da UBS da Aureny II, e

 R$ 25.850,00 (vinte mil, oitocentos e reais) destinados para a aquisição de equipamentos, mobiliário e material permanente das UBS Liberdade e 406 Norte. 

O ex-governador Gaguim disse: “É inadmissível a cara de pau deste senhor, que nem sequer conhece nossa história e vai numa entrevista tentar justificar a demissão de funcionários, meramente por questões políticas e ainda tem a audácia de dizer que esse prefeito não pratica velha política. ” 

“Com que moral esse Sub-prefeito e esse secretário vem para Brasília em dia de expediente para tratar de assunto de interesse político do seu prefeito, por duas semanas consecutivas, e usando de má fé, tenta denegrir a imagem e o trabalho da Bancada do Tocantins e dos políticos tocantinenses. ” Finalizou Gaguim.

Câmara dos deputados

Ascom: Deputado Gaguim

Dep. Gaguim responde comentário maldoso do Sub-prefeito da Região sul de Palmas

Atuação parlamentar deputado Carlos Henrique Gaguim.

O Deputado Federal, Carlos Henrique Gaguim, PODE-TO, nesta quinta-feira, 17, após comentário maldoso do Subprefeito da Região sul de Palmas, destacou as emendas Parlamentares impositivas de sua autoria que foram destinadas para atender o município de Palmas-TO. 

“Apesar de nunca ter sido procurado pelo prefeito e nem por seus secretários, tenho honrando meu compromisso com os cidadãos palmensses.  Já destinei para a área da SAÚDE de Palmas, emenda parlamentar impositiva no montante de R$ 5 milhões para atender as Unidades Básicas de Saúde – UBS. ” Afirmou o deputado Gaguim. 

O ex-governador Gaguim, destacou os valores individualizado das emendas que já foram liberadas, no montante de R$ 2.4 milhões: 

– R$ 711.205,60 (setecentos e onze mil, duzentos e cinco reais e sessenta centavos) destinados para aquisição de equipamentos e mobiliários das UBS: José Lucio de Carvalho, Sta. Barbara, Valeria Martins Pereira, 405 Norte, 603 Norte e 806 Sul; 

– R$ 557.238,10 (quinhentos e cinquenta e sete mil, duzentos e trinta e oito reais e dez centavos) destinados para aquisição de equipamentos e mobiliários das UBS: Morada do Sol, Novo Horizonte, Setor Sul e Taquarussu; 

R$ 512.000,00 (quinhentos e doze mil reais) destinados para a construção da UBS Taquarussu;

 R$ 249.300,00 (duzentos e quarenta e nove mil e trezentos reais) destinados para ampliação da UBS da 603 Norte;

 – R$ 229.950,00 (duzentos e vinte e nove mil, novecentos e cinquenta reais) destinados para ampliação da UBS da 508 Norte; 

R$ 114.450,00 (cento e quatorze mil, quatrocentos e cinquenta reais) destinados para ampliação da UBS da Aureny II, e R$ 25.850,00 (vinte mil, oitocentos e reais) destinados para a aquisição de equipamentos, mobiliário e material permanente das UBS Liberdade e 406 Norte. 

O ex-governador Gaguim disse: “É inadmissível a cara de pau deste senhor, que nem sequer conhece nossa história e vai numa entrevista tentar justificar a demissão de funcionários, meramente por questões políticas e ainda tem a audácia de dizer que esse prefeito não pratica velha política. ”           

“Com que moral esse Sub-prefeito e esse secretário vem para Brasília em dia de expediente para tratar de assunto de interesse político do seu prefeito, por duas semanas consecutivas, e usando de má fé, tenta denegrir a imagem e o trabalho da Bancada do Tocantins e dos políticos tocantinenses. ” Finalizou Gaguim.  

Câmara dos deputados

Ascom:Deputado Gaguim

PM apreende menores suspeitos de usar máscara em roubos

Apreensão foi realizada em Dianópolis. Com a dupla, a polícia também apreendeu uma arma de fogo.

Polícia Militar apreendeu dois menores suspeitos de roubos em Dianópolis, na noite desta quarta-feira (20), por volta das 23h. Segundo a PM, eles usavam uma máscara para praticar os crimes. Com ele, também foi apreendida uma arma de fogo de fabricação artesanal, tipo garrucha, com munição.

Segundo a PM, os menores foram apreendidos quando se preparavam para realizar um novo ato infracional. Os jovens os materiais apreendidos foram levados para a Delegacia de Polícia de Dianópolis.

G1/TO

Facebook deve reativar perfil de jovem com câncer que teve conta apagada

Ela e a mãe tiveram páginas retiradas da rede após denunciarem que foto da garota foi usada em perfis falsos.

A bacharel em direito Nathália Diogo França, de 23 anos, e a mãe dela, professora desempregada Denise Aparecida Diogo França, 43, tiveram as contas no Facebook desativadas após denunciarem uso de imagens da jovem, que sofre de câncer, por outros perfis. Elas entraram com uma ação contra a rede social e uma juíza determinou, por meio de liminar, que as duas devem ter as páginas reativadas.

A liminar foi dada nesta quarta-feira (6) pela juíza Roberta Nasser Leone. Conforme o documento, ela afirma que identificou “possibilidade de dano de difícil reparação”, por isso determinou o reativamento das contas.

A jovem afirmou que sofre de câncer na cervical há mais de um ano e está passando por quimioterapia. Segundo ela, a página que tinha, “Juntos pela Nath” e seu perfil na rede eram uma forma de contar a própria história e receber apoio de internautas. “Era um meio de mostrar como é minha luta contra câncer, eu passava força para as pessoas, querendo ou não eu me sentia bem. Ajudava outras pessoas contando meu dia a dia. Também recebia mensagens de apoio das outras pessoas”, afirmou.

Ainda segundo ela, foi pega de surpresa quando os perfis e a página foram deletados no final de fevereiro deste ano. Desde então, ela tem tentado informar a rede social do erro, mas não obteve nenhum retorno.

“De repente minha pagina foi excluída. A mensagem que apareceu era de que eu estava me passando por outra pessoa, o que não é verdade. Mandei mensagem para o Facebook, mas não tive resposta, então procuramos os meios judiciais”, contou.

Nathália comentou que tem sentido falta de poder compartilhar o que vive e até poder relembrar as batalhas que já venceu contra a doença. “Na pagina estavam relatos desde o inicio do meu tratamento, estava tudo lá: foto, coisas importantes para mim. Imagens importantes. Perdi tudo isso quando deletaram”, afirmou.

Mãe de borracheiro morto após ida a motel diz filho foi vítima de ‘covardia’

Vidraceiro de 19 anos foi preso suspeito de enforcar homem e atear fogo no corpo. Família fez protesto durante apresentação do jovem na Deic, em Goiânia.

A mãe do borracheiro Vitor do Prado Batista, de 38 anos, morto após um encontro em um motel, disse, nesta terça-feira (4), que o filho foi vítima de uma “covardia”. A dona de casa Maria do Prado Batista afirma que Vitor era uma pessoa tranquila e não tinha inimizades. Ela e familiares fizeram um protesto pedindo “justiça”, durante a apresentação do suspeito na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Goiânia.

Maria afirma que o filho saiu de casa, em Uruana, no dia 20 de junho do ano passado, alegando que faria exames na capital. Ela diz que não imaginava que o filho estava de encontro marcado com o vidraceiro Pedro Henrique Rodrigues da Silva, de 19 anos, preso de matar a vítima enforcada, roubar o carro dela e ocultar o corpo.

“Nem passava pela minha cabeça que ele tivesse esse encontro. Foi uma covardia muito grande o que este rapaz fez com meu filho. Eu não tenho palavras para dizer, do tanto que foi cruel e ainda mais por causa de um carro. A gente esperava encontrar ele com vida e, de repente, está numa situação dessa. Agora a gente só espera a justiça de Deus”.

Segundo o delegado Valdemir Pereira, titular da Deic, Vitor se encontrou com Pedro Henrique em Goiânia e, após jantarem em um restaurante, seguiram até o motel. Pereira afirma que no local os dois tiveram uma discussão e a vítima foi enforcada, colocada no porta-malas do próprio carro e levada até uma mata em Senador Canedo, onde foi asfixiada e carbonizada. 

Segundo o delegado, um mês após o sumiço de Vitor, a polícia encontrou restos mortais de um homem às margens da estrada vicinal em Senador Canedo. No entanto, na época, não havia nenhuma informação que ligasse ao desaparecimento do borracheiro.

Contudo, ao ser preso, no último dia 28, Pedro Henrique levou os policiais até o local em que deixou a vítima. Era a mesma área onde estavam os restos mortais, assim, após exames, foi comprovado que o material encontrado se tratava de Vitor.

Na segunda-feira (3), familiares de Vitor fizeram um sepultamento dele em um cemitério de Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia.

“Eu estou muito triste, porque queria meu filho de volta, vivo. Mas estou aliviada pelo caso ter sido descoberto, o rapaz que fez esta crueldade está preso. Agora é pedir Justiça e lutar para que ele permaneça na cadeia”, disse a dona de casa.

Crime premeditado

O delegado afirmou que o vidraceiro confessou ter matado e roubado Vitor. Segundo ele, o jovem conheceu a vítima nas redes sociais e marcou o encontro já pensando em roubar o veículo dele.

“Ele [Pedro Henrique] confessou todo o crime. Para a gente não resta dúvida de que o crime foi planejado, ele sabia que a vítima tinha o carro e, por isso, marcou o encontro e eles foram ao motel, mas ele já tinha a intenção de matar o Vitor. A princípio ele negou que conhecia o rapaz, mas depois levou a gente até o local onde ele deixou o corpo e ateou fogo no mesmo”, relatou o delegado.

No entanto, ao ser apresentado, na manhã desta terça-feira (4), Pedro Henrique disse que, quando deixou o borracheiro, achou que ele ainda estava vivo. “A gente se conheceu e marcou de se conhecer. Eu fui para o motel com ele e ele disse que eu só ia me deixar ir embora depois que eu tivesse relação sexual com ele. Eu não quis, ele me agrediu e eu pulei em cima dele. Ele desacordou e eu levei ele pra mata”, afirmou.

Apesar da afirmação do suspeito, o delegado diz que não tem dúvidas de que ele planejou roubar a vítima, tanto que vendeu o celular dela cerca de duas semanas após o crime e estava de posse do carro dela.

“No motel ele enforcou a vítima, que ficou desacordada. Depois, colocou o Vitor no porta-malas do carro, parou em um posto de gasolina e, em seguida levou até um terreno próximo a Senador Canedo. Enquanto arrastava a vítima para dentro de uma mata, Vitor acordou. Quando ele acordou, ele o enforcou de novo e acabou de matá-lo. Por fim, botou fogo”, afirmou Pereira.

Identificação

O delegado explicou que a Polícia Civil chegou até Pedro Henrique após investigar todas as pessoas com quem Vitor havia falado antes do desaparecimento. Segundo ele, o vidraceiro foi chamado para prestar esclarecimentos na Deic, e chegou à delegacia dirigindo o carro de Vitor.

Valdemir suspeita que o vidraceiro estava usando os documentos de Vitor, se passando por ele, já que, dentro do carro foi encontrado um documento de identidade da vítima.

“Nós apreendemos o carro da vítima com ele já no dia em que ele veio aqui na delegacia. Dai já se tornou o principal suspeito. A princípio disse que não conhecia a vítima e se contradisse muito no depoimento. A partir das contradições pedimos à prisão preventiva, e, no ato da prisão, confessou o crime e nos levou até a mata”, contou.

Pedro Henrique vai responder pelo crime de latrocínio e ocultação de cadáver.

Vitor do Prado Batista, de 38 anos, estava desaparecido desde junho do ano passado, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Vitor do Prado Batista, de 38 anos, estava desaparecido desde junho do ano passado, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Vidraceiro Pedro Henrique Rodrigues da Silva, 19, foi preso suspeito de matar borracheiro (Foto: Murillo Velasco/G1)
Vidraceiro Pedro Henrique Rodrigues da Silva, 19, foi preso suspeito de matar borracheiro (Foto: Murillo Velasco/G1)

G1/Goias

Saúde lança guia de prevenção de tuberculose para soropositivos

Com alto índice de mortalidade entre portadores do vírus HIV, doença tem de 20 a 30% de chances de acometer pacientes deste grupo.

Pensando neste perfil de pacientes, a Secretaria de Estado da Saúde lançou nesta terça-feira (28) um guia para prevenção e tratamento da tuberculose em pessoas vivendo com HIV. A publicação da Centro de Referência e Treinamento DST/Aids e da Divisão de Tuberculose do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) é dirigida a profissionais de saúde da rede pública do Estado. 

O objetivo é proporcionar um atendimento mais especializado e humanizado para pacientes soropositivos. A tuberculose é uma das principais causas de óbitos em pessoas com HIV e as chances de a doença se manifestar nestes pacientes é de 20 a 30% maior do que em quem não tem o vírus.

O lançamento da publicação é alusivo ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose comemorado todos os anos, no dia 24 de março. O guia traz informações sobre prevenção, tratamento, rastreamento e diagnóstico da doença e alerta para o impacto da transmissão da doença entre a comunidade de pacientes com HIV.

Na mesma terça-feira, a Secretaria de Estado da Saúde premia os municípios, serviços de saúde e centros de vigilância epidemiológica que mais incentivaram a busca de casos no Estado. O evento acontece no Centro de Convenções Rebouças, zona Oeste da cidade de São Paulo.

A meta da Secretaria é reduzir a incidência da doença para menos de 10 casos para cada 100 mil habitantes até o ano de 2035 e para menos de um caso por um milhão de habitantes até 2050.

Em 1998, o número de casos registrados no Estado a cada 100 mil habitantes era de 49,3. Esse número caiu para 38,1 casos para cada 100 mil habitantes, em 2016, o equivalente a uma redução de 23% no número de casos verificados no Estado.

A tuberculose pode ser evitada com a vacinação precoce de crianças já após o nascimento ao máximo até os quatro anos. A vacina BCG está disponível gratuitamente nos postos de vacinação das redes do Sistema Único de Saúde (SUS), incluindo maternidades.

A doença é contagiosa e pode ser transmitida pela saliva do indivíduo infectado ao falar, espirrar ou tossir. Ela ataca principalmente os pulmões mas pode afetar outros órgãos ou sistemas. As informações são do portal do governo do Estado de São Paulo.

Noticias ao Minuto

Dicas para comprar imóvel do Minha Casa, Minha Vida

O programa do governo contempla famílias com renda de até R$ 7 mil e o imóvel deve ser utilizado para moradia.

O ‘Minha Casa, Minha Vida’ pode ser uma boa opção para quem procura imóvel para comprar no Brasil. O programa do governo contempla famílias com renda de até R$ 7 mil e o imóvel deve ser utilizado para moradia. Além disso, ao fazer a compra, a prestação não pode ser maior que 30% da sua renda familiar mensal.

No entanto, os futuros proprietários precisam ter cautela na hora de fechar o negócio. O jornal Extra conversou com especialistas em financiamentos que deram dicas sobre como comprar um imóvel com o MCMV. Confira:

Condições: é importante comparar as condições oferecidas pelas agências bancárias, inclusive o preço final com todos os complementos. Fique atento para avaliar o melhor plano de financiamento, com prestações decrescentes.

Pagamento: o prazo de pagamento deve ser o menor possível. Não deixe acumular três prestações em atraso e, caso haja necessidade, procure o banco para uma renegociação. Tenha atenção a taxa final de juros e confira se os valores da parcelas mensais a pagar estão dentro das suas possibilidades.

Taxas extras: além dos custos com o financiamento, diversas outras despesas devem ser consideradas, entre elas a imposto de transmissão, o ITBI, a taxa de escritura, e até os custos com o registro de imóveis.

ITBI: os especialistas explicam que, no caso dos consumidores do MCMV, o financiamento de despesas cobre apenas custos cartorários e de ITBI de imóveis já prontos, com o Habite-se. Ou seja, até 4% do valor aprovado para o financiamento podem ser destinados para o pagamento desses gastos . Dessa forma o valor das despesas fica incorporado ao financiamento.

Noticias ao Minuto

GABAS: REFORMA DA PREVIDÊNCIA É PACOTE DE MALDADES

Ministro nos governos Lula e Dilma, Carlos Eduardo Gabas concorda com a necessidade de atualização das regras da Previdência Social, mas critica a proposta do governo Temer, como diz, na forma e no conteúdo; “Na forma, porque mandam um pacote de maldades sem conversar com ninguém”, afirma, referindo-se à PEC 287, apresentada no início da semana e encaminhada ao Congresso, onde já teve parecer favorável do relator na Comissão de Constituição e Justiça, deputado Alceu Moreira (PMDB-RS) – conforme ele mesmo adiantou, autodenominando-se “the flash”, pela agilidade no parecer.

Ministro nos governos Lula e Dilma – deixou o cargo definitivamente em outubro de 2015 –, Carlos Eduardo Gabas concorda com a necessidade de atualização das regras da Previdência Social, mas critica a proposta do governo Temer, como diz, na forma e no conteúdo. “Na forma, porque mandam um pacote de maldades sem conversar com ninguém”, afirma, referindo-se à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, apresentada no início da semana e encaminhada ao Congresso, onde já teve parecer favorável do relator na Comissão de Constituição e Justiça, deputado Alceu Moreira (PMDB-RS) – conforme ele mesmo adiantou, autodenominando-se “the flash”, pela agilidade no parecer.

E no conteúdo porque não existe um “descontrole” de despesa. “O que há é uma queda brutal de arrecadação. Você não pode, por um problema de arrecadação, tirar direitos. O remédio é crescimento econômico”, diz Gabas. Para ele, as PECs 287 e 55, de congelamento de gastos primários por 20 anos, representam o pagamento do governo Temer para quem ajudou a bancar o golpe que derrubou a presidenta Dilma Rousseff.

Gabas observa que “coincidentemente, ou não”, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional divulgou terça-feira (6) um relatório destacando R$ 1,8 trilhão em dívidas a serem cobradas. “Um número até pequeno de contribuintes, cerca de 13 mil, entre empresas e pessoas físicas. Não se fez nenhum esforço até agora para cobrar esse dinheiro, e por um outro lado você está tratando de retirar direitos, que é uma medida permanente que afeta especialmente o trabalhador mais pobre”, afirma o ex-ministro.

“Uma quantia pequena ganha o teto, que é R$ 5.189. A média dos benefícios pagos pela Previdência é de R$ 1.500, R$ 1.600. Então, estamos falando de uma parcela pobre da sociedade. Mais de dois terços do conjunto de benefícios, cerca de 34 milhões, é de um salário mínimo”, observa. Assim, o governo elabora medidas que, na visão de Gabas, contempla o ponto de vista econômico, com matriz na Fazenda – que, conta, sempre pressionou por reformas –, prejudicando trabalhadores de menor renda. Para ele, por meio do diálogo, sem imposição ou “toque de caixa”, era possível encontrar alternativas de financiamento, preservando direitos.(fonte:brasil 247)