Delegado diz que namorado confessou ter matado Patrícia Aline ao ser preso

Iury Italu Mendanha foi encontrado em Campos Lindos e teria informado que matou a jovem com três tiros. Silas Barreira Borges também é suspeito e foi preso junto com Mendanha, ele não confessou.

O delegado de homicídios de Palmas, Israel Andrade, informou que Iury Italu Mendanha confessou o assassinato de Patrícia Aline dos Santos ao ser preso. Ele foi encontrado em Campos Lindos, no interior do Tocantins, e teria dado a declaração aos policias que participaram da operação. Iury alegou que agiu sozinho.

“Ele confessou ter cometido o crime de homicídio. Falou que chamou ela para conversar. Parece que ela falou para ele que já estava com outro. Segundo ele, atirou nela e saiu correndo. Disse que foi no mesmo local onde o corpo foi encontrado, mas não acredito nessa versão. Foi o que ele disse no momento da prisão, mas ainda vou ouvi-lo formalmente”, diz o delegado.

A Polícia Civil informou que ainda acredita que o amigo de Mendanha, Silas Barreira Borges, também esteja envolvido. Ele foi preso junto com Iury, mas não confessor participação no assassinato.

Os dois devem ser trazidos para Palmas até esta quarta-feira para serem ouvidos formalmente na Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa.

Suspeitos de matar Patrícia Aline são presos (Foto: Polícia Civil)Suspeitos de matar Patrícia Aline são presos (Foto: Polícia Civil)

Suspeitos de matar Patrícia Aline são presos (Foto: Polícia Civil)

O caso

A jovem foi encontrada morta em um matagal na última quinta-feira (9), perto de um shopping, na quadra 107 Norte, em Palmas. Dias antes do crime, ela pediu ajuda para uma amiga pelo WhatsApp, afirmando que o namorado queria matá-la.

Patrícia morava em Palmas há cerca de um ano e trabalhava como consultora de beleza. O primo disse que a família está assustada. O corpo da jovem foi enterrado em Serrana (SP) no último sábado (11).

Patrícia Aline dos Santos foi encontrada morta em matagal na zona norte de Palmas (Foto: Arquivo Pessoal)Patrícia Aline dos Santos foi encontrada morta em matagal na zona norte de Palmas (Foto: Arquivo Pessoal)

Patrícia Aline dos Santos foi encontrada morta em matagal na zona norte de Palmas (Foto: Arquivo Pessoal)

Câmera de segurança

Iury e Silas aparecem em um vídeo horas antes de a jovem ser encontrada morta. Nas imagens, gravadas pela câmera de segurança de uma padaria, é possível ver que Iury chega à casa de Patrícia acompanhado pelo amigo.

No vídeo, Iury chega dirigindo e desembarca sozinho do carro. Ele chama Patrícia na porta e os dois conversam por alguns minutos até que o homem, que seria Silas, também desce do veículo. Os três ficam no local por mais alguns minutos e voltam para o carro juntos, desta vez com Iury no banco do passageiro e Patrícia no banco de trás.

A jovem parecia tranquila e chegou a abraçar o suspeito durante a conversa. Amigos de Patrícia disseram à polícia que ela usou a mesma roupa durante todo o dia, o que pode indicar que ela não esperava a visita e não estava preparada para sair de casa. O vestido é o mesmo com o qual ela foi encontrada morta.

G1 Tocantins.

Adolescente é encontrada morta, amordaçada e com mãos amarradas dentro de casa, em Goiás

Polícia Civil informou que investiga o caso e está ouvindo pessoas suspeitas de envolvimento com o crime.

A adolescente Nayara Xavier, de 17 anos, foi encontrada morta, amordaçada e com as mãos amarradas na casa onde ela morava em Goiatuba, na região sul de Goiás. Segundo a Polícia Civil, a vítima teve uma perfuração no pescoço e estava com um saco na cabeça.

O delegado Parick Carniel, responsável pela investigação do caso, confirmou o homicídio e disse que está ouvindo pessoas nesta tarde. Segundo ele, a Polícia Civil está interrogando possíveis suspeitos do caso e apura as motivações e a dinâmica do crime.

Nayara Xavier, de 17 anos, é encontrada morta em casa (Foto: Reprodução/Facebook)Nayara Xavier, de 17 anos, é encontrada morta em casa (Foto: Reprodução/Facebook)

Nayara Xavier, de 17 anos, é encontrada morta em casa (Foto: Reprodução/Facebook)

O corpo da vítima foi retirado do local pelo Instituto Médico Legal (IML) de Itumbiara na madrugada desta terça-feira (14). Segundo o órgão, todos os exames já foram realizados e a Polícia Técnico Científica aguarda representação da família para retirar o corpo.

G1 Tocantins.

Médico é cedido para outro estado e 24 cidades do TO ficam sem atendimento

Ministério Público Estadual entrou na Justiça para obrigar o governo a anular a portaria que permitiu a cessão do profissional. Promotoria diz que população está desassistida.

Acessão do único médico otorrinolaringologista do Hospital Regional de Augustinópolis para o Estado do Maranhão foi parar na Justiça. O Ministério Público Estadual entrou com uma ação para obrigar o governo do Tocantins a anular a portaria num prazo de 30 dias. A promotoria alega que os moradores da região estão desassistidos.

A Secretaria Estadual da Saúde informou que a gestão ainda não foi cientificada sobre a ação do MPE, e assim que isso acontecer tomará as providências cabíveis. Sobre a cessão do servidor, disse que o governo está tomando ciência dos fatos para adotar as procedimentos necessários.

O MPE diz que o hospital é responsável pela cobertura do SUS em toda a região do norte do Tocantins, conhecida como Bico do Papagaio, onde moram 200 mil pessoas em 24 municípios. O afastamento do médico Pedro Serafim de Sousa Neto da unidade deixou a unidade sem cobertura na área de otorrinolaringologia.

A cessão do médico foi feita sem consulta prévia à direção do hospital, segundo o MPE. Entre os anos de 2016 e 2017, o profissional já havia sido afastado para atuar no outro estado.

“Os pacientes da rede pública não dispõem desse atendimento há quase dois anos no Hospital Regional de Augustinópolis, uma vez que o profissional foi cedido, mesmo sabendo-se que era o único médico otorrinolaringologista desta Unidade de Saúde”, afirmou o promotor de Justiça Paulo Sérgio Ferreira de Almeida.

Na ação, o MPE requer o retorno imediato do médico ao quadro do Hospital Regional de Augustinópolis para prestação adequada, contínua, ininterrupta, eficiente e segura dos serviços de saúde na Unidade. Em caso de descumprimento, a promotoria pediu a aplicação de multa diária no valor de R$ 5 mil.

G1 Tocantins.

Suspeitos do assassinato de Patrícia são presos pela polícia no interior do Tocantins

Iury Italu Mendanha tinha um relacionamento com Patrícia Aline dos Santos e é o principal suspeito. Silas Barreira foi preso por aparecer em imagens que mostram ele entrando em um carro com a vítima e Iury horas antes do crime.

Yury Italu Mendanha e Silas Barreira Borges foram presos pela polícia nesta terça-feira (14), em Campos Lindos, a 491 km de Palmas. Eles são suspeitos do assassinato de Patrícia Aline dos Santos, de 29 anos. A jovem foi encontrada morta em um matagal, perto de um shopping de Palmas. Os dois foram levados para Araguaína, mas devem ser tranferidos para Palmas onde vão prestar depoimento.

O delegado Israel Andrade, responsável pelo caso, disse que eles foram presos pela polícia depois de uma denúncia de que eles estavam tentando comprar passagens para Goiânia (GO) com nomes falsos. Os dois suspeitos tinham a prisão preventiva decretada e estavam com o carro que aparece nas imagens e mostra Patrícia saindo com os suspeitos.

Iury e Silas aparecem em um vídeo horas antes de a jovem ser encontrada morta. Nas imagens, gravadas pela câmera de segurança de uma padaria, é possível ver que Iury chega à casa de Patrícia acompanhado pelo amigo.

No vídeo, Iury chega dirigindo e desembarca sozinho do carro. Ele chama Patrícia na porta e os dois conversam por alguns minutos até que o homem, que seria Silas, também desce do veículo. Os três ficam no local por mais alguns minutos e voltam para o carro juntos, desta vez com Iury no banco do passageiro e Patrícia no banco de trás.

A jovem parecia tranquila e chegou a abraçar o suspeito durante a conversa. Amigos de Patrícia disseram à polícia que ela usou a mesma roupa durante todo o dia, o que pode indicar que ela não esperava a visita e não estava preparada para sair de casa. O vestido é o mesmo com o qual ela foi encontrada morta.

Patrícia entrou no carro com ex-namorado e um amigo (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Patrícia entrou no carro com ex-namorado e um amigo (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Patrícia entrou no carro com ex-namorado e um amigo (Foto: Reprodução/TV Anhanguera).

Antes de prender os dois, o delegado estava investigando o caso com base nas buscas feitas na casa da vítima e do suspeito. Ele também ouviu testemunhas e amigas de Patrícia afirmaram que ela relatou, por meio de mensagens, que estava com mau pressentimento, um dia antes de ser assassinada. As amigas chegaram a orientar que ela procurasse a polícia, mas ela se negou.

“Inclusive, um dia antes de morrer, em uma das mensagens, ela diz: ‘Amiga, eu estou com um mau pressentimento, eu acho que o Iury vai me matar’. A amiga falou para ela procurar a polícia, ela não quis, falou que não queria que chegasse a esse ponto, que iria deixar”, relatou o delegado.

Dias antes do crime, a jovem também havia pedido ajuda à amiga e afirmou que estava com medo que o namorado a matasse.

O pai de Iury também foi ouvido pela polícia e disse que o filho mandou mensagem se despedindo nesta quinta-feira, dia em que o corpo da jovem foi encontrado.

“O pai não sabe de muita coisa, sabe que ele teve envolvimento com essa moça, namorou. Falou que desconhecia as armas que ele tinha em casa e nos mostrou mensagens que ele enviou se despedindo ontem pela manhã, no dia que o corpo foi encontrado. Disse que não ia mais trabalhar com o pai na loja, que precisava sair da cidade e que depois voltava.”

Corpo de Patrícia foi encontrado em matagal (Foto: Arquivo Pessoal)Corpo de Patrícia foi encontrado em matagal (Foto: Arquivo Pessoal)

Corpo de Patrícia foi encontrado em matagal (Foto: Arquivo Pessoal).

Família da vítima

O primo da jovem, Ivanesio de Oliveira Santos, disse que a família não se conforma. Segundo ele, os parentes não chegaram a conhecer o namorado da vítima, já que o relacionamento era recente. “Foi muito cruel. A gente não se conforma porque ela era muito nova, por causa da forma como aconteceu e porque ela estava morando longe da gente”, disse.

Patrícia morava em Palmas há cerca de um ano e trabalhava como consultora de beleza. O primo disse que a família está assustada. O corpo da jovem foi enterrado em Serrana (SP) no último sábado (11).

O crime

A jovem foi encontrada morta em um matagal na última quinta-feira (9), perto de um shopping, na quadra 107 Norte, em Palmas. Dias antes do crime, ela pediu ajuda para uma amiga pelo WhatsApp, afirmando que o namorado queria matá-la. Segundo o delegado responsável pelo caso, Israel Andrade, a jovem foi morta com três tiros.

A Polícia Civil revelou ainda que Patrícia já sofreu violência de um ex-companheiro, com quem morou na capital. “Achamos o boletim de ocorrência que ela registrou junto à delegacia da mulher reclamando que o seu atual companheiro, na época, havia agredido e ameaçado ela de morte. A Justiça deferiu a medida protetiva afastando ele de chegar perto dela, ele descumpriu a medida protetiva, chegou a agredi-la novamente e ameaçá-la. Está tudo registrado”, informou o delegado Israel.

Conversas no WhatsApp entre Patrícia Aline da Silva e a amiga em Palmas (TO) (Foto: Reprodução/WhatsApp)Conversas no WhatsApp entre Patrícia Aline da Silva e a amiga em Palmas (TO) (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Conversas no WhatsApp entre Patrícia Aline da Silva e a amiga em Palmas (TO) (Foto: Reprodução/WhatsApp).

G1 Tocantins.

Prefeito de Nova Olinda é afastado a pedido do MPE por contratações irregulares que chegam a quase R$ 12 milhões

Durante o afastamento de José Pedro Sobrinho, a gestão deve ser assumida pelo vice-prefeito, segundo especifica a liminar.
A Justiça atendeu pedido do Ministério Público Estadual (MPE) e determinou, por meio de liminar expedida no último dia 10, o afastamento do prefeito de Nova Olinda, José Pedro Sobrinho, pelo prazo de 180 dias, em razão de supostas irregularidades na locação de veículos e na contratação de shows, de serviços de consultoria e de servidores comissionados em período eleitoral.
As irregularidades teriam sido praticadas entre janeiro de 2013 e outubro de 2016, envolvendo recursos públicos na ordem de R$ 11.898.369,52. Na liminar, também foi determinada a indisponibilidade deste valor em bens do prefeito e de mais 15 pessoas envolvidas, entre secretários, ex-secretários, diretores, integrantes da Comissão Permanente de Licitação e de particulares que participaram das contratações.
Os fatos foram levados à Justiça pelo Promotor de Justiça Paulo Alexandre Rodrigues de Siqueira, da área de defesa do patrimônio público, em Ação Civil Pública ajuizada em julho. O MPE agiu tendo por base um relatório de auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
As práticas irregulares envolveriam licitações direcionadas e superfaturadas, inclusive praticadas com a participação de empresas de fachada, que sequer possuem endereço válido.
Segundo é apontado em caráter exemplificativo, o município pagou, entre os anos de 2013 e 2016, o total de R$ 450.600,00 pela locação de um caminhão basculante do ano 1976. Com este montante, seria possível adquirir 15 caçambas similares, considerando-se o valor do veículo na tabela Fipe.
Também é exemplificado que o município pagou pelo show do forrozeiro Frank Aguiar valor 266% superior ao normalmente cobrado pelo artista. Por sua contratação, Nova Olinda desembolsou R$ 100 mil, quando o cantor cobrava, à época, R$ 37.550,00. Outro exemplo é a contratação da banda gospel Louve e Adore, que cobrava, em média, R$ 5.550,00, mas foi contratada pelo município por R$ 50 mil. Ou seja, um valor superestimado em 901%.
Na liminar, a juíza Milene de Carvalho chama a atenção para o fato de que Nova Olinda possui apenas 11 mil habitantes, tratando-se de um ente federado pobre, com poucos recursos para suportar os prejuízos apontados.
Flávio Herculano/Ascom Ministerio Público

Homem é preso após ameaçar matar a própria mulher e preparar cova para enterrá-la

Caso foi registrado em Arapoema, norte do Tocantins. Após a prisão, delegado descobriu que homem é acusado de matar uma ex-companheira e estava foragido.

Ildo Francisco de Viveiros, de 34 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (14) em Arapoema, no norte do Tocantins. Segundo a Polícia Civil, ele teria agredido a própria mulher e preparado uma cova no fundo da casa deles para enterrá-la. Após a prisão, o delegado responsável pelo caso descobriu que o homem tinha um mandado de prisão em aberto no Maranhão, onde é acusado de matar uma ex-companheira.

O delegado Marco Aurélio Barbosa Lima informou que a atual mulher do suspeito procurou a delegacia durante a manhã e denunciou as agressões. Momentos depois, o homem passou na frente da delegacia e acabou sendo preso.

“Ela foi fazer um B.O. por violência doméstica. Contou que já tinha sido agredida algumas vezes e que ele tinha cavado uma cova no fundo do quintal e prometido enterrá-la no local após matar”, contou o delegado Marco Aurélio.

Ainda segundo a polícia civil, após a prisão os agentes pesquisaram o nome de Viveiros e descobriram que ele é acusado de matar a ex-companheira Vera Lúcia Crispim dos Santos. A mulher foi morta com golpes de foice enquanto estava deitada em uma cama, em 2015.

Viveiros chegou a ser preso em flagrante pela morte, mas fugiu após arrebentar a porta da cela de uma delegacia no Maranhão. “Ele ainda é suspeito de tentar abusar da filha de 11 anos que teve com essa mulher. Na época ele foi indiciado por homicídio qualificado, que hoje corresponde ao crime de feminicídio, e estava foragido desde 2016”, contou o delegado.

O suspeito tinha fugido para o Tocantins e vivia com a atual companheira em um povoado na zona rural de Arapoema. O delegado afirmou ainda que ele vai responder por violência doméstica. Porém, deve ser transferido para o Paraibano (MA), onde responderá pelo homicídio.

G1 não encontrou nenhum advogado que represente o suspeito.

G1 Tocantins.

Psicóloga do NASF ministra palestra sobre depressão para alunos em escola de Palmeirópolis

O projeto é da orientadora professora Lídia Maria Teixeira.

A Psicóloga Bruna Gomes, do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), da Secretaria Municipal de Saúde de Palmeirópolis, realizou uma palestra nesta segunda-feira (13) com a temática do Projeto da Semana do Estudante.

Psicóloga Bruna Gomes

O Colégio da rede estadual professora Oneides Rosa de Moura, tem realizado palestras com diversos profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF), entre eles, dentistas, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, entre outros, durante esta semana do estudante. 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), até 2020, a depressão será a segunda causa de morte mundial por doença, ficando apenas atrás das doenças cardíacas.

Os dados são assustadores e, nas atuais circunstâncias em que vivemos, precisamos falar sobre a depressão. É preciso entender que ela não é apenas uma tristeza passageira, mas sim uma doença. E, como toda doença, precisa ser diagnosticada precocemente e tratada da forma correta.

O que é depressão?

Sentir-se triste em momentos específicos da vida é normal, como após a morte de um ente querido. Porém, algumas pessoas vivenciam esse sentimento de forma muito intensa e por períodos muito longos, que podem não ser apenas dias, mas sim meses e até mesmo anos. O ponto chave da questão é: essas pessoas nem sempre tem um motivo aparente para se sentirem assim.

Fisiologicamente, a depressão é um desequilíbrio no cérebro. Mas, ao contrário de outras doenças, ela não pode ser curada apenas com medicamentos, já que ela é uma combinação de fatores biológicos, psicológicos e sociais. Ou seja, sua qualidade de vida, seus relacionamentos e sua maneira de enfrentar o mundo, podem ser os gatilhos para a depressão aparecer.

Quais são as causas da depressão?

Não se sabe ainda exatamente quais são as causas para a depressão ser desencadeada. Porém, diversos fatores podem estar envolvidos: Diferenças biológicas, químicas do cérebro, hormônios, genética.

Sinais e sintomas

Cansaço extremo, Fraqueza, Irritabilidade, Angústia, Ansiedade exacerbada, Baixa autoestima, Insônia (ou sono de má qualidade), Falta de interesse por atividades que antes davam prazer, Pensamentos pessimistas, Pensamentos frequentes sobre a morte, Comportamentos compulsivos, Dificuldade para se concentrar, Problemas ou disfunções sexuais, Sensação de impotência ou incapacidade para os afazeres do dia a dia.

O tratamento da depressão pode ser feito com antidepressivos e psicoterapia individual e/ou em grupos de apoio.

Dicas que podem diminuir ou até mesmo evitar que uma pessoa caia na depressão

  1. Conversar com alguém de confiança, para desabar, distrair, sair para lanchar.
  2. Cuidar de si próprio. Para ultrapassar a Depressão é necessário que cuide de si. É importante que reserve um tempo para fazer coisas que goste, fazer as unhas, o cabelo, a barba, etc. Dormir bem, adotar um estilo de vida saudável.
  3. Fazer exercícios físicos com regularidade. Estudos têm mostrado a importância do exercício de forma frequente, parece funcionar também com antidepressivo, eles atuam no nível de energia, diminuindo os sinais de fadiga, reduz o nível de estresse e tensão muscular
  4. Fazer uma dieta saudável. Procurar comer alimentos com pouca gordura e ricos em fibra, proteínas, etc. “Aquilo que comemos interfere na forma como sentimos”.
  5. Desafiar os pensamentos negativos. As pessoas que estão deprimidas têm uma forma de pensamento marcada pela presença de pensamentos negativos sobre si próprias, sobre o ambiente que as rodeia e, ainda, sobre o futuro. Perante esta situação, será importante começares por identificar quais os teus pensamentos negativos mais frequentes, em suida, procurar admitir a hipótese de tais apreciações constituírem enviesamentos ou distorções da realidade devidas à depressão.
  6. Pedir ajuda profissional.

Com informações da secretaria de saúde

Polícia apura se bebê internado com perna quebrada e boca queimada sofreu maus-tratos dos pais

Segundo conselheira tutelar, casal confessou que o bebê levou um soco do pai, e que a mãe se descuidou e deu leite muito quente à criança; menino está internado na UTI do Hugol.

Um bebê de 3 meses de vida foi internado, na segunda-feira (13), desnutrido, com uma das pernas quebrada e com queimaduras na boca e laringe, no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. De acordo com a conselheira tutelar Rosimeire Fernandes Gomes, o casal confessou que o bebê foi agredido pelo pai, e que a mãe se descuidou e deu leite muito quente à criança. O caso é investigado pela Polícia Civil.

“A mãe contou quatro versões, mas só uma foi confirmada pelo pai, a de que ele, em um momento de raiva, deu um soco na perna da criança. E a questão da queimadura no céu da boca da criança, foi a de que a mãe acidentalmente deu um leite quente para ele. Ele estava chorando, ela fez o leite correndo, não percebeu que o leite estava quente deu para ele”, disse.

Conforme último boletim médico divulgado pelo Hugol, o bebê está em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) respirando com ajuda de aparelhos.

O caso chegou ao conhecimento da polícia depois que os próprios pais levaram a criança para ser atendida na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia. Após avaliação, a equipe médica suspeitou que o bebê estava sofrendo maus-tratos, acionou a Guarda Civil Metropolitana, que levou o caso para o Conselho Tutelar e à Polícia Civil.

O bebê já havia ficado internado na UPA por 20 dias no mês de julho, com problemas respiratórios. Desta vez, além de constatar as queimaduras na boca e laringe, os médicos fizeram um exame de Raio X que mostra a fratura na perninha esquerda do bebê.

Segundo a delegada Ilda Helbingen Santos, o pai e a mãe do bebê foram encaminhados à delegacia. No entanto, a delegada responsável pelo plantão do último domingo só tinha a informação sobre a fratura da perna e, sem saber do quadro de gravidade da criança, liberou os pais para responderem ao processo em liberdade.

“O que eles me falaram? Que ele [pai] chegou do trabalho e a criança e foi dar banho na criança enquanto a mãe preparava o leite e que ele deve ter pego. Ele falou ‘doutora, eu acho que eu peguei o bebê de mal jeito’”, disse a delegada.

A delegada informou à TV Anhanguera que vai pedir que uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia compareça ao Hugol e faça exames na criança, para apurar a suspeita de que a criança foi agredida.

Momento em que bebê era atendido na UPA Buriti Sereno, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Momento em que bebê era atendido na UPA Buriti Sereno, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Momento em que bebê era atendido na UPA Buriti Sereno, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Transtornos na família

Após o início da investigação do caso, o bebê ficou sob responsabilidade do Conselho Tutelar até que a Justiça determine de quem é a guarda da criança. A conselheira tutelar disse que a mãe estava em situação de vulnerabilidade quando estava grávida e, logo em seguida, conheceu o rapaz que decidiu assumir e registrar a criança como pai.

“A mãe aparentemente apresenta ter um distúrbio mental e traços de depressão. No local em que moram foi apurado que o companheiro era agressivo e a mantinha em cárcere privado.”

De acordo com a conselheira, a mãe da criança pediu ajuda depois que a criança foi internada alegando que sofria agressões. “Eu ofereci abrigo porque ela alegou que sofria agressões psicológicas. A agressão ao bebê, até então, foi provocada pelo pai, que disse que foi um momento de raiva e que um ‘inimigo’ havia o utilizado para agredir o bebê”, disse a conselheira.

Jovem é preso suspeito de estuprar e engravidar a irmã, de 11 anos, em Goiás

Segundo Polícia Civil, rapaz de 19 anos confessou ter cometido os abusos pelo menos três vezes. Escrivão disse que, como gestação era de risco, foi interrompida.

Um jovem de 19 anos foi preso suspeito de estuprar e engravidar a própria irmã, de 11, em Teresina de Goiás, região norte do estado. Segundo a Polícia Civil, ele confessou o crime em depoimento e contou que o cometeu em ao menos três ocasiões. Ainda conforme a corporação, por ser uma gestação de risco, ela precisou ser interrompida.

De acordo com o escrivão de polícia William Cândido, há pouco mais de um mês, a criança começou a sentir fortes dores abdominais. Após ir a um hospital na cidade e outro em Campos Belos, também no norte, foi enviada para Goiânia, onde foi constatada a gestação.

“A menina contou para os conselheiros tutelares que quem havia a engravidado era o irmão. O jovem foi ouvido dias depois e confessou o crime, mas como já não havia mais flagrante, ele foi liberado”, disse ao G1.

Ainda conforme Cândido, como tratava-se de uma gestação tubária, que poderia causar riscos à menina, ela foi interrompida. No entanto, ele não soube informar em qual hospital o procedimento foi feito.

A polícia entrou com pedido de prisão, que foi deferido pela Justiça. O mandado foi cumprido no último sábado (11).

O jovem está detido no Presídio de Cavalcante, distante 23 km de Teresina de Goiás. Ele deve ser indiciado por estupro de vulnerável e, se condenado, pode pegar uma pena que varia de 8 a 15 anos.

G1 Tocantins.

Criminosos invadem agência dos Correios e fogem com R$ 15 em moedas

Agência de Sampaio, na região do Bico do Papagaio, foi invadida pelo teto. Polícia não sabe quantas pessoas participaram da ação.

Criminosos invadiram os Correios de Sampaio, na região do Bico do Papagaio, e levaram R$ 15 em moedas. Segundo a Polícia Militar, ainda não se sabe quantas pessoas participaram da ação. O furto só foi percebido na manhã desta segunda-feira (13), quando um funcionário chegou para trabalhar.

Ainda segundo a PM, os policiais militares constataram que a agência foi invadida pelo teto. O funcionário contou que foram levadas apenas as moedas que estavam no caixa.

A perícia foi chamada e o caso comunicado à Polícia Federal.

Segundo a superintendência dos Correios no Tocantins, a agência ficará fechada para perícia e apuração interna. A previsão é de que o atendimento seja normalizado na quinta-feira (16). Neste período, os clientes devem procurar atendimento em Augustinópolis.

Além disso, as imagens da câmera de segurança serão disponibilizadas à polícia.

G1 Tocantins.