Jovem de 22 anos é assassinado após briga na saída de festa no sul do Tocantins

Romário Oliveira dos Reis foi morto a facadas. Ele estava com mais dois colegas e foram abordados por três rapazes.

Romário Oliveira dos Reis, de 22 anos, foi assassinado após uma discussão na saída de uma festa em Formoso do Araguaia, região sul do Tocantins. Ela estava com dois jovens e foram abordados por três rapazes. A vítima foi morta a facadas.

O assassinato aconteceu na madrugada de domingo (6). O pai da vítima, José Oliveira dos Reis, estava em uma fazenda a cerca de 50 km de Formoso do Araguaia. “Fiquei paralisado, não esperava”.

A Polícia Civil vai investigar o caso. A família pede que os autores sejam identificados. “Peço só por justiça, que a justiça seja feita”, disse o pai.

G1/TO

Acidente entre dois carros deixa quatro mortos na BR-060

PRF informou que batida aconteceu após VW Polo fazer conversão irregular e ser atingido por um Ford Fusion. Vítimas foram arremessadas para fora do veículo.

Quatro pessoas morreram na noite de domingo (6) em uma batida entre dois carros na BR-060, em Acreúna. A Polícia Rodoviária Federal informou que o acidente aconteceu após uma conversão irregular.

As vítimas estavam em um VW Polo. O motorista tentou fez a manobra irregular e foi atingido por um Ford Fusion, que seguia no sentido oposto. Com o impacto, os ocupantes do primeiro veículo, dois homens de 65 e 61 anos, uma mulher, de 51, e um adolescente, de 13, foram arremessados para fora do carro.

Os adultos morreram no local. O garoto chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para Indiara, mas não resistiu aos ferimentos.

Os ocupantes do Ford Fusion, dois estudantes de odontologia, de 28 e 23 anos, tiveram ferimentos leves e também foram atendidos pelo Samu.

G1/GO

Mulher morre carbonizada e crianças são salvas por motorista após carro capotar no TO

Veículo caiu de uma altura de dois metros, perto do povoado Trevo da Praia, em Gurupi. As três crianças foram retiradas pelo tio que conduzia o veículo.

Uma mulher morreu carbonizada após um carro pegar fogo perto do povoado Trevo da Praia, no município de Gurupi, sul do Tocantins, neste domingo (6). Segundo o Corpo de Bombeiros, Lizane Pereira estava no veículo com os três filhos e o irmão Janilton Pereira, que dirigia o automóvel. O condutor conseguiu sair e salvar os sobrinhos. Uma menina teve queimaduras graves e foi levada para o Hospital Regional da cidade.

Os Bombeiros informaram que o motorista trafegava por uma estrada vicinal quando, ao chegar em uma curva, perdeu o controle da direção, saiu da pista e capotou. O veículo caiu de uma altura de dois metros.

Ainda segundo as informações, o condutor, mesmo ferido, saiu do carro e retirou as três crianças, mas não conseguiu salvar a irmã. O carro foi tomado pelo fogo e ela morreu no local.

Os Bombeiros retiraram o corpo e levaram para o IML da cidade. O motorista e uma das crianças foram encaminhados para o hospital, onde seguem internados.

G1/TO

Abrem hoje as inscrições para o Encceja, exame que substitui o Enem

As inscrições serão abertas a partir das 10h desta segunda-feira (7).

Os interessados em obter certificação dos estudos por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 podem fazer a inscrição para a prova a partir da próxima segunda-feira (7), a partir das 10h, por meio do portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira  (Inep). As inscrições são gratuitas e vão até o dia 18 de agosto.

O Encceja é destinado a jovens e adultos residentes no Brasil ou no exterior que não tiveram oportunidade de se formar na idade ideal. Os candidatos podem obter os diplomas do ensino fundamental ou médio por meio da prova, basta fazer a opção pelo nível de ensino que deseja obter no momento da inscrição.

Para pleitear a certificação do ensino fundamental o candidato precisa ter, no mínimo, 15 anos completos na data de aplicação do exame. No caso da certificação do ensino médio é preciso ter, no mínimo, 18 anos completos.

A prova será realizada no dia 22 de outubro, e não mais em 8 de outubro, como anunciado anteriormente.

No portal do Encceja é possível se informar sobre as competências que serão cobradas na prova e baixar materiais para estudo. Com informações da Agência Brasil.  

Noticias ao Minuto

Dono de posto é preso suspeito de receptar carga de combustíveis roubada

Empresário, que nega acusações, teve estabelecimento interditado por tempo indeterminado. Polícia recuperou carregamento, avaliado em R$ 120 mil, e o devolveu ao proprietário.

O dono de um posto foi preso suspeito de receptar uma carga de combustíveis, avaliada em R$ 120 mil, que havia sido roubada, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o empresário Márcio Adriano Espíndola participava do esquema, fato negado por ele. O estabelecimento, que fica no Setor Aeroporto, foi interditado pela Secretaria da Fazenda por tempo indeterminado.

A prisão ocorreu na quinta-feira (3). Segundo o delegado Alexandre Bruno Barros, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), o carregamento foi roubado no Jardim Novo Mundo. Os criminosos liberaram o motorista horas depois e ele acionou a polícia.

De acordo com a polícia, o posto do suspeito estaria recebendo a carga de gasolina, etanol e diesel que foi roubada.

“Nós fizemos todas as diligências necessárias dentro daqueles investigados que nós já tínhamos estabelecido como possíveis compradores dessa carga de combustível roubado e através de filmagens de circuito externo de estabelecimentos comerciais nós conseguimos chegar até esse posto”, explica.

O preso foi autuado por receptação qualificada, crime inafiançável. Ele está detido na Central de Flagrantes, na capital.

O carregamento recuperado foi devolvido ao proprietário.

G1/GO

Padrasto nega maus-tratos contra enteados em assentamento de Goias

Segundo ele, rivais em disputa de terras ‘fizeram a cabeça’ dos garotos contra a família. Meninos de 9, 12 e 13 anos foram resgatados primeiro; depois, irmãos de 4 e 6 também foram levados para abrigo.

O conselheiro tutelar Camilton Santos da Fonseca Cardoso disse que o homem suspeito de maus-tratos contra três enteados, de 9, 12 e 13 anos, negou ter cometido o crime. A criança e os dois adolescentes foram resgatados de um assentamento rural de Formosa, cidade goiana no Entorno do DF, onde moram com o homem e a mãe, que está grávida. Ainda conforme o servidor, outras duas crianças, de 4 e 6 anos, filhas do casal, também foram levadas para um abrigo devido às condições precárias em que viviam.

Cardoso, que atua em Formosa, informou que esteve no assentamento na quinta-feira (3) junto com policiais militares e civis. No local, o padrasto, que não teve a identidade divulgada, refutou as acusações e afirmou que rivais em disputa por terras “fizeram a cabeça” das crianças contra ele.

“Ele disse que não procede, que não é verdade [os maus-tratos]. Ele diz que há uma briga por terras e que um rival colocou os meninos contra ele. O padrasto afirmou que jamais faria isso com as crianças”, disse o conselheiro.

Os três meninos maiores foram resgatados na última quarta-feira (2)por um casal de Santa Maria, no DF. Eles foram levados para um abrigo da cidade.

Segundo Cardoso, durante a visita, a mãe dos meninos também negou qualquer tipo de violência contra eles. Mesmo assim, o conselheiro constatou que as outras duas crianças viviam em condições precárias, resolveu levá-las para um abrigo em Formosa.

“A situação lá é grave, principalmente em termos de higiene. As crianças não poderiam estar naquele convívio, elas estavam muito sujas. Apesar de tudo, o casal disse que vai lutar para ter os meninos de volta”, pontua.

O conselheiro agora vai fazer um relatório da situação e encaminhar à Justiça. A Polícia Civil investiga o caso.

Situação desumana

A mulher que resgatou as crianças mais velhas, que preferiu não se identificar, disse que os irmãos viviam em uma situação desumana. “O padrasto deu um soco e um chute no menor e disse que, se ele voltasse, mataria o menino. Eles fugiram de casa porque pensaram que ele iria matar”, afirmou.

Segundo a mulher, as pessoas do assentamento têm medo do padrasto das crianças, conhecido na região por ser violento. Há cerca de dois meses, o casal conquistou a confiança dos meninos e passou a receber detalhes da história.

O conselheiro de Santa Maria, Hessley Santos, falou que as crianças chegaram ao DF muito sujas, com cicatrizes e marcas de violência pelo corpo. “Como a família mora aqui [em Santa Maria], vieram para o primeiro Conselho Tutelar que sabiam o endereço e trouxeram as crianças”, diz.

As crianças detalharam, em entrevista ao conselheiro tutelar, os maus-tratos sofridos na propriedade. Segundo os relatos, eles eram escravizados pelo padrasto, sofriam violência física, psicológica, e eram obrigados a furtar gado e arame farpado de outros terrenos. Além disso, eram ameaçadas com faca e arma de fogo.

G1/GO

Empresas terão que reservar 10% das vagas a pessoas que buscam primeiro emprego

Lei foi sancionada pelo governador Marcelo Miranda. Ficam obrigadas a cumprir a norma as concessionárias e empresas que prestam serviços ao Estado.

As concessionárias e empresas que prestam serviços ao estado do Tocantins terão que reservar, no mínimo, 10% das vagas às pessoas que buscam a primeiro oportunidade de trabalho. A lei foi sancionada pelo governador Marcelo Miranda e publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (2).

Conforme a norma, o primeiro emprego é destinado àquela pessoa que não tenha experiência comprovada em carteira de trabalho ou por contrato de prestação de serviços, independentemente da idade.

A lei entrou em vigor na data da publicação. Segundo consta no documento se a cota não for preenchida, as vagas remanescentes deverão ser ocupadas por jovens com idade entre 18 e 24 anos.

As empresas prestadoras de serviços, concessionárias e permissionárias dos serviços públicos estaduais deverão encaminhar um relatório semestral ao Estado e à Assembleia Legislativa demonstrando o cumprimento da lei.

G1/TO

Incêndio enquanto família dormia destrói carros, danifica casa e fere duas pessoas

Pai e filho sofreram queimaduras e foram levados para o hospital, mas já receberam alta. Bombeiros suspeitam que fogo começou após problema elétrico em veículo.

Um incêndio destruiu dois carros e danificou parte da estrutura de uma casa, em Santa Helena de Goiás, região sudoeste do estado. A família que mora na residência estava dormindo quando o fogo começou, deixando duas pessoas feridas. O Corpo de Bombeiros suspeita que as chamas tenham começado devido a problemas elétricos em um dos veículos.

O caso aconteceu na madrugada de quarta-feira (2). A dona de casa Núbia de Lucena, que mora no local, disse que acordou com os gritos do irmão e correu com os filhos para o quintal. Para se salvar, ela relata que precisou pular o muro.

“É muito grave o que aconteceu e se não fosse Deus em primeiro lugar e segundo os vizinhos, com certeza todos teriam vindo a óbito”, afirmou.

O irmão e o pai dela tiveram queimaduras e precisaram ser levados para o hospital. No entanto, segundo a TV Anhanguera, após serem atendidos, eles receberam alta.

Vizinho da família, o aposentado Itamar Emídio Bezerra ajudou no resgate e conta detalhes do momento de pânico dos moradores. “Demorou umas duas horas [para controlar as chamas] esse corre-corre, joga água, puxa um, puxa outro”, salienta.

Problema elétrico

Os bombeiros foram acionados e controlaram o incêndio. De acordo com o tenente Leandro Martins Dias, a principal suspeita é que o fogo tenha originado de um dos carros estacionados na garagem.

“Possivelmente, há indicação de que seja um problema no sistema elétrico de um dos veículos. Isso pode ocorrer mesmo que ninguém esteja mexendo nele. A família também contou que já tinha sentido um cheiro de queimado vindo dele antes”, disse.

Além dos automóveis, o telhado da garagem desabou por causa das chamas. Algumas paredes e o piso da residência também foram afetados. O fogo foi tão intenso que derreteu equipamentos eletrônicos da casa.

Sensibilizados com a situação, vizinhos e amigos se reuniram para ajudar a família a limpar a casa e a retirar o entulho do local. “A gente se comoveu. Estou passando umas férias aqui na cidade e infelizmente aconteceu essa fatalidade. O que resta é a gente ajudar todo mundo e ajudar”, destacou o motorista Carlos Henrique Montes.

G1/GO

Ministério Público pede prisão de policiais civis e ex-chefe de presídio no Tocantins

Eles são suspeitos de formar quadrilha e usar dados da Justiça para fraudar financiamentos. Policiais estão afastados das funções e a corregedoria da polícia abriu uma investigação.

O Ministério Público Estadual pediu a prisão de dois policiais civis afastados e do ex-chefe da Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional, na região central do Tocantins. Os três são suspeitos de formação de quadrilha e de ter usado dados do sistema da Justiça para fraudar financiamentos de veículos. Os crimes teriam acontecido entre janeiro e maio deste ano.

A polícia suspeita que a quadrilha tenha tentado usar até os carros que foram apreendidos pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos para as fraudes. Os policiais envolvidos no caso estão afastados das funções e a corregedoria da Polícia Civil abriu uma investigação.

O caso

Um dos suspeitos de ser integrante da quadrilha foi detido e prestou depoimento no dia 12 de junho. O grupo movimentou cerca de R$ 2 milhões nos últimos anos. Segundo a Polícia Civil, o homem atuava como escrivão na 4ª DP de Porto Nacional, e se aproveitava do acesso que tinha a documentos de vítimas de crimes para cometer as fraudes.

“Esse policial tem envolvimento direto com uma quadrilha que a gente prendeu recentemente por estelionato e uso de documento falso. Ele usava da facilidade do cargo de escrivão de polícia para pegar senha do sistema do judiciário, catalogar o dado de vítimas e falsificar os documentos para fazer financiamento junto a bancos”, explicou o delgado Correia, da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores.

Conforme as investigações, que duraram cerca de quatro meses, o escrivão falsificava carteiras de habilitação e documento de transferência de veículos. Depois, o grupo financiava os veículos das vítimas ou tentava empréstimos em bancos de outros estados.

G1/TO

Governo consegue barrar denúncia contra Temer

Mesmo com os votos pendentes, não será possível atingir o número mínimo (2/3 dos deputados) necessário para que a Câmara autorize a abertura de processo.

Mesmo com os votos pendentes, não será possível atingir o número mínimo (2/3 dos deputados) necessário para que a Câmara autorize a abertura de processo contra o presidente Michel Temer.

Embora a votação continue, devido às somas possíveis dos votos restantes, não há mais possibilidade de o Plenário da Câmara dos Deputados autorizar o pedido do Supremo Tribunal Federal (STF) para abrir processo criminal contra o presidente da República, Michel Temer, por crime de corrupção passiva.

Até o momento, 287 deputados votaram e os que ainda precisam dar seu voto, somados aos favoráveis ao prosseguimento da denúncia, não chegarão a 342 votos. As informações são da Agência Câmara.

Noticias ao Minuto