Rodovias que romperam durante período de chuvas continuam sem recuperação

Desvios foram feitos, mas situação prejudica o trânsito e a temporada de praias de algumas cidades.

Três rodovias estaduais que romperam durante oúltimo período de chuvas continuam sem recuperação.Desvios foram construídos, mas a situação dos trechos acaba prejudicando o trânsito e a movimentação para as praias. O caso mais antigo é da TO-080, que rompeu há quatro meses, e até acidentes foram registrados.

Questionada sobre a situçaão da TO -080, TO-335 e TO-201, a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) informou que projetos de recuperação estão em andamento. Porém, um prazo para conclusão das obras não foi informado.

Confira a situação de cada trecho:

TO-080, entre Divinópolis e Marianópolis

Cerca de 10 metros da pista foram levados pelas águas depois que o ribeirão Boa Esperança transbordou e a tubulação não suportou o volume da água. Em maio, uma caminhonete ficou submersa após o motorista não ver a sinalização e cair na cratera.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura de Divinópolis, um desvio foi feito pelo governo ao lado da rodovia, utilizando manilhas e um aterro. Porém, a cratera na pista continua do mesmo jeito.

A Ageto informou que projeto de engenharia para reparo definitivo da TO-080 entre Divinópolis e Marianópolis foi concluído. “A obra já tem recursos garantidos pelo Banco Mundial e a licitação deve ser feita em breve. A Ageto construiu um desvio de 400 metros que normalizou o tráfego na região”, diz nota enviada.

Parte da TO-335 se rompeu com a força da chuva (Foto: Divulgação)Parte da TO-335 se rompeu com a força da chuva (Foto: Divulgação)

Parte da TO-335 se rompeu com a força da chuva (Foto: Divulgação)

TO-335, no trecho entre Colinas e Palmeirante

Uma cratera se abriu no meio da pista no início de abril, após fortes chuvas. O ponto do desabamento fica na altura do córrego Cunhã, a cerca de 50 km de Colinas, próximo ao povoado São Pedro.

Segundo o Prefeito de Palmeirante, Charles Rodrigues, o governo colocou as manilhas, mas ainda não fez a galeria. “Colocaram o aterro, mas ainda não passaram o asfalto. O trânsito está passando apenas em uma mão. Disseram que a verba para concluir está no orçamento, mas a obra está parada”, afirmou.

Ainda segundo ele, a temporada de praias está sendo prejudicada. “Tá prejudicando porque, além desse trecho, não finalizaram as obras de tapa buracos. O trânsito fica ruim e o pessoal de Colinas, que é o público maior, não está indo”, lamentou.

O projeto para resolver o problema na TO-335 ainda está em andamento. “O projeto de engenharia para o reparo definitivo da TO-335, entre Colinas e Palmeirante está em fase de conclusão, após a aprovação o trecho deve ser licitado. No local também foi construído um desvio de 260 metros, nas proximidades da pista o que garantiu a mobilidade dos moradores da região”, informou a Ageto.

Trecho da TO-201 é parcialmente interditado após galeria romper por causa da chuva (Foto: Ageto/Divulgação)Trecho da TO-201 é parcialmente interditado após galeria romper por causa da chuva (Foto: Ageto/Divulgação)

Trecho da TO-201 é parcialmente interditado após galeria romper por causa da chuva (Foto: Ageto/Divulgação)

TO-201, entre as cidades de Axixá e Sítio Novo

O trecho rompeu no final de março após uma galeria não suportar o volume das chuvas e romper. Parte da pista desabou e ficou interditada. A rodovia é uma das principais ligações entre o Tocantins e o Maranhão. É também a via de acesso da população da região do Bico do Papagaio à cidade de Imperatriz.

Segundo a Prefeitura de Axixá, um desvio foi feito ao lado da rodovia, mas a pista continua na mesma situação.

Sobre a situação da TO-201, o Estado afirmou que os estudos para o desenvolvimento do projeto de engenharia foram iniciados e devem ser concluídos em breve. “Assim que aprovado o projeto, a obre deve ser licitada. A rodovia ganhou um desvio que tem capacidade para suportar veículos leves e pesados”, informou nota da Ageto.

G1 Tocantins.

Tocantins tem mais de 5 mil ações na Justiça por crimes de trânsito

Segundo levantamento do Tribunal de Justiça, boa parte das ações é por acusa de motoristas bêbados. Araguaína é a cidade com o maior número de casos: 1.108 ações.

Tocantins possui mais de 5,5 mil ações tramitando na Justiça por crimes de trânsito. De acordo com levantamento do Tribunal de Justiça, Araguaína é a cidade com o maior número de casos: 1.108 ações. Palmas tem 792 processos em andamento. Um dos casos de maior repercussão no estado é o do médico Pedro Caldas, ele morreu após ser atropelado enquanto corria em uma rodovia marginal.

A primeira audiência sobre o caso do médico foi realizada no início de julho. Segundo a Polícia Militar, na época, a suspeita do atropelamento não apresentou carteira de habilitação. Ela foi denunciada por homicídio qualificado e pode ser levada a júri popular. Também há suspeita de que ela havia bebido.

Ainda conforme o levantamento do TJ, boa parte dos casos está relacionado à embriaguez ao volante. Em maio deste ano, por exemplo, um motorista foi preso após atropelar cinco ciclistas na zona rural de Palmas. Em vídeo gravado na delegacia, o motorista Deusiano Santana, de 57 anos, confessou que havia consumido bebida alcóolica.

Dados do projeto Vida no Trânsito apontaram que foram registradas 40 mortes em Palmas, em 2017. Em 24% dos casos havia combinação de álcool e direção. Desde 2008, a Lei Seca proibiu qualquer quantidade de álcool no organismo dos motoristas.

“Com 0,1 [por cento de álcool no organismo] já vai ser lavrado auto em flagrante e a pessoa vem pra Justiça presa. Tem mais a multa que é administrativa, mas o réu responde ao processo criminal e pode, inclusive, permanecer preso”, alerta o juiz Jordan Jardim, do Juizado Especial Cível e Criminal Norte de Palmas.

G1 Tocantins.

Porto Nacional completa 157 anos de emancipação com desfile e show de Babado Novo

A cidade é uma das mais antigas do Tocantins e encanta pelo centro histórico e a beleza da praia de Porto Real. O marco do município é a catedral Nossa Senhora das Mercês, construída em 1894.

Uma das cidades mais antigas do Tocantins, Porto Nacional completa 157 anos de emancipação nesta sexta-feira (13). Nesta manhã, moradores participam de um desfile cívico pelas ruas da cidade. À noite, o público vai cantar os parabéns e celebrar ao som da banda de axé baiana Babado Novo. 

Militares, indígenas, grupos folclóricos e estudantes desfilam pela avenida Beira Rio, na altura da catedral Nossa Senhora das Mercês. A igreja é o principal marco do município de Porto Nacional, tendo sido construída em 1894. O templo está preservado na sua forma original e o seu formato remonta ao estilo de construção francês, de onde vieram os padres dominicanos que idealizaram a catedral.

Às 16h, o grupo Contraproposta vai se apresentar na praia de Porto Real. O show principal será às 20h, também na praia. A banda Babado Novo promete muita animação.

Apesar de completar 157 anos de emancipação, Porto Nacional tem quase 280 anos de história. A cidade é conhecida pelas ruas históricas, povo acolhedor e as belezas naturais. Além da praia de Porto Real, que lota durante a temporada em julho, há também o centro histórico, a orla e a catedral de Nossa Senhora das Mercês, como atrações. Além disso, muitas ruas ganharam apelidos próprios pelas características que levam.

Uma das primeiras ruas da cidade, a Coronel Pinheiro, é conhecida pelos moradores como rua do Caba Saco. Outra, onde ainda é possível ver moradores conversando sentados na porta de casa, é chamada de rua das flores, por causa dos vasos de flor nas portas de muitas casas.

Condenado por homicídio, Fábio Pisoni deve ser solto novamente após liminar de ministra do STJ

Ministra Laurita Vaz entendeu que o cumprimento da sentença foi antecipado e autorizou Pisoni a recorrer em liberdade. Ele foi condenado a 28 anos de prisão pela morte de Vinícius Duarte de Oliveira, em 2007.

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça, decidiu conceder a Fábio Pisoni o direito de recorrer em liberdade da pena de 28 anos de prisão pela morte do estudante de agronomia Vinícius Duarte de Oliveira. Pisoni foi condenado em júri popular no dia 24 de março, mais de 10 anos após o crime.

A ministra acolheu o argumento da defesa de que o cumprimento da pena foi antecipado e que o réu não poderia ter sido preso até o fim do recurso na segunda instância. A expectativa é que Pisoni seja solto nesta sexta-feira (13). Ele está no Presídio Agrícola Luz do Amanhã, em Cariri do Tocantins.

O caso teve grande repercussão no estado. Segundo a denúncia, Fábio Pisoni atirou seis vezes contra um carro, onde estavam Vinícius e mais cinco pessoas. O motivo do crime teria sido uma discussão que começou em uma festa. O estudante de agronomia morreu no local.

A defesa também questiona o tamanho da pena, que considera desproporcional.

Pisoni chegou a ficar foragido entre 2008 e 2012. Ele foi preso duas vezes, mas em ambas foi colocado em liberdade. Esta é a terceira vez que a Justiça concede medidas liminares de liberdade para ele.

G1 Tocantins.

Motorista de ônibus é condenado por falsificar atestado para faltar ao trabalho

Ele teria rasurado o documento que dava um dia de folga e escrito quatro dias no lugar. A pena de prisão foi convertida em prestação de serviços comunitários e o pagamento de R$ 840 em multas.

O motorista de ônibus José dos Reis Oliveira foi condenado por falsificar um atestado médico para faltar ao trabalho em Gurupi, no sul do Tocantins. Em março de 2017 ele teria apresentado um documento que diz que ele não poderia trabalhar por quatro dias, mas o patrão desconfiou da autenticidade e procurou a Polícia Civil.

Uma perícia foi feita no documento e a conclusão foi de que ele foi adulterado e originalmente dava apenas um dia de folga ao motorista. O laudo apontou ainda que duas canetas diferentes foram usadas no documento.

G1 tentou contato com a defesa de José dos Reis Oliveira, mas as ligações não foram atendidas. Durante o depoimento ele alegou que o médico mudou de ideia após saber qual era a profissão dele e estendeu o período de repouso. A alegação foi negada porque além do uso de duas canetas, o laudo confirmou que as caligrafias que apareciam no atestado eram diferentes.

O motorista ainda pode recorrer da sentença. Inicialmente ele foi condenado a dois anos de prisão, mas a pena foi convertida em prestação de serviços comunitários e o pagamento de R$ 840 em multa parcelada em 24 vezes de R$ 35.

G1 Tocantins.

Mulheres com meningite são internadas no Hospital de Doenças Tropicais

Três casos foram confirmados e há outro sendo investigado. As vítimas são da mesma família e moram em Colinas do Tocantins; uma delas tem 12 anos e está em estado grave esperando UTI.

Tês casos de meningite foram confirmados em Colinas do Tocantins e outro está sendo investigado. Todas as vítimas são mulheres, pertencem à mesma família e são moradoras do bairro Santo Antônio. Elas foram levadas para o Hospital de Doenças Tropicais de Araguaína, entre os dias 5 e 11 deste mês.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, uma das vítimas é uma menina de 12 anos e está em estado grave, aguardando vaga na UTI. Ela foi diagnosticada com meningite bacteriona meningocócica.

As outras mulheres estão, uma com meningite viral e a outra com meningite bacteriana não especificada. Segundo informou a Secretaria de Estado da Saúde (Ses) foi realizado o isolamento dos pacientes e cuidados preventivos foram tomados com os parentes.

Um monitoramento deverá ser feito na vizinhança nos próximos 30 dias para verificar se há mais pessoas com a doença.

G1 Tocantins.

Mulher é indiciada por divulgar nudes de nova namorada do ex: ‘Tô de boa com meu chifre, mas você vai aprender’

Rapaz que teve relacionamento com a menor e armazenou as imagens também foi indiciado. O caso foi registrado pela Polícia Civil na região norte do Tocantins.

Aeronave com 300 kg de cocaína é apreendida em campo de pouso TO

Apreensão ocorreu na zona rural de Formoso do Araguaia, na região sul do estado. De acordo com informações preliminares, são cerca de 300 quilos de cocaína.

Uma aeronave com 300 quilos de cocaína foi apreendida na tarde desta quinta-feira (12) na zona rural de Formoso do Araguaia, na região sul do Tocantins. No avião estavam Murillo Ribeiro de Souza Costa, 32 anos, e Lucas de Oliveira Penha, 32 anos. Eles foram presos em flagrante. Segundo a Polícia Federal, a suspeita é que a droga veio da fronteira da Bolívia com o Mato Grosso.

A apreensão foi feita pela Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar do Tocantins e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer-TO). Além disos, as aeronaves da polícia de Mato Grosso (Ciopaer-MT) e de Goiás (GRAER) também ficaram de prontidão para agir caso o avião deslocasse para os estados vizinhos.

A aeronave foi interceptada em um campo de pouso de uma cooperativa em Formoso do Araguaia. Conforme apurado TV Anhanguera, os agentes estavam no local monitorando a chegada da aeronave.

Droga foi apreendida em Formoso do Araguaia (Foto: PM/Divulgação)Droga foi apreendida em Formoso do Araguaia (Foto: PM/Divulgação)

Droga foi apreendida em Formoso do Araguaia (Foto: PM/Divulgação)

Os dois presos e a droga apreendida serão levados para sede da Polícia Federal, em Palmas, e devem responder por tráfico internacional de drogas.

Esta é a segunda grande apreensão de cocaína feita em Formoso do Araguaia. Em 2017, foram encontrados 318 quilos da droga escondidos perto de uma pista de avião, onde havia uma aeronave. Na época, um homem foi preso por tráfico de drogas suspeito de ter alugado a fazenda para o embarque da droga.

G1 Tocantins.

Mesmo com concurso da PM suspenso, candidatos se preparam para próximas fases

Mais de 70 mil candidatos fizeram as provas para concorrer a uma das 1.040 vagas. Concurso foi suspenso após decisão judicial; polícia investiga se houve fraudes na aplicação das provas.

Mais de 70 mil candidatos aguardam um desfecho do concurso da Polícia Militar do Tocantins. Ele foi suspenso em abril deste ano após uma decisão judicial e ainda não foi retomado. Uma investigação da Polícia Civil apontou que houve fraude durante a aplicação das provas. Os resultados da primeira fase não foram nem divulgados, mas alguns candidatos seguem se preparando para as próximas fases. (Veja o vídeo)

O servidor público Thyago de Oliveira fez provas para os cargos de soldado e oficial. Mesmo com o processo seletivo suspenso, ele ainda tem esperanças. “Estou na expectativa da aprovação e até hoje me preparo para o TAF [Teste de Aptidão Física]. Continuo estudando para uma ou outra oportunidade que poderá vir, porém aguardo com muita ansiedade o concurso da PM”.

Foram oferecidas mil vagas para soldado e outras 40 para oficial. As provas foram aplicadas em março deste ano. “Existe o primeiro fato, que é o da suspensão do concurso público da PM. Essa suspensão decorre da transição do governo, no qual houve uma medida cautelar deferida pelo desembargador à época. Após essa medida cautelar, houve um fato novo, que foi indícios de fraude”, explicou o advogado Pablo Araújo.

Candidato ao concurso da PM segue se preparando para as próximas fases (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

O Ministério Público Estadual recomendou que o concurso da Polícia Militar não seja retomado pelo governo do estado. A recomendação é para que o governador Mauro Carlesse (PHS) dê uma resposta em 10 dias para informar quais providências vai tomar em relação ao concurso.

De acordo com o MPE, há suspeitas como envelopes violados, celulares apreendidos e vazamento de fotos do gabarito. Em Araguaína, 14 pessoas foram presas suspeitas de fraude durante o concurso, na operação Ateleia. Para a promotoria, as investigações sobre possíveis fraude, podem levar a anulação do concurso.

Por outro lado, a AOCP, empresa responsável pela aplicação das provas divulgou uma nota na última terça-feira (10) informando que será possível identificar e eliminar os candidatos que tentaram fraudar o concurso.

“Por fim, a AOCP reitera que até o momento as investigações demonstram, apesar da tentativa de fraude, a inexistência de qualquer prova de que algum candidato tenha obtido êxito em tal expediente, de forma a afetar a lisura do certame […]”, diz trecho de nota.

A Polícia Militar se manifestou sobre a suspensão do concurso na última segunda-feira (9). Em nota, a comissão organizadora informou que o concurso continua suspenso temporariamente por decisão judicial e decisão administrativa do Tribunal de Contas do Estado.

“Neste intuito, está envidando todos os esforços junto a estes órgãos para agilizar a solução dos entraves que fundamentam tais decisões. O Comando aguarda as decisões a fim de que possa dar continuidade às demais fases do concurso”, dizia nota enviada.

Concurso

As provas do concurso foram aplicadas no dia 11 de março. Ao todo, mais de 70 mil pessoas fizeram as provas em 17 cidades.

O concurso também é composto por avaliação de capacidade física, avaliação psicológica, médica e odontológica e investigação social. A previsão inicial era que o resultado final de todas as etapas do concurso fosse divulgado em agosto deste ano.

O subsídio inicial durante o Curso de Formação de Oficiais é de R$ 4.499,52 e para o Curso de Formação de Soldados é de R$ 2.215,10.

G1 Tocantins.

Carro usado por criminosos para praticar roubos é incendiado no Tocantins

Veículo tinha sido furtado na cidade. Bombeiros foram chamados para apagar as chamas mas quando chegaram ao local, o automóvel já tinha sido tomado pelo fogo.

Um carro usado por criminosos para a prática de roubos foi incendiado em Araguaína, na madrugada desta quinta-feira (12). Os Bombeiros foram chamados, mas quando chegaram ao local, o veículo já estava tomado pelas chamas.

O automóvel também tinha sido furtado na cidade. O fogo foi percebido por uma moradora do setor Aeroviário ao escutar estouros, por volta das 2h desta madrugada. Foi ela quem chamou os Bombeiros.

Os militares informaram que quando chegaram para combater as chamas, o carro estava todo destruído e que havia apenas alguns focos de fogo nos pneus e no motor.