Impressionante como um político muda de partido para ficar no poder

Senador estaria ajudando o vice-presidente nos primeiros diálogos sobre o chamado Plano de Reconstrução Nacional

jose serra
Futura Press José Serra afirma que o PSDB deve esperar para discutir cargos em um possível novo governo

O senador José Serra (PSDB-SP) disse que o vice-presidente Michel Temer (PMDB) deve assumir compromissos com a oposição e com o País caso a presidente Dilma Rousseff seja afastada da Presidência. O tucano afirmou que o vice tem de se comprometer a não concorrer à reeleição, não interferir nas disputas municipais deste ano, não promover uma caça às bruxas e montar um Ministério “surpreendente”.

Serra tem conversado com empresários, nomes do mercado e do Judiciário e com políticos sobre a possibilidade de Temer assumir, caso Dilma seja afastada pelo Congresso. Entre esses interlocutores estão os ex-ministros Nelson Jobim e Armínio Fraga, o deputado Roberto Freire (PPS-SP) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Apesar de sempre ser apontado como provável ministro de Temer, ele diz que o PSDB deve esperar para discutir cargos. No entanto o senador, economista de formação, está ajudando Temer nos primeiros diálogos sobre o chamado Plano de Reconstrução Nacional, e aponta as áreas da infraestrutura e de exportações como vitais para o sucesso da empreitada. Na avaliação de Serra, “o novo governo não deve realizar nenhum tipo de retaliação a nenhuma força política”.

O vice-presidente Michel Temer também se manifestou sobre a fala de Serra. Por meio de nota, ele disse que não discute cenários políticos para uma eventual saída da presidente Dilma Rousseff.

“Michel Temer não tem porta-voz, não discute cenários políticos para futuro governo e não delegou a ninguém anúncio de decisões sobre sua vida pública. Quando tiver que anunciar algum posicionamento, ele mesmo o fará, sem intermediários”, diz a nota, enviada pela assessoria de Temer.

http://www.ig.com.br/

Duas explosões no aeroporto de Bruxelas. Há vítimas mortais

Duas explosões foram ouvidas esta manhã no aeroporto de Zaventem, em Bruxelas, na Bélgica, avança a CNN.

Foram registadas, esta manhã, duas explosões no Aeroporto Zaventem, em Bruxelas, na Bélgica.bruxelas

Segundo dados reportados à SkyNews, as explosões aconteceram junto à zona de partida de uma companhia aérea norte-americana.

De acordo com o jornal belga L’Echo há registo de 13 mortos e, pelo menos, 35 feridos. Segundo a Sky News, o local está a ser evacuado. Todos os voos foram suspensos, bem como a circulação de comboios.

Não são ainda conhecidas as causas do incidente, refere a CNN.

As explosões acontecem precisamente quatro dias depois de Salab Abdeslam, principal cúmplice dos ataques de 13 de novembro em Paris, ter sido detido naquela cidade.

https://www.noticiasaominuto.com/mundo

 

Mercado estima que inflação feche o ano em 7,43%

calculadoraAnalistas e investidores do mercado financeiro reduziram  pela segunda semana seguida a estimativa de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A nova perspectiva agora é de 7,43% ante os 7,46% previstos anteriormente.

Para 2017, a estimativa segue em 6%, de acordo com o boletim Focus, publicação divulgada semanalmente às segundas-feiras pelo Banco Central (BC), com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos. O cálculo inflacionário permanece distante do centro da meta de 4,5% e, neste ano, supera o teto de 6,5%. Em 2017, o limite superior da meta em 2017 é 6%.

A projeção para a taxa básica de juros, a Selic, permanece em 14,25% ao ano, em 2016, e, para 2017, em 12,50% ao ano. Os preços administrados, regulados pelo governo, como a gasolina e o gás de cozinha, tiveram suas estimativas reduzidas de 7,40 % para 7,20%. A taxa de câmbio esperada em dezembro chega a R$ 4,20.

Crescimento

A projeção de instituições financeiras para a queda da economia este ano piorou mais uma vez e passou de 3,54% para 3,60%. Para 2017, a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas pelo país, foi reduzida para 0,44%. Para a produção industrial, a estimativa é de uma queda de 4,50% em 2016.

Setor Externo

As perspectivas para o déficit em conta corrente, um dos principais indicadores das transações do Brasil com outros países, melhoraram e passaram de US$ 24,10 bilhões para US$ 21,21 bilhões, com o saldo da balança comercial em US$ 42,40 bilhões. Não houve alteração na projeção para os investimentos estrangeiros diretos, mantidos em US$ 55 bilhões.

http://www.jornaldotocantins.com.br/?ref=logo

Temer nega estar discutindo possível saída de Dilma

O comunicado acrescentou que, “quando tiver que anunciar alguma posição, Temer fará por si mesmo, sem intermediários”image

O vice-presidente Michel Temer, primeiro na linha sucessória caso a presidente Dilma Rousseff deixe o cargo, negou nesta segunda-feira que tenha começado a trabalhar na formação de governo, como afirmou o senador José Serra.

Temer rebateu a alegação de Serra, que em entrevista publicada hoje pelo jornal “O Estado de São Paulo” deu a entender que o vice-presidente já pensa na possibilidade de assumir o cargo com uma eventual cassação de Dilma.

“Michel Temer não tem porta-voz, não discute cenários políticos para um futuro governo e não delegou a ninguém o anúncio das decisões sobre sua vida pública”, segundo uma nota divulgada pelo vice-presidente.

Nas últimas semanas, ao tempo em que cresceu o mal-estar com Dilma e as contínuas denúncias de corrupção, o PSDB iniciou uma aproximação com o PMDB, que está prestes a desembarcar do governo e passar para a oposição.

A comissão que avaliará o pedido de impeachment da presidente foi instalada semana passada na Câmara dos Deputados. O papel dela é determinar as pedaladas fiscais são razão suficiente para a perda do mandato.

http://www.jornaldotocantins.com.br/?ref=logo

 

Ministro do STF Edson Fachin será relator de habeas corpus pedido por Lula

Ação pede que seja suspensa a decisão tomada de Gilmar Mendes que determinou o retorno de processos para o juiz Sérgio Moro

Michelle Canes
Da Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, será o relator de um habeas corpus (HC) protocolado eletronicamente nesse domingo, 20, pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A ação pede que seja suspensa a decisão tomada pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, na sexta-feira, 18, que determinou o retorno de processos que envolvem Lula na Operação Lava Jato para o juiz Sérgio Moro, em Curitiba.

Na sexta-feira, Gilmar Mendes decidiu suspender a posse do ex-presidente Lula no cargo de ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República. Atendeu a um pedido liminar do PPS e do PSDB, em uma das ações que chegaram ao STF questionando a posse de Lula.

Foto: Internet
Ministro Edson Fachin: relator do habeas corpus protocolado pela defesa de Lula

Na mesma decisão, o magistrado decidiu que os processos que envolvem o ex-presidente na Operação Lava Jato devem ficar com o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal, em Curitiba. Na quinta-feira, 17, Moro decidiu enviar os processos ao STF em função da posse do ex-presidente no cargo de ministro da Casa Civil, fato que fez com que Lula tivesse direito ao foro por prerrogativa de função.

Sérgio Moro
No habeas corpus protocolado no STF, a defesa alega que, ao analisar o pedido dos dois partidos, Mendes teria ido além do que estava nas ações das legendas, ao determinar que os processos que envolvem Lula ficassem com Moro. Para os advogados, Mendes invadiu a competência do ministro Teori Zavascki, relator do processo da Operação Lava Jato no STF.

“Isso significa dizer que a Autoridade Coatora [Ministro Gilmar Mendes] extrapolou o objeto das ações analisadas e procurou reverter decisão proferida pelo Juiz Federal Sérgio Moro que sequer é discutida naquelas demandas. Essa decisão demonstra claramente a intenção da Autoridade Coatora em causar constrangimento ao Paciente [Lula], pois buscou interferir em procedimentos e inquéritos policiais que não faziam parte das ações a ele dirigidas e, ainda, devem ser analisadas, como já dito, pelo relator prevento, o ministro Teori Zavascki”, diz a defesa.

Nulidade
Os advogados pedem que o relator do caso conceda medida liminar (decisão provisória) para suspender os efeitos da decisão de Gilmar Mendes com relação ao retorno dos processos para a 13ª Vara Federal, em Curitiba. Solicitam, ainda, que seja declarada a nulidade da decisão de Mendes no que diz respeito à devolução dos processos para Curitiba e que seja reconhecido que cabe ao ministro Teori Zavascki decidir se os processos permanecem ou não no STF.

Além dos advogados de defesa do ex-presidente Lula, outros seis juristas assinam a ação protocolada no STF: Celso Antônio Bandeira de Mello, Weida Zancaner, Fabio Konder Comparato, Pedro Serrano, Rafael Valim e Juarez Cirino dos Santos.

Além do habeas corpus, no último fim de semana os advogados do ex-presidente informaram em nota à imprensa que ingressaram com pedido ao ministro Teori Zavaski, para que ele “reafirme sua competência para analisar os procedimentos que foram remetidos ao STF no último dia 16/03/2016, após o juiz Sérgio Moro declinar de fazê-lo”. Segundo a nota os advogados pediram também que o sigilo dos grampos feitos no telefone de Lula com autorização judicial seja retomado.

http://www.clebertoledo.com.br/

6 sinais surpreendentes de câncer de mama que você precisa saber

O câncer de mama é uma ameaça ao equilíbrio da mulher. Reconhecer as alterações nas mamas são os sinais de alerta para se procurar ajuda e ter o diagnóstico e a orientação correta.

Ter saúde é fundamental para uma vida plena e feliz e com certeza o desejo de toda mulher, o desejo de ser uma pessoa mais saudável. Por isso é importante conhecer nosso corpo e estar atenta aos sinais que ele nos dá de que algo não vai bem.Nas mulheres, alguns desses sinais são manifestados nas mamas, órgãos importantes para a reprodução e preservação da espécie humana, bem como para a beleza de toda mulher.Especialistas que trabalham com prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças nas mamas observam, nas mulheres, uma grande relação entre a saúde delas e de seus seios.Algumas situações que podem ameaçar o equilíbrio da mulher se manifestam justamente nas mamas. Uma delas é o câncer de mama, crescimento desordenado ou anormal das células que formam tumores malignos e existem vários tipos.
  • Alguns sinais e sintomas podem variar e até mesmo não ser apresentados. Mesmo assim procure conhecer suas mamas e reconhecer alterações nelas, se estiver percebendo esses sinais procure um médico para um melhor diagnóstico e orientação sobre como e o que fazer. Veja alguns deles, segundo o INCA:
  • 1. Caroço fixo, duro e indolor

    Se sua mama apresentar uma área mais grossa pode ser um indício de cisto ou massa benigna, mas também pode ser de um tumor maligno. Em geral os nódulos são espessos, compactos, duros como pedra e mal contornados, mas também podem ser macios, moles e bem contornados segundo a American Cancer Society.

  • 2. Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja

    A mudança do aspecto da pele pode ocorrer tanto por uma alteração normal quanto por um câncer. Fique atenta aos seguintes sinais na pele das mamas, retração que altera seu formato e textura, aspecto enrugado como a casca da laranja e vermelhidão com calor e dor na mama ou em alguma parte da mesma. Procure orientação e diagnóstico médico para descartar simples inflamações e infecções por outros motivos, como alerta o National Cancer Institute.

  • 3. Alterações no bico do peito

    Se você não tem nenhum defeito de nascimento em seus mamilos e perceber que ele começou a se retrair, ser puxado para dentro como um dedo de luva revirado ou engrossar, tendo ou não dor, talvez seja um sinal de tumor cancerígeno.

  • 4. Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço

    Em nosso corpo os gânglios linfáticos, ou linfonodos, que fazem parte do sistema imunológico, estão espalhados no pescoço, axilas, etc., para defendê-lo dos agentes agressores. Se eles incham e doem, ou seja, aumentam de tamanho, o Dr. Jacques Tabacof, médico hematologista do Hospital Sírio-Libanês e Hospital Albert Einstein, em entrevista ao Dr. Drauzio Varella, explicou que ou eles foram “atingidos por algum processo infeccioso ou, em situações especiais, podem crescer pela multiplicação desordenada e anormal dos glóbulos brancos existentes em seu interior, resultando no aparecimento dos linfomas, um tipo de câncer do sistema linfático.” A avaliação médica de sintomas irá diagnosticar a doença e determinar o melhor procedimento, pois muitos tumores podem não estar visíveis na mamografia e nos exames por imagem.

  • 5. Saída espontânea de líquido dos mamilos

    A saída de líquido dos mamilos também acontece fora do período de amamentação. Produzir leite no peito fora da fase de amamentação é chamado galactorreia. Secreções nas mamas podem estar relacionadas a alterações funcionais ou desordens de várias origens, mas se acontecem apenas em uma das mamas podem estar relacionadas a várias doenças e sua aparência varia entre leitosa, amarelada, clara, negra, verde-escura ou misturada com sangue. Toda saída de líquido ou secreção deve ser cuidadosamente investigada. O médico avaliará o histórico do paciente e pedirá exames que irão verificar ou não a presença do câncer.

  • 6. Um dos seios está aumentando o volume

    O aumento no volume das mamas pode se dar pela alteração funcional benigna da mama (AFBM) ou por um tumor maligno presente, provocando uma inflamação devido à propagação das células cancerosas. Se o aumento das mamas não for por causa do ciclo menstrual, gravidez ou da amamentação, a consulta médica é importante, principalmente se ocorrer em apenas um dos seios e houver dor, vermelhidão e transpiração em toda superfície ou apenas numa parte dela.

    Lembre-se que o passar da idade é sempre um fator a mais de risco e a sua observação constante das mamas, a consulta ao médico e os exames apropriados são uma garantia maior de prevenção e cura.

    Assim hoje, em qualquer idade, a mulher tem obrigação de cuidar da saúde dos seios, buscar esclarecimentos dos recursos e dos meios para preservar sua saúde e beleza, e usar adequadamente o que a medicina tem desenvolvido para uma melhor qualidade de vida.

    Participar também das campanhas de conscientização é uma forma de proteção. Seja uma mulher bela e sábia se conscientizando da prevenção de doenças sérias e, às vezes, fatais como o câncer de mama, que vem aumentando em nosso país e tem atingido desde mulheres jovens às mais idosas. Cuide bem de você e viva mais feliz.

  • http://familia.com.br/

Impeachment: governo e oposição já estão a postos e preparados para embate

postado em 21/03/2016 06:10

Paulo de Tarso Lyra /Correio Braziliense , Naira Trindade

Carlos Moura/CB/D.A Press

Daqui a três semanas, quando o relatório do processo de impeachment provavelmente estiver pronto para ser votado na comissão especial e remetido ao plenário, o debate sobre o fim ou a continuidade do governo da presidente Dilma Rousseff (PT) terá enfrentado uma longa batalha política. Os exércitos de lado a lado estão alinhados há um bom tempo e prontos para o embate, exercendo pressão sobre parlamentares, buscando atrair o máximo possível de apoio popular e flertando com a incapacidade do diálogo para sair da maior crise política da história recente brasileira. Os novos capítulos da Operação Lava-Jato e as batalhas judiciais também terão um peso importante na balança do impeachment.

“Estamos diante de uma tempestade perfeita”, como resumiu o presidente da Comissão, deputado Rogério Rosso (PSD-DF), em entrevista publicada ontem no Correio. Ele não está errado. O Brasil vive a pior recessão econômica desde 1930. O desemprego aumenta, a inflação está resiliente e os investidores nacionais e estrangeiros estão assustados e cautelosos, sem saber para onde o país vai. Consequentemente, sem ter as garantias de que vale a pena investir por aqui, motor principal para mitigar o tombo no Produto Interno Brasileiro (PIB), que poderá acumular, em dois anos, quase 9% de encolhimento.

As manifestações de sexta-feira favoráveis à presidente Dilma e ao ex-presidente Lula, sobretudo na Avenida Paulista, onde quase 100 mil pessoas, pela contagem do Instituto Datafolha, foram assistir ao discurso do ministro sub judice da Casa Civil, jogaram mais interrogação no processo. “Pode ser até que os eventos de hoje (sexta-feira) não sejam suficientes para nos manter no poder. Mas, com certeza, mostrarão que será muito mais difícil nos tirar daqui como eles pensavam antes”, disse um petista com bom trânsito no Palácio do Planalto.

“Para saber se terá um mínimo de chances de sobreviver, o governo precisará manter o PMDB ao seu lado”, disse o diretor de documentação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Antonio Augusto de Queiroz. Pelos corredores do Palácio do Planalto circula a informação de que o governo está disposto a incluir o PMDB na articulação política e a oferecer mais cargos na Esplanada para mantê-lo aliado à base.

http://www.correiobraziliense.com.br/

Número de cirurgias bariátricas cresce 6,25% no Brasil em 2015

No ano passado, 93,5 mil pessoas foram submetidas ao procedimento, ante 88 mil em 2014

Número de cirurgias bariátricas cresce 6,25% no Brasil em 2015 Divulgação/Divulgação
Número de obesos no país também aumentou Foto: Divulgação / Divulgação

As cirurgias de redução de estômago cresceram 6,25% em 2015, em relação a 2014, segundo novo balanço da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). No ano passado, 93,5 mil pessoas foram submetidas ao procedimento, ante 88 mil em 2014. Além disso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) ampliou, em janeiro deste ano, a indicação do procedimento.

Após dois anos pesquisando sobre o tema, a publicitária Eugênia Fonseca, 42 anos, decidiu que havia chegado o momento de passar pela cirurgia, realizada em fevereiro do ano passado.

— Tenho 1m56cm e estava com 98kg. Tive acompanhamento psicológico e nutricional, fiz todas as etapas certinho — afirma.
Desde a operação, ela perdeu 42kg e mantém uma alimentação saudável para não comprometer o resultado:

— Tenho amigos que fizeram e não mudaram a vida, continuam com hábitos errados. Como frutas, faço dieta com nutricionista. Estou com 56kg e atingi a minha meta, mas continuo fazendo acompanhamento nutricional.

Segundo o presidente da SBCBM, Josemberg Campos, além da relação óbvia com o avanço da obesidade no país, outros costumes adotados pelos brasileiros contribuem para o aumento do número de cirurgias bariátricas:

— O principal motivo provavelmente deve ser o aumento da própria doença. Mais da metade da população brasileira está acima do peso. O país está adquirindo hábitos de países desenvolvidos, como os Estados Unidos, com uma maior quantidade de horas dedicadas ao trabalho, pouca atividade física e pouco lazer. O estresse contribui para a obesidade.

Campos diz ainda que o fato de a cirurgia ter entrado na lista obrigatória de procedimentos realizados pelos planos de saúde, após determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em 2011, também contribuiu para que, ano a ano, a bariátrica se tornasse mais conhecida e fosse mais indicada para os pacientes.

Avanços nas técnicas também contribuíram para o crescimento, observa Campos.

— Aumentou a segurança. Tem garantia de ter menor taxa de complicações, e o retorno (do paciente) às atividades é mais rápido. Também há bons resultados após a cirurgia, com o controle do peso e das doenças associadas em longo prazo.

Apesar do crescimento no ano passado, Campos diz que 2016 não deve superar

2015 em decorrência da crise:

— As pessoas perderam os planos de saúde.

Mas este ano deve ser promissor para a especialidade, que foi reconhecida como área de atuação médica no ano passado. http://zh.clicrbs.com.br/rs/

 

Deputada Dorinha convida deputado Eduardo Siqueira e ex-governador Siqueira Campos para se filiarem ao Democratas

Deputada Dorinha

Nesta semana, cinco deputados federais se filiaram ao partido, passando a ter representação em estados que não tinham anteriormente.

O Democratas passa por um processo de reorganização e crescimento em todo o Brasil, consequentemente, aumentando a sua representação no Congresso Nacional. Nesta semana, cinco deputados federais se filiaram ao partido, passando a ter representação em estados que não tinham anteriormente.
No caso do Tocantins, a presidente estadual do partido, deputada federal Professora Dorinha, e o presidente do diretório municipal, Lutero Fonseca, fizeram o convite ao deputado Eduardo Siqueira e também ao ex-governador Siqueira Campos para se filiarem. Outros nomes fortes compõem essa nova fase da legenda, como os pré-candidatos a prefeitos Júnior Marzola em Araguaína, Marcão Poggio em Palmas, e Junior Noleto em Miracema. O partido ainda contará com candidatos majoritários em   Paraíso, Dianópolis, Pedro Afonso, Tocantinópolis, Miranorte, Presidente Kennedy e Araguatins. São nomes que têm o apoio das lideranças nacionais do Democratas, os senadores Ronaldo Caiado e Agripino Maia.
O Democratas é um partido que tem uma história de expressão nacional, de ideologias fortes e trabalho de comprometimento com a sociedade e que o seu fortalecimento ocorrendo no momento em que o país passa por uma grave crise política só reforça os seus valores rumo à construção de um Brasil melhor.
© Copyright 2000-2016, O GIRASSOL

Em carta aberta, Lula diz que respeita o STF e que espera justiça

Ele criticou o vazamento de grampos de conversas telefônicas.
Nesta quinta, ex-presidente tomou posse como ministro de Dilma.

dilmaDo G1 São Paulo

A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante posse de Lula no cargo de ministro-chefe da Casa Civil em Brasília (Foto: Adriano Machado/Reuters)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) divulgou uma “carta aberta” nesta quinta-feira (17) em que diz confiar no Supremo Tribunal Federal (STF) e esperar justiça. Diz também que, “sob o manto de processos conhecidos primeiro pela imprensa e só depois pelos diretamente e legalmente interessados, foram praticado atos injustificáveis de violência contra minha pessoa e de minha família”.

No documento, que foi enviado pela assessoria de imprensa do Instituto Lula, ele diz lamentar “os tristes e vergonhosos episódios das últimas semanas”, mas acrescenta que tais atos “não me farão descrer da instituição do Poder Judiciário”. “Nem me farão perder a esperança no discernimento, no equilíbrio e no senso de proporção de ministros e ministras da Suprema Corte”, disse o petista. “Justiça, simplesmente justiça, é o que espero, para mim e para todos, na vigência plena do estado de direito democrático”, acrescentou. 

Lula criticou o vazamento de grampos de conversas que teve com parentes e políticos, como a presidente Dilma Rousseff. “Não me conformo que se palavras ditas em particular sejam tratadas como ofensa pública, antes de se proceder a um exame imparcial, isento e corajoso do levantamento ilegal do sigilo das informações.”, afirmou (leia a íntegra da carta no fim desta reportagem).

Nesta quinta, o o ex-presidente tomou posse como ministro-chefe da Casa Civil. Duas liminares, porém, o impediram de exercer as funções do cargo (até a publicação desta reportagem, uma delas havia sido derrubada; leia mais).

Lula acrescentou que “dos membros do Poder Judiciário espero, como todos os brasileiros, isenção e firmeza para distribuir a Justiça e garantir o cumprimento da lei e o respeito inarredável ao estado de direito”. “Creio também nos critérios da impessoalidade, imparcialidade e equilíbrio que norteiam os magistrados incumbidos desta nobre missão.”

O juiz Sérgio Moro retirou na quarta-feira (16) o sigilo de interceptações telefônicas do ex-presidenteLuiz Inácio Lula da Silva e acabou revelando conversas gravadas pela Polícia Federal com a presidente Dilma Rousseff, que o nomeou como ministro chefe da Casa Civil.

Leia a íntegra da carta de Lula:

  •  

“Carta aberta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva 

Creio nas instituições democráticas, na relação independente e harmônica entre os Poderes da República, conforme estabelecido na Constituição Federal.

Dos membros do Poder Judiciário espero, como todos os brasileiros, isenção e firmeza para distribuir a Justiça e garantir o cumprimento da lei e o respeito inarredável ao estado de direito.

Creio também nos critérios da impessoalidade, imparcialidade e equilíbrio que norteiam os magistrados incumbidos desta nobre missão.

Por acreditar nas instituições e nas pessoas que as encarnam, recorri ao Supremo Tribunal Federal sempre que necessário, especialmente nestas últimas semanas, para garantir direitos e prerrogativas que não me  alcançam exclusivamente, mas a cada cidadão e a toda a sociedade.

Nos oito anos em que exerci a presidência da República, por decisão soberana do povo – fonte primeira e insubstituível do exercício do poder nas democracias – tive oportunidade de demonstrar apreço e respeito pelo Judiciário.

Não o fiz apenas por palavras, mas mantendo uma relação cotidiana de respeito, diálogo e cooperação; na prática, que é o critério mais justo da verdade.

Em meu governo, quando o Supremo Tribunal Federal considerou-se afrontado pela suspeita de que seu então presidente teria sido vítima de escuta telefônica, não me perdi em considerações sobre a origem ou a veracidade das evidências apresentadas.

Naquela ocasião, apresentei de pleno a resposta que me pareceu adequada para preservar a dignidade da Suprema Corte, e para que as suspeitas fossem livremente investigadas e se chegasse, assim, à verdade dos fatos.

Agi daquela forma não apenas porque teriam sido expostas a intimidade e as opiniões dos interlocutores.

Agi por respeito à instituição do Judiciário e porque me pareceu também a atitude adequada diante das responsabilidades que me haviam sido confiadas pelo povo brasileiro.

Nas últimas semanas, como todos sabem, é a minha intimidade, de minha esposa e meus filhos, dos meus companheiros de trabalho que tem sido violentada por meio de vazamentos ilegais de informações que deveriam estar sob a guarda da Justiça.

Sob o manto de processos conhecidos primeiro pela imprensa e só depois pelos diretamente e legalmente interessados, foram praticado atos injustificáveis de violência contra minha pessoa e de minha família.

Nesta situação extrema, em que me foram subtraídos direitos fundamentais por agentes do estado, externei minha inconformidade em conversas pessoais, que jamais teriam ultrapassado os limites da confidencialidade, se não fossem expostas publicamente por uma decisão judicial que ofende a lei e o direito.

Não espero que ministros e ministras da Suprema Corte compartilhem minhas posições pessoais e políticas.

Mas não me conformo que, neste episódio, palavras extraídas ilegalmente de conversas pessoais, protegidas pelo Artigo 5o. da Constituição, tornem-se objeto de juízos derrogatórios sobre meu caráter.

Não me conformo que se palavras ditas em particular sejam tratadas como ofensa pública, antes de se proceder a um exame imparcial, isento e corajoso do levantamento ilegal do sigilo das informações.

Não me conformo que o juízo personalíssimo de valor se sobreponha ao direito.

Não tive acesso a grandes estudos formais, como sabem os brasileiros. Não sou doutor, letrado, jurisconsulto. Mas sei, como todo ser humano, distinguir o certo do errado; o justo do injusto.

Os tristes e vergonhosos episódios das últimas semanas não me farão descrer da instituição do Poder Judiciário. Nem me farão perder a esperança no discernimento, no equilíbrio e no senso de proporção de ministros e ministras da Suprema Corte.

Justiça, simplesmente justiça, é o que espero, para mim e para todos, na vigência plena do estado de direito democrático.

Luiz Inácio Lula da Silva”