Dona de casa morre em acidente minutos depois de deixar os filhos na escola no sul do Tocantins

Vessa Ribeiro Lima estava em uma motocicleta e foi atingida por um carro. Acidente foi na manhã desta quinta-feira (19), em Gurupi.

A dona de casa, Vanessa Ribeiro Lima, de 21 anos, morreu em um acidente minutos depois de deixar os filhos na escola. Ela estava em uma motocicleta quando foi atingida por um carro ao atravessar um cruzamento de Gurupi. Segundo a Polícia Militar, a vítima não respeitou a sinalização do local.

A mulher que dirigia o carro, não teve o nome divulgado, estava no sentido contrário e acabou atropelando a vítima.

O acidente foi entre a rua 7, esquina com a avenida Ceará. O Samu foi acionado, mas chegando ao local a jovem havia morrido. O corpo de Vanessa foi levado para o Instituto Médico Legal de Gurupi.

G1/Tocantins

Ex-prefeito de Fátima apresenta case de sucesso na 3ª edição do Fórum de Desenvolvimento Econômico

Evento promovido pelo Governo Estadual começa nesta quinta-feira, 19, em Araguatins.

O ex-prefeito de Fátima, Raimundo Mascarenhas faz a apresentação da gestão de Fátima – 2013/2016, como case de sucesso na programação da 3ª  edição do Fórum de Desenvolvimento Econômico do Tocantins que será realizada na cidade de Araguatins, a 611 km de Palmas, região do extremo  norte do Estado. A programação acontece nos dias 19 e 20 de outubro, no Instituto Federal do Tocantins (IFTO). A palestra do ex-prefeito acontece nesta na sexta-feira, 20, às 11 horas. 

Tendo se destacado no cenário estadual pela eficiência de gestão em Fátima, o ex-prefeito Raimundo Mascarenhas apresenta os detalhes do trabalho desenvolvido à frente da Prefeitura.  Ações que o levaram a concluir o mandato deixando mais de R$ 1 milhão em caixa, com pagamento do funcionalismo em dia e diversos maquinários entregues no final de governo. 

A gestão Raimundo Mascarenhas foi noticiada por emissora local como exemplo de sucesso e o vídeo circulou todo o Brasil.

Fórum

No Fórum de Desenvolvimento Econômico estão em pauta temas que envolvem os desafios enfrentados para uma gestão eficiente, como práticas da vivência administrativa; e captação de recursos e oportunidades de negócios para as cadeias produtivas da piscicultura, avicultura, leite e derivados; e extrativismo. A programação conta com palestras, reuniões técnicas, painéis e workshops.

O encontro envolve representantes de 26 municípios do extremo norte do Tocantins e é uma iniciativa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), em parceria com Agência de Fomento do Tocantins, Banco do Empreendedor, Junta Comercial do Estado do Tocantins (Jucetins), Secretaria de Estado do Trabalho e Assistência Social (Setas) e Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), e apoio do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Tocantins (CDE).

Esta edição conta também com a parceria da Federação da Indústria do Estado do Tocantins (Fieto), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Tocantins (Fecomércio), da Federação das Microempresas, Empresas de Pequeno Porte e Empreendedor Individual do Tocantins (Femicro), da Federação das Associações Comerciais e industriais do Estado do Tocantins (Faciet), da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Tocantins (Sescoop), da prefeitura municipal de Araguatins e Associação Comercial do município; do Instituto Federal do Tocantins (IFTO); e do Sistema Nacional de Empregos (Sine).

O Fórum de Desenvolvimento Econômico do Tocantins já foi realizado em Guaraí e Gurupi. As próximas edições serão realizadas na região sudeste, em Dianópolis; e no norte do Estado, em Araguaína.

(Com informações do Governo do Estado)/Lorena  Karlla

MPE obtém decisão judicial que obriga município de Paranã a regularizar o transporte escolar

Segundo a decisão judicial, o município tem o prazo de 30 dias para regularizar a situação dos condutores

A Justiça julgou procedentes os pedidos apresentados pelo Ministério Público Estadual (MPE) em Ação Civil Pública e expediu decisão, no último dia 17, obrigando o município de Paranã a regularizar a oferta de transporte escolar para os estudantes da zona rural.

Entre as diversas irregularidades que precisam ser corrigidas estão a ausência de itens de segurança nos veículos, a atuação de condutores sem carteira de habilitação na categoria adequada (D) e sem o curso de especialização exigido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e a interrupção do serviço de transporte em razão dos veículos danificados que são frequentemente encaminhados para conserto.

As irregularidades foram detectadas em inspeção técnica, realizada a pedido do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Infância e Juventude (Caopij).

Segundo a decisão judicial, o município tem o prazo de 30 dias para regularizar a situação dos condutores, para adequar os veículos e submetê-los à inspeção do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e para comprovar o cumprimento integral da Resolução nº 006/2009 do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), documento que regulariza aspectos como itens de segurança obrigatórios, idade operacional dos veículos utilizados no transporte escolar e necessidade de autorização e de vistoria para que estes veículos transitem em vias públicas.

A decisão também obriga o município a não interromper o serviço de transporte escolar, devendo a administração manter veículos adicionais para a eventual reposição daqueles que venham a ser danificados, conforme especifica a Resolução nº 006 do Cetran.

Em caso de descumprimento da sentença, será imposta multa diária e pessoal ao prefeito de Paranã no valor de R$ 5 mil, proporcional a cada item descumprido.

A Ação Civil Pública que requer as correções no serviço de transporte escolar foi ajuizada no ano de 2015 pela Promotoria de Justiça de Paranã.

Assessoria de Comunicação do MPE-TO/Flávio Herculano

Em reunião com o governador, Carlesse discute soluções para ‘curva da morte’

No local há uma curva em declive, considerada muito perigosa. Os boletins dos últimos anos registram 51 acidentes no local, que já provocaram 9 mortes.

Como havia garantido a líderes políticos e moradores de Palmeirópolis, Paranã, São Salvador e Jaú, o presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse (PHS), reuniu-se nesta quinta-feira, 19, com o governador Marcelo Miranda (PMDB) para discutir possíveis soluções ao trecho da TO-387, conhecido como “curva da morte”.  A rodovia liga o Tocantins ao município goiano de Montevidiu e Gurupi.

O encontro aconteceu no Palácio Araguaia e durou cerca de uma hora. Na ocasião, o representante do Legislativo estadual relatou que o trecho em questão é conhecido pelos inúmeros acidentes já registrados, que resultaram na morte de nove pessoas.

O governador garantiu que vai determinar aos técnicos da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) a realização de estudos no local, no sentido de encontrar uma solução para o problema.

Requerimento

Antes da reunião com o chefe do Executivo, Carlesse apresentou no plenário um requerimento, em regime de urgência, no qual solicita ao Governo intervenções emergenciais no trecho, no prazo de 60 dias. Em sua justificativa, o parlamentar anexou ofícios das Câmaras Municipais das quatro cidades, além de vários boletins de ocorrência que atestam os acidentes.

Visita

A reunião aconteceu oito dias após Carlesse receber em seu gabinete prefeitos, vereadores, fazendeiros e lideranças comunitárias dos quatro municípios em busca de soluções para a chamada “curva da morte”.

Lideranças da região sul e sudeste em reunião com o presidente Carlesse.

Na última segunda-feira, 16, ele foi conhecer in loco a curva, também conhecida como “apertado da hora”, e se comprometeu a buscar uma solução junto ao Governo. “Vou me reunir o quanto antes com o governador Marcelo Miranda e o secretário [de Infraestrutura] Sérgio Leão, para ver o que o Estado pode fazer a fim de resolver a questão”, disse.

Rubens Gonçalves
Foto: Silvio Santos

Gaguim protocolou projeto de lei que dispõe sobre ações práticas de conservação da natureza

Atuação Parlamentar Deputado Carlos Henrique Gaguim.

O Deputado Federal, Carlos Henrique Gaguim, Podemos-TO, protocolou o projeto nº 8856, de 2017, que dispõe sobre ações práticas de conservação da natureza. O Ex-Governador pretende incentivar os alunos da rede publica de ensino de todo o Brasil a plantar mudas de árvores e acompanhar o seu crescimento.

“Pretendemos incluir na lei de Politica Nacional de Proteção Ambiental o programa onde cada criança da rede pública de ensino plante uma muda de árvore por mês, e acompanhar seu crescimento de modo a criar um ambiente de zelo, carinho e amor por esta árvore, estabelecendo um estímulo para a conservação do meio ambiente”.

Lei de Política Nacional de Proteção Ambiental

De todos os marcos legais na área ambiental, a lei da Política Nacional de Educação Ambiental, Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999, é inovadora, trazendo efeitos de longo prazo, e proporcionando a educação em todos os níveis, abrangendo, ainda, todas as disciplinas oferecidas aos alunos, sejam eles crianças, adolescentes ou adultos.

Esta lei, tem tido enorme importância no aprimoramento curricular e na reformulação da visão que educadores, alunos e pais têm em relação ao meio ambiente. Ela contempla plenamente a difusão de conhecimento, a sensibilização para questões ambientais, a produção de material didático, e as pesquisas relativas a métodos e resultados da própria educação ambiental.

A única crítica que se faz a essa política, no entanto, é a de que ela deveria ter alguma ênfase em ações práticas de conservação.

Gaguim explicou: “Precisamos de ações práticas, pois a nossa legislação já é uma das melhores do mundo nessa questão ambiental. Estou propondo a adoção de ações de conservação que envolvam as crianças em tarefas que lhes ocupem a mente e as mãos.”

“Minha principal intenção é o plantio de mudas, de forma que os alunos contribuam para a arborização das escolas, de suas ruas e bairros, e tenham a satisfação de ver essas árvores e arbustos crescerem. É minha intenção que a educação ambiental vá além das ideias e conceitos, e que se reflita em ações locais. Vamos pensar globalmente agindo localmente.” Finalizou o parlamentar que sempre atuou na conscientização da importância do plantio de arvores.”

Ascom deputado Gaguim

Prefeito de Palmeirópolis junto com lideranças políticas visitaram pessoalmente o trecho da “curva da morte”

O caso é de urgência para impedir acidentes frequentes no trecho da rodovia TO-387, próximo a Palmeirópolis.

Também conhecida como “apertado da hora”, a famosa “curva da morte” liga a cidade de Palmeirópolis ao município goiano de Montevidiu e também a Gurupi TO.

No local há uma curva em declive, considerada muito perigosa. Os boletins dos últimos anos registram 51 acidentes no local, que já provocaram 9 mortes.

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Mauro Carlesse (PHS), se comprometeu a buscar uma solução definitiva para o trecho da rodovia TO-387, a garantia foi confirmada novamente nesta segunda-feira 16, a prefeitos, vereadores, líderes políticos e moradores de Palmeirópolis, Paranã, São Salvador e Jaú do Tocantins durante visita para conhecer o local.

“Vou me reunir o quanto antes com o governador Marcelo Miranda (PMDB) e com o secretário [de Infraestrutura], Sérgio Leão, para ver o que o Estado pode fazer a fim de solucionar o problema”, explicou Carlesse.

Na semana passada, representantes dos municípios da região reuniram-se com Carlesse e o deputado Ricardo Ayres (PSB) na sala da Presidência da Casa, para entregar ofícios, relatórios e abaixo-assinados informando sobre as reais condições do local.

Entre as medidas defendidas para solucionar o problema estão o corte das curvas da serra, a duplicação da rodovia e mais sinalização.

Dessa forma, pediram a destinação de emendas parlamentares, em caráter de urgência, para esse fim.

Ao receber os líderes da região na semana passada, Carlesse garantiu que cobraria do Governo do Estado uma solução para o problema. Antes, porém, quis conhecer in loco o trecho da rodovia que tanto preocupa quem trafega pelo local.

Para o prefeito de Palmeirópolis, Fábio Vaz (PSD), a ida do presidente do Legislativo ao local já demonstra, por si só, a sensibilidade e a preocupação quanto ao problema. “Apresentamos nosso pleito ao Carlesse na terça-feira da semana passada, e hoje [segunda-feira, 16] ele já veio aqui para conhecer de perto o problema. O feed back, portanto, foi muito rápido. A visita dele para nós foi importantíssima, sobretudo pela sensibilidade com a nossa causa”, comentou.

Além dos acidentes fatais e dos riscos permanentes a que está exposto quem passa pelo local, os constantes sinistros causam também inúmeros danos ambientais, uma vez que os caminhões que tombam na “curva da morte” derramam produtos químicos, como calcário, cimento, argamassa, fertilizantes e defensivos agrícolas, em um córrego às margens da rodovia.

Para Carlesse, caso nada seja feito, poderá acontecer algum desastre ambiental ainda mais grave, a exemplo de cargas como combustíveis fósseis. “De uma forma ou de outra, tanto as pessoas que passam por aqui, quanto as que vivem na região, estão expostas”, concluiu.Visitando o trecho principal da curva

O mapa da noticia falou hoje terça-feira 17 pelo telefone, com Elmar Batista Borges, conhecido popularmente como Cenourão, secretário extraordinário de Integração Governamental sobre assunto, ele nos garantiu uma nota de esclarecimento explicando se o prazo garantido vai ser cumprido. Até o fechamento desta matéria não obtivemos resposta. Tentamos falar com o secretário [de Infraestrutura], Sérgio Leão, para ver o que o Estado pode fazer a fim de solucionar o problema, não conseguimos localiza-lo. 

A comitiva percorreram todo trecho apé até o local da curva, com a cobertura da polícia militar na pessoa do comandante, tenente Rosa Neto.  Além do deputado Carlesse, participaram da caminhada o prefeito de Palmeirópolis Fábio Vaz, ex-prefeito Enoque Souza e Jonas Macedo, prefeito de São Salvador André Borba, ex-prefeito Charles Evilacio, vereadores de Palmeirópolis na pessoa do presidente William Marques, secretários, dentre eles o de educação de Palmeirópolis Bartolomeu Moura Junior, vereadores de São Salvador na pessoa do presidente da Câmara Edvan Francisco, Dr. Mércio Viana, empresários e fazendeiros.

Rubens Gonçalves e Rozineide Gonçalves/MN

Prefeitura de Palmeirópolis inaugura nova Unidade Básica de Saúde na cidade

Comunidade prestigia inauguração da terceira Unidade Básica de Saúde na cidade.

O prefeito Fábio Vaz, a vice-prefeita Josemir Bastos, secretários municipais, vereadores e a população de Palmeirópolis, inauguraram nesta segunda-feira 16, a Unidade Básica de Saúde – UBS – Dr Mário José Romão, no Setor União.

Unidade Básica de Saúde toda equipada.

Em conjunto com a Câmara Municipal, ficou definido que o nome seria do médico Mario Romão, falecido há alguns anos. A viúva Dorinha Romão emocionada recebeu as homenagens acompanhada de familiares.

Foi passado um vídeo contando a história e a trajetória do Dr. Mário e também depoimentos emocionantes. Um homem que tinha zelo pela cidade de Palmeirópolis.

O prefeito disse da satisfação em estar inaugurando mais uma Unidade de Saúde para atender a população de Palmeirópolis. E ter colocado o nome do Dr. Mario na unidade. “Um prazer para nós, porque foi um médico que nunca deixou de trabalhar pelo povo da nossa região, uma honra homenageá-lo”, disse emocionado.

Presente no evento de inauguração, Irajá Abreu ressaltou a qualidade da UBS e a importância de um investimento amplo em saúde. “Entregamos uma unidade de saúde que atenderá a comunidade do maior bairro de Palmeirópolis, Setor União. É um mine-hospital, completo, moderno e completamente equipado, inclusive com uma clínica odontológica. Já destinei quase um milhão em recursos para a saúde de Palmeirópolis, porque priorizamos o atendimento mais humano para nossa gente”, reforça Irajá Abreu.A UBS foi construída com emenda individual do deputado Irajá Abreu, no valor de R$ 408 mil reais. Um ano aproximadamente até concluir a obra. Toda montada, já funcionando, com verba de 260 mil também do deputado Irajá Abreu para equipamentos tais como: Cadeiras, ar condicionados, computadores, fogão, geladeira consultório odontológico, Tvs, aparelhos de pressão, dentre outros. Todas as três UBS com dentista atendendo a comunidade.

O parlamentar falou também sobre os recursos que destinou para asfalto, trator e ônibus escolar, os quais já foram entregues, e o asfalto está em fase de conclusão. Os setores Bom Tempo e o setor Jardim das Palmeiras estão sendo pavimentados.

Irajá Abreu destacou ainda, a construção da feira do produtor, recurso de sua autoria, no valor de R$500 mil reais, concretizará a realização de um sonho.

O prefeito Fábio Vaz reconheceu a ajuda do deputado na área da saúde e outros seguimentos da sociedade. “Somente o deputado Irajá Abreu já entregou mais de R$2,5 milhões em obras na cidade de Palmeirópolis. Seja para a construção de asfalto, equipamentos hospitalares, odontológicos e maquinários. O deputado Irajá Abreu é um parceiro de primeira hora nas demandas da nossa cidade”, lembrou o prefeito.

Além do deputado Irajá Abreu, estiveram presentes no evento o presidente da Assembléia Legislativa do Tocantins, o deputado Mauro Carlesse, o deputado estadual Ricardo Aires, o prefeito de São Salvador  André Borba, ex-prefeitos Charles Evilácio e Osvaldo de Souza Lima,  ex-prefeito de Palmeirópolis Jonas Macedo, câmara de vereadores, vereadores de cidades vizinhas, secretário de saúde Nélio que falou da importância da UBS para atender o setor União e também o município.

Durante o evento teve palestras sobre câncer de mama, “outubro rosa”, apresentação da Rede do Bem, e também dos idosos.

O prefeito finalizou dizendo da satisfação de poder concluir as três unidades básicas com toda estrutura montada e em funcionamento. “Concluímos as obras em meio a crises, um sonho realizado, obras com toda estrutura, agora vamos começar a reforma no hospital, só estávamos aguardando esta inauguração para começarmos, tudo isso com o apoio da Câmara de Palmeirópolis. Vamos continuar trabalhando em prol do município”, argumentou.

Os moradores acompanharam a inauguração da UBS, e após o descerramento da placa, visitaram as dependências da Unidade, que está totalmente equipada e pronta para uso.

Da redação   

 

Quarto suspeito de participar da morte de empresário em Palmas é preso no Pará

Janiscleiton Batista foi encontrado carbonizado dentro de um carro, perto da Praia dos Buritis. Outras três pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no crime.

Foi preso na manhã desta terça-feira (17) mais um suspeito de envolvimento na morte do empresário Janiscleiton Batista. A vítima foi encontrada carbonizada em abril deste ano próximo da Praia dos Buritis, em Palmas, dentro de um veículo. O suspeito é Rômulo Silva Araújo, de 19 anos. Ele foi detido no Pará e foi transferido para a Casa de Prisão Provisória de Palmas. As informações são da Secretaria de Segurança Pública.

Na época do crime, um irmão da vítima disse que Batista foi sequestrado e que os suspeitos ligaram para a família pedindo dinheiro. A prisão do quarto suspeito foi feita após investigações da Delegacia Estadual de Investigações Criminais. Araújo seria o executor do crime.

Outros três suspeitos de envolvimento no crime foram presos: Tiago dos Santos Bezerra, Ailton Reis da Silva e Clara Lúcia Ribeiro Gama.

Segundo a parentes, o empresário Janiscleiton Batista trabalhava com mídias visuais e desapareceu após sair de casa para fazer um orçamento no setor Taquari, região sul da capital. O irmão dele contou que criminosos fizeram várias ligações para a família pedindo dinheiro e ameaçavam matar o empresário.

“Começaram a ligar para todos da família ameaçando e dizendo que se botasse polícia iria matar, ameaçando bem e batendo nele. Sei que judiaram bastante do meu irmão” contou Maxuel Batista.

Por volta das 16h30 de sexta-feira, 7 de abril, a família decidiu pagar o resgate. Foi quando a polícia prendeu a mulher, que iria pegar o dinheiro. Logo, o outro suspeito também foi capturado, mas eles não confessaram o paradeiro do empresário.

As buscas seguiram pela noite, mas o corpo só foi encontrado na manhã do dia seguinte. A vítima estava dentro do carro, que também foi incendiado.

G1/TO

Deputado Gaguim esclarece em nota sobre os recursos de emendas da Bancada do Tocantins

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Deputado Federal, Carlos Henrique Gaguim, PODEMOS-TO, vem esclarecer que defende que parte dos recursos da emenda impositiva da Bancada do Tocantins sejam destinados para aquisição de 139 Caminhões Caçambas, no valor de R$ 25 milhões; 139 Escavadeiras Hidráulicas – PC, no valor de R$ 49 milhões; 139 Tratores com implementos agrícolas, no valor de R$ 23 milhões, para beneficiar todos os municípios tocantinenses JÁ NO ANO de 2018. Isso beneficiaria a toda a população do Estado.  

Esclarece, ainda, ser favorável a continuação da construção da BR-010, porém, ante as inúmeras dificuldades que GARANTA A EXECUÇÃO TOTAL DA OBRA pelo DNIT, entende que obstáculos existentes deverão primeiro ser superados para que não aconteça o mesmo que aconteceu com a emenda impositiva destinada à construção da Ponte de Xambioá.

Por irresponsabilidade do DNIT, os atrasos na licitação e no lançamento da obra da Ponte de Xambioá causaram uma perda em torno de 70 milhões dos recursos disponibilizados pela Bancada. E até o momento, mesmo com o lançamento ocorrido em setembro, esta obra ainda não foi iniciada e pode perder toda a verba destinada.

Por isso o ex-governador, Gaguim, repudia o uso político e a forma de destinação das emendas de bancadas por alguns deputados e senadores. Não podemos ser irresponsáveis e perder mais esses recursos garantidos e que são tão importantes para os municípios tocantinenses.

Carlos Henrique Gaguim

Deputado Federal PODEMOS-TO

Ação da PF combate fraudes durante fiscalização do Inmetro em postos de combustíveis

Operação Pesos e Medidas apura recebimento de propina por parte de fiscais do órgão; são cumpridos mandados em Goiânia, Anápolis e Brasília.

Polícia Federal realiza, nesta terça-feira (17), uma operação para combater crimes de corrupção dentro do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) em Goiás. De acordo com a corporação, fiscais do órgão são suspeitos de receber propina durante a fiscalização em postos de combustíveis no estado.

A operação, denominada “Pesos e Medidas”, foi deflagrada nesta manhã, e cumpre 10 mandados de prisão em GoiâniaAnápolis e Brasília. Do total, sete são de prisão preventiva e três são de prisão temporária.

Segundo a PF, os investigados deveriam fazer testes de volumetria nos bicos das bombas de combustível dos postos para evitar prejuízos aos consumidores. No entanto, a partir da investigação, constatou-se que, além de receber propina para fazer vistas grossas na fiscalização, os servidores realizavam inspeções em alguns estabelecimentos, a mando de donos de postos, para dificultar a concorrência.

Conforme a corporação, os investigados devem ser indiciados pelos crimes de corrupção passiva, ativa e alinhamento de preços, com penas que pode chegar a 12 anos de prisão.

G1/GO