No Sudeste, Wanderlei destaca resultado positivo da gestão Carlesse

“O governador Mauro Carlesse está reduzindo as filas de espera por cirurgias”.

O candidato a vice-governador pela coligação Governo de Atitude, Wanderlei Barbosa, destacou nesta segunda-feira, 18, na região sudeste do Estado, o trabalho do governador interino, Mauro Carlesse.

“Mesmo diante de tantas dificuldades, o Governo segue trabalhando firme para cumprir os compromissos assumidos pelo Estado”.

Ele enfatizou também a preocupação de Carlesse com os servidores públicos, investindo cada vez mais na valorização da categoria.

As declarações foram feitas em reuniões realizadas nas cidades de Novo Alegre e Combinado. Na primeira, ele foi recepcionado pelo ex-prefeito Wilson Sousa, os vereadores, Márcia, Carlinho, Tavinho e líderes locais. Em Combinado, Wanderlei reuniu-se com os vereadores Dione do Pastel, Jacildo, Ricardo Brito e líderes da região.

Wanderlei destacou ainda as ações do Governo em diversas áreas que o governador interino pretende dar continuidade, como a saúde que é prioridade para o governador, e com ações simples para o atendimento à população, a exemplo do ‘Opera Tocantins’, por meio do qual vem apresentando resultados satisfatórios na saúde tocantinense. “O governador Mauro Carlesse está reduzindo as filas de espera por cirurgias”, disse.

Barbosa reiterou que a gestão de Carlesse, em poucos dias já conseguiu fazer muito, lembrando do abandono dos municípios por parte do governador cassado. O vice de Carlesse disse que o governador vai continuar aplicando os recursos e desenvolvendo os projetos que vão garantir a retomada do crescimento do Estado, gerando oportunidades à população.

Um dos projetos de Carlesse para região sudeste, segundo Wanderlei, é o combate à seca na época da estiagem. “A mudança  que o governador interino vem realizando na sua gestão demonstra o sentimento de mudança refletido no resultado do 1º turno da eleições suplementares”, concluiu.

Ascom deputado Wanderley Barbora

No Plenário da Câmara, Gaguim preside Comissão Geral que trata do FAKE NEWS

O debate aconteceu no Plenário Ulisses Guimarães, na Câmara Federal.

O Deputado Federal Carlos Henrique Gaguim (DEM-TO) presidiu, na manhã desta terça-feira, 19, a Comissão Geral de uma pauta NECESSÁRIA para atual conjuntura do País, “O tratamento dado a notícias falsas ou Fake News”, principalmente devido a aproximação do período eleitoral, quando as notícias falsas são disseminadas pelas redes sociais.

Na ocasião, o parlamentar destacou que, “quem propaga notícias falsas devem ser punido, por isso a importância do nosso trabalho nesta comissão”.  O debate aconteceu no Plenário Ulisses Guimarães, na Câmara Federal.

A pauta reuniu importantes convidados como: o presidente da Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abrasel), Márcio Novaes; o promotor de Justiça do Distrito Federal e presidente do Instituto Brasileiro de Direito Digital, Frederico Meinberg Ceroy; escritor no site Brasil Wire, Brian Mier; o secretário executivo do Fórum Nacional de Democratização da Comunicação, Pedro Rafael Vilela; o professor de Comunicação e Marketing Digital do Centro de Inovação e Criatividade da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM);  jornalista do Portal de Notícias Brasil 247; editor do site migalhas.com.br, Miguel Matos;  membro do Conselho Consultivo sobre Internet e Eleições do Tribunal Superior, Thiago Tavares; gerente de Políticas Públicas do Facebook Brasil, Mônica Guise Rosina, entre outros.  

Assessoria de Imprensa Dep. Gaguim

Fórum de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos envia Carta do III Encontro Estadual a parlamentares de comissão especial da Câmara Federal

O documento também será enviado à comissão especial da Câmara Federal, que analisa a criação da Política Nacional de Redução de Agrotóxicos.

O Fórum Tocantinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos publicou em sua página na internet (www.mpto.mp.br/web/forum-combate-agrotoxicos) a carta produzida durante o III Encontro Estadual realizado na última semana, na sede do Ministério Público Estadual (MPE), em Palmas.

Ressaltando os esforços necessários para a adoção de práticas mais sustentáveis, o Fórum destacou como as experiências e os casos de sucesso apresentados durante o evento colaboram com a consolidação das ações e resultados dos trabalhos desenvolvidos, evidenciando, ainda, que os Fóruns Estaduais possuem caráter resolutivo no enfrentamento dos problemas relacionados aos impactos dos agrotóxicos.

A Carta, aprovada em plenária no fim do Encontro Estadual, frisa ainda que as experiências estimuladas pelos Fóruns Estaduais já refletem em atuações em projetos relacionados ao tema, bem como na proposta do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) na articulação dos MPs e Sociedade Civil, por meio de Projeto de Combate ao Uso Indiscriminado dos Agrotóxicos.

Ainda destacou o conteúdo e exemplos de sucesso que palestrantes e pesquisadores apresentaram durante o encontro realizado no MPE, deixando evidente a importância e o papel estratégico da pesquisa aplicada, desenvolvida pelas Universidades e outros Centros de Pesquisa.

Por fim, citou as demandas definidas em cada oficina realizada, quanto aos Impactos dos agrotóxicos na saúde humana, quanto aos Resíduos de Agrotóxicos nos alimentos e na água e quanto à Produção Agrícola Sustentável para o mercado tocantinense.

Finaliza reforçando a Nota Pública de Repúdio ao Projeto de Lei (PL) nº 6.299/2002, divulgada pelo Fórum, no último mês de maio. A íntegra da Carta está em anexo.

Ascom MPTO

Jornalista está em coma na UTI após acidente entre carro e ônibus no Tocantins

Pai disse que Alexandre Alves teve o pulmão perfurado e quebrou parte do crânio. Carro em que ele e a mulher estavam bateu em um ônibus do transporte público de Palmas.

O acidente aconteceu no cruzamento entre a avenida Teotônio Segurado e a LO-13, por volta de 19h30. O ônibus atingiu com maior força a parte do carro onde estava o motorista. O veículo foi arrastado por cerca de 20 metros.

O jornalista ficou preso nas ferragens e precisou ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros. Segundo o Samu, ele recebeu os primeiros socorros no local, foi levado para o Hospital Geral de Palmas e depois transferido para o hospital particular. Uma campanha nas redes sociais está pedindo doação de sangue, de qualquer tipo. A doação deve ser feita no Hemocentro da capital.

Neste domingo foi aniversário de Ribamar. “Eu estava em Pium, então não comemoramos juntos. Mais tarde, me ligaram e falaram sobre o acidente. Eu sabia que era grave porque não quiseram me passar muita informação. Você imagina a situação de um pai num momento como esse. Ele tem um bom condicionamento físico, isso vai ajudar na recuperação”.

A mulher da vítima, Cristiane Dalastra, está internada no mesmo hospital em observação. Os Bombeiros informaram que um passageiro do ônibus foi levado ao hospital com suspeita de fratura no ombro.

Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.  

Alexandre e Cristiane ficaram feridos em acidente (Foto: Reprodução/Facebook)

Palmeirópolis: Reunião marca início de implantação de Campus Avançado do IFTO

Reunião discutiu a implantação do Campus presencial do IFTO em Palmeirópolis ano que vem.

Foi dado o primeiro passo para o projeto de implantação do Campus do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) no Município de Palmeirópolis. Modalidade Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Na manhã de quarta-feira (13), aconteceu uma reunião no auditório da Câmara Municipal da cidade para tratar do projeto de implantação do Campos da UFTO em Palmeirópolis.

A reunião contou com a presença do prefeito Fábio Vaz, da primeira dama Ana Paula, do presidente da Câmara William Marques, vereador Nilson Rodrigues, Hildene Tóquio, professor Daniel Rosa, Raimundo Nonato, diretores de escolas, secretário de Educação do município Bartolomeu Moura Junior, da saúde Nelio Oliveira, empresários, secretários em geral e professores.

O secretário de educação do município e presidente da UNDIME Bartolomeu Moura Junior, falou emocionado de ver mais um sonho realizado em Palmeirópolis. Ele que luta há anos em busca de uma faculdade presencial na cidade falou a nossa equipe. “É um sonho de quem é professor, quem é educador sente-se vitorioso. Quando eu era diretor da escola Oneides em 2011, 2012, entramos em contato com Madson com este ideal de implantar um Polo de educação técnico superior em Palmeirópolis. Na época, não tivemos êxodo, porque precisava da parceria do município. Hoje estamos vendo um sonho se realizar, isso é gratificante”, afirmou Bartolomeu. 

O prefeito de Palmeirópolis Fábio Vaz, explicou que a reunião foi um avanço para concretizar um Campus Avançado da IFTO na cidade.

“Desde 2013 estamos buscando implantar aqui este Campus, já temos EAD configurado em IFTO, mas nós queríamos um presencial, e que ele fosse avançado, esta reunião trouxe esta realidade”, disse.

O prefeito afirmou ainda que está aguardando a portaria para dar início a faculdade avançada. E que toda equipe está trabalhando na escolha dos cursos que enquadra à região, todo um portfólio para desenvolvimento e escolha de cursos, onde vai subsidiar de informações atualizadas tanto de Palmeirópolis como as regiões circunvizinhas desde de população, PIB, número de comercio, indústria e renda salarial, todo um conjunto de informações. “Já temos o terreno, a reunião foi aquela que chegamos para bater o pênalti”, concluiu o prefeito. 

Madson Souza coordenador de Apoio e Educação a Distância do Instituto Federal do Tocantins disse que a autorização do processo de implantação do Campus Avançado já existe, agora é fazer o levantamento na região para saber quais são os cursos a serem ofertados. ”Existe a possibilidade de se iniciar ano que vem, vamos atrás de informações precisas, um planejamento para saber a demanda. Temos uma autorização, uma proposta verbal, mas vamos deixar tudo pronto e aguardar a portaria”, enfatizou.

Doação do terreno

O empresário Guaraci Edmilson Coelho Cosmo, doou o terreno de 2 alqueires e meio para construção do Campus no Jardim Alice em Palmeirópolis. Ele relatou que alguns anos atrás, o vereador Nilson Rodrigues o procurou e disse que tinha um projeto de abrir uma faculdade, e precisava de uma área. 

“Já faz uns três anos, seu Nilson me perguntou se eu não teria um terreno, daí eu disse que sim, e perguntei qual o tamanho precisava, ele me falou em meio alqueire para construir a faculdade, uma área de cinco ou seis lotes. Participando das reuniões, descobri que precisavam de um terreno maior, aí a prefeitura se dispôs a doar um pedaço perto do meu, vou doar a diferença, dois alqueires e meio para construir a sede”, explicou.

Questionado porque fez a doação, Edmilson disse que pensou no desenvolvimento do município e da região.

“Eu estava analisando, o empreendimento vai ser grande, aproximadamente (dois mil metros quadrados) de obras, um prédio de dois andares, é uma faculdade mesmo, vai alavancar a nossa economia, por isso não hesitei em doar o terreno”, explicou. 

O vereador professor Daniel Rosa, que é representante da deputada federal professora Dorinha relatou que ela (Dorinha), tinha conseguido aprovar ainda na época da Dilma os recursos que era 45 milhões para cinco municípios. “Daí calculamos que são nove milhões e meio para cada município, ou seja, nove milhões e meio para implantarmos o Campus em Palmeirópolis. Eu nunca parei de correr atrás, quando o Mendonça Filho assumiu o ministério de educação, que era do Democratas foi uma brecha que nós achamos de buscar, de ter apoio dentro do governo federal. Ano passado foi aprovado todas as emendas para esse ano, dentre elas, o Campus de Palmeirópolis. Corremos atrás e a deputada Dorinha buscou as emendas aprovadas. Por tanto hoje, nós temos aqui em andamento uma faculdade para Palmeirópolis com recomendação da Dorinha”, disse Daniel. 

Deputada Federal professora Dorinha Seabra e o vereador profesor Daniel Rosa

Ele relatou ainda que foi priorizado a cidade de Palmeirópolis, mesmo sendo pequena, porque feito uma logística na época, analisaram os municípios próximos que não tem faculdade, inclusive algumas cidades de Goiás. A deputada federal professora Dorinha está em Brasília correndo atrás e lutando por este projeto, hoje temos a vontade de todos, do prefeito, do secretário de educação Bartolomeu, que sonhou com isso e tentou em outra gestão a implantação, dos vereadores, temos o terreno doado pelo Edmilson, nós temos aqui um Polo iniciado, tudo isso influenciou a Dorinha entrar nessa parte dos recursos financeiros que não tinha”, concluiu Daniel.

Wellington Jorge Jacinto é professor universitário e Engenheiro Agrônomo. Ele relata que desde o mandato do ex-prefeito Jonas Macedo vem lutando para este projeto.

“Nós fizemos uma reunião com Valmir que era diretor da Unirg naquela época, queríamos trazer um Campus avançado da Unirg para cá, mas não teve o resultado que precisávamos e ele acabou sendo instalado em Dianópolis. Isso quer dizer então, que além do prefeito não teve um secretário, um vereador, que estivesse interessado, na época faltou realmente suporte. Agora está chegando o Instituto Federal porque tem um prefeito que abraçou a causa, um vereador que correu atrás da doação do terreno, tem um secretário de educação atuante, deputada Dorinha com vereador Daniel Rosa, um grupo de pessoas envolvida no desenvolvimento do município”, afirmou Wellington.

Segundo informações, a probabilidade é que ainda este ano acontecerá o vestibular para o Instituto Federal e pode começar no prédio da escola Carolina Corsino.

Vereador Nilson Rodrigues e Wellington Jorge Jacinto.

O vereador Nilson Rodrigues falou com entusiasmo sobre seu requerimento em prol de uma faculdade. “Tenho aqui registrado uma petição antiga, não desistimos. Deputada professora Dorinha colocou emenda no qual priorizou Palmeirópolis e Taguatinga. Essa emenda já está disponível pelo orçamento da União, a faculdade é uma realidade”, finalizou.

Lembrando que todos os professores serão selecionados através de concursos.

Da redação

Em Palmeirópolis Carlesse reafirmou o compromisso com o trecho conhecido como “Curva da Morte”

No aeroporto de Palmeiropolis Carlesse foi recebido com festa.

O governador interino e candidato ao Governo do Estado na eleição suplementar, Mauro Carlesse, foi recebido no sábado em Palmeirópolis pelos vereadores de sua base, Divino da Patrol, Fábio Gonçalves e Hildene Tóquio.

Vereadores Fábio Gonçalves, Hildene Toquio e Divino da Patrol com Carlesse governador.

Carlesse foi recebido com festa em Palmeirópolis, pelo prefeito Fabio Vaz, vice-prefeita Josemir Bastos, pelo presidente da Câmara Willian Marques, e os vereadores Nilson Rodrigues, Jamilton Guedes, Daniel Rosa e Nonato Barros, Fábio Gonçalves, Divino da Patrol e Hildene Tóquio.

Ao receber o governador, o prefeito Fábio Vaz destacou seu empenho para eleger Carlesse neste segundo turno e também no mês de outubro, levando em consideração o compromisso dele com o município.

Esta foi mais uma oportunidade para os palmeiropolense ouvirem as propostas e reforçarem seu apoio ao candidato da coligação Governo de Atitude neste segundo turno.

Governador Carlesse recebe apoio do prefeito Fábio Vaz, primeira dama Ana Paula, vice Josemir Bastos e vereadores

Mauro Carlesse, reafirmou seu compromisso com o trecho conhecido como “curva da morte”, local de auto índice de  acidentes com mortes. Disse que a vitória no próximo dia 24 será por um Tocantins livre da inoperância e contra os perseguidores. “Poderíamos estar fazendo muito mais pelos municípios, mesmo como governador interino, mas estamos impedidos no momento, por culpa de nosso adversário. Só que esse atraso vai acabar no próximo dia 24, com a nossa vitória consagradora”.

Vereadora em Palmeirópolis, Hildene Tóquio reafirma seu compromisso com Carlesse.

Fábio Gonçalves elogia o governador e fala que o deputado federal Gaguim fez este elo de ligação entre Carlesse e os vereadores.

Também marcaram presença o prefeito de Jaú Onassys Moreira, os vereadores Arlei, Osvaldinho, Nega, Deuzirene e secretários. 

Além dos deputados Gaguim e professora Dorinha, acompanharam o governador o deputado Olinto Neto, Cleiton Cardoso, ex-prefeito Leonardo Cintra, Gleydson Nato, Soró e assessores.  

Da redação

Fundo Pis-Pasep deve pagar mais de R$ 50 milhões para trabalhadores do Tocantins

No estado, 39.958 pessoas devem ser beneficiadas. O calendário de pagamentos começa na próxima segunda-feira (18) para quem tem a partir de 57 anos.

A Caixa Econômica Federal divulgou que os beneficiários do fundo PIS-Pasep no Tocantins devem sacar mais de R$ 50 milhões das contas após a liberação dos recursos para cotistas de todas as idades. O calendário de pagamentos começa na próxima segunda-feira (18) para quem tem a partir de 57 anos.

No estado, 39.958 trabalhadores devem ser beneficiados. A Caixa é responsável por pagar o benefício para trabalhadores do setor privado, e BB paga os servidores públicos.

VEJA PERGUNTAS E RESPOSTAS

Podem sacar o dinheiro os trabalhadores de organizações públicas e privadas que contribuíram para o PIS ou para o Pasep até 4 de outubro de 1988 e que ainda não tenham resgatado todo o saldo. Quem passou a contribuir após essa data não possui saldos para resgate.

Nesta quarta-feira (13), o presidente Michel Temer sancionou a lei que libera os recursos do Fundo PIS-Pasep para beneficiários de todas as idades. Antes só podiam sacar o dinheiro os beneficiários com idade a partir de 60 anos. A medida provisória foi aprovada pelo Senado em maio e aguardava a sanção do presidente para entrar em vigor.

Com a mudança, 26,896 pessoas que não tinham direito ao benefício no estado agora vão receber o dinheiro.

Calendário do Fundo PIS-Pasep da Caixa e BB (Foto: Igor Estrella/G1)

Quem deixar para sacar as cotas do Fundo PIS-Pasep em agosto terá os saldos das contas corrigidos com base no rendimento obtido nos últimos 12 meses pelo fundo, e a estimativa é de um aumento entre 8% e 10%. A correção aplicada no ano anterior foi de 8,9%.

Por exemplo, quem tiver o saldo na conta de R$ 1.000 vai receber de R$ 1.080 a R$ 1.100.

Os pagamentos ficarão suspensos no mês de julho considerando que o encerramento do exercício ocorre no último dia útil de junho de cada ano.

Carlesse reafirma cumprimento de decisão judicial e lamenta ação de Vicentinho que prejudica Estado e Municípios

O governador interino Mauro Carlesse reafirmou na tarde desta quinta-feira, 14, que tem cumprido a decisão judicial que proíbe o Governo do Estado de realizar pagamentos de convênios, inclusive de emendas parlamentares.

O Governador lamentou que o candidato Vicentinho Alves (PR) prossiga realizando denúncias apenas para tumultuar o processo eleitoral, por já saber da derrota que acontecerá no próximo dia 24. 

“Desde que a Justiça fez a proibição nós estamos cumprindo. Só fico triste é que por causa de uma eleição a população fica prejudicada. São muitos municípios que estão sem receber recursos. Mas a decisão da Justiça estamos cumprindo”, disse o Governador. 

Carlesse também lamentou que seu adversário esteja pensando somente em seu projeto de poder e não se preocupa com as dificuldades que a população tem passado, em virtude da ação na Justiça visando paralisar o Governo. “O povo sabe que toda eleição eles fazem a mesma coisa. É o denuncismo, o desespero com medo de perder a eleição e de ficar de fora do poder. O problema que é o povo fica prejudicado”, declarou. 

Carlesse também se solidarizou com os tocantinenses que aguardavam o repasse de recursos do Governo para a temporada de praias. Carlesse informou que devido a proibição pela Justiça, pedida por Vicentinho, não é possível o Governo fazer esse investimento, o que irá impactar diretamente na economia dos municípios e na geração de empregos e renda nas cidades do interior do Estado. 

“É uma pena que a eleição possa atrapalhar a vida dessas pessoas. Porque é a eleição que está fora de época e não a temporada de praia. São muitos os municípios que precisam do apoio do Governo para fazer os investimentos que vão aquecer a economia e gerar emprego e renda para os tocantinenses. Infelizmente, a politicagem está impedindo que isso aconteça”, finalizou.

Coligação Governo de Atitude

Bombeiros encontram corpo de jovem que estava desaparecido no rio Tocantins

Rapaz sumiu após supostamente sofrer uma crise de convulsão durante uma pescaria. Vítima foi encontrada a cerca de 3 quilômetros do local de desaparecimento, em Praia Norte.

Nunes desapareceu na tarde desta quarta-feira (13). As buscas começaram horas depois, mas foram encerradas durante a noite e depois retomadas na manhã desta quinta-feira.

Testemunhas contaram aos bombeiros que ele teve uma crise de convulsão durante uma pescaria e submergiu no rio.

Ainda segundo os Bombeiros, a perícia foi chamada e o corpo entregue para o IML.

Palmeirópolis: Cavalgada supera expectativas econômica no município

Cavalgada em Palmeirópolis se tornou um evento histórico na região.

Mais do que a chance de ter quebrado um recorde regional, a cavalgada realizada no sábado (09) em Palmeirópolis, foi sem dúvida uma das maiores demonstrações do quanto a região pode receber bem seus visitantes e apresentar suas belezas, demonstrar carinho e receptividade para aqueles que buscam nessa terra um pouco de laser e diversão.

Um evento extremamente bem estruturado, com pessoas de todas as faixas etárias, gente de várias partes do município e cidades vizinhas, fazendo crescer a economia na cidade. Hotéis, bares, restaurantes, lojas de produtos animais, roupas e acessórios, salão de beleza, dentre outros, puderam sentir o avanço nas vendas.

De acordo com Reinaldo Portilho, um dos organizadores do acontecimento e membro do Grupo da Comitiva os “Portilhos e Amigos”, o sucesso se deu graças à parceria com o poder público, empresários e o empenho de todos os companheiros organizadores, como Lual Junqueira e Mercio Viana. E também os parceiros Cloves Borges e os líderes de todas as comitivas.  

“Esperávamos a participação de poucos cavaleiros, e o número mais que dobrou; comparado aos anos anteriores, isso mostra o potencial do município em realizar eventos que prima pelo fomento do tradicionalismo do homem do campo”, Ressaltou Reinaldo. Ele relatou a nossa equipe de reportagem do sucesso da comitiva na qual ele ajudou organizar  e ganhar em primeiro lugar mais uma vez.

“Para nós foi uma honra muito grande ganhar este troféu. Aqui em Palmeirópolis existia uma comitiva muito grande que era a comitiva dos Muladeiros, nela tinha muitos integrantes, inclusive, nós da família Portilho participávamos quase em peso dela, mas há três anos resolvemos criar nossa própria comitiva os “Portilhos e Amigos”, o povo abraçou, não só a família como os amigos, os comerciantes todos são parceiros. Nós não temos empresários, só parcerias mesmo com os amigos. Meu pai Manoel Barros Portilho, tem mais de 50 anos em Palmeirópolis e a gente tem uma afinidade grande, criamos esta comitiva em homenagem a ele”, comentou.

Reinaldo explica que seus pais, Manoel e Rita na década de cinquenta e nove (59), sessenta (60), saíram do Maranhão para Palmeirópolis à cavalo, percorreram aproximadamente (mil e duzentos quilômetros) montados.  

“Ele é apaixonado por cavalos e cavalgadas, meu pai hoje tem 79 anos e sempre participou de todas as cavalgadas, quando tinha folia, ele trazia aquela tropa. É uma tradição antiga. Aí adaptamos para cavalgada que é uma coisa mais moderna é uma cultura da região”, explica. Seu Manoel Portilho percorreu todas as Avenidas montado em seu cavalo durante a cavalgada.

De acordo com Reinaldo, este ano a cavalgada foi diferente, mais organizada. A comitiva vencedora os “Portilhos e Amigos” participou e ganhou pela (3ª) terceira vez consecutiva. “Amadurecemos idéias, corrigimos erros, buscamos, parcerias com as outras comitivas de Palmeirópolis que são: Comitiva os Muladeiros, o Clóvis foi um grande parceiro e um dos organizadores. A comitiva Trevo Leilões, Comitiva Serra Dourada e a José Cuervo”. A cavalgada ainda teve a participação da comitiva uniformizada de Mata Azul (Goiás).

Primeiro lugar os Portilhos e Amigos; segundo lugar ficou com os Muladeiros de Palmeirópolis, terceiro lugar a ficou com a comitiva Serra Dourada e “Pega no Laço” de Mata Azul em quarto.

“A cavalgada traz um benéfico enorme para Palmeirópolis,  para o comércio voltado ao campo, movimenta as lojas, a economia, cada dia tem melhorado, o povo quer andar bonito, estão trajando melhor seus cavalos. Eu estava conversando com alguns comerciantes e uns até falaram que estavam vendendo muito, até se surpreenderam com as vendas este ano, eu acredito que é um benefício grande, além de ser um evento bem bonito”. Os animais são todos do município de Palmeirópolis”, destacou.

Um acontecimento marcante como a VI Expo-Palmeirópolis coloca a cidade mais uma vez como destino turístico diferenciados e que abre as portas para receber em breve outros eventos semelhantes que tragam além de alegria e diversão um importante desenvolvimento econômico para toda a região.

Da redação

Fotos: Arte,s Fotos Paullyanna e Reinaldo e Reinaldo Oliveira