‘Nem com animal deve fazer uma coisa dessa’, diz filho de casal assassinado em chácara

Ivani Ribeiro, o marido Acácio Gonçalves e um dos filhos do casal Márcio Gonçalves foram mortos em Paraíso do Tocantins. Família disse que vítimas não tinham inimigos e ficou em choque ao saber de crime.

“Isso aí não é coisa que se faz com um ser humano. Acho que nem com um animal você deve fazer uma coisa dessas”. A declaração é de Marcos Aurélio Gonçalves, um dos filhos do casal que foi assassinado numa propriedade da zona rural, a 8 km de Paraíso do Tocantins, neste sábado (22). Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, foi encontrada morta no quintal da chácara. Já o marido Acácio Gonçalves de Souza, de 70, e um dos filhos do casal Márcio Gonçalves de Souza, de 36 foram carbonizados.

Marcos tem mais três irmãos. A família ficou em choque ao saber do crime. Ele disse que os pais não tinham inimigos e viviam tranquilos na chácara. “Eles eram aposentados. Tiravam leite para beber, criavam galinhas e produziam coisas para a subsistência”.

Na noite de sexta-feira (21), Marcos e uma irmã ligaram para os pais e não perceberam nada de errado. “Estavam todos bem, só minha mãe reclamou que estava um pouco tonta porque ela sofria de epilepsia e tomava remédios controlados”.

Ivani Ribeiro e Acácio Gonçalves foram encontrados mortos em propriedade de Paraíso do Tocantins — Foto: Arquivo Pessoal

Ivani Ribeiro e Acácio Gonçalves foram encontrados mortos em propriedade de Paraíso do Tocantins — Foto: Arquivo Pessoal

A suspeita é que o crime tenha sido praticado na madrugada de sábado. Os corpos foram encontrados à tarde. Ivani foi morta com um corte profundo na garganta. Ela foi velada e enterrada na tarde deste domingo, no cemitério Bom Jesus, em Paraíso do Tocantins. Já Marcos e Acácio tiveram os corpos incendiados, em um dos quartos da casa. Eles estão no IML de Palmas e vão passar por exames de DNA.

A família procura explicações. “Pelo menos saber o porquê. Porque uma coisa que eu te digo a verdade, eu não esperava isso”, lamentou Marcos.

Na manhã deste domingo (23), mais de 15 policiais civis estão nas ruas de Paraíso do Tocantins e cidades vizinhas para investigar o assassinato. A Polícia Civil informou que trabalha com duas linhas de investigação: latrocínio e homicídio.

G1 Tocantins.

No Tocantins, homem é encontrado com marcas de tiros perto de chácara

A vítima é Sebastião Ancelmo Filho. Ele foi morto com três a quatro disparos de arma de fogo e foi localizado em estrada que dá acesso à chácara Santa Rita.

Um homem foi encontrado com marcas de tiros numa estrada que dá acesso à chácara Santa Rita, em Araguaína. O crime aconteceu na noite deste sábado (22), por volta das 22h40. A vítima é Sebastião Ancelmo Filho.

Segundo a Polícia Civil, ele foi assassinado com três a quatro disparos de arma de fogo. Ninguém foi preso. Parentes da vítimas e outras testemunhas serão ouvidos nessa semana. A polícia informou que investiga os motivos e a autoria do crime.

G1 Tocantins.

Corpo de mulher que morreu junto com marido e filho em chácara é velado

Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, está sendo velada na capela do cemitério de Paraíso do Tocantins. Corpos de marido e filho foram carbonizados e ainda vão passar por exame de DNA.

O corpo de Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, encontrada morta no quintal da propriedade onde a família morava, em Paraíso do Tocantins, está sendo velado neste domingo (23) na capela do cemitério Bom Jesus, no município. Os corpos do marido Acácio Gonçalves de Souza, de 70, e do filho do casal Márcio Gonçalves de Souza, de 36, que foram encontrados carbonizados em um dos quartos da casa, ainda estão no IML e serão submetidos a exame de DNA. O crime aconteceu na madrugada deste sábado (22) e eles foram encontrados à tarde.

O corpo de Ivani começou a entrar em estado de decomposição e por isso o enterro deve ser às 16h deste domingo. “Os corpos do meu pai e do meu irmão viraram um só, não sabemos quem é quem. Por isso, ainda vão passar por exames, porque senão serão enterrados como indigentes”, disse um dos filhos do casal, Marcos Aurélio Gonçalves.

Não há previsão de quando os corpos serão liberados do IML. Mais de 15 policiais civis estão nas ruas de Paraíso do Tocantins e cidades vizinhas para investigar o assassinato. A Polícia Civil informou que trabalha com duas linhas de investigação: latrocínio e homicídio. Ivani foi encontrada com um corte profundo na garganta.

A polícia informou que policiais foram convocados e estão em diligências colhendo informações sobre os fatos. Ninguém foi preso. Nesta manhã, quatro pessoas foram ouvidas. As investigações estão sob sigilo, por isso a identidade das pessoas que prestaram depoimento não pode ser revelada.

A Polícia Civil disse ainda que os celulares das vítimas foram levados. Informou também que o crime pode ter sido planejado. As investigações continuam sob a responsabilidade da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins.

Os três moravam juntos na propriedade e eram produtores rurais. O carro da família foi localizado queimado a 2 km da casa.

Velório de mulher é realizado em capela de cemitério em Paraíso do Tocantins — Foto: Aurora Fernandes/TV Anhanguera

Velório de mulher é realizado em capela de cemitério em Paraíso do Tocantins — Foto: Aurora Fernandes/TV Anhanguera.

G1 Tocantins.

Polícia tem duas linhas de investigação sobre assassinato de mãe, pai e filho

Os três foram encontrados mortos na propriedade onde moravam, a cerca de 8 km de Paraíso do Tocantins. Polícia Civil disse que celulares foram levados e que crime pode ter sido planejado.

Mais de 15 policiais civis estão nas ruas de Paraíso do Tocantins e cidades vizinhas para investigar o assassinato de Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, o marido Acácio Gonçalves de Souza, de 70, e do filho do casal Márcio Gonçalves de Souza, de 36. A Polícia Civil informou que trabalha com duas linhas de investigação: latrocínio e homicídio.

O corpo da mulher foi encontrado com um corte profundo na garganta, no quintal da propriedade onde a família morava, a 8 km de Paraíso do Tocantins. Os corpos do marido e do filho estavam carbonizados dentro de um quarto, que pegou fogo. O carro da família foi localizado queimado a 2 km da casa. O crime aconteceu na madrugada deste sábado (22) e eles foram encontrados à tarde.

A polícia informou que policiais foram convocados e estão em diligências colhendo informações sobre os fatos. Ninguém foi preso. Nesta manhã, quatro pessoas foram ouvidas. As investigações estão sob sigilo, por isso a identidade das pessoas que prestaram depoimento não pode ser revelada.

A Polícia Civil disse ainda que os celulares das vítimas foram levados. Informou também que o crime pode ter sido planejado. As investigações continuam sob a responsabilidade da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins.

Os três moravam juntos na propriedade e eram produtores rurais. O corpo de Ivani foi liberado do IML. Os corpos de Acácio e Márcio ainda estão no instituto, em Paraíso do Tocantins e devem ser encaminhados para o IML de Palmas.

G1 Tocantins.

Perícia em ossada de criança encontrada em Palmas não tem prazo para terminar

SSP informou que o trabalho é complexo e ainda não é possível dizer o sexo porque o esqueleto estava incompleto. Ossos foram localizados por trabalhadores próximo a local de obra.

Os laudos periciais da ossada de criança encontrada em um matagal na região norte de Palmas ainda não têm prazo para ficar prontos. A Secretaria de Segurança Pública informou que o trabalho é muito complexo e envolve profissionais das áreas de medicina legal, genética, odontologia e antropologia forense.

Também não foi possível identificar o sexo da criança já que o esqueleto estava incompleto. O crânio e os ossos dos braços não estavam no local. Peritos que trabalham no caso e foram ouvidos pela TV Anhanguera estimaram que a criança tinha no máximo 13 anos.

A ossada foi descoberta por funcionários que trabalham na construção do anel viário de Palmas. Ela estava em um matagal entre a TO-010 e o setor Lago Norte. O caso foi na tarde desta sexta-feira (21).

Ossos estavam em matagal na região norte de Palmas — Foto: Wilton Dias/TV Anhanguera

Ossos estavam em matagal na região norte de Palmas — Foto: Wilton Dias/TV Anhanguera

G1 Tocantins.

Bombeiros resgatam homem esfaqueado dentro de casa incendiada

Casa que ficava no setor Planalto, em Araguaína, foi completamente destruída no incêndio. Vítima foi identificada como James Vitor dos Santos Sousa.

O Corpo de Bombeiros de Araguaína resgatou James Vitor dos Santos Sousa de um incêndio na manhã deste sábado (22). A corporação informou que foi até o local com a informação de que o homem estava preso no fogo, mas ao retirá-lo do imóvel perceberam que havia marcas de facadas no corpo dele.

Sousa estava deitado em um sofá e tinha ferimentos no lado esquerdo do tórax e um corte profundo na garganta pouco abaixo da mandíbula. Os Bombeiros administraram oxigênio e levaram a vítima até o Hospital Regional de Araguaína. A casa fica no setor Planalto e foi completamente destruída no fogo.

A Polícia Militar foi ao local conversar com parentes do homem e com vizinhos. Ainda não há informações sobre as causas do incêndio ou sobre a origem dos ferimentos.

Casa foi completamente destruída em incêndio — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Casa foi completamente destruída em incêndio — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Adolescente morre após ser arremessada de carro durante acidente; outro menor dirigia

Luiza Vitória Almeida Ferreira, de 14 anos, morreu no local. O motorista tem 16 anos e foi liberado após ser ouvido em delegacia.

O jovem Luiza Vitória Almeida Ferreira, de 14 anos, morreu após ser arremessada de um carro em um acidente em Porto Nacional. O veículo capotou em um rua do setor Vila Nova. A jovem estaria sem cinto de segurança e foi arremessada para fora do carro.

O motorista do veículo também era menor de idade. Ele tem 16 anos e foi levado para a delegacia de plantão. O adolescente foi ouvido e liberado após os pais comparecerem ao local. O carro está apreendido e passou por perícia.

O corpo de Luiz Vitória foi levado para o Instituto Médico Legal de Porto Nacional. Dentro do carro estavam outros dois adolescentes. A PM informou que existe a suspeita de que eles estivessem em alta velocidade.

Este é o terceiro caso de acidente envolvendo menores no volante a terminar em morte no Tocantins em uma semana. No domingo um empresário e uma cozinheira morreram em Palmas. Nenhum dos casos foi solucionado.

G1 Tocantins.

Alunos têm material destruído após escaparem de kombi escolar em chamas

Veículo pegou fogo na zona rural de Fortaleza do Tabocão, norte do Tocantins. Crianças e motorista conseguiram sair e não tiveram ferimentos.

Uma kombi escolar pegou fogo enquanto transportava estudantes na zona rural de Fortaleza do Tabocão, região central do estado. O motorista e quatro crianças, de 8 a 9 anos, estavam no veículo no momento do incidente. Todos conseguiram escapar sem ferimentos.

O caso foi registrado na madrugada desta quinta-feira (20). Segundo a prefeitura, as crianças estavam sendo levadas para escola quando o veículo apagou e começou a pegar fogo na parte traseira.

Os passageiros conseguiram sair, mas os materiais escolares e até as sandálias de uma das crianças foram consumidas pelo fogo. A secretária de educação informou que o município comprou novos materiais e vai entregar para as crianças na próxima semana.

Sobre o veículo, informou que estava com a manutenção em dias. A perícia esteve na cidade nesta sexta-feira (21) e o laudo vai informar o que aconteceu.

G1 Tocantins.

Idoso morre em acidente com motos na BR-153; mãe e filha ficam feridas

Batida aconteceu perto de Aliança do Tocantins. Ademar Valentim de Carvalho não resistiu e morreu no local.

Uma batida envolvendo duas motocicletas provocou uma morte na BR-153, perto de Aliança do Tocantins, na noite desta quinta-feira (20). Ademar Valentim de Carvalho, de 62 anos, conduzia um dos veículos e não resistiu.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, na outra moto estavam duas mulheres, mãe e filha. Uma delas teve ferimentos graves e a outra sofreu ferimentos leves. Os nomes não foram divulgados.

Mãe e filha informaram à PRF que o homem invadiu a contramão sem nenhuma razão aparente. Segundo relatos de testemunhas, o idoso teria passado mal. As causas do acidente serão analisadas pela perícia.

Segundo a PRF, os condutores das motocicletas não eram habilitados para dirigir. As duas motocicletas têm placas de Aliança do Tocantins.

Mãe e filha ficaram feridas após acidente com motos — Foto: Divulgação/PRF

Mãe e filha ficaram feridas após acidente com motos — Foto: Divulgação/PRF

G1 Tocantins.

Jovem suspeito de matar e roubar idoso é preso em Xambioá

O crime aconteceu em uma chácara próximo ao município, no dia 21 de julho desse ano. Ele foi levado para a cadeia da cidade.

Jairo Santana Brito, de 25 anos, foi preso nesta quinta-feira (20), suspeito de ter matado José Reis de Souza, de 64 anos, e depois o roubado. O crime aconteceu em uma chácara próximo à Xambioá, no dia 21 de julho desse ano. Junto com Acácio Pereira de Souza, o homem levou uma motocicleta, um capacete, uma guitarra, um celular, uma quantia em dinheiro e outros objetos de pequeno valor.

Em seguida, Brito, que ficou com a motocicleta e a guitarra da vítima, atravessou a balsa para a cidade de São Geraldo do Araguaia (PA), onde deixou os objetos na casa de um primo.

Após três dias, o primo soube que os produtos eram roubados e teria devolvido para Brito, que abandonou a motocicleta e a guitarra no município.

A motocicleta foi recuperada no mês passando, mas só nesta tarde Brito indicou onde teria deixado a guitarra da vítima. O objeto foi recuperado pelos policiais após uma varredura no local indicado.

O suspeito disse que cometeu o crime sozinho e que Souza só teria chegado ao local depois, mas que teria aproveitado que a vítima estava morta para levar alguns objetos.

Segundo a Polícia Civil, possivelmente será realizada uma acareação entre os dois, uma vez que durante busca na casa de Sousa foram encontrados diversos objetos que teriam sido reconhecidos pelos familiares da vítima.

Os dois suspeitos estão presos na Cadeia de Xambioá.

Entenda

Segundo os moradores da cidade, Acácio Pereira de Souza, de 34 anos, foi ao velório e ao enterro da vítima, ficou ao lado do corpo e até chorou.

Um morador da cidade que foi ao velório contou ao site que viu o suspeito. “Ele ficou no velório, acompanhou o enterro até a cova fechar, como se nada tivesse acontecido. Parentes do idoso tiraram foto dele ao lado do corpo”, contou.

O idoso foi encontrado morto no último domingo (22), na casa onde morava, na zona rural da cidade. Após o assassinato, a Polícia Civil pediu a prisão temporária do suspeito. Ele foi capturado numa casa, na rua Justiniano Pereira.

Com ele, os policiais civis encontraram vários itens roubados, como capacete, uma guitarra, um par de botinas e documentos pessoais, objetos da vítima. Ele foi levado para a cadeia de Xambioá.

Segundo a Polícia Civil, no último domingo, um vizinho percebeu a ausência de Sousa e foi até a casa da filha dele para avisar que a vítima não tinha saído de casa para jogar milho às galinhas, como de costume.

A filha foi até casa do pai, olhou pela janela e viu que ele estava morto. Sousa foi assassinado a tiros. No dia anterior o vizinho o viu tocando violão com um homem, que seria Acácio. Momentos depois, o suspeito saiu do local levando a motocicleta da vítima.

G1 Tocantins.