Servidora pública é vítima de estupro após ser sequestrada na saída do trabalho; criminoso abordou mulher no estacionamento de praça

Uma mulher foi sequestrada e estuprada, na tarde desta quarta-feira, 1º de junho, em Palmas. A vítima, servidora pública, trabalha em um órgão na Praça dos Girassóis. A identidade dela não foi divulgada.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a mulher tinha acabado de deixar o serviço, quando foi abordada por um homem, no estacionamento do prédio público.

Armado, o suspeito obrigou a vítima a entrar no próprio carro e a dirigir até um matagal entre os setores Taquari e Jardim Aureny III, na região sul da capital.

Na sequência, o homem estuprou a servidora e fugiu com o veículo dela. A mulher conseguiu pedir ajuda, foi socorrida e encaminhada para o Hospital e Maternidade Dona Regina. Segundo a unidade, a vítima recebeu coquetel de remédios para doenças sexualmente transmissíveis e está sendo acompanhada por profissionais da saúde.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), comandada pela delegada Maria Haydee Alves Guimarães de Aguiar.

Assim que a ocorrência for registrada, a servidora deverá passar por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e prestar depoimento. 

Até a conclusão deste texto, na noite de quarta, nenhum suspeito havia sido preso ou identificado pela polícia.(fonte rede to)

Defesa Civil aponta que 90% do Tocantins corre risco de ‘pegar fogo’

Estiagem antecipada aumenta chances de queimadas
TO é o quarto no ranking dos 10 estados com mais focos

Dados coletados pela Defesa Civil nesta terça-feira (31) apontam que cerca de 90% do Tocantins apresenta risco de queimadas devido ao processo estiagem antecipada. Além disso, números do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) mostram que o estado é o quarto no ranking dos 10 estados com mais registros de foco de calor.

O Tocantins está atrás apenas do Pará, Mato Grosso e Roraima. Conforme o gerente do Centro de Monitoramento da Defesa Civil Estadual, major Cássio de Sousa Pedro, o cenário é preocupante e a falta de chuvas possibilita a ocorrência de incêndios florestais de grandes proporções.

“A população precisa estar informada e alerta que neste ano estamos enfrentando uma forte seca que deverá se prolongar até o segundo semestre”, afirma.

De acordo com os dados coletados, as regiões sul e sudeste do estado encontram em estado de atenção, com umidade variando entre 20% e 30%, entre as 12h e 16h.

Palmas
No início da semana passada, no dia 24, um incêndio foi registrado às margens da TO-050, no perímetro urbano de Palmas, próximo da rodoviária. Durante o mês de maio, o estado chegou a ficar com quatro municípios na lista das dez cidades com mais queimadas no país.

Dicas para evitar queimadas
A Defesa Civil orienta que neste período de tempo seco a população não deve fazer fogueiras e nem jogar bitucas de cigarros nas matas ao lado de rodovias. Orienta ainda para não colocar fogo em folhas ou galhos secos e em terrenos abandonados.(fonte:g1/to)

Funcionários flagram gato andando pelos corredores do HGP

Animal anda tranquilamente e caminha em direção a cesto de lixo
Veterinários afirma que bicho pode transmitir doenças de várias formas

Uma funcionária do Hospital Geral de Palmas (HGP) enviou fotos e um vídeo de um gato circulando livremente pelos corredores do hospital. A mulher, que pediu para não ter o nome revelado, conta que constantemente vê os animais andando no local. Segundo ela, os animais tentam comer a comida dos pacientes e podem transmitir doenças para os pacientes.

Conforme professor e médico veterinário João Eduardo, a presença qualquer animal é proibida em hospitais. 

“Eles [animais] podem levar algumas doenças, que são chamadas zoonoses. O gato especificamente pode transmitir por bactérias, fungos e protozoários. Isso desde a arranhadura do animal até o contato do pelo dele com a pele.”

A contaminação pode ser dar por diversas formas. “Para quem já está debilitado no hospital isso é muito perigoso. As doenças podem ser transmitidas por compartilhamento de água, alimentos ou até mesmo por tecido de roupas do hospital.”

O médico destacou que esses perigos se dão em casos de animais da rua que entram no hospital, pois há projetos em que animais são levados para os hospitais como forma de terapia para os pacientes. “Neste caso há todo um acompanhamento dos bichos, não é um animal da rua”, explicou.

Procurada, a Secretaria de Estado da Saúde (HGP) informou que acionou os responsáveis para tomar as medidas necessárias e evitar a entrada de animais domésticos no HGP.

“Além disso, será realizada a sensibilização das famílias de pacientes e funcionários para não alimentarem animais e nem jogarem alimentos em local indevido a fim de evitar a aproximação dos mesmos”, diz nota enviada.(fonte:g1/to)

Participantes da cavalgada 2016 em Palmeirópolis devem atender a novas regras

A tradicional Cavalgada, que faz parte do aniversário de Palmeirópolis será realizada este ano atendendo algumas normas. Moradores e comerciantes reclamaram quando souberam que a cavalgada tinha sido suspensa na cidade. O Mapa da Noticia entrou em contato com a ADAPEC estadual que através de uma nota esclareceu:     

Veja a nota na integra

MORMO E CAVALGADA EM PALMEIRÓPOLIS

Paulo-Carneiro-em-cavalgada-na-EXPO-PALMEIROPOLIS-500Quanto à realização de cavalgadas no Estado do Tocantins, a Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adapec) esclarece que fez recomendações técnicas quanto a não aglomeração de eqüídeos, nos municípios onde há a ocorrência da doença: Formoso do Araguaia, Sandolândia e Cariri do Tocantins.

Informa também que nos municípios limítrofes aos focos: Figueirópolis, Gurupi, Dueré , Lagoa da Confusão e Araguaçu, estão suspensas as cavalgadas e tropeadas contudo, outras aglomerações de eqüídeos (Vaquejada, leilões) poderão ocorrer nesses municípios, desde que estejam cadastrados e aprovados junto à Adapec, após vistoria e laudo de um veterinário da Agência.

Esclarece que até o momento não foi constatado foco de Mormo no município de Palmeirópolis, mas que o papel dos diversos setores da agropecuária, incluindo médicos veterinários, zootecnistas, criadores, promotores de eventos e poder público, é fundamental para a prevenção, detecção precoce e contenção da doença.

Informa que desde o surgimento do primeiro foco da doença no Tocantins, em 3 de julho de 2015, no município de Formoso do Araguaia, a Agência vem tomando todas as medidas necessárias para o controle da enfermidade.

De 7 de julho de 2015 até o momento, a Adapec promoveu investigação de todos os vínculos epidemiológicos, num total de 52 propriedades interditadas, e realizou a coleta de 755 amostras de sangue, para possível diagnóstico do Mormo nas propriedades foco e em todas as propriedades com vínculo epidemiológico.

A partir daí, a Agência sacrificou 24 animais positivos e conclusivos com a doença, na região atingida com focos.

A Adapec lembra que, no sentido de levar informações ao público interessado, realizou em 2015 mais de 200 palestras com a participação de 3.960 pessoas, e que continua este ano esse trabalho de conscientização sobre os riscos da disseminação do Mormo.

O Mormo é uma doença infecciosa causada pela bactéria burkholderia mallei, que acomete primariamente os eqüídeos (eqüinos, asininos e muares). A doença é uma zoonose e, portanto, pode ser transmitida ao homem.

Aos animais é transmitida pelo contato entre eqüídeos infectados, geralmente quando ingerem água ou alimentos contaminados em bebedouros e comedouros compartilhados.

Os sintomas gerais do Mormo incluem, principalmente, febre, mal-estar, fadiga, secreção nasal, lacrimejamento excessivo, sensibilidade à luz e diarréia.

A assessoria de comunicação da prefeitura de Palmeirópolis esclareceu que a ADAPEC, Agência de Defesa Animal do Estado do Tocantins orientou sobre evitar aglomeração  de eqüinos no município. Tendo em vista o  aparecimento de  uma doença  contagiosa conhecida como “mormo”, doença esta,  que é intitulada como uma zoonose, isto é, transmissível a seres humanos.

A prefeitura informou ainda que para não se indispor com os órgãos fiscalizadores do estado decidiu por não realizar a cavalgada, preocupada com o evento da vaquejada, que poderia ser cancelado devido a tal doença.

Se o evento fosse realizado pela prefeitura municipal, os animais participantes deveriam apresentar exames das doenças mormo e anemia. Para que o evento estivesse dentro das orientações da Agencia de Defesa. Sendo desta forma, a cavalgada será realizada pelos próprios cidadãos sem interferência direta da prefeitura.

11428058_1601339033450773_7087296707167767364_nO evento por ser uma forma de expressão cultural e tradicional da população durante as festividades do aniversario da cidade, o médico veterinário Lual em conjunto as comitivas tomaram frente a realização da mesma. Tomando as precauções de comunicar a prefeitura municipal da realização da cavalgada, para que se criasse uma barreira sanitária no parque de exposição evitando assim o contato dos animais examinados dos que não estarão em dia com seus exames.

Ressaltamos ainda que a cavalgada será realizada no dia 11 de junho conforme programação da festa, a partir das 7 horas da manhã, concentração no leiloPalmas leilões e desfilará nas principais avenidas da cidade e com término no mesmo recinto. Sendo oferecido um grande churrasco que será feito com doações das comitivas e cidadãos palmeiropolenses.

10454458_1601340433450633_3050000750433371111_n (1)

11401260_1601339386784071_2424586022589754859_n

Com informações de Marilene Correia/Ascom prefeitura

Polícia prende quadrilha suspeita de estelionato em Palmas

Homens falsificavam documentos para comprar eletrodomésticos
A suspeita é de que eles tenham provocado um prejuízo de R$ 1 milhão

Três homens foram presos por suspeita de estelionato em Palmas nesta segunda-feira (30). Segundo a Polícia Civil, eles falsificavam documentos de identidade, comprovante de endereço e renda e faziam compras online e em lojas físicas. A suspeita é de que eles tenham gerado um prejuízo de R$ 1 milhão.

Eles foram presos em flagrante no momento em que tentavam fazer compras em um hipermercado, na capital. “A atendente nos comunicou que havia uma pessoa tentando fazer um cadastro e a identidade parecia ser falsa. Dali a gente começou a investigação para compor o auto de prisão em flagrante”, explicou a delegada Ludmila Cristian Barreto.

A delegada informou também que eles compravam eletrodomésticos e eletroeletrônicos e depois revendiam. Os produtos foram apreendidos em uma casa alugada para fazer o depósito.

“Estamos tentando identificar as vítimas através do código de barras dos produtos. São eletroeletrônicos, jogos, computadores, freezer, televisores, fogões industriais e outros”, afirmou Ludmila.

Os três homens foram levados para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde ficarão à disposição da Justiça.

“O perfil de um estelionatário é um perfil de uma pessoa muito sedutora, chega no comércio e consegue seduzir as pessoas para fazer um bom cadastro e já de imediato comprar o produto. Ele consegue ludibriar sempre em proveito próprio ou alheio. Dificilmente conseguimos prender um estelionatário”, concluiu a delegada.(do g1/to)

Suspeito por roubo e estupro de adolescente foi preso em Gurupi

Na tarde desta segunda-feira (30), agentes da 2ª Delegacia de Polícia Civil em Gurupí prenderam o Domingos Alves de Sousa, de 25 anos, suspeito de ter estuprado uma adolescente no Setor João Lisboa da Cruz na última quinta-feira (26). O jovem também é investigado por roubo.

Segundo informações da Polícia Civil, por volta das 14h30, o Domingos foi localizado em uma casa e preso pelos agentes após uma busca pelo Setor Pedroso. O jovem é suspeito de ter estuprado uma adolescente de 15 anos em um terreno baldio no Setor João Lisboa da Cruz na semana passada e a polícia o procurava por este crime desde que a ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes pela família da menor na manhã da última sexta (27).

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o jovem estava com mandado de prisão preventiva em aberto suspeito por crime de roubo ocorrido no dia 18 de maio deste ano no Setor Jardim Eldorado em Gurupi. Na ocasião, o Domingos juntamente com Rafael Oliveira Costa, de 20 anos, abordaram três pessoas que estavam saindo de uma igreja evangélica após um culto e armados com facão, tomaram os celulares das vítimas. O Rafael foi preso ainda na mesma noite pela PM, já Domingos conseguiu fugir.

A Polícia Civil informou também que Domingos já tem passagens pela Polícia e que já cumpriu pena por tráfico de drogas. Sobre as acusações do estupro da adolescente, o suspeito disse que conhece a menor, mas negou que tenha cometido o ato.

Ele foi conduzido à Central de Flagrantes e depois para a Casa de Prisão Provisória (CPP) de Gurupi, onde está preso à disposição da justiça.(fonte:atitude tocantins)

 

Adolescente foi estuprada em Gurupi e suspeito segue foragido

Uma adolescente, de 15 anos, foi estuprada por um homem no Setor João Lisboa da Cruz na noite desta quinta-feira (26). O suspeito trata-se de Domingos Alves de Souza, que é conhecido da família da menor. Até o fechamento da matéria, o acusado continuava foragido.

De acordo com informações da Polícia Militar e Polícia Civil, o estupro ocorreu por volta das 23h50 em um terreno baldio no Setor João Lisboa da Cruz, onde o Domingos, que é conhecido da família, teria se aproveitado de uma situação ao ter encontrado a vítima sozinha na rua e fez o ato sexual na adolescente.

A mãe da menor tomou conhecimento do ocorrido e foi registrar o caso na Central de Flagrantes de Gurupi na manhã desta sexta-feira (27). A adolescente passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) e Hospital Regional de Gurupi (HRG) onde ficou constatado o ato sexual. A Polícia procura por Domingos, que ainda segue foragido.

Ainda segundo a Polícia Civil, Domingos tem passagens pela polícia, mas não foi informado por qual crime.(fonte:atitude tocantins)

Mulher esfaqueia o próprio marido depois de ser expulsa de casa

Ela tinha passado a noite na rua e encontrou as malas prontas, diz polícia
Após ser golpeado, homem correu para o hospital e passou por cirurgia

Um homem de 37 anos foi esfaqueado pela companheira na manhã deste sábado (28) na quadra 203 Norte, na região central de Palmas. Segundo informações da Polícia Civil, os dois brigaram depois que a mulher chegou em casa com sinais de embriaguez, após passar a noite fora.

Quando a mulher de 28 anos retornou, as malas dela já estavam arrumadas e o homem a mandou embora. Ainda conforme a polícia, ela pegou uma faca na cozinha e eles começaram uma luta corporal.

O homem foi ferido e fugiu do local. Ele correu para a Unidade de Pronto Atendimento Norte (UPA). Depois, foi transferido para o Hospital Geral de Palmas (HGP) e passou por cirurgia. O estado de saúde dele e estável.

A mulher foi detida por lesão corporal. O valor da fiança foi fixado, mas como ela não tinha como pagar seria encaminhada para a cadeia feminina de Palmas.(fonte:g1/to)

Criminalidade não dá trégua

População palmense se sente insegura devido aos assaltos constantes a qualquer hora

Os constantes assaltos que estão acontecendo na Capital têm deixado a população insegura até dentro de suas próprias residências, onde os bandidos, sem se preocupar em esconder os rostos, invadem, rendem as famílias, as fazem de reféns e levam tudo o que querem. Os estabelecimentos comerciais também estão na mira dos criminosos, que arrombam, furtam ou roubam até em plena luz do dia.

Somente na última semana, uma cerealista, a casa de um vereador de Palmas e de um pastor foram alvos dos assaltantes. Nos três episódios, os bandidos estavam armados e fizeram todos de reféns. Três suspeitos pelos assaltos a residências foram presos pelas polícias Militar (PM) e Civil (PC).

Entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano a Polícia Civil registrou cerca de 700 ocorrências só na Capital em crimes contra o patrimônio, que incluem roubos e furtos de veículos, comércios, residências e transeuntes. Em todo o ano de 2015 foram mais de cinco mil ocorrências desse tipo em Palmas.

Arrombamentos

Os comerciantes da região Sul amargam prejuízos por causa dos meliantes, que, na maioria das vezes, durante à noite arrombam os estabelecimentos para saquear produtos e dinheiro. O comerciante e diretor da Associação do Comércio e Indústria (Acipa) Ernesto Pereira Ribeiro, 40 anos, conta que sua loja, localizada na Avenida Perimetral IV, no Jardim Aureny II, nas proximidades do Ginásio Ayrton Senna, foi arrombada quatro vezes somente neste ano. Ele reforçou a segurança e incluiu novas barras de ferro na porta.

Ainda de acordo com Ribeiro, as lojas vizinhas também já foram arrombadas e, inclusive, um restaurante que funcionava no local fechou após ser alvo dos bandidos por três dias consecutivos no início do ano. Já uma loja de parafusos na mesma avenida, os criminosos arrombaram o teto para ter acesso no interior.

Audácia

E a audácia dos bandidos não tem limites. Na Avenida Tocantins, em Taquaralto, um homem entrou em uma loja de roupas após quebrar aproximadamente 1 metro² da parede de alvenaria num corredor que dá acesso à loja. Foram levados bermudas, camisetas, bonés e R$ 645,00 que estavam no caixa, detalhou o gerente Pedro Gomes de Almeida.

Em janeiro deste ano um homem já havia entrado no local.

Na mesma noite, uma loja de cosméticos que fica na Avenida Perimetral, próximo à Avenida Tocantins, foi arrombada, mas com o barulho da porta de vidro caindo ao chão um vizinho escutou e chamou a polícia e o suspeito foi preso.

Repressão

A Polícia Militar (PM) informou que foram implantadas a Força Tática, a qual tem retirado de circulação muitos infratores; a reativação da Patrulha Escolar; a ampliação da rede comunitária de segurança e realização de operações constantes com o apoio do efetivo administrativo.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) foi questionada sobre dados atualizados desses últimos meses e a respeito de quais as medidas para garantir a segurança da população, porém até o fechamento desta edição não havia se manifestado. As polícias não informaram se farão algum tipo de operação para aumentar a sensação de segurança na Capital.

 
economia
economia

Patrocínio da Prefeitura de Palmas para filme é considerado ilegal

Investimento R$ 1 milhão foi destinado para o ‘Operações Especiais’.
Contrato foi analisado pelo Tribunal de Contas; multa de R$ 15 mil foi aplicada

O patrocínio da Prefeitura de Palmas para o filme “Operações Especiais” foi considerado ilegal pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Em julgamento feito nesta quarta-feira (25), os conselheiros aplicaram uma multa de R$ 15 mil para o vereador Gerson Alves, que era presidente da Fundação Cultural de Palmas na época do contrato. O patrocínio foi de R$ 1 milhão.

A decisão deve ser publicada no Boletim Oficial do TCE na próxima segunda-feira (30). De acordo com o órgão, foram identificadas irregularidades na formulação do contrato.

Uma delas é o fato de a Fundação não ter aberto um edital para que outras produções interessadas no patrocínio pudessem participar.

O voto que apontou a ilegalidade foi dado pelo conselheiro substituto Leondiniz Gomes, que foi o relator do processo. O pleno acompanhou a decisão. Ainda conforme o TCE, uma tomada de contas foi aberta para verificar se houve danos ao erário e se todas as cláusulas contratuais foram cumpridas.

Procurada, a Prefeitura de Palmas disse que só vai se manifestar após ser notificada da decisão.

Entenda
O Filme “Operações Especiais” teve algumas cenas gravadas em Palmas, em 2014. Atores do estado participaram das gravações.

Protagonizado pela atriz Cléo Pires, o longa causou polêmica na classe artística do estado. Isso porque Prefeitura de Palmas patrocinou a produção com R$ 1 milhão.(g1/to)