MPF questiona decisão do TRF1 e pede o restabelecimento da inelegibilidade de Raul

MPF quer suspensão dos efeitos da condenação por crime ambiental e a inelegibilidade de Raul Filho

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou agravo contra a decisão liminar do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1), de autoria do desembargador Ney Bello, que suspende os efeitos da condenação por crime ambiental e a inelegibilidade do candidato da coligação “Coragem Pra Fazer Diferente”, Raul Filho (PR). Para o Procurador Regional da Republica Bruno Caiado, a sentença contraria dispositivo da Lei da Ficha Limpa, o artigo 26-C, o mesmo utilizado para o TRF1 se manifestar favorável ao republicano.

Para conceder a liminar, Ney Bello admite que a condenação de Raul Filho (PR) gera inelegibilidade nos termos da Lei Ficha Limpa, mas também reforça que a própria Legislação, no seu artigo 26-C, diz que: “o órgão colegiado ao qual couber a apreciação do recurso contra decisões colegiadas poderá, em caráter cautelar, suspender a inelegibilidade sempre que existir plausibilidade da pretensão recursal e desde que a providência tenha sido expressamente requerida, sob pena de preclusão, por ocasião da interposição do recurso”.

Por fim, o Ministério Público Federal pede a reconsideração da decisão do desembargador Ney Bello ou a distribuição do agravo proposto para que seja apreciada pelo segunda seção do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, a fim de que seja reformada a manifestação monocrática, restabelecendo a inelegibilidade de Raul Filho.

Entenda

A Justiça Federal, por meio da decisão do juiz substituto da 4ª Vara, Gabriel Brum Teixeira, determinou no dia 14 de abril o início imediato do cumprimento das penas restritivas impostas ao ex-prefeito de Palmas Raul Filho, que foi sentenciado em 2012 por crime ambiental (artigo 63 da Lei nº 9.605/98). Além do pagamento de multa e prestação de serviços à comunidade, a condenação implica inelegibilidade.

A condenação de Raul pelo colegiado do TRF1 aconteceu em 2012. O acórdão se refere a uma construção sem licença necessária em sua propriedade, que fica às margens do lago da usina Luiz Eduardo Magalhães, em Miracema do Tocantins. A obra teria suprimido a vegetação nativa, compactado e impermeabilizado o solo, e influído negativamente na fauna e na regeneração da flora nativa, segundo o Ibama; caracterizando crime ambiental.

O ex-prefeito entrou com pedido de revisão criminal e teve liminares negadas até conseguir um habeas corpus do Superior Tribunal de Justiça (STJ) no fim de junho, que suspende os efeitos da sentença da Justiça Federal até o julgamento do mérito, que ocorreria no dia 10 e foi transferido para quarta-feira, 24, após solicitação feita por Raul Filho.

Entretanto, o julgamento do mérito do agravo regimental apresentado pelo candidato a prefeito Raul Filho, com a intenção de afastar condenação por crime ambiental, previsto para acontecer nesta quarta-feira, 24, foi adiado porque o TRF1 resolveu pedir parecer da Procuradoria da República sobre uma cautelar negada ao republicano. Em seguida, o republicano ingresso com nova ação de revisão criminal que lhe garantiu, além da suspensão dos efeitos da condenação, sua elegibilidade.(fonte:portal stylo)

Servidores ateiam fogo em pneus e bloqueiam as entradas de Palmas

Eles interditam pontes e rodovias que dão acesso à capital.
Em greve desde o início do mês, eles cobram pagamento da data-base

Servidores do Tocantins, que estão em greve desde o início deste mês, fazem protesto desde às 6h desta quarta-feira (31). Eles atearam fogo em pneus e interditam as quatro entradas de Palmas. O objetivo é pressionar o governo e cobrar o pagamento da data-base. O bloqueou provoca congestionamento. Carros, motocicletas e ônibus estão impedidos de trafegar.

Grevistas cobram pagamento da data-base (Foto: Divulgação/Sisepe)
Grevistas cobram pagamento da data-base (Foto: Divulgação/Sisepe)

Os protestos são realizados na ponte Fernando Henrique Cardoso, saída para Paraíso do Tocantins; a ponte perto de uma faculdade particular; a ponte da TO-050, próximo a estação de tratamento de água da Saneatins e a TO-010, saída para Miracema do Tocantins.

A assessoria de imprensa do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins disse que cerca de 1,2 mil servidores participam do ato. Alguns vieram de cidades vizinhas, como Paraíso do Tocantins, Miracema do Tocantins, Porto Nacional, Miranorte, Guaraí e Gurupi.

O trânsito está bloqueado impedindo a passagens de carros e ônibus. Os manifestantes são profissionais do quadro geral, da saúde, educação, cirurgiões dentistas, médicos, enfermagem e auditores fiscais.

Carros e motocicletas ficam parados na ponte Fernando Henrique Cardoso (Foto: Rachel Lemos/TV Anhanguera)
Carros e motocicletas ficam parados na ponte Fernando Henrique Cardoso (Foto: Rachel Lemos/TV Anhanguera)


Entenda
Os servidores da saúde, educação e quadro geral entraram em greve no início deste mês. No quadro geral, cerca de 95% dos 12 mil servidores aderiram a paralisação. Eles cobram o pagamento dos retroativos da data-base de 2015 e a implantação do índice de 9,8307% referente data-base 2016.

Conforme o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), 90% dos efetivos aderiram à paralisação em Palmas e 70% no interior. Eles cobram o pagamento dos retroativos das progressões 2013 e 2014, e das progressões 2015 e 2016. Além de revisão no Planos de Cargos, Carreiras e Remuneração.

Os servidores saúde, como os enfermeiros, também entraram em greve. São mais de 11 mil funcionários em todo o estado. Os profissionais reivindicam melhores condições de trabalho e pedem que o governo pague os valores garantidos na legislação para cada categoria da saúde.

Os médicos da rede estadual da saúde começaram uma greve no dia 16 deste mês. Os profissionais cobram o pagamento dos retroativos da data-base de 2015 e a implantação da data-base de 2016.

Protesto provoca congestionamento em Palmas; ônibus e carros estão impedidos de transitar (Foto: Divulgação/Sisepe)
Protesto provoca congestionamento em Palmas; ônibus e carros estão impedidos de transitar (Foto: Divulgação/Sisepe)
Servidores ateiam fogo em pneus na ponte FHC (Foto: Divulgação/Sisepe)
Servidores ateiam fogo em pneus na ponte FHC (Foto: Divulgação/Sisepe)
Cerca de 1,2 mil servidores participam de protestos em Palmas (Foto: Divulgação/Sisepe)
Cerca de 1,2 mil servidores participam de protestos em Palmas (Foto: Divulgação/Sisepe)
Grevistas interditam TO-010 (Foto: Divulgação/Sisepe)
Grevistas interditam TO-010 (Foto: Divulgação/Sisepe)
Manifestantes fecham a TO-050 (Foto: Divulgação/Sisepe)
Manifestantes fecham a TO-050 (Foto: Divulgação/Sisepe)

Fonte:g1/to

Jovem morre afogado no balneário em Cariri

Na tarde deste domingo (28), um afogamento foi registrado no balneário do Município de Cariri, no Sul do Estado, que vitimou um jovem de 18 anos de idade morador de Gurupi

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a vítima foi identificado como Nauan Almeida Santana, de 18 anos. O jovem estaria banhando no local acompanhado de amigos quando se afogou.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Gurupi foi acionada e se dirigiu ao local. O corpo de Nauan foi localizado pelos mergulhadores ainda durante a tarde. O seu corpo foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Gurupi.(fonte:atitude tocantins)

Candidato a reeleição por Palmeirópolis foi denunciado e respondeu acusações da oposição

Documento protocolado ao Ministério Público na semana passada pela coligação Renovação Progresso representado pelo senhor Wlisses Barros, deu o que falar. Na denuncia que visou requerer apurações em relação à possível doação irregular por parte do atual prefeito e candidato a reeleição Fábio Vaz, repercutiu na sociedade e também dentro da igreja, porque a tal denúncia trata-se um terreno que a prefeitura doou para igreja Assembléia de Deus ministério Madureira (sede) em Palmeirópolis para a construção da casa pastoral.

A coligação representada pelo senhor Wlisses Barros disse que a doação ocorreu em janeiro, ano eleitoral o que é proibido pela justiça de acordo com a lei 9.504/97.

Ainda de acordo com documentos protocolados na justiça eleitoral o atual prefeito e candidato a reeleição estaria em situação de vantagem em relação ao candidato adversário já que a igreja tem aproximadamente 1200 membros.

Leia na integra a nota de esclarecimento do candidato a reeleição Fábio Vaz da Coligação Palmeirópolis Cada Vez Melhor:

Nota de Esclarecimento

 Por intermédio do vereador Jerônimo Valdomiro o prefeito Fábio Vaz encaminhou à Câmara de vereadores o projeto de lei nº 55 de 04 de dezembro de 2013, pedindo autorização do Legislativo para doar um terreno na Avenida Contorno ao lado da Unidade Básica de Saúde Elena Maria Borges, para construção da casa pastoral da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério de Madureira. As obras se iniciaram em maio de 2014 e a doação foi registrada por ato da direção da igreja por meio de escritura pública de doação dia 07 de janeiro de 2016 em um cartório de imóveis do município.

Com objetivo de prejudicar a candidatura de Fábio Vaz, a coligação RENOVAÇÃO E PROGRESSO por meio de seu representante Wlisses Barros ingressaram com uma ação de representação eleitoral em desfavor do candidato a prefeito Fábio Vaz, alegando de forma caluniosa e mentirosa que a doação do lote ocorreu em 07 de janeiro de 2016, data em que o mesmo foi registrado, tentando fazer provas de que a doação ocorreu em período proibido.

     Considerando notória que os membros e dirigentes daquela igreja sempre souberam que a doação do terreno ocorreu de fato em 2013 e que as obras se iniciaram em maio de 2014 e por meios de documentos fica claro, evidente que não configura conduta vedada em razão do período eleitoral.

A coligação “RENOVAÇÃO E PROGRESSO” por meio de seu representante Wlisses Barros, alega ainda que com a doação do terreno colocou o candidato a prefeito Fábio Vaz em situação de vantagem na disputa eleitoral no município, como se todos os fieis daquela igreja fossem eleitores incondicionais do candidato a prefeito  Fábio Vaz.

Foi protocolada a defesa do prefeito Fábio Vaz, rebatendo os absurdos e inverdades relatados pelo representante da coligação RENOVAÇÃO E PROGRESSO. Fábio Vaz REPUDIA este ato de inverdade citada pela coligação adversária que envolveu a maior igreja evangélica do município. A igreja é representada por pioneiros, e pessoas envolvidas pela fé daquele Templo Religioso.

Com informações da justiça eleitoral não há nenhuma irregularidade sobre a doação do terreno, pois foi realizado fora do período campanha. O que prevalece é a data que o terreno foi doado e não a data do registro da escritura, porem o registro fica a critério do donatário, já que o doador não tem nenhuma obrigatoriedade legal de registrar o imóvel doado.

Foi doado pela prefeitura e aprovado pela Câmara Municipal um terreno que hoje já tem uma casa construída no local. O jornal também conversou com o pastor presidente José Doraim sobre o caso, ele disse que jamais foi condizente com tal ação, não entra em jogada política e estar fora de qualquer assunto que envolva política.

IMG-20160826-WA0024[1]

Após ter pedido negado no Forum de Palmeirópolis ex-prefeito Enoque Souza segue inelegível

Justiça acata decisão da Câmara e nega pela 5ª vez liminar para ex- prefeito

O ex-prefeito de Palmeirópolis Enoque Souza Alves entrou com uma ação na justiça solicitando à anulação de acórdãos proferidos pelo Tribunal de Contas do Estado do Tocantins. Via dos quais julgaram irregulares as contas de ordenador de despesas, relativas aos exercícios 2005 a 2010 e a anulação dos julgamentos realizados pela Câmara Municipal e de consequência, também anulação dos Decretos expedidos pelo poder Legislativo Municipal concernente aquelas contas de Ordenador de Despesa, alegando que a Câmara não tem competência para julgar os referidos processos.

Mas com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que aprovou no último dia (17) uma regra – a serem seguidos pelos demais tribunais – segundo a qual só uma Câmara de vereadores poderá tornar inelegível um prefeito que teve suas contas de governo ou gestão rejeitadas por um tribunal de contas.

O julgamento buscou resolver uma dúvida contida na Lei da Ficha Limpa, aprovada em 2010, que ampliou as hipóteses em que um político fica impedido de disputar eleições e assumir um mandato. Desde então, a Justiça Eleitoral considerava que a desaprovação, pelo TCE, das contas de gestão mais detalhadas, em que o prefeito também ordena gastos específicos.

Mesmo depois da decisão do STF, Enoque Souza pediu a justiça para suspender os efeitos dos processos realizados pelo poder Legislativo Municipal. Mas na última segunda-feira (22), o pedido de liminar para suspenção dos efeitos dos processos julgados pela câmara de vereadores de Palmeiropolis foi negado pela justiça do município. Ex-prefeito Enoque Souza segue inelegível o que  o impede de concorrer vaga para cargos políticos.

Leia mais…

Já sobre o pedido de registro de candidatura de Enoque Souza para concorrer às eleições de 2016, que foi dado entrada em Paranã, as últimas informações do noticiário da Justiça Eleitoral e do Supremo Tribunal Federal (STF), o processo que ainda está em andamento pode ser indeferido a qualquer momento.

Perguntamos o ex prefeito Enoque Souza e o presidente do PMDB Wlisses Barros, se caso não conseguir registrar a candidatura vão apresentar outro nome para concorrer? Eles disseram que não, vão continuar recorrendo até a última instância.

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

Em julgamento de dois recursos ordinários, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a competência para julgar contas de prefeito é da Câmara de Vereadores. O posicionamento é tido, na prática, como uma inviabilização da Lei Ficha Limpa e beneficia candidatos com contas rejeitadas pelos Tribunais de Contas (TCE).

Na sessão da semana passada, o Supremo decidiu que candidatos a prefeito que tiveram contas rejeitadas apenas pelos tribunais de Contas estaduais podem concorrer às eleições de outubro. De acordo com o entendimento da Corte, os candidatos só podem ser barrados pela Lei da Ficha Limpa se tiverem as contas reprovadas pelas câmaras municipais.(fonte:MPF e TCE)

Kátia, Vicentinho e Gaguim vão a Ministro do STJ pedir julgamento de Raul

A senadora Kátia Abreu (PMDB), o senador Vicentinho Alves (PR) e o deputado federal Carlos Gaguim (PTN) pediram nesta quarta, 24, ao ministro Sebastião Reis, do Superior Tribunal de Justiça, em audiência no STJ, prioridade de pauta para julgamento do processo envolvendo o ex-prefeito Raul Filho, candidato do PR à prefeitura da Capital.

Conforme a Senadora, foi demonstrada ao Ministro do STJ a necessidade de um julgamento rápido da questão, respeitado o ordenamento jurídico, em função de dizer respeito aos destinos da Capital. “O processo está pronto para ser votado, inclusive com parecer favorável do Ministério Público Federal”, realçou a parlamentar.

Segundo Kátia Abreu, o Ministro mostrou-se sensibilizado. “Estou confiante que na próxima sessão o processo será votado”, disse Kátia Abreu na noite desta quarta-feira, declarando-se otimista já que o processo tem parecer do Ministério Público Federal favorável a Raul Filho e a defesa do ex-prefeito está bem embasada tecnicamente.(fonte:o coletivo)

Família de Claúdio Frascari cobra por justiça na morte do filho

“Estamos arrasados por perder nosso filho que estava trabalhando e, todos sabem que ele era uma pessoa que não tinha nenhum vicio e nunca vi o meu filho bêbado, fumando ou em lugares inapropriados […] Estamos arrasados e esperamos que tenha justiça porque ele saiu bem de casa conversando com a gente e de repente vem a notícia que estava morto”, disse a mãe Ana Maria Frascari sobre a morte do filho por assaltante em uma loja no Centro de Gurupi, mas até o momento ainda não teve solução.

O latrocínio aconteceu no dia 01 de agosto deste ano quando o fotógrafo chegou, no dia e errada, em uma loja de grife no Centro de Gurupi para fazer algumas imagens, coincidentemente,  no momento em que acontecia um assalto e acabou sendo alvejado com um disparo de arma de fogo nas costas e faleceu no local.
“Uma menina nos falou que ele estava com a mão na cabeça e teria ajoelhado, ficou com a perna virada e o bandido deu um empurrão nele para que ele se ajeitasse direito e daí atirou nele, matou o meu filho e foi embora”, disse a mãe, Ana Maria Frascari.
Desde então, dona Ana Frascari busca resposta da polícia judiciária na apuração dos fatos no sentido de chegar ao autor do disparo, que no ato estava acompanhado de uma mulher.

“Eles começaram a investigar e dizem que estão trabalhando, mas até agora a gente não tem nenhuma resposta. Eu quero que eles apresentem quem assassinou o meu filho porque não foi nenhum cachorro que morreu, mas foi gente”, relata a mãe.
O caso está sendo investigado pela delegada, Lucélia Maria Marquez Bento, do 1° Distrito Policial, de Gurupi. Ela afirmou ao Portal Atitude que até o momento o autor do crime anda não foi identificado, porém as diligencias continuam até que seja identificado.
“As investigações estão em andamento e estamos aguardando a conclusão de algumas diligencias que foram requeridas. Infelizmente, até agora não conseguirmos encontrar os suspeitos. Ainda não temos nenhum suspeito. Tudo levar a crer que [casal de assaltantes] eram de outra cidade. Todo mundo está cobrando e estamos fazendo o máximo possível para localizá-los, mas, estou dependendo de uma outra diligencia para ser concluída para ver se conseguimos achar alguma coisa”, disse a delegada.
Segundo a delegada a falta de imagens dos acusados dificulta as investigações. No dia do assalto os marginais arrancaram e levaram todo sistema de vídeomonitoramento da loja.
“Andamos nas mediações em busca de imagens, mas não conseguimos evidenciar, tanto nós como o pessoal da Polícia Militar. A única imagem que poderíamos pegar era de uma clinica que fica em frente, mas a Câmera não estava funcionando”, disse a delegada.

Desesperançosa, a mãe espera que a sociedade desperte e contribua com informações para que os culpados possam responder pelos crimes.
“E eu acho que as pessoas têm que se sensibilizar porque espero e quero justiça, tanto da parte de Deus como a do homem. A de Deus eu tenho certeza que ele vai fazer, mas agora a do homem eu estou esperando para ver o que acontecer”, relata a mãe.
A mãe relatou ainda que o fotografo Cláudio Frascari tinha bom comportamento, não possuía vícios e  possuiu bons relacionamentos em Gurupi.
“Estamos arrasados por perder nosso filho que estava trabalhando e todos sabem que ele era uma pessoa que não tinha nenhum vicio, pois nunca vi o meu filho bêbado ou fumando ou em lugares inapropriados. Sempre trabalhou com pessoas boas e seus amigos eram pessoas boas que eram o pessoal da Prefeitura, da Unirg e jornalistas. Eram essas pessoas que meu filho tinha mais contato, então estamos arrasados e esperamos que tenha justiça porque ele saiu bem de casa conversando com a gente e de repente vem a notícia que estava morto. Não é fácil não!!”, disse.
Cláudio Frascari era muito querido em Gurupi e já trabalhou como fotografo na Unirg, Prefeitura de Gurupi, em várias campanhas eleitorais e nos últimos anos se dedicou em fotografia de casamentos e de formaturas.(fonte:folha do tocantins)

Ambulantes vendem ‘quentinhas’ na porta de hospital após falta de comida

Maior hospital do Tocantins está sem alimentação para acompanhantes
Comida também não foi fornecida para pacientes nesta sexta-feira (23)

Acompanhantes de pacientes do Hospital Geral de Palmas (HGP) estão comprando comida porque não tem alimentação na unidade de saúde. Os ambulantes chegam com caixas de isopor e em poucos minutos todas as ‘quentinhas’ são vendidas.

A alimentação foi cortada há cerca de uma semana para os acompanhantes no maior hospital do Tocantins. Nesta terça-feira (23) acabou também para os pacientes, segundo funcionários e parentes de pessoas internadas. O Ministério Público Estadual e Polícia Civil estão no local verificando a situação.

A cozinheira Joanice Miranda nem precisa fazer muita propaganda para vender as marmitas, que custam R$ 10 e são feitas em casa. São cerca de 30 no almoço e outras 30 no jantar.

“Toda vez que falta a gente vem. Além de ganhar um dinheiro extra, a gente ajuda o pessoal porque comer em restaurante fica mais caro”, conta.

Narciso Marinho, de 52 anos, está com o filho, vítima de um acidente de trânsito, internado no anexo do hospital. Nesta terça-feira, ele teve de comprar duas quentinhas porque o filho não recebeu alimentação. “É muito difícil. A gente vem e fora tem que comprar, porque não tem onde comer aqui”, reclamou.

Marinho está no HGP há cinco dias e já gastou R$ 60 com alimentação. Assim como ele, uma mulher que veio de Taguatinga, sudeste do Tocantins, está há sete dias na unidade. A acompanhante, que pediu para não ter o nome revelado, disse que compra comida duas vezes por dia e já gastou R$ 140.

A Secretaria de Estado da Saúde foi questionada sobre a falta de alimentação na unidade, mas não respondeu até a publicação desta reportagem.(fonte:g1/to)

Conheça os perfis dos candidatos que disputam a Prefeitura de Palmas

Em 2016, seis candidatos registraram chapas para a disputa
Na capital do Tocantins a eleição será apenas no primeiro turno

Estão definidos os candidatos que vão disputar o cargo de prefeito de Palmas nas Eleições 2016. A capital tem apenas um turno nas eleições municipais, no dia 2 de outubro, no primeiro domingo do mês, devido ao número de eleitores que não ultrapassa 200 mil (requisito para a realização de segundo turno entre dois candidatos). Confira abaixo, em ordem alfabética, os perfis dos candidatos à Prefeitura de Palmas.

Amastha disputa a reeleição (Foto: Divulgação)
Amastha disputa a reeleição (Foto: Divulgação)

Amastha
Candidato do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Carlos Enrique Franco Amastha tem 56 anos e nasceu em Barranquilla, na Colômbia. Há mais de 30 anos reside no Brasil onde formou família e estabeleceu empreendimentos empresariais.

Primeiro prefeito estrangeiro de uma capital brasileira, Amastha tenta a reeleição e defende que todas as áreas da administração em uma cidade são prioritárias. O colombiano é casado e pai de três filhos.

Cassius Assunção é candidato à Prefeitura de Palmas pelo PSOL (Foto: Divulgação)
Cassius Assunção é candidato à Prefeitura de
Palmas pelo PSOL (Foto: Divulgação)

Cassius Assunção
Filiado ao PSOL desde 2013, Cassius Assunção tem 42 anos e é natural de São Luís (MA). Ele é o presidente do diretório estadual do partido no Tocantins e esta é a primeira eleição em que participa como candidato.

Assunção vive em Palmas há 21 anos, é casado e tem duas filhas. O candidato é técnico em gestão do agronegócio e gestão pública. Ele defende causas voltadas aos diretos humanos.

Cláudia Lelis é candidata à Prefeitura de Palmas pelo PV (Foto: Arquivo Pessoal)
Cláudia Lelis é candidata à Prefeitura de Palmas
pelo PV (Foto: Arquivo Pessoal)

Cláudia Lelis
Cláudia Telles de Menezes Pires Martins Lelis tem 44 anos. A candidata é a primeira mulher eleita a ocupar o cargo de vice-governadora do Tocantins. Ela é filiada ao Partido Verde (PV) há 10 anos e defende causas sociais e ambientais.

Publicitária, Claudia Lelis atuou como secretária de Comunicação de Palmas. Ela é casada com o ex-deputado e presidente estadual do PV no Tocantins, Marcelo Lelis e tem quatro filhos.

Raul Filho é candidato do PR (Foto: Divulgação)
Raul Filho é candidato do PR (Foto: Divulgação)

Raul Filho
Raul de Jesus Lustosa Filho é casado e tem 58 anos. Atualmente filiado ao Partido da República (PR), ele foi prefeito de Palmas por dois mandatos, entre 2005 e 2008, pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Raul Filho é pecuarista, natural de Gilbués (PI). Em 1982, foi eleito prefeito de Araguaçu (GO). Ele também foi deputado estadual constituinte em 1988 e reeleito por mais dois mandatos até 1994. O candidato defende o cuidado com a população nas áreas da saúde, educação e moradia.

aragão
Sargento Aragão concorre pelo PEN (Foto: Divulgação)

Sargento Aragão
Atual presidente do Partido Ecológico Nacional (PEN), Manoel Aragão da Silva tem 51 anos e nasceu em um distrito de Sertânia (PE). Ele é casado e tem um filho. Sargento Aragão, como é conhecido, é técnico de agropecuária, bacharel em Direito e policial militar da reserva.

Ele começou a carreira militar em 1989 como soldado da PM de Goiás. Com a criação do Tocantins, fez opção pelo novo estado. Sargento Aragão defende os direitos da classe militar, a conservação do meio ambiente e a segurança para o cidadão. Ele foi eleito deputado estadual por três mandatos entre 2002 e 2010. Em 2012, foi eleito vice-prefeito de Palmas, mas não tomou posse.

Zé Roberto disputa a prefeitura pelo PT (Foto: Divulgação)
Zé Roberto disputa a prefeitura pelo PT
(Foto: Divulgação)

Zé Roberto
Filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) há 35 anos, José Roberto Ribeiro Forzani tem 55 anos e é natural de Pirenópolis (GO). Engenheiro florestal, reside no Tocantins desde 1994. Zé Roberto, como é conhecido, é casado e pai de quatro filhas.

Ele é servidor público efetivo do Ibama e já fez parte do quadro de servidores do Estado, onde dirigiu a Superintendência Regional entre 2004 e 2010. Zé Roberto foi eleito como deputado estadual em 2010 e reeleito em 2014. Ele defende políticas voltadas aos pequenos agricultores, indígenas e quilombolas.(fonte:g1/to)

Vítima de aneurisma: Vereadora de Figueirópolis morre em hospital de Gurupi

Edileuza Barbosa da Silva Santos foi internada no Hospital Regional de Gurupi, onde passou três dias na UTI

Em decorrência de aneurisma cerebral,  faleceu na noite deste sábado 20, no Hospital Regional de Gurupi, Edileuza Barbosa da Silva Santos (PHS), de 45 anos. Após três dias internada, veio a óbito em consequência de um aneurisma cerebral. A vereadora deu entrada em estado grave no HRG na última quinta-feira 18.
Edileuza era graduada pela Fundação UNIRG, em Pedagogia e Pós Graduada pela ESEA, em Gestão, Orientação e Supervisão Escolar. Estava em seu 1º mandato e buscava reeleição pela Coligação “Unidos por Figueirópolis” comandada pelo prefeito e candidato à reeleição, Fernandes Martins (PMDB).
O local do velório será na igreja Batista do Centenário em Figueirópolis ainda nesta manhã, e o sepultamento acontecerá no período da tarde.
Fonte:Folha do Tocantins/fotos:Romilton Messias