Produtores trocam hortaliças por mandioca para melhorar o lucro no sul do Tocantins

Além da vantagem no preço do quilo, a plantação de mandioca também é menos trabalhosa, segundo os agricultores. Especialista diz que a planta se adapta bem ao clima local.

Produtores do sul do Tocantins estão trocando as grandes hortas por lavouras de mandioca para tentar melhorar os lucros. Segundo eles, além das vantagens com o preço do quilo mais estável, a plantação da raiz demanda menos cuidados.

“A hortaliça, além de dar muito trabalho, o preço é bem menos. O cliente chega pedindo o cheiro verde por R$ 0,50 ou por R$ 0,40. A mandioca o cliente já sabe que o quilo é R$ 5”, explica o produtor José Gomes Pereira.

O agrônomo Evadir Fornari explica que a escolha é boa porque a planta se adapta bem ao clima local. “Comporta-se desde o Rio Grande de Sul até o Norte, Nordeste do país. Inclusive, a Bahia e o Pará são os maiores produtores e o Tocantins vem aí como terceiro ou quarto produtor da mandioca”, diz ele.

No Brasil a mandioca também é conhecida como aipim e macaxeira. A variedade que o seu José planta é chamada de mandioca manteiga e a mulher do agricultor, Luzia Gomes Pereira, explica porquê.

“Ela é muito boa, ela não precisa nem colocar na pressão. Só esquentou a água e ela já está cozidinha, molinha”.

Para acelerar os resultados, o produtor investiu em um sistema de irrigação que é ligado por meia hora todos os dias. Ao invés de esperar por 12 meses, a colheita é feita seis meses após o plantio.

G1 Tocantins.

Comissão técnica do Gurupi sofre acidente na BR-153

Carro em que estavam quatro pessoas atropelou uma capivara e saiu da pista. O acidente foi registrado em Cariri do Tocantins, no sul do estado.

Comissão técnica do Gurupi Esporte Clube sofreu um acidente na noite desta sexta-feira (22), por volta das 19h10. O caso aconteceu no km 700 da BR-153, em Cariri do Tocantins, no sul do estado. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o carro em que estavam quatro pessoas atropelou uma capivara e saiu da pista. O grupo seguia para Goiânia (GO).

Segundo a PRF, o carro seguia pela via e após uma longa curva, em local de pouca iluminação, o motorista, o preparador físico Luesley Barbosa, foi surpreendido pela capivara, que atravessava a rodovia.

O preparador não conseguiu desviar e atropelou o animal. Ele perdeu o controle da direção e o carro saiu da pista. No veículo também estavam o técnico Wladimir Araújo, o preparador de goleiros Carlos Roberto e a esposa dele Divina Marta.

Segundo o presidente do Gurupi, Wilson Castilho, Divina teve ferimentos leves e foi socorrida pelo Samu. Acompanhada pelo marido, ela foi levada para Gurupi.

A PRF informou que prestou auxílio ao motorista e ao passageiro ileso, levando-os também para Gurupi.

Ainda segundo Castilho, na manhã deste sábado, por volta 8h, o grupo seguiu para Goiânia, de ônibus.

 

Ônibus escolar tomba após problema mecânico e professor fica ferido no Tocantins

Caso foi na rodovia TO-365, na zona rural de Gurupi. Prefeitura informou que 19 alunos estavam no veículo, mas que não tiveram ferimentos no acidente.

Um professor da rede municipal de educação de Gurupi ficou ferido após um acidente com um ônibus escolar na tarde desta terça-feira (27).

O acidente foi na rodovia TO-365, na zona rural da cidade. A prefeitura informou que 19 alunos estavam no veículo no momento do acidente, mas não tiveram ferimentos.

Testemunhas disseram que o ônibus teve problemas mecânicos antes de tombar, mas a prefeitura afirma que a manutenção estava em dia.

As causas serão apuradas por uma perícia. O professor que ficou ferido teve escoriações e não precisou ficar internado.

Outro ônibus foi chamado para transportar os passageiros até a escola. A maioria dos alunos mora no povoado do Trevo da Praia.

G1 Tocantins

Mulher morre após ser atropelada por carreta na BR-153, sul do Tocantins

Segundo a PRF, a carreta teria atingido a mulher quando ela tentava atravessar a rodovia. Ela estava sem documentos e morreu ainda no local.

Uma mulher, ainda não identificada, foi atropelada por uma carreta na manhã desta sexta-feira (23), na BR-153, em Gurupi.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a carreta teria atingido a mulher quando ela tentava atravessar a rodovia.

Após o impacto, o veículo chegou a sair da pista e bater num poste. A carreta parou a 50 metros de distância do local do atropelamento.

Segundo a Polícia, o motorista disse que estava fazendo uma ultrapassagem quando a mulher entrou na frente e não conseguiu desviar.

O acidente revoltou a população que já cobrava por uma passarela no mesmo local onde houve o acidente. A velocidade permitida neste trecho é de 40 km/h. A vítima, que estava sem documentos, morreu na hora.

G1 Tocantins

Jovem colombiano é assassinado a tiros em bar no sul do Tocantins

Testemunhas disseram que o rapaz seria agiota e estaria entregando dinheiro a um cliente, mas a versão ainda é investigada pela polícia. Jhowin Holguin Rodrigues, de 20 anos, morreu no local.

O jovem Jhowin Holguin Rodrigues, de 20 anos, foi assassinado a tiros em um bar no setor Vila Nova, em Gurupi.

O rapaz é da Colômbia e começou a frequentar o local há cerca de um mês, de acordo com o proprietário. O crime foi no final da tarde desta quarta-feira (21).

De acordo com a Polícia Militar, o rapaz chegou ao bar em uma motocicleta e pediu um refrigerante enquanto esperava outra pessoa.

Não há informações sobre como o atirador chegou ao local ou se ele chegou a conversar com a vítima. Os tiros atingiram a barriga e as costas de Rodrigues. Ele morreu no local.

Testemunhas disseram à Polícia Militar que o rapaz estaria entregando dinheiro para um cliente no local e que agia como agiota na cidade.

A história ainda não foi confirmada, mas o caso será investigado pela Polícia Civil. Ainda não há suspeitos para o crime.

G1 Tocantins

Técnica em radiologia é morta com cinco tiros na porta de casa no sul do Tocantins

Vítima chegou a ser socorrida pelo Samu e foi levada ao hospital, mas não resistiu. Crime aconteceu no residencial João Lisboa da Cruz.

A técnica em radiologia, Cirlene Pereira, de 29 anos, foi morta com pelo menos cinco tiros na porta de casa, no residencial João Lisboa da Cruz em Gurupi, sul do Tocantins. O crime aconteceu na noite deste domingo (4), por volta das 22h40.

Gurupi teve um assassinato a cada três dias desde o começo de 2018

A Secretaria de Segurança Pública informou que 16 pessoas foram assassinadas esse ano na cidade. Pelos menos 13 homicídios estão associados ao tráfico de drogas.

s moradores de Gurupi, município da região sul do Tocantins, começaram o ano de 2018 assustados com a onda de violência. É que o número de homicídios na cidade chamou atenção. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Tocantins, foram registrados nesse ano 16 assassinatos, cerca de uma morte a cada três dias.

A polícia acredita que pelo menos 13 homicídios podem ter relação com o tráfico de drogas.

Moradores de Gurupi estão assustados com a violência (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Moradores de Gurupi estão assustados com a violência (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

De acordo com a Polícia Civil, além das mortes também tiveram nove tentativas de homicídio. O G1 noticiou 13 desses crimes e alguns deles são semelhantes. Na maior parte dos casos as vítimas são jovens e foram mortas a tiros. Só nesta semana quatro pessoas foram mortas. Veja os casos abaixo:

Mortes em fevereiro

Os últimos dois homicídios foram na terça-feira (27). Ronildo Cirqueira Bezerra, de 36 anos, foi morto a tiros na porta da casa dele. Jucilene Silva Lima, de 34 anos, também foi assassinada. O corpo dela foi encontrado com marcas de facadas.

Nilvan Cursino Vila Nova, de 36 anos, e Lucas Fernandes da Silva, de 22, foram mortos na madrugada do dia 25. Os dois tinham marcas de tiros pelo corpo.

José Guilherme Ezidio Araújo, de 21 anos, foi morto no dia 13 de fevereiro. No momento do crime ele dirigia um carro e estava com a namorada e um bebê quando levou dois tiros, um deles atingiu a cabeça.

Caique Souza Machado, de 22 anos, também é uma das vítimas em Gurupi. Ele foi morto com uma facada no peito no dia 6.

Mortes em janeiro

No dia 29 de janeiro, Carlos Marcos Apolinário Torres, de 52 anos, foi morto com pedaço de ferro retirado do motor de um carro. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. O suspeito confessou o crime e foi preso.

Luciana Menezes Barbosa, de 33 anos, foi morta a tiros por dois homens que estavam em uma motocicleta no dia 23 de janeiro. Segundo a polícia ela tinha passagem por tráfico.

Entre os dias 16 e 17 de janeiro, quatro pessoas foram assassinadas e duas baleadas. Os crimes foram registrados em horários e pontos diferentes da cidade. Uma das vítimas era uma adolescente de 17 anos.

O funcionário da Prefeitura de Gurupi, Josué Silva de Araújo, de 43 anos foi morto na zona rual, no dia 11 de janeiro. O suspeito do homicídio é um homem que usava tornozeleira eletrônica.

Polícia Militar

A Polícia Militar informou que estão sendo realizadas ações e operações no intuito de coibir o tráfico de drogas e a violência, bem como ações comunitárias para a comunidade.

Sobre os homicídios, a PM disse que a maior parte das vítimas tinha algum envolvimento com o consumo ou tráfico de drogas. Disse ainda que aumentou o número de prisões e apreensões de pessoas e drogas no município. “São reflexos da busca pelo aumento de segurança na cidade e espera que a população continue a contribuir com denúncias para que a paz social seja alcançada”.

Segundo a PM, nesses dois meses foram presas 69 pessoas em flagrante e 18 adolescentes apreendidos. No mesmo período também houve apreensão de cerca de 10 kg de drogas, 15 armas de fogo e 81 munições.

Fonte: G1 Tocantins

Mulher é assassinada a tiros por homens de motocicleta em rua de Gurupi

Policiais que estavam em uma viatura perto do local ouviram pelo menos três disparos. Os criminosos conseguiram fugir e não foram identificados.

Luciana Menezes Barbosa, de 33 anos, foi assassinada a tiros na noite desta segunda-feira (22) em Gurupi, no sul do Tocantins. Segundo a Polícia Militar (PM), a mulher estava vila São José quando dois homens chegaram em uma motocicleta e atiraram contra ela.

Policiais que estavam em uma viatura perto do local ouviram pelo menos três disparos, mas ninguém foi preso e os criminosos ainda não foram identificados. De acordo com a PM, a mulher tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi até o local, mas a mulher já estava sem vida. O corpo de Luciana Menezes foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Gurupi.

 G1 Tocantins

Kátia Abreu, pré-candidata ao Governo do Estado foca em ouvir as pessoas em reuniões pelo Tocantins

A pré- candidata continua colhendo sugestões e ideias para elaborar um projeto de governo.

Com formato diferenciado e inovador de fazer política, a pré-candidata ao Governo do Estado, Kátia Abreu está focando sua caminhada em ouvir as pessoas durante reuniões realizadas pelo Tocantins.

Desde março do ano passado ela vem se reunindo com seguimentos da sociedade civil organizada e lideranças políticas. Nesta segunda-feira, 22, esteve nas cidades de Alvorada e Gurupi, Sul do Estado.

“Neste primeiro momento estamos indo aos municípios para ouvir as pessoas. Os problemas que estão enfrentando por causa da ausência do poder público”. 

As ideias e sugestões das pessoas são anotadas e servirão de subsídio para o projeto de governo que à pré-candidata está elaborando.   

Alvorada

Na cidade de Alvorada, acompanhada do prefeito Paulo Antônio, Kátia Abreu se reuniu, na Câmara Municipal, com vereadores, comerciantes, servidores públicos, professores, produtores rurais e profissionais liderais. O grupo pontou suas demandas, principalmente na área de infraestrutura, segurança pública, saúde, educação e desenvolvimento econômico.

Na ocasião, após os apontamentos relacionados ao crescimento econômico do estado e da região, a pré-candidata disse que o Tocantins não tem como atrair investidores sem regularização fundiária, ou seja, sem emitir o documento da terra aos seus respectivos proprietários.

“A maioria das propriedades rurais no estado não têm documento. Se o cidadão não tem documento da terra dele como investir em algo que não é seu, você investiria? Isso inviabiliza financiamentos e não atraí investidores. Como alguém vai comprar uma terra sem documento? Esse é um problema seríssimo que precisa ser resolvido. A pessoa lutou a vida toda para adquirir um bem, sua casa, sua moto, seu carro, sua chácara, sua fazendinha ou fazenda grande não importa é sua e você tem direito de propriedade sobre ela”, afirmou.

Gurupi

Também na cidade de Gurupi, Kátia Abreu se reuniu com vereadores, professores, secretários do município, produtores rurais e empresários. O encontro ocorreu na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o assunto desenvolvimento econômico do estado dominou a reunião.

Os empresários classificaram a carga tributária “excessiva” como um dos principais gargalhos enfrentados pelo setor. A pré-candidata disse que o problema está acontecendo em todo o Brasil, afirmando que no Tocantins “as forças coercitivas estão muito mais fortes do que as forças que ampara, impedindo o crescimento e a geração de empregos”.

Kátia Abreu ressaltou que o Governo não tem que ajudar ninguém e sim ser parceiro, facilitar, criar condições para desenvolver o estado.  

A pré-candidata percorreu 1.900 quilômetros, em seis dias e foi em nove municípios da região Sul e Sudeste do Estado. Peixe, Natividade, São Valério, Jaú do Tocantins, Palmeirópolis, São Salvador, Paranã, Alvorada e Gurupi, além desses, também esteve em assentamentos e povoados.     

Fotos: Divulgação

Assessoria de Comunicação – Kátia Abreu

Ex-prefeito morre em decorrência de complicações cirúrgicas no Tocantins

O corpo será velado na cidade de Alvorada, e enterrado em Talismã às 17h.

Morreu na madrugada desta terça-feira (23), no município de Gurupi, o ex-prefeito de Talismã -TO, Mosaniel Falcão de França, em decorrência de complicações cirúrgicas. Mosaniel era advogado, natural de Formoso – GO e tinha 62 anos de idade.

O corpo será velado na cidade de Alvorada, e enterrado em Talismã às 17h.

Em nota, diversas autoridades políticas como a senadora Kátia Abreu, Deputado Eli Borges, Irajá Abreu lamentaram o falecimento do advogado Dr. Mosaniel.

NOTA DE PESAR DA SENADORA KATIA ABREU

Foi muito pesar que recebi a notícia do falecimento do meu querido amigo e ex-prefeito de Talismã, Mosaniel Falcão de França, em Gurupi, ocorrido na madrugada desta terça-feira (23), em decorrência de complicações cirúrgicas.

Mosaniel, além de amigo pessoal, esteve ao seu lado como parceiro político desde 2002. Filiado no PSD, foi exemplo de homem público, leal, amigo e companheiro de todas as horas. Ele parte deixando-nos muitas lições de amor, amizade, profissionalismo, ética e humanidade.

Casado com Margarida Falcão, pai honrado e avô amoroso, deixará muitas saudades. As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e quando são especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixam o mundo mais pobre. Sem o amigo, o mundo perde um pouco do seu brilho, mas, Deus sabe de todas as coisas. Pedimos ao Altíssimo que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Cancelei minha agenda que cumpriria em Palmas nesta terça-feira, para participar do último adeus ao amigo, que será velado na cidade de Alvorada, e enterrado em Talismã às 17h.

Kátia Abreu
Senadora da República