O governador Marcelo Miranda e a vice, Cláudia Lélis foram cassados por maioria dos votos no Tribunal Superior Eleitoral- TSE na manhã desta quinta-feira, 22. Um dia de reviravolta política no  Estado.

A execução da decisão deve ser imediata e o presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse deve assumir o comando do Estado para realização de novas eleições.

Vários setores, sindicatos e instituições temem instabilidade administrativa com as mudanças que devem ocorrer.

A decisão mexe no cenário das eleições deste ano, já que Miranda é pré-candidato, e deixa também o Estado em mais um cenário de instabilidade política e administrativa. É a segunda vez que Miranda é cassado.

Há ainda a possibilidade de eleições diretas no dia 3 de junho e por enquanto Mauro Carlesse assumirá o governo por 90 dias.

Ainda será definido se a Assembleia deverá fazer eleição indireta para decidir quem será o novo governador porém apenas os 24 deputados votam, e eles devem novamente ser os protagonistas da decisão.

Aliados de Miranda e governistas consideram a decisão injusta e estranharam a reviravolta no julgamento.

Titulares de pastas do governo também foram pegos de surpresa e aguardam os próximos passos. O governador acompanhou o julgamento em Brasília nesta quinta-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here