‘Abraço Grátis’: foi o tema da campanha de alerta em defesa da vida em Palmeirópolis.

Distribuição de abraços carinhosos e com um sentimento de empatia foi que a secretaria de saúde de Palmeirópolis por meio da Atenção Básica, Nasf, Academia da Saúde e igreja Videira realizaram uma ação na feira do Produtor Rural.

A Campanha ‘Abraço Grátis’, uma alusão ao setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio mostrou que todos são importantes, independentes de quem seja.

O objetivo foi mobilizar e orientar para o acolhimento de pessoas que estão em sofrimento emocional e psicológico, como forma de combater os crescentes índices de suicídio.

Lembrancinhas foram distribuídas a todos que por ali passaram. 

Na feira a equipe distribuiu flores com frases motivacionais, cantaram louvores e puderam dar um abraço caloroso.

A psicóloga Bruna Gomes, destacou a importância de se debater a campanha junto ao público. “É um tabu que precisa ser discutido, pois o suicídio existe, e é um problema de saúde pública. Com essa campanha, nós oferecemos esse abraço fraterno, não só às pessoas que estão passando por esse tipo de dificuldade, como também as que estão ao seu redor”, afirma a idealizadora do projeto Psicóloga Bruna.

Psicóloga Bruna Gomes em um abraço carinhoso durante ação na feira do Produtor Rural de Palmeirópolis.

Diversas ações serão promovidas no município até o final do ano, com o objetivo de alertar a população sobre a realidade do suicídio no Brasil e no mundo, além das suas formas de prevenção.

Os números registrados no mundo só reforçam a importância da campanha do “Setembro Amarelo”, pois, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas. Segundo o Ministério da Saúde (MS), 32 pessoas comentem suicídio por dia no Brasil.

O suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos.

A secretária de Saúde do município de Palmeirópolis Eliete Moura, destacou a importância das ações na promoção do amplo debate do tema junto à população. “A saúde mental é uma das nossas prioridades. Temos uma equipe qualificada para ajudar as pessoas e atuar na prevenção do suicídio, que muitas vezes ainda é tratado como tabu pela sociedade”, pontuou.

Além das equipes das Unidades Básicas de Saúde, que contam com o trabalho de psicólogos do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (Nasf-AB), e funcionam de segunda a sexta-feira.

Da redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here