Impacto fez com que teto de gesso caísse em criança de 8 anos que dormia.
Segundo a PM, a suspeita é que o motorista tenha dormido ao volante, em GO.

Fonte:g1/go

O motorista de uma caminhonete perdeu o controle da direção e invadiu uma casa neste sábado (30), em Goiânia. Segundo os moradores, o veículo derrubou o portão, bateu em um carro que estava na garagem e o empurrou pra dentro da cozinha da residência. Com o impacto, o teto de gesso se rompeu e caiu em cima de uma criança de 8 anos de idade que dormia em um dos quartos. Ninguém se feriu.

“A príncípio foi nos dito que ele [o motorista] dormiu na direção e provocou todo este estrago na casa, vamos apurar direitinho e, como não houve vítima o que pode ser feito é a família procurar a Delegacia de Trânsito para registrar o caso”, afirmou o cabo Luís Carlos Gonçalves de Sousa, do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar.

O acidente aconteceu às 7h deste sábado no Parque Anhanguera, região sudoeste da capital. Segundo a fotógrafa Aline Oliveira, filha do casal que mora na casa, o motorista e um dos passageiros foram cercados por moradores do bairro até que a polícia chegasse. De acordo com ela todos dormiam no momento em que o carro derrubou o portão.

“Foi horrível, todos se assustaram muito. A pancada foi tão violenta que praticamente derrubou uma das colunas da casa. Está tudo bem destruído. Felizmente a criança que estava dormindo não se machucou”, afirmou a fotógrafa.

De acordo com a PM, o condutor da caminhonete se recusou a fazer o teste do bafômetro, implicando a abertura de um processo adminsitrativo que pode gerar o recolhimento da carteira de motorista e aplicação de uma multa.

Forro de gesso caiu em criança de 8 anos que dormia, em Goiânia (Foto: Arquivo Pessoal/Aline Oliveira)
Forro de gesso caiu em criança de 8 anos que dormia, em Goiânia (Foto: Arquivo Pessoal/Aline Oliveira)

Moradores cercaram motorista e passageiro para evitar que eles fugissem (Foto: Arquivo Pessoal/Aline Oliveira)
Moradores cercaram motorista e passageiro para evitar que eles fugissem (Foto: Arquivo Pessoal/Aline Oliveira)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here