Rozineide Gonçalves

Impeachment: governo e oposição já estão a postos e preparados para embate

postado em 21/03/2016 06:10

Paulo de Tarso Lyra /Correio Braziliense , Naira Trindade

Carlos Moura/CB/D.A Press

Daqui a três semanas, quando o relatório do processo de impeachment provavelmente estiver pronto para ser votado na comissão especial e remetido ao plenário, o debate sobre o fim ou a continuidade do governo da presidente Dilma Rousseff (PT) terá enfrentado uma longa batalha política. Os exércitos de lado a lado estão alinhados há um bom tempo e prontos para o embate, exercendo pressão sobre parlamentares, buscando atrair o máximo possível de apoio popular e flertando com a incapacidade do diálogo para sair da maior crise política da história recente brasileira. Os novos capítulos da Operação Lava-Jato e as batalhas judiciais também terão um peso importante na balança do impeachment.

“Estamos diante de uma tempestade perfeita”, como resumiu o presidente da Comissão, deputado Rogério Rosso (PSD-DF), em entrevista publicada ontem no Correio. Ele não está errado. O Brasil vive a pior recessão econômica desde 1930. O desemprego aumenta, a inflação está resiliente e os investidores nacionais e estrangeiros estão assustados e cautelosos, sem saber para onde o país vai. Consequentemente, sem ter as garantias de que vale a pena investir por aqui, motor principal para mitigar o tombo no Produto Interno Brasileiro (PIB), que poderá acumular, em dois anos, quase 9% de encolhimento.

As manifestações de sexta-feira favoráveis à presidente Dilma e ao ex-presidente Lula, sobretudo na Avenida Paulista, onde quase 100 mil pessoas, pela contagem do Instituto Datafolha, foram assistir ao discurso do ministro sub judice da Casa Civil, jogaram mais interrogação no processo. “Pode ser até que os eventos de hoje (sexta-feira) não sejam suficientes para nos manter no poder. Mas, com certeza, mostrarão que será muito mais difícil nos tirar daqui como eles pensavam antes”, disse um petista com bom trânsito no Palácio do Planalto.

“Para saber se terá um mínimo de chances de sobreviver, o governo precisará manter o PMDB ao seu lado”, disse o diretor de documentação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Antonio Augusto de Queiroz. Pelos corredores do Palácio do Planalto circula a informação de que o governo está disposto a incluir o PMDB na articulação política e a oferecer mais cargos na Esplanada para mantê-lo aliado à base.

http://www.correiobraziliense.com.br/

Obras do Parque de Exposições de Palmeirópolis a todo Vapor

AExibindo 20160225_080427.jpg estrutura do parque de exposições servirá de modelo e certadamente, o melhor do estado do Tocantins diz o prefeito.Exibindo 20160225_080427.jpgExibindo 20160225_080427.jpgExibindo 20160225_080427.jpgExibindo 20160309_085613.jpg20160225_080427 (1)

A construção da primeira etapa do Parque de Exposições de Palmeirópolis esta acontecendo em ritmo acelerado. Sendo construído a sede da administração do parque, banheiros, galpão para exposição de animais, pavimentação da pista central. Em breve a energia elétrica será ligada e vai iluminar todo Parque, inclusive, Avenida que da acesso ao empreendimento, as dependências do parque de exposições, além da pista de vaquejada.

20160309_085613A construção do Parque é uma parceria da prefeitura municipal com o Sindicato Rural de Palmeirópolis e governo federal, via emenda parlamentar correspondentes a 800 mil Reais. Em contrapartida do município aproximando o total do empreendimento em 1 milhão de Reais.

De acordo com o vice-prefeito Wanderval de Faria que acompanha de perto o desenvolvimento das obras, a pista de vaquejada já em fase final e a construção do empreendimento são de acordo com as normas da Associação Brasileira Quarto de Milha (ABNQ). “ “Será uma das melhores pistas do estado de Tocantins, recentemente o esporte vaquejada foi reconhecido por uma lei estadual como esporte tradicional”, relatou o vice.

Para o prefeito Fábio Vaz, a construção do Parque de Exposições é uma conquista para todos, tendo em vista, que o espaço é amplo para acolher a população local e as cidades circunvizinhas durante a tradicional festa da cidade em junho. Tanto para qualquer outro evento que possa ser realizado naquele local. “Esse é um momento de muita satisfação para nós, estamos trabalhando para ver um grande centro de negócios aqui em nosso município. Convido você cidadão de Palmeirópolis que gosta de obras, vá ao parque de exposições e conheça toda a estrutura que está sendo construída lá. Estamos fazendo um espaço não apenas para festa do mês de junho, mas um centro de negócios, que hoje é uma das nossas preocupações. Por isso estamos construindo o Parque com estrutura que servirá de modelo para todo estado e tenho certeza será o melhor Parque de Exposições do Tocantins”. Disse o gestor entusiasmado20160309_125753

Vaz lembrou que, com a construção do empreendimento valorizou ainda mais aquele local, que fica nas imediações do Parque.

Ascom/prefeitura/Marilene Correia

Fotos: Marilene Correia

Número de cirurgias bariátricas cresce 6,25% no Brasil em 2015

No ano passado, 93,5 mil pessoas foram submetidas ao procedimento, ante 88 mil em 2014

Número de cirurgias bariátricas cresce 6,25% no Brasil em 2015 Divulgação/Divulgação
Número de obesos no país também aumentou Foto: Divulgação / Divulgação

As cirurgias de redução de estômago cresceram 6,25% em 2015, em relação a 2014, segundo novo balanço da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). No ano passado, 93,5 mil pessoas foram submetidas ao procedimento, ante 88 mil em 2014. Além disso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) ampliou, em janeiro deste ano, a indicação do procedimento.

Após dois anos pesquisando sobre o tema, a publicitária Eugênia Fonseca, 42 anos, decidiu que havia chegado o momento de passar pela cirurgia, realizada em fevereiro do ano passado.

— Tenho 1m56cm e estava com 98kg. Tive acompanhamento psicológico e nutricional, fiz todas as etapas certinho — afirma.
Desde a operação, ela perdeu 42kg e mantém uma alimentação saudável para não comprometer o resultado:

— Tenho amigos que fizeram e não mudaram a vida, continuam com hábitos errados. Como frutas, faço dieta com nutricionista. Estou com 56kg e atingi a minha meta, mas continuo fazendo acompanhamento nutricional.

Segundo o presidente da SBCBM, Josemberg Campos, além da relação óbvia com o avanço da obesidade no país, outros costumes adotados pelos brasileiros contribuem para o aumento do número de cirurgias bariátricas:

— O principal motivo provavelmente deve ser o aumento da própria doença. Mais da metade da população brasileira está acima do peso. O país está adquirindo hábitos de países desenvolvidos, como os Estados Unidos, com uma maior quantidade de horas dedicadas ao trabalho, pouca atividade física e pouco lazer. O estresse contribui para a obesidade.

Campos diz ainda que o fato de a cirurgia ter entrado na lista obrigatória de procedimentos realizados pelos planos de saúde, após determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em 2011, também contribuiu para que, ano a ano, a bariátrica se tornasse mais conhecida e fosse mais indicada para os pacientes.

Avanços nas técnicas também contribuíram para o crescimento, observa Campos.

— Aumentou a segurança. Tem garantia de ter menor taxa de complicações, e o retorno (do paciente) às atividades é mais rápido. Também há bons resultados após a cirurgia, com o controle do peso e das doenças associadas em longo prazo.

Apesar do crescimento no ano passado, Campos diz que 2016 não deve superar

2015 em decorrência da crise:

— As pessoas perderam os planos de saúde.

Mas este ano deve ser promissor para a especialidade, que foi reconhecida como área de atuação médica no ano passado. http://zh.clicrbs.com.br/rs/

 

Governo e oposição batalham votos no processo de impeachment

Ambos buscam conquistar pelo menos mais 60 deputados para engrossar seus grupos e barrar ou aprovar o afastamento da presidente Dilma Roussef

Por: Guilherme Mazui
21/03/2016 – 02h00min | Atualizada em 21/03/2016 – 06h00min

Governo e oposição batalham votos no processo de impeachment Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Foto: Gustavo Lima / Câmara dos Deputados

Na última quinta-feira, plenário da Câmara aprovou instauração do processo de impeachment por 443 votos a favor

Passa por mapas de bancadas atualizados dia a dia, ofertas de cargos, cerco aos indecisos, cortejo ao PMDB e pressão das ruas o desfecho do processo de impeachment da presidente Dilma Rous­seff. A batalha na Câmara já teve início. O governo trabalha em uma ofensiva, com o reforço do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para impedir a oposição de alcançar os 342 votos que levam o processo de afastamento ao Senado.

O passaporte para a continuidade da gestão petista exige 171 votos. Planalto e oposição sabem que não contam com as somas necessárias no momento. Cada lado corre atrás de, no mínimo, mais 60 parlamentares para suas bases. Ambas coalizões veem na comissão especial, com 65 titulares, um termômetro. Independentemente do teor do parecer do colegiado, a palavra final será de todos os deputados. Assim, a comissão tem maior peso para Dilma, pois um relatório pró-impeachment seria mais difícil de ser derrubado no plenário, que deve votar a abertura do processo por volta de 13 abril.

– A comissão é apenas uma expressão. O plenário é outra conversa, são 513 votos. É possível reverter votos. Não está em jogo só o governo Dilma, o que está em jogo é a democracia – afirma a deputada Jandira Feghali (PC do B-RJ).

Leia mais:
Temendo investida de Moro, governo pede pressa ao STF em decisão sobre Lula
Alas do PP tentam convocar votação para saída do governo Dilma
Presidente da comissão do impeachment reúne técnicos para analisar denúncia contra Dilma

O colegiado se reúne nesta segunda-feira para definir seu plano de trabalho. Um dos embates centrais é anexar ou não à denúncia contra Dilma a delação do senador Delcídio Amaral (ex-PT-MS). A Câmara aceitou com o argumento de que a colaboração constava no pedido original. Presidente da comissão, Rogério Rosso (PSD-DF) aguarda parecer técnico. A base só aceita discutir as pedaladas fiscais. Do contrário, irá ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Na comissão, o PT também avalia se Dilma antecipa a apresentação de defesa por escrito, que deve ser feita em até 10 sessões da Câmara – o prazo está correndo desde sexta-feira. Parlamentares cobram que o documento seja lido pelo ministro José Eduardo Cardozo, da Advocacia-Geral da União (AGU). O esforço tentará convencer que as pedaladas fiscais não representaram crime de responsabilidade e alertar para os impactos da queda do governo.

– Vamos mostrar o prejuízo que é romper com a normalidade, o prejuízo econômico que trará para o país essa tentativa de golpe – diz Henrique Fontana (PT-RS).

Algumas estratégias são similares para governo e oposição. Ambos tentam decifrar os efeitos da janela que, até o momento, contabiliza 68 deputados trocando de partido. As próximas semanas serão de articulação à mesa, em jantares e cafés da manhã. O Planalto prevê marcação cerrada em Jovair Arantes (PTB-GO), relator da comissão e aliado de Cunha.

http://zh.clicrbs.com.br/rs/

Presos fogem de presídio em Valparaíso de Goiás:confira fotos dos foragidos

Um outro preso tentou escapar, mas foi capturado pelos agentes penitenciários

Polícia Civil/Divulgação

Segundo a Polícia Militar, quatro presos detidos na penitenciária de Valparaíso de Goiás conseguiram fugir neste domingo (20/3), por volta das 17h, durante um banho de sol. Entre os foragidos estão Mardonio José Alves Carvalho, Marcos Rodrigues Damasceno, Danilo Oliveira Pereira; que cumpriam pena por homicídio e Kevem Costner Ribeiro dos Santos; preso por roubo.

Um outro preso tentou escapar, mas foi capturado pelos agentes penitenciários enquanto tentava escalar o muro do presídio utilizando lençóis como cordas.

http://www.correiobraziliense.com.br/

Governo tem até 4 de abril para regularizar assistência da UTI neonatal

Em caso de descumprimento, Executivo estará sujeito à multa de R$ 50 mil

Da Redação

O Ministério Público Estadual (MPE) e Defensoria Pública (DPE) homologaram acordo com o governo do Estado durante audiência realizada na sexta-feira, 18, na Vara da Infância e Juventude. O Executivo comprometeu-se a comprovar a regularização da assistência à saúde nos leitos de UTI [Unidade de Terapia Intensiva] neonatal até o dia 4 de abril. Em caso de descumprimento, o Palácio Araguaia estará sujeito à multa no valor de R$ 50 mil.

Foto: Divulgação
Audiência foi realizada pela Vara da Infância e Juventude

Para a promotora de Justiça Maria Roseli de Almeida Pery, o acordo – homologado pela juíza Emanuela da Cunha Gomes – é mais uma estratégia de atuação do Ministério Público na defesa do direito à saúde de todos, de forma universal, integral e igualitária. “A tutela individual não pode ser a via principal para obrigar o Estado a cumprir com o seu dever constitucional, principalmente, nos casos em que implica risco de morte”, disse Maria Roseli.

Presentes na audiência, os secretários da Saúde, Marcos Esner Musafir, e da Fazenda, Edson Ronaldo Nascimento, afirmaram que o governo reconhece o dever de garantir saúde, especificamente no que se refere à assistência aos recém-nascidos em leitos de UTI neonatal. Os gestores se comprometeram a quitar os débitos com a empresa terceirizada que presta os serviços para o Estado.

Os representantes da empresa afirmaram que se encontram com os pagamentos atrasados desde julho de 2015, mas afirmaram, no acordo, que continuarão prestando o serviço até o dia 04 de abril. A juíza Emanuela da Cunha solicitou esclarecimentos sobre o não cumprimento da sentença que homologou acordo o judicial anterior.

Representantes da Procuradoria-Geral do Estado e do departamento jurídico da Secretaria da Saúde justificaram que a licitação para contratação de novas empresas não foi concluída em virtude da impugnação do edital, o que levou à suspensão da sessão do certame.

http://www.clebertoledo.com.br/

Cerca de 20 mil pessoas vão às urnas escolher reitor e vice-reitor da UFT

Instituição realizará processo eleitoral com duas chapas: “Confiança e Participação”, encabeçada pela professora Isabel Auler e “UFT Livre”, pelo professor José Expedito

Da Redação

A cada quatro anos, a comunidade universitária da Universidade Federal do Tocantins (UFT) tem a oportunidade de indicar os ocupantes dos mais altos cargos da instituição, o de reitor e vice-reitor. Nesta terça-feira, 22, professores, estudantes e técnicos administrativos dos sete campi da UFT – um colégio eleitoral de cerca de 20 mil pessoas – vão às urnas escolher os representantes do quadriênio 2016/2020. A instituição realizará processo eleitoral com duas chapas na disputa: “Confiança e Participação” encabeçada pela professora Isabel Auler e a “UFT Livre”, pelo professor José Expedito.

De acordo com o Artigo 2º do Regimento Eleitoral, servidores do quadro permanente e discentes com matrícula estão aptos ao voto. O direito é extensivo àqueles membros da comunidade universitária com matrícula trancada, que estejam cedidos, licenciados ou afastados. O presidente da Comissão Eleitoral Central, Elvio Quirino, esclarece que não é possível negar o direito dessas pessoas de votarem, pois a escolha é para os próximos quatro anos, período maior do que o trancamento ou afastamento do votante.

Mesmo que o votante tenha mais de um vínculo com a universidade, ele terá direito a apenas um voto, conforme Artigo 5° do Regimento Eleitoral, obedecendo aos seguintes critérios: o aluno matriculado em dois cursos votará de acordo com sua matrícula mais antiga, o docente que também for aluno ou técnico-administrativo votará como docente. Já o servidor técnico administrativo que também for aluno votará como servidor.

Voto em trânsito
A Comissão Eleitoral Central estabelece que os votantes que estiverem fora do seu campus de origem mas em qualquer outro campus da UFT no dia da pesquisa eleitoral, poderão votar nas seções distribuídas, em urna separada, desde que apresente documento de identificação válido. É importante frisar que os polos de Educação a Distância (EaD) não receberão seções de votação, portanto os alunos dessa modalidade deverão se deslocar para o campus mais próximo.

Pesquisa eleitoral
A pesquisa eleitoral é realizada por meio de votação, utilizando urnas eletrônicas, com o apoio do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Neste ano, o voto na UFT é paritário, ou seja, o peso dos votos dos alunos, servidores técnico-administrativos e docentes tem o mesmo peso, dando mais legitimidade e democratizando o processo.

O resultado da pesquisa será levado ao Conselho Universitário (Consuni), no dia 5 de abril, que comporá uma lista tríplice e a encaminhará à Presidência da República, a quem caberá a definição final de quem será o reitor e seu vice para um mandato de quatro anos à frente da universidade.

A Seção Sindical dos Docentes da UFT (Sesduft), o Sindicato dos Servidores Técnico-Administrativos (Sintad/UFT) e o Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFT) organizam o processo eleitoral.

http://www.clebertoledo.com.br/

Polícia prende autor de tiroteio que deixou dois feridos

Divulgação/Foto Edição Portal O Norte
Um homem acabou ferido com um tiro no pé e outro em uma das pernas.
Um homem acabou ferido com um tiro no pé e outro em uma das pernas.

Da Redação

Dois homens ficaram feridos em um tiroteio que aconteceu no bar “Canela de Servente”, na noite deste domingo (20), em Araguaína.

O fato provocou um alvoroço nas redes sociais, principalmente no whatsApp, onde pessoas que estavam no local encaminhavam áudios para grupos contando a cena que assustou quem estava presente na hora do tiroteio.

Segundo informações da Polícia Militar, um homem armado efetuou três disparos no local e acabou atingido dois homens, sendo que um foi ferido na perna direita e o outro baleado no pé esquerdo. As vítimas foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Regional de Araguaína (HRA).

Ainda de acordo com a polícia, o autor dos disparos foi preso em flagrante por policiais à paisana que estavam no local. Ele foi conduzido para a Delegacia de Plantão para os procedimentos cabíveis.

Atualizada à 00h04

A polícia encontrou mais um suspeito de envolvimento no tiroteio que aconteceu no bar “Canela de Servente”. O jovem, que não teve identidade divulgada, estava baleado e foi abordado na barreira policial da Jacuba. O jovem foi socorridoe também foi encaminhado para o Regional.

Má Fama

Esta é a segunda vez em menos de um mês, que o bar “Canela de Sevente” vira notícia envolvendo criminalidade. No último dia 06, um homem foi morto a tiros depois de sofrer um sequestro relâmpago no local.

Antônio Leite Feitosa, mais conhecido como “Daniel”, era Bacharel em Direito e era membro de uma família de advogados conhecidos da cidade. Segundo a polícia, uma mulher também teria participado da ação criminosa.

http://www.portalonorte.com.br/

Grave acidente envolvendo vereadora do município de Piraquê mata uma pessoa na noite deste domingo

Um grave acidente envolvendo um carro e uma moto, matou uma pessoa na noite deste domingo (20), no município de Piraquê, região Norte do Estado, a cerca de 64 km de Araguaína.Uma das vítimas teve uma das pernas decepada na colisão.

De acordo com as primeiras informações, o acidente envolveu uma vereadora desta cidade. A parlamentar Maria Deusa Xavier Carvalho, estava em um Fiat Uno Way de cor preta, acompanhada de seu esposo, Edinaldo Silva Carvalho, quando o veículo acabou colidindo com uma motocicleta com um ocupante, que não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

O acidente aconteceu no perímetro urbano de Piraquê, nas proximidades do único posto de comustível da cidade. A vítima fatal teve uma das pernas decepada na colisão. A vereadora e o marido precisaram ser socorridos e encaminhados para o Hospital Regional de Araguaína (HRA).

Segundo fonte do Portal O Norte, o casal deu entrada na unidade apresentando várias escoriações pelo corpo e devem passar por uma bateria de exames, incluindo tomografia, contudo, o estado de saúde deles é estável.

O jovem que morreu no acidente ainda não teve o nome divulgado. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Araguaína.

http://www.portalonorte.com.br/

Deputado do PT diz que pedirá impeachment de Gilmar Mendes

Segundo Damous, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional do Rio de Janeiro, as atitudes de Mendes “desonram a toga”.

Deputado do PT diz que pedirá impeachment de Gilmar Mendes
Agência Brasil

 O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) informou neste domingo (20) que vai pedir o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. Segundo Damous, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional do Rio de Janeiro, as atitudes de Mendes “desonram a toga”.

Nessa sexta-feira, Mendes decidiu suspender a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no cargo de ministro-chefe da Casa Civil e devolver os processos que envolvem Lula nas investigações da Operação Lava Jato ao juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, alegando que a nomeação como ministro causaria tumulto nas investigações.

“Eu já tenho uma petição pronta, mas tenho que atualizar porque ele [Gilmar Mendes] fala besteira todos os dias. Ele desonra a toga todos os dias, então eu tenho que acrescentar isso à petição. Mas eu quero logo, nas próximas semanas, protocolar o pedido de impeachment dele. Ele desonra a toga, na suprema corte americana ou num tribunal constitucional europeu ele nem chegaria lá. Então, nós vamos abreviar a carreira inglória desse indivíduo no Supremo Tribunal Federal”, disse Damous.

Segundo o deputado, Gilmar Mende é um militante partidário. “Eu acho até que o Gilmar Mendes na Câmara dos Deputados seria um ótimo parlamentar do PSDB, porque os que estão lá são uma porcaria. Ele deveria largar a toga, tentar se eleger e ir para lá, ele faria um ótimo papel lá. Mas o que ele está fazendo é desonrar o Poder Judiciário brasileiro, desonrar o Supremo Tribunal Federal”.

Damous disse que o pedido de impedimento de Mendes será protocolado em seu nome e não no do Partido dos Trabalhadores. Sobre a declaração de apoio da OAB federal ao pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, Wadih Damous lamentou a decisão.

“O Conselho Federal da OAB adotou uma posição vergonhosa, golpista, em relação ao que acontece no Brasil hoje. Em 1964, também a OAB apoiou o golpe, só que naquela época havia grandes vultos da advocacia, como Sobral Pinto, Seabra Fagundes, Heleno Fragoso e outros que recolocaram a OAB no caminho da democracia. Neste momento, a OAB federal está resumida a mediocridades. O que deve acontecer na OAB é uma oxigenação democrática, a OAB deve ter eleições diretas, o conselho federal é eleito indiretamente, aí permite que esses caciquinhos de estado, esses líderes paroquiais tomem conta de uma entidade que deveria representar a advocacia nacional. Então, é lamentável, é vergonhosa a aposição da OAB”.

Segundo Damous, as seccionais da OAB do Rio de Janeiro e do Pará foram as únicas que se manifestaram contra o pedido de impeachment. Ele informou também que nesta terça-feira (22) juristas de todo o país se reunirão com a presidente

Dilma Rousseff para repudiar a posição da OAB federal. Ele também lamentou que a entidade não tenha se posicionado sobre a quebra do sigilo das conversas de Lula com seus advogados.

“Infelizmente, a OAB entra no jogo político a favor do golpe e fica em silêncio diante das perseguições e das violações das prerrogativas dos advogados, não se manifesta. Infelizmente essa não foi a OAB da qual eu fiz parte. Essa não é a OAB que lutou contra a ditadura militar”, argumentou.

O ex-presidente da OAB/RJ participou de um debate na tarde deste domingo, na Praça São Salvador, em Laranjeiras, zona sul da cidade, organizado pelo movimento À Esquerda da Praça, que promove atos e debates periódicos no local.

Integrante do movimento, Georgia Bello, diz que o momento político do país é de tensão e que o coletivo fará uma vigília constante na praça, com atos todos os domingos. “A gente está fazendo da Praça São Salvador um ponto de resistência, por conta desse golpe que está instalado no pais. Já estamos pensando num próximo debate, em abril, para discutir a mídia e o golpe”, acrescentou.

http://www.emaisgoias.com.br/