Rozineide Gonçalves

Diante do fim irreversível da era PT, Kátia já se prepara para saltar do navio, de novo

Presidente Dilma Rousseff com a ministra da Agricultura, a senadora Kátia Abreu

O portal G1 afirma que a ministra da Agricultura, Kátia Abreu (PMDB), avalia a hipótese de deixar o governo Dilma Rousseff (PT). A conversa vem ganhando volume desde o início da semana. O motivo que ela estaria usando seria a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para ministro da Casa Civil, com quem Kátia não se entende desde quando ela era contra e combatia a 
Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Hoje Kátia mudou de ideia sobre o tributo e já o defende.

Conforme o G1, a avaliação de Kátia Abreu é de que, com Lula na Casa Civil, projetos da pasta poderão ser paralisados. Grande parte dos programas dos ministérios precisa passar pelo aval da Casa Civil.

Segundo o portal, a ministra ainda não tomou a decisão de sair, mas tem consultado sobre isso assessores diretos e integrantes da bancada ruralista no Congresso. Kátia Abreu é senadora licenciada do PMDB, partido que decidirá no dia 29 se deixará o governo.

SOBREVIVÊNCIA POLÍTICA

Contudo, nos bastidores, o que se diz mesmo é que a preocupação de Kátia é com sua sobrevivência política. Como o blog afirmou no início da semana, a cúpula do PMDB não quer saber dela, e numa reunião com o vice-presidente Michel Temer, no dia 12, logo após a convenção nacional do partido, não se poupou críticas à senadora tocantinense, que às vésperas da convenção ainda defendia o governo Dilma e a permanência do PMDB no “neo-Titanic”.

Diante um impeachment tido como irreversível contra a presidente Dilma, Kátia corre sério risco de ficar de fora do poder. Assim, seria hora exata de saltar do navio para tentar uma reaproximação com Temer e demais caciques peemedebistas.

HISTÓRICO DE DESERÇÃO EM CRISE

Além disso, a ministra tem um imenso histórico de deserção em momentos de crise. Em 2009, quando o governador Marcelo Miranda (PMDB) entrou em profundo desgaste, Kátia se descolou dele e sumiu do Estado.

Só veio aparecer novamente após a cassação de Marcelo, quando Carlos Gaguim (PTN) assumiu. Pediu o pacote de Agricultura (Seagro, Ruraltins, Naturatins e Adapec), Gaguim cedeu, mas depois a senadora quis trocar pelo pacote de Infraestrutura (Seinfra e Dertins), o que o governador negou porque já o tinha oferecido ao senador João Ribeiro. Kátia, então, rompeu com Gaguim (hoje, pelo pragmatismo da política, o maior aliado da ministra) e saiu tachando-o com os piores adjetivos. Foi quando a hoje ministra se uniu a Siqueira Campos (sem partido) e foi à TV dizer que o ex-governador “não era ditador, mas firme”.

Passadas as eleições, Siqueira começou o governo e logo entrou em profundo desgaste. A senadora sumiu de novo. Com a extrema impopularidade do governo Siqueira, em setembro de 2013 Kátia anunciou o rompimento, com críticas enormes à gestão do ex-aliado, e anunciou apoio, de novo, a Marcelo.

O atual governador venceu as eleições, e as dificuldades mais terríveis se anunciaram para a sua nova gestão. Em dezembro, mais uma vez, Kátia conseguiu uma briga monumental com Marcelo, rompendo com o governador prestes a tomar posse. A hoje ministra se livrou, de novo, de receber os respingos do desgaste do Palácio Araguaia.

Assim, tudo indica que a mesma coisa vai acontecer com Dilma, diante do fim do governo que está à frente. A gestão do PT não deve sobreviver por mais dois meses. Um fato tido como definitivo em Brasília é que a era PT acabou, já foi, não tem volta. A bola da vez, então, é Michel Temer.

Claro. Até que entre em desgaste.

Somente 10% no ensino médio público atingem nível satisfatório

Só 10% no ensino médio público atingem nível satisfatório: Os resultados dos alunos foram divididos em 5 níveis de desempenho
© Fornecido por Estadão Os resultados dos alunos foram divididos em 5 níveis de desempenho

Entre os alunos matriculados no último ano do ensino médio em escolas estaduais brasileiras, somente 10% atingem níveis satisfatórios ao concluir a etapa. Trata-se de uma das principais conclusões de um estudo elaborado pelo Instituto Alfa e Beto, organização não governamental da área educacional, com sede em Brasília.

Os números, segundo a pesquisa, indicam um baixo índice de estudantes com habilidades mínimas e provoca uma reflexão sobre a qualidade da formação dos jovens na rede pública. Para elaborar o documento, foram analisados dados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, com base no relatório “Enem por Escola”, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).

Os resultados dos alunos foram divididos em 5 níveis de desempenho – o 1 é o mais baixo e o 5, o mais elevado. Considerando o nível 3 como o “mínimo adequado para concluir o ensino médio” (pelo menos 600 pontos na redação e 550 nas demais provas), aproximadamente 80% dos alunos avaliados das redes estaduais não estariam aptos a terminar o ensino médio, pois obtiveram nota inferior. Ao contar apenas os estudantes matriculados no terceiro ano dos colégios estaduais, essa margem aumenta para 90%.

“Nossos alunos não estão aprendendo o que é proposto pelo currículo do ensino médio. Temos de melhorar a forma com que estamos ensinando ou temos de mudar o currículo? Eu diria que as duas coisas”, diz o presidente do IDados (divisão do Instituto que guiou o estudo), Paulo Rocha e Oliveira. É possível, ainda, estabelecer uma comparação entre alunos de escolas estaduais e privadas.

Cerca de metade das instituições privadas tem média acima do ponto de corte do nível 3 – enquanto no universo da rede estadual, menos de 2% das escolas conseguem superar essa média. Só 4 escolas estaduais atingiram média superior a 700 pontos, índice alcançado por 549 colégios particulares.

A pesquisa ainda aponta que não existe correlação significativa entre os gastos de cada Estado por aluno e a performance no Enem. O Amapá, por exemplo, é a quarta unidade de federação que mais investe (R$ 6.375,53 por aluno) e amarga a 27.ª posição no ranking de desempenho das escolas estaduais nas provas objetivas. Já Santa Catarina, um dos Estados que menos gastam (R$ 4.669,13), está em 6.º lugar.

Crítica

Oliveira critica, ainda, o fato de o Enem ser usado, majoritariamente, para o acesso às universidades. “A amostra exclui a maioria dos alunos mais fracos”, julga o presidente. Isso porque, de acordo com as informações colhidas pelos pesquisadores, 983 mil estudantes matriculados no terceiro ano não fizeram a prova – 88% deles eram da rede pública. Os alunos do ensino público que participaram representaram apenas 24% do total – a maioria desses candidatos já havia concluído o ensino médio em anos anteriores (52%) e uma fatia expressiva (24%) prestou o exame como “treineiro”.

Procurado, o Inep não se manifestou sobre as conclusões do estudo até as 19 horas de desta terça-feira, 15. No site em que o relatório “Enem por Escola” está publicado, o órgão, vinculado ao Ministério da Educação (MEC), diz que “quando disponibilizados por escola, os resultados agregados das proficiências médias possibilitam a análise pela comunidade escolar e pelas famílias, para que se percebam os avanços e desafios a serem enfrentados”. O Inep alerta, porém, que deve se ter “cautela”, pois a participação dos estudantes é voluntária. “Por esta razão, a representatividade dos resultados varia de acordo com o porcentual de participação de estudantes em cada escola.”

http://www.msn.com/pt-br

UE e Turquia fecham acordo para devolução de imigrantes

Manifestantes protestam contra acordo entre UE e Turquia em MadriLíderes da União Europeia finalizaram um acordo polêmico com a Turquia nesta sexta-feira cuja meta é deter o fluxo de imigrantes ilegais para a Europa em troca de recompensas financeiras e políticas para Ancara.

O acordo pretende fechar a principal rota usada por um milhão de imigrantes e refugiados no ano passado para chegar à Grécia pelo Mar Egeu antes de seguir para o norte, rumo a Alemanha e Suécia – mas ainda restam profundas dúvidas acerca da legalidade e da viabilidade do pacto.

Após uma manhã de conversas com o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, recomendou que os 28 países-membros da UE aprovassem o texto sem alterações, e estes rapidamente concordaram em se reunir para um almoço em Bruxelas.

“Acordo com a Turquia aprovado. Todos os imigrantes ilegais que chegarem à Grécia via Turquia a partir do dia 20 de março serão devolvidos!”, tuitou o premiê tcheco, Bohuslav Sobotka, antes de Tusk confirmar a aprovação unânime entre o bloco e os turcos.

Conforme o entendimento, Ancara irá receber de volta todos os imigrantes ilegais que cruzarem para o território grego, incluindo sírios, e em troca a UE irá acolher milhares de refugiados sírios diretamente da Turquia e recompensá-la com mais dinheiro, a liberação antecipada de viagens sem necessidade de visto e avanços na negociação da filiação turca ao bloco.

A partir de domingo, os imigrantes que chegarem à Grécia estarão sujeitos a serem mandados de volta à Turquia depois de serem registrados e seus pedidos de asilo serem processados. Uma autoridade turca de alto escalão disse que as devoluções irão começar em 4 de abril e que o reassentamento de refugiados sírios na Europa irá começar simultaneamente.

A UE também concordou em acelerar o desembolso dos 3 bilhões de euros já prometidos em apoio aos refugiados na Turquia e em providenciar outros 3 bilhões de euros até 2018 assim que Ancara elaborar uma lista de projetos que se qualificam para receber assistência do bloco.

(Reportagem adicional de Renee Maltezou, Robin Emmott, Paul Taylor, Gabriela Baczynska, Julia Fioretti, Jan Strupczewski e Elizabeth Pineau em Bruxelas e Ayla Jean Yackley em Istambul)

Quatro rodas de um carro são furtadas em Araguaína

As quatro rodas foram furtadas

As quatro rodas de um VW Gol foram furtadas, na noite de ontem, na região Central de Araguaína, Norte do Estado. Segundo a Polícia Militar, o proprietário do veículo estava estacionou o carro na rua 13 de Julho, próximo ao Stockart, onde acontecei o show dos cantores Henrique e Juliano.

Após duas horas, quando saiu do show, o proprietário encontrou seu carro sem as rodas. O veículo estava apoiado em tijolos.

De acordo com a PM, testemunhas informam que teriam visto dois homens bem vestidos se aproximando do carro e se abaixando, mas ninguém suspeitou. Uma equipe fez buscas no local, mas não conseguiu localizar nenhum suspeito.

Copyright © 2001-2016, J. Câmara e Irmãos S/A. Todos direitos reservados.

Salah Abdeslam cogitou ataque suicida em Paris

Declaração foi dada pelo procurador de Paris, após prisão do acusado de ser o principal responsável pelo ataque de 13 de novembro

postado em 19/03/2016 17:45 / atualizado em 19/03/2016 17:56

Salah Abdeslam, detido na sexta-feira (18/3) em Bruxelas, afirmou aos investigadores belgas que “queria se explodir” no dia 13 de novembro, em Paris, mas depois “desistiu”. A declaração foi dada neste sábado (19/3) pelo procurador de Paris, François Mollins, em coletiva de imprensa.

“Estas primeiras declarações, que devem ser tomadas com cautela, deixam pendentes uma série de perguntas”, completou François Mollins. Salah Abdeslam, suspeito-chave nos atentados que deixaram 130 mortos na capital francesa, “terá que dar explicações” a respeito, declarou o procurador.

© Copyright 2001-2014 S/A Correio Braziliense. Todos direitos reservados.

Cubanos finalizam preparativos para receber Obama neste domingo

Visita do presidente ocorre 15 meses depois que os dois países anunciaram planos para restaurar relações

postado em 19/03/2016 17:38

Agência Brasil

Centenas de trabalhadores cubanos finalizam os preparativos na capital Havana para receber Barack Obama, o primeiro presidente norte-americano, em exercício, a visitar a ilha caribenha em 88 anos. Nos últimos dias, o governo de Cuba acelerou as providências, que incluem a restauração de prédios, limpeza dos principais monumentos de Havana e repavimentação de ruas e estradas, como a famosa avenida à beira-mar Malecón, onde está instalada a embaixada dos Estados Unidos, reaberta oficialmente em agosto passado.

Obama chega à cidade na tarde deste domingo (20), 15 meses depois que os dois países anunciaram planos para restaurar relações. Acompanhado da primeira-dama Michelle, das filhas Malia e Sasha e da sogra Marian Robinson, Obama visita, ainda no domingo, alguns pontos de Havana Velha, como a catedral, onde serão recebidos pelo arcebispo de Havana, cardeal Jaime Ortega. Ortega é apontado como uma das principais figuras que participaram das negociações, lideradas pelo papa Francisco, pelo acordo de reaproximação.

Leia mais notícias em Mundo

Separados por apenas 145 quilômetros, Estados Unidos e Cuba viveram um congelamento diplomático que durou mais de 50 anos. Desde 1961, quando as relações entre os dois países foram cortadas, depois da revolução cubana liderada por Fidel Castro, os cubanos viveram sob o embargo econômico dos Estados Unidos. Ao longo destes anos, a única visita de um presidente norte-americano ao país foi feita por Calvin Coolidge, em 1928.

A agenda oficial começa na segunda-feira (21), quando o presidente norte-americano visita o memorial do poeta e herói nacional cubano José Martí e segue para encontro bilateral com o seu homólogo cubano, Raul Castro. De acordo com a Secretaria de Imprensa do governo norte-americano, Obama vai discutir a ampliação das relações com o governo local, buscando avanço dos laços comerciais que podem melhorar o bem-estar do povo cubano, e formalizar apoio aos direitos humanos.

Barack Obama fica no país até terça-feira e ainda deve se encontrar com empresários e representantes de diferentes segmentos sociais. Nas últimas entrevistas concedidas sobre a viagem, o presidente norte-americano tem reforçado que as medidas para a retomada das relações com Cuba não devem ser consideradas concessões.

Copyright© 2001-2014 S/A Correio Braziliense. Todos direitos reservados.

Homem é preso em boate ao se fazer passar por policial federal

No local, ele exigia que seguranças se identificassem. Posteriormente, desacatou policiais militares e civis que atenderam à ocorrência.

Um homem foi preso na madrugada deste sábado (19/3) em uma boate no Jardim Goiás, em Goiânia, por desacatar policiais. Segundo a Polícia Militar, o homem, de 35 anos, chegou ao estabelecimento fingindo ser policial federal e exigiu a identificação de seguranças.

Os funcionários acionaram a PM e quando os agentes chegaram ao local notaram que ele estava alterado. Quando requisitado que se identificasse, o homem afirmou que os policiais é quem deveriam se identificar.

Foi dada voz de prisão e ele resistiu. No entanto, os oficiais o levaram até a Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde foi colocado em uma cela. Na delegacia, ele chegou a desacatar também os policiais civis.

Depois de se acalmar, ele relatou aos policiais ter passado em um concurso da Polícia federal no Acre, mas que ainda não havia tomado posse, o que realmente foi constatado. Ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por desacato e em seguida liberado.

Palavras Chave: Polícia

Polícia belga prende fugitivo de ataques de Paris

Antes da prisão, promotores públicos belgas anunciaram nesta sexta-feira que as impressões digitais de Abdeslam foram encontradas durante a operação policial realizada na última terça-feira.

Do Mais Goiás, com agências internacionais

Polícia belga prende fugitivo de ataques de Paris

Salah Abdeslam, o principal suspeito dos ataques terroristas de Paris, em novembro passado, foi preso nesta sexta-feira (18/03) durante uma operação em Bruxelas, no bairro de Molenbeek, disseram fontes policiais. Segundo a agência de notícias Reuters, Abdeslam foi ferido durante uma troca de tiros com a polícia. “Nós o pegamos”, confirmou o ministro da Justiça belga, Koen Geens.

Antes da prisão, promotores públicos belgas anunciaram nesta sexta-feira que as impressões digitais de Abdeslam foram encontradas durante a operação policial realizada na última terça-feira. “Podemos confirmar que as digitais de Abdeslam foram encontradas no apartamento em Forest [distrito de Bruxelas]”, informou um porta-voz da Promotoria Federal, sem fornecer maiores detalhes.

As digitais foram encontradas no mesmo local onde atiradores abriram fogo contra agentes de segurança durante um cerco policial. Um homem argelino de 35 anos, armado com um fuzil kalashnikov, foi morto, e quatro policiais ficaram feridos.

O atirador morto na operação foi identificado como Mohamed Belkaid, que utilizava o nome de Samir Bouzid. Segundo a emissora pública belga RTBF, Bouzid era procurado pelas autoridades da Bélgica e da França desde dezembro, após evidências de que ele teria feito um transferência bancária, a partir de Bruxelas, para uma mulher que foi morta em Paris juntamente com os outros suspeitos, cinco dias após os atentados.

A RTBF, citando uma fonte não identificada, afirmou que Bouzid seria cúmplice de Abdelsam.

Dois suspeitos teriam fugido durante a operação policial, onde os investigadores encontraram uma bandeira da organização extremista “Estado Islâmico” e uma grande quantidade de munições.

O irmão de Abdeslam estava entre os terroristas suicidas que participaram dos ataques em Paris, que deixaram 130 mortos. Segundo informações das autoridades, o fugitivo teria transportado os criminosos até o local dos atentados. Após os ataques, a polícia francesa encontrou um cinto com explosivos, supostamente de Abdeslam, no bairro parisiense de Montrouge.

As buscas em Forest foram realizadas em conexão com as investigações dos ataques em Paris, mas, segundo informações, não tinham Abdelsam como alvo.

Vivendo com Aids é tema do Sobre Todas As Coisas

Jornalistas Fernando Paes e Susete Amâncio
Jornalistas Fernando Paes e Susete Amâncio

Com base em estatísticas que mostram o aumento da incidência de jovens e idosos portadores do vírus HIV e conclusão de que esses estudos indicam que os portadores do vírus estão vivendo mais, a produção do Sobre Todas As Coisas dedica o programa desta segunda-feira, dia 21, ao assunto com o tema Vivendo com Aids.

No estúdio com os jornalistas Susete Amâncio e Fernando Paes, estarão especialistas e pessoas que de uma forma ou outra convivem com o problema.

O Sobre Todas As Coisas é produzido e veiculado ao vivo pela Televisão Brasil Central/Agência ABC, às 20 horas das segundas-feiras. Internautas e telespectadores podem participar com sugestões, críticas e perguntas pelo sobretodasasco@hotmail.com; twitter/sobretodas; www.sobretodasascoisastv.blogspot.com/ e pelo telefone (62) 3201-7748.

Mais informações: (62) 3201-7603

– See more at: http://www.goiasagora.go.gov.br/vivendo-com-aids-e-tema-do-sobre-todas-as-coisas/#sthash.4dj2KkR4.dpuf

Crer conscientiza no Dia da Síndrome de Down

Pelo Dia Internacional da Síndrome de Down, o Centro de Reabilitação e Readaptação Henrique Santillo (Crer), em Goiânia, realiza nesta segunda-feira, dia 21, uma palestra aberta ao público para a conscientização e a troca de experiência.

O Crer convida representantes de associações e pacientes acompanhados dos familiares para a palestra com tema: Síndrome de Down: Ações & Desafios – Otimizando a qualidade de vida, às 16h30, no auditório da unidade. A palestra será ministrada pela Terapeuta Ocupacional, Izabel Martins Bilibio.

O Dia Internacional da Síndrome de Down, celebrado em todo o mundo em 21 de março, chama a atenção da sociedade para a luta por direitos iguais, bem-estar e inclusão das pessoas que nasceram com a síndrome. A data faz referência aos três cromossomos número 21 que caracterizam esta ocorrência genética natural.

A Síndrome de Down é causada pela presença de três cromossomos 21 em todas ou na maior parte das células de um indivíduo. Isso ocorre na hora da concepção de uma criança. As pessoas com Síndrome de Down, ou trissomia do cromossomo 21, têm 47 cromossomos em suas células em vez de 46, como a maior parte da população.

Mais informações: (62) 3232-3138

– See more at: http://www.goiasagora.go.gov.br/crer-conscientiza-no-dia-da-sindrome-de-down/#sthash.esECfThc.dpuf