Rozineide Gonçalves

Bebê morre atropelado por tio surdo após confraternização de família, em Goiás

Polícia Civil informou que condutor havia bebido antes de dirigir e disse que não viu a criança correndo.

Um bebê de um 1 ano morreu atropelado pelo tio na noite de sábado (14) após uma confraternização de família em Itumbiara, no sul de Goiás. Segundo a Polícia Civil, o condutor, que é surdo, confessou ter bebido antes de dirigir e alegou que não viu a criança.

“Ele confessou ter tomado uma lata de cerveja. Quando foi sair com o carro, acabou atropelando a criança, que tinha corrido para a rua sem ninguém ver”, disse o delegado Vinícius Penna. A criança chegou a ser socorrida, mas morreu no local. Ela está sendo velada em casa às 17h deste domingo (15).

A polícia não divulgou o nome do motorista. O G1 não conseguiu localizar a defesa dele até a publicação dessa reportagem.

Ainda segundo a Polícia Civil, apesar da deficiência, o homem tinha uma Carteira Nacional de Habilitação válida. Segundo a legislação, quem é surdo pode obter a licença para dirigir normalmente, mas deve utilizar um adesivo no veículo com o símbolo internacional de surdez.

Depois do acidente, o homem foi autuado em flagrante por homicídio culposo na direção de veículo com agravante pela ingestão de bebida alcoólica. Ele foi encaminhado para o Presidio Regional de Itumbiara.

Parque nacional devastado por incêndio em 2017 volta a ter focos de queimada

O Parque Nacional do Araguaia, no oeste do Tocantins, teve mais da metade da área destruída pelo fogo no ano passado. Segundo o Inpe, mais de 80 focos foram registrados no local no fim de semana.

Parque Nacional do Araguaia, no oeste do Tocantins, voltou a ser afetado por queimadas neste fim de semana. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que monitora incêndios florestais através de satélites, registrou 84 focos no local entre o sábado (14) e o domingo (15). 

O parque é o mesmo que foi devastado por um incêndio no ano passado.

Segundo o Inpe, as chamas estão concentradas na parte norte da reserva indígena na ilha do Bananal, a maior ilha fluvial do mundo. No local, há aldeias das etnias Javaé e Karajá.

O Corpo de Bombeiros em Gurupi informou que não foi chamado para fazer o combate, na região é comum que os próprios moradores se organizem em brigadas para apagar o fogo.

O Inpe também registrou focos em reservas indígenas Krahô e Xerente, mas em número bem menor.

Desde o começo do ano, o Tocantins já teve mais de 2,2 mil focos de queimadas, sendo que mais de 400 foram registrados nos últimos 15 dias.

No ano passado, o fogo no parque durou mais de um mês e destruiu metade da área total da vegetação. A devastação tinha o equivalente a duas vezes o tamanho da cidade de São Paulo.

A situação só foi controlada após uma força-tarefa com Corpo de Bombeiros, o Ibama, o Exército e brigadistas ser montada.

Produtores trocam hortaliças por mandioca para melhorar o lucro no sul do Tocantins

Além da vantagem no preço do quilo, a plantação de mandioca também é menos trabalhosa, segundo os agricultores. Especialista diz que a planta se adapta bem ao clima local.

Produtores do sul do Tocantins estão trocando as grandes hortas por lavouras de mandioca para tentar melhorar os lucros. Segundo eles, além das vantagens com o preço do quilo mais estável, a plantação da raiz demanda menos cuidados.

“A hortaliça, além de dar muito trabalho, o preço é bem menos. O cliente chega pedindo o cheiro verde por R$ 0,50 ou por R$ 0,40. A mandioca o cliente já sabe que o quilo é R$ 5”, explica o produtor José Gomes Pereira.

O agrônomo Evadir Fornari explica que a escolha é boa porque a planta se adapta bem ao clima local. “Comporta-se desde o Rio Grande de Sul até o Norte, Nordeste do país. Inclusive, a Bahia e o Pará são os maiores produtores e o Tocantins vem aí como terceiro ou quarto produtor da mandioca”, diz ele.

No Brasil a mandioca também é conhecida como aipim e macaxeira. A variedade que o seu José planta é chamada de mandioca manteiga e a mulher do agricultor, Luzia Gomes Pereira, explica porquê.

“Ela é muito boa, ela não precisa nem colocar na pressão. Só esquentou a água e ela já está cozidinha, molinha”.

Para acelerar os resultados, o produtor investiu em um sistema de irrigação que é ligado por meia hora todos os dias. Ao invés de esperar por 12 meses, a colheita é feita seis meses após o plantio.

G1 Tocantins.

Quatro são presos suspeitos de tentar invadir cofre de banco no Tocantins

Grupo estava com furadeiras de alto impacto e bloqueadores de sinal para desativar os alarmes quando foi capturado. Polícia percebeu movimentação estranha na área e resolveu fazer buscas.

Quatro pessoas que não tiveram os nomes divulgados foram presas em Augustinópolis, no norte do Tocantins, neste domingo (15). Segundo a Polícia Militar, eles tentaram invadir o cofre da agência do Banco do Brasil na cidade durante a madrugada. A movimentação estranha na área próxima ao prédio chamou a atenção de uma equipe da PM que resolveu fazer buscas.

Primeiro foram detidos dois suspeitos que estariam dando cobertura à dupla que preparava a invasão. Os outros dois foram encontrados minutos mais tarde, quando já tentavam abrir um buraco na parede do banco.

Com o grupo, foram encontradas furadeiras de alto impacto, um pé-de-cabra e bloqueadores de sinal para desativar os alarmes. Um carro roubado que era usado pela suposta quadrilha também foi apreendido.

Os suspeitos são três homens e uma mulher. Todos foram levados para a delegacia de Araguatins e prestaram depoimento, eles aguardam audiência de custódia para saber se vão poder responder em liberdade.

Adolescente de 15 anos queimado vivo em milharal foi morto por engano

Segundo investigações, vítima foi asfixiada, espancada na região da cabeça e teve o pescoço cortado com um canivete.

Três suspeitos de espancar e queimar um adolescente de 15 anos até a morte em uma plantação de milho, em Canarana, a 838 km de Cuiabá (MT), foram presos pela Polícia Civil na sexta-feira (13). O crime aconteceu na zona rural da cidade, na madrugada de sábado (7). De acordo com as investigações, os homens confundiram o garoto com um outro rapaz que participou de uma briga contra os envolvidos.

Segundo o G1, com informações da Polícia Civil, os homens detidos foram identificados como Washington Rodrigo Silva Maia, Diego Silva Maia e Samuel da Silva Santos. Os dois primeiros se apresentaram à delegacia e o terceiro foi encontrado em uma propriedade na zona rural de Canarana. As idades dos suspeitos não foram divulgadas.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Deuel Paixão, o adolescente teria sido rendido pelos suspeitos e colocado à força dentro de um veículo. A vítima foi asfixiada, espancada na região da cabeça e teve o pescoço cortado com um canivete. Após as agressões, os suspeitos ainda atearam fogo no corpo do jovem, que ainda estava vivo.

O corpo foi localizado em uma lavoura de milho pelo funcionário de uma fazenda, que acionou a polícia.

Os três suspeitos estão à disposição da Justiça e devem passar por audiência de custódia. Eles devem ser indiciado por homicídio qualificado.

Noticia ao Minuto

Corpo é encontrado boiando na praia da Graciosa em Palmas

Local é um dos pontos turísticos mais movimentados da cidade. Ainda não há informações sobre a identidade da vítima ou as causas da morte.

Mega-Sena acumula e pode chegar a R$ 56 milhões no próximo sorteio

Números sorteados neste sábado (14) foram os seguintes: 04, 05, 36, 40, 44 e 56.

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.059 da Mega-Sena. Os números sorteados neste sábado (14), em São Miguel do Oeste (SC), foram os seguintes: 04, 05, 36, 40, 44 e 56. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 18, é de R$ 56 milhões.

Confira o rateio oficial:

Sena – 6 números acertados – Não houve acertador

Quina – 5 números acertados – 77 apostas ganhadoras, R$ 39.904,70

Quadra – 4 números acertados – 5562 apostas ganhadoras, R$ 789,19

QUINA

O concurso 4.724 da Quina também não teve nenhum ganhador neste sábado (14). Os números sorteados foram os seguintes: 14, 17, 30, 48 e 58. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 16, é de R$ 1,2 milhão.

Confira o rateio oficial:

Quina – 5 números acertados – Não houve acertador

Quadra – 34 apostas ganhadoras, R$ 9.259,57

Terno – 3 números acertados – 3817 apostas ganhadoras, R$ 124,02

Duque – 2 números acertados – 102477 apostas ganhadoras, R$ 2,54

TIMEMANIA

Nenhum apostador acertou as sete dezenas do concurso 1.205 da Timemania. Os números sorteados neste sábado (14) foram os seguintes: 07, 23, 29, 54, 69, 70 e 75. O time do coração é o Ponte Preta/SP. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 17, é de R$ 950 mil.

Confira o rateio oficial:

7 números acertados – Não houve acertador

6 números acertados – 3 apostas ganhadoras, R$ 20.002,95

5 números acertados – 113 apostas ganhadoras, R$ 758,64

4 números acertados – 2021 apostas ganhadoras, R$ 6,00

3 números acertados – 19068 apostas ganhadoras, R$ 2,00

Time do Coração: Ponte Preta/SP – 4083 apostas ganhadoras, R$ 5,00

DUPLA-SENA

Duas apostas vencedoras acertaram as seis dezenas do 1º e 2º sorteio da Dupla-Sena. A aposta do 1º sorteio saiu para Feira de Santana (BA) e levará o prêmio de R$ 1.381.980,39, já a 2ª, de Brasília (DF), vai levar o valor de R$ 49.726,75.

Os números do concurso 1.813 sorteados neste sábado (14) foram os seguintes: 1º sorteio – 03, 14, 18, 23, 43 e 46; 2º sorteio – 05, 09, 12, 27, 34 e 43. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 17, é de R$ 120 mil.

Confira o rateio oficial:

Premiação – 1º Sorteio

Sena – 6 números acertados – 1 aposta ganhadora R$ 1.381.980,39

Quina – 5 números acertados – 7 apostas ganhadoras R$ 6.458,02

Noticia ao Minuto

Consulta ao PIS estará disponível nesta segunda-feira

É preciso informar CPF ou NIS e data de nascimento.

Os trabalhadores com direito à cota do PIS poderão conferir nesta segunda-feira (16), na Caixa Econômica Federal, quais são os valores que irão receber a partir de agosto. Os recursos no fundo terão reajuste de 8,9%.
Para saber quanto será possível retirar, os profissionais devem acessar o site www.caixa.gov.br/cotaspis. A consulta também pode ser feita pelo telefone 0800-7260207, nos caixas eletrônicos, com Cartão do Cidadão, e nas agências da Caixa.

É preciso informar CPF ou NIS (Número de Identificação Social) e data de nascimento.

Tem direito à cota do fundo PIS/Pasep quem trabalhou com carteira assinada ou foi servidor entre 1971 e 4 de outubro de 1988.

No caso do Banco do Brasil, que paga o Pasep, também haverá o reajuste, mas não é possível fazer a checagem. Nos canais de atendimento do banco, só é possível saber se o profissional tem direito ou não à cota. O BB não divulga valores.

O dinheiro corrigido cairá na conta dos clientes da Caixa e do BB no dia 8 de agosto. Entre 14 de agosto e 29 de setembro quem não é correntista ou poupador também poderá sacar os valores.

A cota do PIS/Pasep é diferente do abono, que é pago todo ano a quem trabalhou no ano anterior com carteira assinada por pelo menos um mês, ganhando até dois salários mínimos. Com informações da Folhapress e noticias ao minuto.

Preso há 100 dias, Lula mantém PT imobilizado

Ex-presidente ainda dita as estratégias e os passos do partido e de seus principais aliados na campanha ao Planalto.

Condenado na Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva completa amanhã 100 dias preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba. Mais magro do que estava quando chegou de helicóptero, na noite de 7 de abril, o petista ainda dita as estratégias e os passos do partido e de seus principais aliados na campanha presidencial. E mantém o PT imobilizado na definição de uma alternativa eleitoral.

As vésperas da convenção partidária e a um mês do prazo final para o registro das candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – o prazo é 15 de agosto -, o mais importante preso da Lava Jato transformou sua “cela” em comitê político e eleitoral, numa espécie de campanha via porta-vozes.

Desde que foram autorizadas as visitas especiais de amigos, o ex-presidente já esteve com 16 pessoas em 11 datas distintas. A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, é quem mais visitou o ex-presidente. É ela a responsável por avisar o partido, governadores e líderes políticos sobre as decisões de Lula – que, segundo a sigla, tem a palavra final.

Anteontem, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad esteve com o ex-presidente pela primeira vez como advogado com procuração para atuar no processo da execução penal. Coordenador do programa de governo do PT e apontado como possível ” plano B” do partido, Haddad havia estado com Lula em sua cela duas vezes, desde que foram liberadas pela Justiça visitas de amigos nas quintas-feiras, pelo período de uma hora. Como advogado, o petista pode agora ver o ex-presidente em qualquer dia da semana.

A intenção do grupo diretamente ligado a Lula é arrastar até o momento final a definição da candidatura e tentar reverter a situação em benefício eleitoral para o nome que for escolhido como candidato do partido, já que Lula está potencialmente impedido de concorrer com base na Lei da Ficha Limpa.

O PT avalia que o bom desempenho do ex-presidente nas pesquisas, mesmo depois de preso, é um trunfo eleitoral importante para as composições estaduais. E assim, busca manter Lula candidato durante o máximo de tempo possível e fazer a troca só depois que a Justiça decidir se aceita o registro da candidatura.

Lula acompanha o cenário eleitoral e político do País pelos canais da TV aberta – que assiste boa parte dos dias – e pelos relatos de amigos, familiares e advogados.

Reveses

No inicio de junho, o PT pediu à Justiça o direito de Lula participar de “atos de pré-campanha e, posteriormente, de campanha”, de comparecer ou participar por vídeo da Convenção Partidária Nacional do PT marcada para o dia 28. Além disso, o partido pleiteava que Lula pudesse participar de debates e sabatinas realizadas pela imprensa.

Na última semana, porém, a juíza federal Carolina Lebbos, responsável pelo processo da execução provisória da pena de Lula, negou o pedido. Para a Justiça, o status do ex-presidente atualmente é de inelegível, em decorrência da condenação em segunda instância – a 8.ª Turma do TRF-4 confirmou sentença de Moro em janeiro e elevou a pena.

A decisão de negar direitos especiais a Lula saiu dois dias depois de o desembargador de plantão do TRF-4, Rogério Favreto – que tem histórico de ligações com o PT – conceder liberdade ao ex-presidente no último dia 8. A ação foi revertida no mesmo dia pelo relator da Lava Jato, desembargador João Pedro Gebran Neto, e pelo presidente da Corte, Carlos Eduardo Thompson Flores.

O ex-presidente foi condenado a 12 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá. O partido e a defesa do ex-presidente sustentam que ele é inocente e vítima de uma perseguição político-judicial.

Nos primeiros 57 dias de prisão Lula leu 21 livros, uma média de 52 páginas por dia: desde os mais densos como Homo Deus, de Yuval Noah Harari; Quem Manda no Mundo, de Noam Chomsky; a clássicos como O Amor nos Tempos do Colera, de Gabriel García Márquez; Ressurreição, de Liev Tosltoi; e a biografia Belchior – Apenas um rapaz latino-americano, do jornalista Jotabê Medeiros.

Nesses 100 dias, Lula passou a receber semanalmente visitas de religiosos, todas as segundas-feiras. Ele já foi visitado, por exemplo, pelos amigos Frei Beto e Leonardo Boff. Um pastor evangélico, um monge e um pai de santo também estiveram com o ex-presidente em sua cela neste período. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Noticias ao Minuto

Ação na justiça pede providências contra lixão a céu aberto às margens de rodovia

Problema é antigo e agora é alvo de uma ação do Ministério Público Estadual. No Tocantins, 129 cidades ainda descumprem a lei e mantém lixões.

Quem passar pela TO-134 certamente vai avistar um lixão às margens da rodovia. O local é destino de todo lixo produzido em Axixá do Tocantins, na região do Bico do Papagaio. Os resíduos não recebem qualquer tratamento além do fogo que é ateado rotineiramente. A situação é antiga e agora virou alvo de uma ação na justiça.

Urubus dividem o espaço com carcaça de animais mortos e é possível encontrar todo tipo de lixo. Não é preciso ficar muito tempo para ver caminhões da prefeitura e os próprios moradores descartando no local o que não serve mais para uso.

“Quando coloca lá na rua demora muito para passar [o caminhão de lixo] e fica causando um mau cheiro. Fica atrapalhando os vizinhos, que reclamam”, argumentou Breno Silva, estudante.

A situação do município não é isolada. Segundo dados da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, somente três municípios do Tocantins possuem aterros sanitários adequados. São 129 municípios que possuem lixões a céu aberto.

A política nacional de destinação dos resíduos sólidos é de 2010. As prefeituras de todos os municípios do Brasil tiveram prazo de quatro anos para se adequar. Em Axixá, a atual área do lixão foi aberta em 2011 porque o antigo já estava incomodando os moradores.

De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), a Prefeitura de Axixá nunca seguiu a regulamentação e nem os critérios técnicos. A situação é acompanhada desde 2002. Em 2016, o Instituto Natureza do Tocantins esteve no local e constatou vários crimes ambientais. Em 2018, o MPE voltou a notificar o município.

Agora, uma ação civil foi aberta com pedido de providências.

“Não há projeto do município. Houve um em 2011, mas não houve continuidade. Nada impede que cada gestor faça seu projeto e busque as verbas necessárias. É claro que a instalação de um aterro não é algo barato. Os municípios estão sucateados, mas poderia haver um esforço maior através de convênio com outros municípios para que haja um esforço conjunto para fazer.”

O terreno onde os resíduos são descartados tem cinco hectares e foi comprado para ser um aterro sanitário, mas se transformou em um lixão a céu aberto. O lixo é jogado no local e queimado.

“O certo seria um aterro sanitário, mas infelizmente municípios sozinhos, igual à Axixá, não têm condições de conseguir manter um aterro sanitário. Teria que ser um consórcio com outros municípios”, comentou o secretário de administração Bruno Fragata Cordeiro.

G1 Tocantins.