admin

Kátia concede entrevista ao lado de Ciro Gomes e diz que vai aguardar resolução do TRE para definir sobre eleição suplementar

A filiação da senadora Kátia Abreu ao Partido Democrático Trabalhista (PDT) foi marcada pela presença do pré-candidato à presidência Ciro Gomes e do presidente do partido Carlos Lupi em Palmas.

Nesta segunda-feira, 2, as lideranças concederam entrevista coletiva à imprensa no gabinete da senadora na capital.

Kátia Abreu deu início à entrevista declarando de antemão que irá aguardar a resolução do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) para falar sobre sua pré-candidatura ao Governo do Estado do Tocantins na eleição suplementar que deverá ocorrer no mês de junho.

A senadora, entretanto, disse que continua acreditando na viabilidade de sua candidatura mesmo que não tenha seis meses de filiação partidária.

De acordo com ela, a constituição exige apenas que, para se candidatar, o candidato deve estar filiado a um partido político, porém, sem estipular prazo.

“Esse prazo foi remetido para uma lei ordinária que é a lei conhecida como “Lei dos partidos,” e é justamente esta lei que tem sido mudada ocasionalmente por resoluções do TRE quando acontecem eleições suplementares. O que estou dizendo é que acho muito difícil alterar o prazo da Constituição Federal [para desincompatibilização de cargo do poder executivo] mas não acho impossível alterar os prazos da lei ordinária”, afirmou.

Questionada sobre a possibilidade de apoiar outro candidato caso ela não possa, ou resolva não se candidatar à eleição suplementar, a senadora disse que, caso o outro candidato que pleiteie seu apoio não tenha um projeto de governo consistente ela não o apoiará.

“Se eu encontrar um projeto que fale mais alto que o meu, eu vou aplaudir e irei apoiar, mas, mesmo ficando fora da suplementar, eu não tenho obrigação de apoiar qualquer projeto que eu não considere defensável. Eu irei me isentar desse apoio”, declarou.

Liberdade

Pelo tom da conversa durante a entrevista parece claro que Kátia Abreu terá liberdade para articular as alianças políticas que julgar necessárias para se alçar ao cargo de governadora.

O presidente do partido, Carlos Lupi, tomou o microfone ao final da entrevista para declarar que o PDT deu carta branca para que a pré-candidata faça seus acordos políticos no Tocantins.

“A senadora Kátia tem total liberdade e apoio do PDT para fazer qualquer aliança que viabilize a candidatura dela. Isso a gente já deixou claro para ela desde o primeiro momento da filiação”, afirmou Lupi.

Crise Política

Tanto Kátia quanto Ciro Gomes falaram sobre a recente onda de radicalismo que tem tomado conta do discurso político e dominado os debates em redes sociais na internet e a crise política no País.

A senadora disse que um dos motivos por ter escolhido se filiar ao PDT foi o posicionamento do partido mais ao centro do espectro político.

“Eu não pretendo ser radical de lado nenhum, nem de esquerda nem de direita, porque tenho convicção de que o radicalismo é parente da ignorância. Quero respeitar o que cada um pensa, mas quero me posicionar ao centro.” Pontuou a senadora.

Ciro por sua vez criticou os episódios mais recentes envolvendo o presidente Michel Temer e seus aliados mais próximos. Para o pré-candidato a recente crise só vai acabar com as eleições em outubro.

“A imprudência começou lá atrás. Como é que pode alguém que o conhecia bem, como eu e o Lula, permitirmos que o Temer chegasse à linha de sucessão do Brasil? Todos eles vão acabar presos”, criticou Ciro.

Bolsonaro

Sobraram críticas também ao polêmico pré-candidato á presidência Jair Bolsonaro (PSC.) Ciro aproveitou a ocasião para avaliar a escalada populista de Bolsonaro em direção ao Palácio do Planalto.

“O Bolsonaro é só isso… um ato de repulsa de uma fração da sociedade brasileira que cansou da política. Mas ele não é nenhuma novidade e para nossa sorte ele é o mais despreparado. Ele chega a ser patético e espero que a sociedade brasileira veja isso”.

Requião

Além de Ciro e Lupi também esteve presente o senador e presidente do PMDB do Paraná, Roberto Requião.

O senador disse que fez questão de participar do evento devido ao respeito e admiração por Kátia. “Ela não é do meu partido, mas ela é uma nova perspectiva ao Tocantins neste momento”, manifestou Requião.

Fonte: ConexãoTocantins

Comissão especial aprova novas regras para criação de municípios

Diante de delegações de emancipacionistas das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, comissão especial da Câmara aprova novas regras para a criação de municípios.

Por unanimidade, o colegiado, presidido pelo deputado Hélio Leite (DEM-PA), acatou na terça-feira (27) um projeto de lei complementar (PLP 137/15) do Senado que prevê plebiscito e estudos de viabilidade municipal para criação, incorporação, fusão e desmembramento de municípios.

Entre os novos critérios exigidos, está a necessidade de a população do novo município e do que foi desmembrado ser de pelo menos 6 mil habitantes, nas regiões Norte e Centro-Oeste.

A população municipal mínima sobe para 12 mil habitantes no Nordeste; e para 20 mil, no Sul e Sudeste.

Para evitar atrasos na tramitação, o relator da proposta, deputado Carlos Henrique Gaguim (Pode-TO), rejeitou outros seis projetos de lei de deputados que tramitavam apensados à proposta do Senado.

Gaguim também anunciou o apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, na busca pela aprovação definitiva do texto.

“O presidente Rodrigo Maia fez um compromisso com a gente de que, no dia 15 de maio, vamos votar no Plenário.

Ele está estudando todo o projeto com as viabilidades técnica, jurídica e financeira que serão encaminhadas às assembleias legislativas. Não queremos criar novas despesa para o Brasil. Queremos melhorar o Brasil”, explicou.

Vários deputados da comissão especial também anunciaram reuniões com a equipe econômica do governo Michel Temer a fim de prevenir eventuais vetos ao texto.

A ex-presidente Dilma Rousseff chegou a vetar duas tentativas de regulação para a criação de municípios, sob os argumentos de redivisão do Fundo de Participação dos Municípios e de desequilíbrio nas finanças estaduais. Hoje, o Brasil tem 5.570 municípios.

A proposta em análise na Câmara prevê que o processo de emancipação deve ser iniciado com requerimento à assembleia legislativa do respectivo estado.

O documento deve ser subscrito por 20% dos eleitores da área, em caso de criação ou desmembramento de município; ou de 3% dos eleitores de cada um dos municípios envolvidos, em caso de fusão ou incorporação.

Novos municípios

A coordenadora da Frente Parlamentar Mista de Apoio à Revisão Territorial dos Municípios, deputada Flávia Morais (PDT-GO), lembrou que os emancipacionistas não estão apenas em regiões isoladas do país. Flávia citou um exemplo no entorno do Distrito Federal.

“Em Goiás, nós temos exemplos próximos aqui do DF, como o Jardim Ingá, em Luziânia: um distrito com 90 mil habitantes, que tem condições de se emancipar.

E isso vai trazer condições de vida melhores para as pessoas que vivem nessas comunidades”, argumentou.

A votação da proposta foi precedida de intensa mobilização do movimento Emancipa Brasil, que trouxe à Câmara delegações de vários estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O coordenador do movimento, Antônio Pantoja, citou potenciais emancipações no Pará.

“O distrito de Icoaraci, que tem 400 mil habitantes, precisa ter a sua vida própria, precisa ser emancipado. Talvez o maior absurdo neste movimento seja o distrito de Castelo dos Sonhos, distante 1.100 km da sede do município.

Quase quatro dias de deslocamento pela Transamazônica para se dirigir do distrito para a sede”, afirmou.

Apoio

Os emancipacionistas lotaram o auditório Nereu Ramos, o maior da Câmara, para acompanhar a votação das novas regras de criação de municípios. Munidos de faixas e cartazes, eles comemoram a aprovação do texto cantando o hino nacional.

 

Fonte: Dourados Agora

Ministro dos Transportes reconhece o trabalho do senador Vicentinho Alves e do deputado federal Vicentinho Júnior na conclusão das obras da BR-242

Em sua passagem pelo Tocantins, nesta sexta, 16, o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, reconheceu o trabalho do senador Vicentinho Alves (PR/TO) e do deputado federal Vicentinho Júnior (PR/TO) desde a garantia orçamentária até a alocação de recursos para que a conclusão das obras da BR-242 tornassem realidade.

“É com satisfação que vemos o nosso trabalho em Brasília virar uma realidade no Tocantins e gerar benefícios para a população. As obras da BR – 242 estavam paralisadas há 10 anos e com o nosso empenho e compromisso firmado com o Ministério dos Transportes foram retomadas com celeridade há 2 anos e meio e agora finalizadas”, comemoram o senador Vicentinho Alves e o Deputado Federal Vicentinho Júnior.

Em Taguatinga foi inaugurado as obras de implantação e pavimentação do lote 4 da BR-242, localizado entre os municípios de Paranã, Taguatinga e Peixe. Foram investidos R$ 63,9 milhões para a conclusão do trecho.

O Lote 4 possui 54,40 km e está localizado entre o km 71,10 e o km 125,50 da rodovia 242.

Foram realizados serviços de drenagem, terraplenagem, revestimento, sinalização, entre outros. Ao todo, a implantação e pavimentação serão realizadas em 265 km da rodovia, divididos em 5 lotes.

Com três lotes já pavimentadas (1, 3 e 4), as execuções nos lotes 2 e 5 estão com 21,78% e 34,73% executados, respectivamente.

As obras na BR-342 irão possibilitar a integração do municípios mais ao sul e sudeste de Tocantins com o restante do estado, além dos estados da Bahia e de Mato Grosso, incentivando o escoamento da produção agropecuária local, proporcionando melhorias na produtividade da região e na qualidade de vida da população. Serão beneficiadas, diretamente, a população dos municípios de Taguatinga, Paranã e Peixe, que somados possuem mais de 38 mil habitantes.

Em Formoso do Araguaia foi inaugurado as obras de restauração com melhoramentos da travessia urbana de Formoso, também na rodovia BR-242/TO.

O deputado federal Vicentinho Júnior lembrou que esta é terceira vez que o ministro republicano visita o Estado do Tocantins, sendo a primeira na reforma do aeroporto de Araguaína, no lançamento da ponte em Xambioá e agora em seu último ato como ministro em Formoso e Taguatinga. Após ele irá se licenciar para se candidatar em seu estado.

Fonte: Ascom Vicentinho

Motorista que atropelou e matou médico Pedro Caldas é denunciada à Justiça

Iolanda Fregonesi foi denunciada pelo Ministério Público Estadual. Agora Justiça decide se aceita levar o caso aos tribunais e de que forma será o júri.

Gurupi teve um assassinato a cada três dias desde o começo de 2018

A Secretaria de Segurança Pública informou que 16 pessoas foram assassinadas esse ano na cidade. Pelos menos 13 homicídios estão associados ao tráfico de drogas.

s moradores de Gurupi, município da região sul do Tocantins, começaram o ano de 2018 assustados com a onda de violência. É que o número de homicídios na cidade chamou atenção. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Tocantins, foram registrados nesse ano 16 assassinatos, cerca de uma morte a cada três dias.

A polícia acredita que pelo menos 13 homicídios podem ter relação com o tráfico de drogas.

Moradores de Gurupi estão assustados com a violência (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Moradores de Gurupi estão assustados com a violência (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

De acordo com a Polícia Civil, além das mortes também tiveram nove tentativas de homicídio. O G1 noticiou 13 desses crimes e alguns deles são semelhantes. Na maior parte dos casos as vítimas são jovens e foram mortas a tiros. Só nesta semana quatro pessoas foram mortas. Veja os casos abaixo:

Mortes em fevereiro

Os últimos dois homicídios foram na terça-feira (27). Ronildo Cirqueira Bezerra, de 36 anos, foi morto a tiros na porta da casa dele. Jucilene Silva Lima, de 34 anos, também foi assassinada. O corpo dela foi encontrado com marcas de facadas.

Nilvan Cursino Vila Nova, de 36 anos, e Lucas Fernandes da Silva, de 22, foram mortos na madrugada do dia 25. Os dois tinham marcas de tiros pelo corpo.

José Guilherme Ezidio Araújo, de 21 anos, foi morto no dia 13 de fevereiro. No momento do crime ele dirigia um carro e estava com a namorada e um bebê quando levou dois tiros, um deles atingiu a cabeça.

Caique Souza Machado, de 22 anos, também é uma das vítimas em Gurupi. Ele foi morto com uma facada no peito no dia 6.

Mortes em janeiro

No dia 29 de janeiro, Carlos Marcos Apolinário Torres, de 52 anos, foi morto com pedaço de ferro retirado do motor de um carro. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. O suspeito confessou o crime e foi preso.

Luciana Menezes Barbosa, de 33 anos, foi morta a tiros por dois homens que estavam em uma motocicleta no dia 23 de janeiro. Segundo a polícia ela tinha passagem por tráfico.

Entre os dias 16 e 17 de janeiro, quatro pessoas foram assassinadas e duas baleadas. Os crimes foram registrados em horários e pontos diferentes da cidade. Uma das vítimas era uma adolescente de 17 anos.

O funcionário da Prefeitura de Gurupi, Josué Silva de Araújo, de 43 anos foi morto na zona rual, no dia 11 de janeiro. O suspeito do homicídio é um homem que usava tornozeleira eletrônica.

Polícia Militar

A Polícia Militar informou que estão sendo realizadas ações e operações no intuito de coibir o tráfico de drogas e a violência, bem como ações comunitárias para a comunidade.

Sobre os homicídios, a PM disse que a maior parte das vítimas tinha algum envolvimento com o consumo ou tráfico de drogas. Disse ainda que aumentou o número de prisões e apreensões de pessoas e drogas no município. “São reflexos da busca pelo aumento de segurança na cidade e espera que a população continue a contribuir com denúncias para que a paz social seja alcançada”.

Segundo a PM, nesses dois meses foram presas 69 pessoas em flagrante e 18 adolescentes apreendidos. No mesmo período também houve apreensão de cerca de 10 kg de drogas, 15 armas de fogo e 81 munições.

Fonte: G1 Tocantins

Ladrões furtam até botijões de gás de feirantes na quadra 304 Sul em Palmas

Quantidade de crimes assusta comerciantes. Eles dizem que local está sem guarda durante a noite e que o problema ocorre há meses.

A quantidade de furtos na feira da 304 Sul, em Palmas, está assustando os comerciantes. O local funciona toda terça e sexta-feira. Eles alegam que a feira fica sem guarda durante a noite. O problema ocorre há alguns meses. (Veja o vídeo)

Nem os botijões escaparam da mira dos ladrões. Nesta sexta-feira (2), a grade da barraca da feirante Maria das Dores foi arrombada.

“A maioria dos feirantes está sofrendo esse tipo de roubo aqui na feira. Eles vêm e arrebentam tudo. Eles levaram dois botijões de gás. A gente paga nossos impostos, a gente tem as nossas taxas, a gente quita as taxas todo ano. A feira não tem guarda nem de dia, nem à noite. Nós estamos vivendo aqui por Deus porque pelo poder público não estamos tendo nada em troca”, relatou.

Em nota, a Guarda Metropolitana disse que auxilia na segurança da feira da 304 Sul e que o trabalho de rondas tem sido feito lá e em toda a cidade. Disse ainda que os pertences deixados pelos feirantes é de total responsabilidade dos próprios comerciantes.

Fonte: G1 Tocantins

Corpos de policial civil e mãe mortas em acidente são enterrados em Porto Nacional

Policiais civis fizeram homenagem durante enterro neste sábado (3). Mãe e filha morreram em acidente na rodovia que liga Palmas a Porto Nacional.

Os corpos da policial civil Anna Paula Soares Carvalho, de 28 anos, e da mãe Maria Soares de Andrade Carvalho, de 58, foram enterrados no fim da tarde deste sábado (3) em um cemitério de Porto Nacional. As duas morreram em um acidente nesta sexta-feira na rodovia que liga Palmas a Porto Nacional.

Parentes, amigos e colegas de profissão fizeram o cortejo até chegar ao cemitério. O enterro foi marcado por uma homenagem da Polícia Civil.

Anna Paula era enfermeira e atuava como agente de necrotomia no Instituto Médico Legal, em Porto Nacional. Em nota, o Sindicato dos Policiais Civiis do Tocantins lamentou a morte da profissional: ‘A morte sempre entristece nossos corações. Estamos unidos em pensamentos e orações para que familiares e amigos sejam consolados neste momento’.

Mãe e filha morreram em acidente na rodovia entre Palmas e Porto Nacional (Foto: Arquivo Pessoal)Mãe e filha morreram em acidente na rodovia entre Palmas e Porto Nacional (Foto: Arquivo Pessoal)

Mãe e filha morreram em acidente na rodovia entre Palmas e Porto Nacional (Foto: Arquivo Pessoal)

Após o acidente, a policial chegou a ser socorrida e foi levada para o Hospital Geral de Palmas, mas não resistiu. A mãe morreu no local. Outras quatro pessoas ficaram feridas.

Segundo a Polícia Militar (PM), dois carros se envolveram no acidente que aconteceu perto do posto da Polícia Rodoviária Estadual. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e o Corpo de Bombeiros foram ao local. Uma das vítimas ficou presa às ferragens e uma operação de resgate foi montada para retirá-la. Os outros feridos também foram levados para hospitais em Palmas.

Fonte: G1 Tocantins

Governo decreta situação de emergência em seis cidades por alagamentos

Medida vale para Cristalândia, Dueré, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Pium e Santa Rita do Tocantins. Lavouras e pastos estão submersos na região.

Governo do Tocantins decretou situação de emergência em seis cidades da região sudoeste do estado por causa dos alagamentos. A medida vale para Cristalândia, Dueré, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Pium e Santa Rita do Tocantins. Todas foram atingidas por um volume de água muito acima do esperado durante fevereiro.

O decreto permite que a Defesa Civil convoque voluntários para ajudar a população afetada e também deve acelerar a liberação de recursos para fazer a recuperação de estradas e de outros bens danificados pelas chuvas.

Além disso, permite que as autoridades retirem os moradores das casas que apresentarem risco de desabamento. Não há registro de feridos nas chuvas em nenhuma das cidades onde o decreto está valendo.

Nesta segunda-feira (26) o G1 mostrou que animais pastaram em campos alagados e lavradores estão com medo de perder as plantações. Em Lagoa da Confusão, o problema ficou mais grave depois que uma cratera foi aberta em uma estrada estadual que liga a zona rural a cidade. Um fazendeiro é suspeito de fazer o serviço para escoar a água de uma plantação de arroz alagada.

Pelo menos quatro rios transbordaram na região. A Defesa Civil deslocou equipes de Palmas em um helicóptero para visitar as regiões mais isoladas. O governo também está cadastrando os números de celulares do estado para emitir alertas de desastres naturais por SMS para os moradores.

Fonte: G1 Tocantins

Ex-presidiário sobrevive a tiro que atravessou mão e pescoço

Crime foi em Colinas do Tocantins, no norte do estado. A Polícia Civil informou que a vítima tinha diversas passagens por roubo e furto.

m ex-presidiário de 32 anos sobreviveu a um tiro que atravessou o pescoço e a mão dele. Segundo a Polícia Militar (PM), a ocorrência foi nessa terça-feira (27), por volta das 13h50, no Jardim Boa Esperança em Colinas do Tocantins, na região norte do estado.

O Corpo de Bombeiros informou que quando chegou ao local encontrou o homem caminhando com a mão e o pescoço feridos. Os bombeiros disseram que ele tentou se proteger, mas a bala atravessou a mão, depois o pescoço e em seguida caiu no chão.

A PM disse que a arma usada no ataque era de baixo calibre. O homem foi levado para o Hospital Municipal de Colinas do Tocantins e depois transferido para o Hospital Regional de Araguaína.

Os parentes da vítima disseram aos policiais que o homem tinha saído da cadeia recentemente. A Polícia Civil informou que a vítima tinha diversas passagens pela polícia por roubo e furto. O caso está sendo tratado como tentativa de homicídio, mas até o momento ninguém foi preso.

A Secretaria de Cidadania e Justiça informou que o homem cumpriu pena por receptação e foi liberado da cadeia há 20 dias após uma decisão da Justiça.

Fonte: G1 Tocantins

Menos da metade da malha rodoviária do Tocantins é asfaltada

Um dos pontos mais críticos fica na região central do estado, na TO-030, que dá acesso ao leste do estado, inclusive ao Jalapão.

os 13 mil km de rodovias do Tocantins, 5.900 são asfaltados, menos da metade, segundo a Secretaria Estadual de Infraestura. Alguns trechos estão quase intransitáveis. Um dos pontos mais críticos fica na região central do estado, na TO-030 que dá acesso ao leste do estado, inclusive ao Jalapão. A previsão é que a rodovia seja federalizada esse ano.

“Enquanto estiver com o nosso comando, não for efetivada a transição, nós faremos a conservação dela”, diz o secretário estadual de infraestrutura Sérgio Leão.

A TO-070, entre Brejinho de Nazaré e Porto Nacional e Formoso do Araguaia e Dueré, a TO-030, entre Palmas e Buritirana, a TO-050, entre Porto Nacional e Silvanópolis, juntando tudo é uma buraqueira.

“Tem vários trechos que pegam a gente de surpresa e aí é quando acontecem os acidentes”, diz o caminhoneiro Sebastião Pinto.

“Estoura muito pneu, a suspenção do veículo, estoura tudo”, diz o motorista Narciso Moura.

“Quem conhece passa com cuidado, quem não conhece geralmente corta um pneu”, diz topógrafo Edmilson Marques.

No trecho entre Porto Nacional e Silvanópolis, os produtores rurais estão usando tratores e pedras para tapar os buracos.

De acordo com o secretário de infraestrutura, estão sendo recuperados 1.550 km de rodovias estaduais com recurso do Banco Mundial e o estado estaria esperando recursos internacionais para recuperar outros 1.380 km. Sobre a operação tapa buraco, o secretário disse que está aguardando material.

“Essa semana a gente está finalizando a aquisição dos produtos, chegando a gente coloca as equipes no campo para fazer a conservação das rodovias.

Fonte: G1 Tocantins