Crime foi cometido quando a parlamentar era secretária de educação no TO
Defesa afirmou que vai recorrer da decisão

A deputada federal Professora Dorinha (DEM) foi condenada pelo Supremo Tribunal Federal, nesta terça-feira (30), por compra de livros didáticos com dispensa irregular e superfaturamento de preços. Na conclusão do julgamento, a pena estabelecida foi de 5 anos e 4 meses além de multa diária de R$ 300 por 100 dias.

A acusação é de quando a parlamentar ocupou o cargo de secretária estadual de educação do Tocantins, entre dezembro de 2002 e janeiro de 2004. O supremo informou que a Câmara de Deputados deverá decidir se ela perderá ou não o mandato.

Dorinha também foi condenada pela prática de peculato à pena de 4 anos e 4 meses de prisão. Porém, o colegiado decretou a prescrição da pena porque o crime aconteceu em 2004 e a denúncia foi recebida em 2014, mais de oito anos após os fatos.

Em nota, a assessoria da deputada informou que a defesa vai recorrer da decisão para provar a inocência da parlamentar.(fonte:g1/to)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here