O Estado registrou queda nas internações e mortes causadas pela doença.

O pico da segunda onda de covid-19 no Tocantins já ficou para trás e a pandemia está dando sinais de desaceleração. É o que mostra a curva do gráfico de casos registrados diariamente no Estado.

No dia 15 de março deste ano o Tocantins bateu o recorde de 1.479 casos confirmados, o maior número desde o início da pandemia. Naquela semana, a média móvel dos últimos 7 dias também bateu recorde de 1.074 novos casos por dia.

De lá pra cá, a média móvel da semana vai caindo diariamente e chegou neste domingo (4) a 375 casos por dia.

Nas duas piores semanas do mês de março foram registrados 7.033 e 6.971 casos, respectivamente, no acumulado dos sete dias. Já na semana passada o número de novos casos confirmados caiu para 2.712.

A mesma curva decrescente está sendo notada em relação aos óbitos causados pela doença. No momento mais letal da pandemia, o estado registrou uma média diária de 21,57 mortes (em 25.03.2021). Já neste domingo a média móvel ficou em 6,86.

Outra boa notícia é que a quantidade de pessoas hospitalizadas reduziu para 489. Há várias semanas esse número estava ficando acima de 500.

Ainda em março, mais de 100 pacientes estavam na fila de espera por leitos clínicos e de UTI. Agora são 36 pessoas.

Nesta segunda-feira (5 de abril) foram confirmados mais 335 novos casos de covid-19 em apenas 21 municípios, e mais 6 óbitos.

Atualmente, o Tocantins acumula 143.651 casos confirmados. Destes, 123.375 pacientes já estão recuperados, 18.163 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar. Infelizmente, 2.113 tocantinenses perderam a vida na luta contra a doença.

Todas as informações citadas nessa reportagem estão no portal Integra Saúde, que é atualizado diariamente pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

MEDIDAS 

Essa redução de novos casos e mortes por covid-19 ocorre após a decretação de medidas mais duras em todo o Estado pelo governador Mauro Carlesse, a exemplo da operação ‘Tolerância Zero’ que visa coibir aglomeração de pessoas, além da abertura de novos leitos clínicos e de UTI. Os prefeitos das principais cidades também endureceram as medidas restritivas.

Boletim desta segunda-feira (05/04/2021)

AF Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here