Segundo pastor, a oração tem o poder de travessar paredes e operar milagres.

A igreja Universal realizou momentos de oração pela vida dos policiais penais, custodiados e familiares neste momento da pandemia de forma simultânea nas áreas externas de 29 unidades penais do Tocantins.

As visitas nos estabelecimentos penais estão suspensas como medida de prevenção à Covid-19, mas a assistência religiosa para as pessoas em privação de liberdade está sendo feita de forma adaptada e a distância.

“A oração tem o poder de atravessar paredes, alcançar o coração dos aflitos e operar milagres e curas. Nada impede o agir de Deus e nosso clamor é para que os perigos físicos e espirituais sejam afastados nesse período tão delicado de pandemia”, disse o pastor Rogério Santos.

A responsável pelo Setor de Política de Assistência Religiosa às pessoas em privação de liberdade, Rosilda Barbosa, explica que o trabalho de assistência religiosa nas unidades penais do Tocantins vai muito além da sua característica essencial.

“É um instrumento pautado no respeito aos direitos humanos e se dá junto a uma rede como em outros oferecidos no Sistema Penal, objetivando a promoção de paz, alívio das tensões e valorização de cada indivíduo, contudo é preciso haver o desejo de cada um em participar dessas atividades religiosas, assim considerando o direito a fé e a manifestação espiritual de cada um”, destacou.

Assistência Religiosa

Conforme a Lei de Execução Penal (LEP), a assistência religiosa, com liberdade de culto, será prestada aos presos e aos internados, permitindo a eles a participação nos serviços organizados no estabelecimento penal, bem como a posse de livros de instrução religiosa. Isso auxilia na ressocialização e proporcionam momentos de conforto espiritual às pessoas privadas de liberdade.

AF Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here