A aeronave iria para Goiânia com o presidente do clube e jogadores.

Um avião de pequeno porte caiu com seis pessoas por volta das 8h15 deste domingo (24) logo após a decolagem na pista da Associação Tocantinense de Aviação (ATA), no Distrito de Luzimangues, Porto Nacional. A aeronave (bimotor modelo Baron, de prefixo PTLYG) pegou fogo e ninguém sobreviveu.

Uma das vítimas é o empresário Lucas Meira, de 32 anos, presidente do Palmas Futebol e Regatas. Ele é natural de Goiânia, mas morava em Palmas desde 2007 e chegou a ser anunciado como candidato a vice-prefeito na chapa de Cinthia Ribeiro (PSDB), contudo, acabou recuando.

 O avião tinha como destino a capital Goiânia, para a partida entre Vila Nova x Palmas nesta segunda-feira (25), válida pela Copa Verde.

Também morreram no acidente os jogadores Lucas Praxedes (23 anos), Guilherme Noé (28 anos), Ranule (27 anos) e Marcus Molinari (23 anos), além do piloto da aeronave Wagner.

“Lamentamos informar que não há sobreviventes. Neste momento de dor e consternação, o clube pede orações pelos familiares aos quais prestará os devidos apoios, e ressalta que no momento oportuno voltará a se pronunciar”, afirma a nota do Palmas Futebol Clube.

Lucas era também presidente-fundador da Renapsi, instituição que desenvolve projetos de formação e acesso ao primeiro emprego para jovens em vários Estados.

VÍDEO

Vídeo

AF Notícias.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here