Déficit é de 36% na demanda por bolsas de sangue pelo quinto mês consecutivo.

Pelo quinto mês consecutivo, a Hemorrede Pública de Goiás registrou déficit de 36% no estoque de bolsas de sangue. Este é o pior cenário enfrentado pela rede estadual de sangue e hemoderivados em 2020. 

A diretora técnica da Hemorrede, Ana Cristina Novais, diz que o cenário é preocupante principalmente porque existe uma tendência histórica de aumento no número de acidentes de trânsito durante o fim de ano, o que eleva a demanda por bolsas de sangue. 

Ao aumento de acidentes, soma-se o fato de que bolsas têm sido utilizadas para o tratamento de pacientes com câncer ou com grandes hemorragias contaminados pelo coronavírus. Além disso, doadores habituais deixam de comparecer à hemorrede para viajar com a família.

O conjunto destes fatores preocupa a Ana Cristina e a rede de atendimento médico em Goiás, como um todo. “Para se ter uma ideia, nossa demanda média mensal subiu de 3,2 mil bolsas de sangue para mais de 4 mil”, afirma a diretora.

Par incentivar as doações, as unidades da Hemorrede em Goiânia e no interior – Rio Verde, Jataí, Catalão, Ceres, Iporá, Quirinópolis, Formosa e Porangatu – funcionarão em horário especial nos dias 24 e 31 de dezembro, das 8 às 12 horas. Nos feriados dos dias 25 e 1º as unidades estarão fechadas para atendimento ao público, e nos demais dias o funcionamento segue normal das 8 às 18 horas.

A Hemorrede fornece sangue e hemocomponentes para mais de 200 unidades de saúde em todo o Estado. 

Agendamento

A Hemorrede criou o serviço de agendamento on-line pelo site agenda.hemocentro.org.br e pelo telefone 0800 642 0457 para que qualquer pessoa possa escolher o melhor dia e horário para fazer uma doação de sangue. “O agendamento é uma medida para evitar aglomerações, como ação de segurança para o doador diante da pandemia Covid-19”, ressalta Ana Cristina.

Quem pode doar?

Os requisitos básicos para passar pela entrevista pré-doação de sangue são: estar saudável, ter peso acima de 50 kg, apresentar documento com foto válido em todo o território nacional e idade entre 16 e 59 anos, sendo que antes de completar 18 anos é necessária uma autorização dos pais ou responsáveis. A orientação é que doadores acima de 60 anos, fiquem em casa, visto que são pessoas do grupo de risco do novo coronavírus. Quem tomou a vacina da febre amarela deve aguardar 30 dias para fazer uma doação. Já para vacina contra gripe, o prazo é de 48 horas. Pessoas que tiveram contato com pacientes infectados ou com suspeita de covid-19 devem ficar 14 dias sem poder doar, já para quem foi considerado caso suspeito ou confirmado, o prazo de inaptidão é de 30 dias após a remissão dos sintomas.

Mais Goiás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here