Depois do recuo em outubro, combustível volta a apresentar comportamento de alta.

De acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), a Região Norte tem o diesel mais caro de todo o País vendido a média de R$ 3,951, nos primeiros quinze dias de novembro. Depois do recuo apresentado no fechamento de outubro, o combustível voltou a subir, comportamento que acontece desde o mês de junho – ficando 0,66% mais caro para os motoristas nos primeiros dias do mês.

“O comportamento de alta nos preços vem acontecendo desde junho, após as baixas nos preços dos combustíveis durante o pico da pandemia do coronavírus no País, no mês de maio. Na primeira quinzena de novembro, após a baixa do mês passado, observamos que os valores estão retomando e chegando a patamares cada vez mais próximos aos registrados no período pré-pandemia”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Ao entrar no comparativo dos estados, o Acre apresentou os valores mais caros para o diesel e o diesel S-10, fechando o período com as médias de R$ 4,686 e R$ 4,671, respectivamente. Por lá também foram registrados os maiores preços de toda a região para o etanol e a gasolina, comercializados a R$ 4,016 e R$ 5,067, respectivamente. No âmbito nacional, o Acre liderou o ranking dos maiores valores para todos os tipos combustíveis – com exceção apenas para o etanol.

Os preços mais baratos do litro para o diesel foram registrados no Tocantins – R$ 3,569 para o comum e R$ 3,666 para o S-10. O etanol mais barato da Região Norte ficou por conta do Amazonas, com o litro vendido a R$ 3,198, e a gasolina mais em conta foi a encontrada no Amapá – por R$ 4,087 em média.

Embora o etanol tenha apresentado baixa na região, a gasolina foi a que mais compensou nas bombas na relação 70/30. “Em todos os estados da Região Norte, a gasolina foi mais vantajosa frente ao etanol para o bolso do consumidor”, completa Pina.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo.

Preços do combustível no mês de outubro

Preços do combustível no mês de novembro

Combustível indicado em cada Estado

AF Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here