Na estrutura, também foi localizada uma porção de maconha, em Goiás.
Servidor diz que desconfiou da espessura da laje; polícia vai apurar o caso.

Uma revista realizada no Presídio de Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, apreendeu celulares, facas e drogas antes que os itens chegassem aos detentos. O material apreendido estava em uma “cama de concreto”, uma armação usada para montar o local onde os presos dormem nas celas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP-GO), a operação foi realizada na noite de quarta-feira (20). Um servidor da unidade, que não quis se identificar, disse ao G1 que desconfiou quando a estrutura chegou.

“Geralmente, essa laje tem cerca de 5 cm e é maciça. Essa tinha 10 cm e quando analisamos, percebemos que ela era oca. Na averiguação, quebramos a peça e encontramos os itens”, afirmou.

No total, foram localizados 21 aparelhos, quatro facas artesanais e uma porção de maconha. Em nova operação realizada nesta quinta-feira (21), mais três aparelhos telefônicos foram apreendidos.

Em nota, a SSPAP-GO informou que “as forças policiais goianas executam, diariamente, atividades que buscam coibir a comunicação de detentos com o meio externo”. De acordo com o órgão, a medida visa evitar que os presos sem envolvam em novos crimes.

O delegado de Planaltina de Goiás, Cristiomário Medeiros, disse ao G1 que vai investigar o caso. “Vamos periciar os celulares e tentar descobri como essa cama chegou até o presídio com os aparelhos dentro dela”, salienta.

Revista em presídio acha celulares e facas dentro de 'cama de concreto' em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Ao todo, 21 aparelhos foram apreendidos na operação (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Fonte:g1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here