A parlamentar foi recebida na saída da unidade hospitalar por familiares, dentre eles o seu esposo, o ex-governador Marcelo Miranda.

A deputada federal Dulce Miranda (MDB-TO) recebeu alta hospitalar no último sábado (21) após passar 11 dias internadas em um hospital particular de Palmas (TO) devido à Covid-19.

A parlamentar foi recebida na saída da unidade hospitalar por familiares, dentre eles o seu esposo, o ex-governador Marcelo Miranda.

Dulce Miranda disse que estava “frágil, sem muita força física, sensível, porém, após essa experiência, voltei ainda mais confiante, forte, me sentindo amada e querida pelos amigos, família, minha equipe de trabalho, o povo do Tocantins”.

A parlamentar deve continuar se recuperando em casa. Em nota, ela agradeceu o apoio recebido da família, da equipe médica e do povo tocantinense.

Nota

Meus amigos e amigas do Tocantins! Recebi alta neste sábado, 21, e já estou em casa! Antes de mais nada, quero agradecer do fundo do meu coração todas as orações, preces, boas vibrações que enviaram a mim no seu silêncio, aqui pelas minhas redes sociais, por telefone. Podem ter certeza que o amor de Deus durante esses 11 dias que fiquei hospitalizada foi ainda mais real, mesmo que nunca tivesse duvidado do amor Dele para comigo.

Sempre valorizei a minha família, as pessoas, as conquistas, as pequenas atitudes e ações da vida, como tomar um banho, ter autonomia para beber um copo com água, regar as plantas, ouvir as pessoas, coar um café, etc…e como senti falta de tudo isso nesses dias…

(Foto: Divulgação)

Ainda estou frágil, sem muita força física, sensível, porém, após essa experiência, voltei ainda mais confiante, forte, me sentindo amada e querida pelos amigos, família, minha equipe de trabalho, o povo do Tocantins! O aprendizado foi, está e será enorme, e, agradeço ao nosso Pai por essa experiência!

Hoje, ao entrar em casa não contive o choro ao ver o meu marido Marcelo, ao sentir o cheiro da minha residência, dos meus cachorros, ao ver as minhas plantinhas, ao saber que meus filhos Gui e Cella não estavam ali fisicamente…um filme passou pela minha mente e a emoção foi grande.

Me dirige até a sala, e fui ao meu lugarzinho de oração e roguei à Maria por eu estar viva, pela benção concedida a mim! O meu coração é só gratidão e amor e não tem espaço nele para outros sentimentos que não esses.

Ao rezar, agradeci mais uma vez a Deus pela minha vida! Agradeci pelo amor incondicional da minha irmã Dete (ela pegou Covid então me acompanhou), que ficou ali, firme, forte, segurando em minha mão…

Agradeci ainda a equipe da área da saúde, que para mim não os chamo de profissionais da saúde, mas de verdadeiros exército de anjos do Céu aqui na terra; desde as pessoas da limpeza, passando pelas enfermeiras, fisioterapeutas, médicos. Todos, todos sem exceção foram anjos no meu caminho.

Estou cansada, mas grata! Peço a cada um orações não só a mim, mas para todos os nossos irmãos e irmãs que foram contaminados por este vírus…

Surgiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here