O traficante se utilizava de nome falso e havia mandado de prisão preventiva em aberto.

A Polícia Federal prendeu em flagrante, na sexta-feira, um homem apontado como o cabeça de um sofisticado esquema de distribuição de drogas para as regiões Norte e Nordeste do Brasil. As investigações fazem parte da operação denominada ‘Esquadrilha Abutre’.

Conhecido pela alcunha de ‘Cabeludo’, o traficante se utilizava de diversas aeronaves para transportar cocaína do estado de Rondônia para uma fazenda localizada no município de São Félix do Xingu (PA). De lá, o entorpecente seguia em veículos para ser distribuído nos estados do Pará, Tocantins, Piauí, entre outros.

Após o deslocamento aéreo do investigado da cidade de Araguaína (TO) até o estado de Rondônia, a Polícia Federal monitorou os passos do traficante, que teria pousado com a droga numa fazenda em São Félix do Xingu e, de lá, teria feito o papel de ‘batedor’ no deslocamento terrestre da carga, quando na cidade de Tucumã (PA), a Polícia Militar paraense interceptou o carregamento e apreendeu 815 kg de cocaína, escondidos em uma camionete S10, na madrugada do dia (5). A droga está avaliada em aproximadamente R$ 100 milhões.

A caminhonete era conduzida por Rômulo Alves dos Santos Nascimento, que jogou o veículo contra a viatura da PM e ainda desceu atirando contra os policiais. Ele morreu no confronto.

Após o flagrante, a Polícia Federal permaneceu à procura do traficante e conseguiu prendê-lo quando chegava em sua residência, na manhã do dia (6), na cidade de Araguaína (TO), retornando do estado do Pará, local da apreensão das drogas.

O traficante se utilizava de nome falso e havia mandado de prisão preventiva em aberto. Ele foi alvo da Operação ‘Cardeal’ da PF em Rondônia, que investigava o tráfico de drogas por meio de aeronaves. Foi identificado esquema com utilização de 6 aeronaves e cerca de 15 veículos, além de diversas pessoas entre transportadores e apoiadores logísticos. Em decorrência das investigações da Operação ‘Cardeal’, em setembro de 2019, o traficante preso em Araguaína foi condenado a 40 anos de prisão.

As investigações da Operação ‘Esquadrilha Abutre’ ainda seguem em curso para identificação de demais envolvidos.

Mais de 800 kg de cocaína estavam numa caminhonete S10

Mais de 800 kg de cocaína estavam numa caminhonete S10 / Foto: Divulgação

Portal do Amaral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here