Participaram do ato virtual, representantes da SSP-TO, da organização TER e representantes da Polícia Civil do Tocantins.

Com o objetivo de combater o tráfico de pessoas e outros crimes relacionados, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-TO), representando o Governo do Tocantins, e a organização The Exodus Road (TER) celebraram nesta quinta-feira, 5, em reunião virtual, um Acordo de Cooperação Técnica. Fundada em 2011, a TER é uma organização global que combate estrategicamente o tráfico humano, já tendo auxiliado indiretamente em mais de 1.375 resgates e 688 prisões de traficantes. Participaram do ato virtual, representantes da SSP-TO, da organização TER e representantes da Polícia Civil do Tocantins.

Com o acordo celebrado, a TER irá fornecer treinamento e apoio aos agentes do Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Tocantins para combater o tráfico de pessoas e outros crimes relacionados, particularmente de modo organizado e com a finalidade de exploração sexual, do trabalho e/ou atividades criminosas.

A assinatura do Acordo, segundo explica o secretário da Segurança Pública, Cristiano Barbosa Sampaio, vai propiciar o treinamento especializado dos agentes de segurança pública e, por conseguinte, reforçará as estratégias traçadas pelo Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (PESSE), pois as forças de segurança do Estado vão trabalhar de forma integrada (em rede) com os demais estados da federação e também em nível global.

Quanto às atribuições firmadas, a SSP-TO e a TER acordam em trabalhar de forma conjunta e sob a coordenação da Segurança Pública à capacitação em técnicas de investigação e outras metodologias ou áreas do conhecimento voltadas para o enfrentamento ao tráfico de pessoas pelos órgãos de segurança pública; o apoio aos processos de gestão de conhecimento necessários para o diagnóstico e planejamento de ações voltadas ao enfrentamento ao tráfico de pessoas; o suporte à utilização de técnicas e procedimentos de identificação de vítimas; o suporte a ações de enfrentamento ao tráfico de pessoas desenvolvidas pelos órgãos coordenados pela SSP;  e o uso da tecnologia fornecida para alavancar a capacidade existente.

As capacitações vão acontecer pelo sistema de Ensino a Distância (EaD) e terão o envolvimento da Escola Superior de Polícia e das Diretorias de Polícia da Capital (DPC) e do Interior (DPI).

Surgiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here