Cerca de 23 mil pintos foram abandonados em caixas de papelão sem comida nem água.

Cerca de 23 mil pintos morreram após serem abandonados no aeroporto de Barajas, em Madrid. As aves, que tinham apenas alguns dias de vida, foram deixadas em caixas de papelão durante três dias, sem água nem comida, indica um relatório da Polícia Nacional Espanhola.

 

No total, havia 26 mil pintos, sendo que seis mil já estavam mortos quando a polícia os encontrou. Os restantes 23 mil estavam em hipotermia e tentavam sobreviver ao comer os restos mortais dos outros.

Os animais estavam a ser transportados em caixas de papelão, que rasgou devido à chuva e que tornou “inviável o seu embarque”, acrescentaram as autoridades, citadas pela CNN.

“A decomposição dos animais mortos deixou um forte cheiro que piorou ainda mais as condições de vida dos sobreviventes”, refere o comunicado.

As autoridades, que foram informadas da situação no fim de semana, não revelaram para onde foram enviados os animais. Em declarações à CNN, o presidente de uma associação, disse que a situação era “avassaladora”, e questionou o que levaria alguém a fazer tal coisa. “Espero não voltar a ver nada como isto”, disse.

Notícias ao Minuto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here