Por lei, os estados devem aplicar, no mínimo, 12% da Receita Corrente Líquida por ano.

O Tocantins é o estado que mais investiu em saúde no primeiro semestre de 2020, segundo levantamento feito pelo portal de notícias da Globo, o G1, e divulgado no ‘Bom Dia Brasil’ desta segunda-feira (10).

O Tocantins aplicou em saúde o percentual de 17,86% da Receita Corrente Líquida (RLC). Em seguida aparecem os estados de Pernambuco (17,25%) e Pará (16,47%).

A RCL é o somatório das receitas tributárias, de contribuições, patrimoniais, industriais, agropecuárias, de serviços, transferências correntes, deduzidos, principalmente, os valores transferidos.

Na outra ponta, Minas Gerais aparece como o que menos investiu em saúde (apenas 7,76% da) e, também, registra a maior alta de mortos por Covid-19. Os outros dois estados que menos investiram são Rio de Janeiro (8,18%) e Paraná (9,6%).

Por lei, os estados devem aplicar, no mínimo, 12% da Receita Corrente Líquida por ano em saúde. Dentre os 26 estados e o Distrito Federal, apenas 18 atingiram esse percentual no primeiro semestre.

Para o governador do Tocantins, Mauro Carlesse (DEM), estes dados só comprovam os esforços que o Estado vem empreendendo para enfrentar da melhor forma a pandemia do coronavírus.

“Temos trabalhado muito, aplicando bem os recursos, abrindo mais leitos, aumentando a capacidade de testagem para o diagnóstico da Covid-19, reconhecendo financeiramente o trabalho que vem sendo desenvolvido por nossos profissionais da Saúde”, ressalta o governador.

AF Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here