Governo do Tocantins mantém os trabalhos de manutenção e recuperação das rodovias estaduais, que foram prejudicadas devido às chuvas de março.

O Governo do Estado está trabalhando para garantir a trafegabilidade das estradas, para isso, a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) intensificou os trabalhos de manutenção e recuperação das rodovias estaduais que foram prejudicadas devido às chuvas de março na regional de Gurupi.


Os serviços estão sendo executados por servidores da Residência Rodoviária local, respeitando o decreto que restringiu o funcionamento dos serviços públicos da pandemia de coronavírus.


A manutenção e recuperação das rodovias são consideradas, pelo Governo do Tocantins, como serviços essenciais à sociedade. Por isso, nesta semana estão sendo executados os serviços de revestimento primário e patrolamento na rodovia TO-373, trecho: Entroncamento TO-280 (São Valério)/Entroncamento TO-365 (Balsa Rio Tocantins), extensão de 90 km, em parceria com a prefeitura de Peixe. “É um trabalho preventivo e corretivo com a realização de melhorias na rodovia”. Assim informou o coordenador da unidade descentralizada, Marco Túlio Aires, que disse, ainda, que a obra teve como finalidade melhorar a trafegabilidade da via.

A secretária da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Juliana Passarin, informou que mesmo com a pandemia de coronavírus e com a limitação da atuação em algumas áreas, os serviços de manutenção serão mantidos. “O objetivo é melhorar o escoamento da produção agropecuária via caminhões e carretas, e o trânsito de outros veículos que utilizam a rodovia”, afirma a secretária da Infraestrutura e presidente da Ageto, Juliana Passarin.


Roçagem


De acordo com Marco Túlio, os trabalhos de manutenção foram intensificados no período chuvoso tanto nas rodovias não pavimentadas quanto nas pavimentadas. “Existe um trabalho intenso de melhoria de rodovias que beneficia também as rodovias asfaltadas”, explica.


Esse é o caso do trecho Gurupi/Dueré na rodovia TO-374, que vem recebendo a roçagem mecânica nas laterais da pista. Pois, após as primeiras chuvas, o mato cresce mais rápido e prejudica não só a visibilidade da sinalização vertical tampando as placas, mas também invadindo a pista.

Secom TO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here