José Jeremias de Mendonça foi gestor da cidade entre 2005 e 2008. Processo que levou a prisão dele é sigiloso.

O ex-prefeito de Cariri do Tocantins, José Jeremias de Mendonça, de 58 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira (29) na chácara onde mora, na região sul do estado. Ele foi levado para a delegacia de flagrantes de Gurupi e prestou depoimento. O motivo da prisão dele é um “crime contra a dignidade sexual”, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública.

O processo corre em segredo de Justiça e por isso não foi informada a natureza específica do caso. No código penal, este tipo de crime abrange casos como abuso, estupro, importunação sexual e outros. A agressão teria ocorrido em 2018. A TV Anhanguera apurou que a vítima tinha 11 anos de idade na época.

O mandado de prisão contra o político é na modalidade temporária, o que significa que tem prazo para terminar. Ele deve ficar na Casa de Prisão Provisória da cidade até o inquérito ser concluído e encaminhado ao Ministério Público Estadual.

José Jeremias de Mendonça foi eleito prefeito em 2004 e ficou no cargo entre 2005 e 2008. Ele também exerceu cargos públicos em secretarias de outros gestores.

A defesa do ex-prefeito foi procurada, mas ela preferiu não se manifestar por não ter mais detalhes do processo.

G1 Tocantins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here