Governo quer devolver dinheiro que iria para oncologia do Hospital Geral.
Terreno na quadra 1201 Sul foi doado para a construção da nova unidade.

O impasse em torno da construção do Hospital do Câncer de Palmas pode estar próximo de uma solução. O governo do estado informou que pediu ao governo federal para devolver o dinheiro que seria destinado ao setor de oncologia do Hospital Geral de Palmas ao Ministério da Saúde para que o recurso seja remetido ao novo hospital.

O problema começou quando a administração do Hospital do Câncer de Barretos, que encabeça o projeto, disse que não poderia participar da construção se o dinheiro fosse para o HGP. O motivo é que cidades do porte de Palmas só podem ter uma máquina de radioterapia na rede pública de saúde. Com o dinheiro para a aquisição de uma máquina já na conta da Secretaria Estadual de Saúde, o novo hospital ficaria sem o equipamento depois.

O Ministério da Saúde ainda não decidiu o que vai fazer, mas mesmo assim o governo do Tocantins está tocando o projeto. A doação de um terreno na quadra 1201 Sul para a Fundação Pio XII, que administra a unidade de Barretos (SP), já foi publicado no diário oficial do estado. De acordo com a publicação, o prazo para o hospital estar pronto é de cinco anos. Caso a obra não esteja pronta, o terreno volta para a posse do estado.

Atualmente, 1.500 pacientes que estão em tratamento contra a doença no estado. A estimativa é que a unidade do hospital do câncer possa fazer 25 mil atendimentos gratuitos por ano. A obra, que deve custar R$ 60 milhões, ainda não tem data para ser iniciada.(Fonte:G1/To)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here