Extraído da mesma planta que o chá verde, o matcha tem um sabor menos amargo, acelera o metabolismo, queima gordura e ajuda a controlar a compulsão alimentar.

Acha o chá verde muito amargo? Não gosta de todo do sabor? Então, prove o matcha, pois apesar de ambos serem extraídos da mesma planta, a Camelia sinensis, o seu sabor é mais suave e surpreendentemente concentra ainda mais antioxidantes que o primeiro.

A quantidade de antioxidantes por grama do matcha, versão em pó do chá verde, vendido nas grandes superfícies e ervanárias, é tão grande que supera até mesmo as bagas de goji.

O segredo está na colheita: um mês antes, os canteiros são cobertos com lona. Sem luz solar, a planta defende-se produzindo mais clorofila, além do aminoácido L-teanina, que ajuda a reduzir a ansiedade, o stress e, com isso, a compulsão alimentar, para além de acelerar o metabolismo. 

Adicionalmente, segundo um estudo publicado na revista do Instituto Canadiano de Ciências e Tecnologia de Alimentos, o matcha também tem elementos termogénicos, acelerando a queima de gordura.

Para obter esses benefícios, é indicado beber entre duas ou três xícaras de matcha por dia. O pó também pode ser adicionado em sumos, no iogurte ou usado em receitas de bolos e gelados.

Notícias ao Minuto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here