Ex-prefeito de Palmas, que se surpreendeu com o alto índice de votos brancos e nulos e também com as mais de 300 mil abstenções, comemorou a vitória em Araguaína: “Foi uma coisa maravilhosa, derrotamos todos eles”
O candidato a governador do Tocantins pela coligação A Verdadeira Mudança, Carlos Amastha (PSB), por meio de redes sociais, agradeceu aos mais de 122 mil votos obtidos neste domingo, 3, na eleição suplementar do Tocantins para mandato tampão até 31 de dezembro. Ele terminou na terceira colocação.
Amastha avaliou o resultado, comentou índice enorme de votos nulos e brancos e ratificou que segue na disputa pelo Palácio Araguaia em 7 de outubro. “A chama se mantém viva. Vamos ver como essa esperança vira votos. Obrigado a todos, tantos os voluntários, a juventude e mulherada. Seria mais lindo se o resultado fosse favorável nas urnas, mas valeu”, afirmou.
Amastha revelou seu espanto quanto ao número de votos nulos e em branco. Com 99,73% de votos apurados, foram registrados 121.673 (17,15%) votos nulos e 14.622 (2,06%). Entretanto, 306.325  eleitores deixaram de votar, registrando abstenção de 30,16%. “Foram muitos votos nulos, brancos e abstenção. Essa revolta das pessoas não encaminha para votar em gente que possa fazer a diferença. A abstenção faz o que falei durante toda a campanha: [beneficiam] eles, os que continuam a serem eleitos”, afirmou Amastha. “A velha política ainda domina com muita força o cenário político do nosso Estado. Menos de 35% de votos conscientes”, complementou.  
 
Vitória em Araguaína e reflexão pra outubro
Amastha manifestou contentamento com o resultado que obteve em Araguaína. “Foi uma coisa maravilhosa, derrotamos todos eles”, declarou. Na cidade, ele obteve 22.113 (37,46% dos votos válidos). Mauro Carlesse ficou em segundo com 18.281 (30,97%), Márlon Reis terminou em terceiro com 8.184 votos (13,87%) e Vicentinho Alves ficou em quarto, com 6.796 (11,91%).
Via Twitter, Amastha ainda parabenizou os candidatos Márlon Reis, do Rede, e Mário Lúcio Avelar, do Psol. “Vamos reunir o grupo e refletir”, declarou.
Ascom Carlos Amastha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here