O agente estava de serviço e saiu para comer uma pizza. Ele foi até a cidade vizinha e ameaçou atirar em clientes de pizzaria.

Um agente administrativo do presídio agrícola Luz do Amanhã, de Cariri do Tocantins, aterrorizou clientes de uma pizzaria em Gurupi com uma arma de fogo na noite deste domingo (3). De acordo com testemunhas, que preferiram não ser identificadas, o homem estava muito alterado, gritava muito e ameaçava atirar nas pessoas que passavam enquanto girava o tambor da arma. Ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar da cidade.

Em depoimento, o agente informou que estava de serviço no presídio quando resolveu sair para comer uma pizza. Ele não explicou porque levou a arma, que está em nome da Secretaria de Segurança Pública do estado, até a pizzaria. O presídio onde ele trabalha fica em Cariri, mas ele foi até a cidade vizinha, Gurupi, para comer. As duas cidades ficam na região sul do estado.

O boletim de ocorrência diz que o homem aparentava estar embriagado. As testemunhas contaram que ele parecia ter usado algum tipo de droga. Os clientes ficaram apavorados com a cena e se esconderam dentro do banheiro ou correram para fora do restaurante. O incidente aconteceu por volta das 23h, três viaturas da PM foram ao local para conter o homem.

Ele foi levado até a delegacia de flagrantes de Gurupi junto com a arma. O agente chegou a ser preso, mas já foi liberado. O homem não tinha autorização para porte de arma e era um servidor contratado da Secretaria de Segurança Pública, que estava cedido para a Secretaria de Cidadania e Justiça (Secjus), que é responsável pelos presídios no estado.

 A Secjus informou que o servidor foi demitido e que abriu um processo administrativo para determinar como o homem teve acesso a arma. Uma lei de 2014 permite o porte de arma por agentes penitenciários e guardas prisionais mesmo fora de serviço, mas os agentes administrativos não têm o mesmo direito.
G1/To

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here