Tocantins tem o maior número de novos casos de hanseníase no país

Somente nos cinco primeiros meses de 2017 foram diagnosticados 359 casos da doença no estado. São mais de 94 casos a cada 100 mil habitantes, número considerado hiperendêmico.

Nos cinco primeiros meses deste ano foram diagnosticados 359 novos casos de hanseníase no Tocantins. Segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), o estado teve o maior número de novos diagnósticos no país.

São 94,10 novos diagnósticos a cada 100 mil habitantes. Números considerados hiperendêmicos, segundo parâmetros do Ministério da Saúde. Entre os casos recentes, 23 são em pacientes com menos de 15 anos. Além disso, 24 pacientes diagnosticados são região do Bico do Papagaio.

A hanseníase é uma doença causada pelo Mycobacterium leprae. O bacilo ataca a pele e nervos podendo causar incapacidades físicas e deformidades, mas tem cura. Porém, o preconceito e o medo são barreiras no combate à doença.

Se for diagnosticada no início e o paciente terminar o tratamento é possível evitar sequelas e deformidades causadas pela doença. “Os profissionais de saúde devem estar preparados e atualizados tecnicamente para realizar o diagnóstico e tratamento precoces, evitando deformidades decorrentes do processo saúde-doença”, disse a técnica da área de assessoramento da hanseníase da Secretaria de Saúde (Sesau), Liz Freire Cavalcante.

Para fortalecer o combate à doença, uma capacitação está sendo feita pela Sesau na Secretaria Municipal de Saúde de Augustinópolis, no extremo norte do estado. A ação é direcionada para os profissionais da saúde dos municípios do Bico do Papagaio que atendem o Sistema Único de Saúde (SUS).

G1/To

Foragido, ex-vereador é preso após tentar fugir da polícia e sofrer acidente

Segundo delegado, Ubirajara Alcântara foi condenado por tráfico de drogas e cumpria pena no semiaberto, mas Justiça alterou regime para fechado. Durante perseguição, ele bateu o carro.

Ex-vereador de Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, Ubirajara Dias de Alcântara, conhecido como Ubiracel, foi preso após tentar fugir da Polícia Civil. Ele cumpria pena no semiaberto por tráfico de drogas, mas como desobedeceu algumas regras, a Justiça determinou que ele passasse para o regime fechado. Quando tentava escapar, ele sofreu um acidente, mas não se feriu.

O G1 não conseguiu contato com a defesa de Ubiracel.

A prisão ocorreu na terça-feira (30). Segundo o delegado Rafael Abrão, responsável pelo caso, o ex-vereador foi condenado em 2013 pela Justiça do DF, mas fez um acordo para cumprir a pena em Luziânia, também no Entorno, onde seu filho mora.

“Ele podia trabalhar durante o dia, mas tinha que voltar para dormir no presídio. Porém, há cerca de um mês e meio, ele deixou de comparecer. Então o judiciário determinou a ‘regressão’ para o regime fechado. Desde então, ele estava foragido”, disse o delegado.

Desde então, equipes do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Valparaíso de Goiás começaram a procurar Ubiracel. Ele foi avistado trafegando em um carro e desobedeceu uma ordem de parada.

Os policiais começaram então a perseguí-lo. Durante a fuga, ele acabou batendo o veículo na placa de publicidade de um posto de combustíveis.

De acordo com a polícia, Ubiracel foi eleito em 2012, mas teve o mandato cassado no ano seguinte justamente pela condenação por tráfico de drogas.

G1/Go

Delegado da PF que investigava morte de Teori é assassinado

Adriano Antonio Soares era o chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis desde 2009 e era delegado da PF desde 1999.

O delegado da Polícia Federal Adriano Antonio Soares, morto na madrugada desta quarta-feira (31) em uma casa noturna em Florianópolis, era responsável por investigar a morte do então ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, morto em janeiro num acidente de avião em Paraty-RJ.

Segundo informações do “Zero Hora”, Adriano estava na companhia de outro delegado da PF, identificado como Elias Escobar, quando teriam sido mortos após desentendimento no local.

De acordo com a publicação, Adriano era o chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis desde 2009 e era delegado da PF desde 1999. Junto com Adriano estava Elias Escobar, que chefiou a PF em Niterói e Volta Redonda e investigou envolvimento de policiais civis com o tráfico de drogas e ação de milícias.

Em janeiro, Soares assumiu o inquérito sobre o acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, então relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, Soares decretou o sigilo da apuração.

As vítimas estavam em Florianópolis participando de um curso.

Noticias ao Minuto

Polícia Federal faz operação contra grupo criminoso suspeito de fraudes na internet

A polícia disse que os criminosos clonavam páginas de lojas virtuais para fraudar dados bancários das vítimas e realizar transações comerciais.

Polícia Federal realiza a operação Cracker nesta quarta-feira (31) para desarticular um grupo criminoso especializado em fraudes na internet. Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, seis de condução coercitiva e três de prisões preventivas no Tocantins e no Maranhão. 

Segundo a polícia, os criminosos clonavam páginas de lojas virtuais para fraudar dados bancários das vítimas e realizar transações comerciais. Ao todo, 35 policiais participam dessa operação. Os mandados estão sendo cumpridos em Araguaína, Augustinópolis, Praia Norte e Imperatriz (MA).

Os fatos que estão sendo investigados configura os crimes de furto mediante fraude, organização criminosa e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas ultrapassam oito anos.

O nome da operação se refere ao termo dado para a pessoa que pratica a quebra de um sistema de segurança de forma ilegal ou sem ética.

G1/TO

Trio morre em confronto com a PM após explosão de banco em Goiânia

No carro usado pelos três homens estavam as gavetas levadas dos caixas eletrônicos e explosivos.

Três homens, que ainda não foram identificados, morreram nesta quarta-feira (31) em confronto com a Polícia Militar após explodirem uma agência bancária no Setor Universitário, em Goiânia. No carro em que o trio estava foi encontrado as gavetas que guardam dinheiro dos caixas eletrônicos e explosivos.

Os criminosos, segundo a PM, estavam com grande quantidade de explosivos. Eles fizeram a detonação dos caixas eletrônicos, retiraram a parte em que fica guardado o dinheiro, colocaram no porta-malas do veículo e fugira.

A polícia perseguiu o trio e houve troca de tiros. Os três homens morreram no local. Após o confronto, os policiais retiraram os explosivos que estavam dentro do carro e fizeram a detonação de maneira controlada.

A Polícia Federal também foi ao local para ajudar nas investigações e também ficar responsável pelo dinheiro encontrado no carro.

G1/TO

Carlesse diz que Gurupi “não pode ficar refém de interesses pessoais”

Sobre briga de Josi e Laurez, Carlesse diz que Gurupi “não pode ficar refém de interesses pessoais”.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Carlesse (PHS), disse ao blog que a gestão de Gurupi, sua cidade, “não pode ficar refém de interesses pessoais”. É uma referência ao desentendimento entre o prefeito Laurez Moreira (PSB) e sua principal aliada, a deputada federal Josi Nunes (PMDB). Carlesse é adversário dos dois lados.
A declaração de Carlesse aponta para uma concordância com o prefeito, que disse por nota nessa segunda-feira, 29, que não pode permitir que “interesses partidários se sobreponham aos interesses da população”. Ao ser perguntado se considerava que Laurez tinha razão nessa crise de aliados, o deputado, via assessoria, não respondeu.
Carlesse afirma apenas que quer o melhor para Gurupi e que o município “precisa cobrar o que é direito da cidade e ter ajuda positiva de todos os parlamentares que queiram ajudar”.

Em seguida, o presidente da AL soltou outra frase que parece sugerir um rumo a Josi em Gurupi: “A independência é importante e é dessa forma que atuamos à frente da assembleia”.

Entenda
Laurez e Josi foram aliados nas duas últimas eleições municipais. A mãe da deputada, Dolores Nunes, inclusive, é a vice-prefeita de Gurupi pela segunda vez. Na manhã de sábado, 27, a parlamentar e o prefeito tiveram uma séria discussão em público. Então Josi foi ao Facebook e fez um desabafo no qual se afirma arrependida por não ter ouvido seu partido e sua mãe no ano passado, quando Laurez foi reeleito.

A parlamentar ainda disparou que “infelizmente tem políticos que só buscam se aproximar de você quando precisam (…) as pessoas mais cedo ou mais tarde acabam por conhecer sua índole”.

Já nessa segunda, em nota, o prefeito disse que sempre ter tido “respeito” e “gratidão” por Josi. Contudo, criticou: “Não posso permitir que interesses partidários se sobreponham aos interesses da população”.

Blog/Cleber Toledo

Motociclista tem perna arrancada após grave acidente

Mulher também ficou ferida. Vítimas foram levadas para o Hospital Geral de Palmas. Este é o segundo acidente envolvendo motociclista, em dois dias.

Um grave acidente foi registrado na TO-050, na noite desta segunda-feira (29), em Palmas. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), um motociclista, de nome não informado, bateu na mureta da pista. O impacto foi tão forte que o rapaz teve a perna arrancada. 

Ainda segundo as informações, uma mulher, que estava na garupa da moto, ficou ferida. O estado de saúde dela não foi informado. As duas vítimas foram levadas para o Hospital Geral de Palmas.

Este é o segundo acidente envolvendo motociclista que é registrado na capital em dois dias. No domingo (28), um homem morreu e uma mulher ficou ferida na avenida Theotônio Segurado. Eles também estavam em uma moto que foi atingida por um carro de passeio. A suspeita é que o motorista do veículo tenha furado o sinal vermelho. Ele foi preso.

G1/TO

Infestação de grilos assusta e tira o sono de moradores de Porangatu, GO

Moradores reclamam que é difícil dormir por causa do barulho e afirmam que insetos invadem casas e lojas. Agentes de endemias realizam força-tarefa para combater pragas.

Uma infestação de grilos está assustando a população de Porangatu, região norte de Goiás. A grande quantidade de insetos no centro da cidade também tira o sono dos moradores por causa do barulho insistente e agudo provocado por eles, principalmente durante a madrugada. Para combater a praga, o setor de Vigilância, Endemias e Zoonoses do município estão realizando uma força-tarefa.

O trabalho começou a ser realizado na tarde de segunda-feira (29). Os agentes descobriram uma grande concentração dos bichos no canteiro central da principal avenida da cidade e começaram a atuar no local.

O gerente de endemias, Mário Arruda, explicou como é possível combater o grilo. “[Manter] a higiene, fechar a casa e fazer e fazer uma dedetização com uma empresa especializada ou estar utilizando, de maneira adequada e seguindo o rótulo, esses sprays de veneno comum que você encontra em supermercado”, destaca.

A coordenadora de Vigilância em Saúde de Porangatu, Wérica Alcântara, diz que trabalha com duas hipóteses para a grande quantidades de grilos na zona urbana da cidade.

“Devido a temperatura, o aquecimento e também temos o desmatamento, que faz com que eles saiam do seu habitat natural e venham para a cidade a procura de alimento. A gente tem outra teoria que seria pelo período da colheita de grãos. Para a secagem dos grãos, é usada uma substância que faz com que eles saiam do seu habitat”, detalha.

‘Ninguém dorme’

Entre os moradores, as reclamações são constantes. O aposentado Musa Rashid diz que ter uma boa noite de sono se tornou um tormento. “A noite ninguém dorme porque tem barulho demais”, afirma.

Já a vendedora Eliene Silva diz que os insetos também estão invadindo casas e até lojas, como a que ela trabalha. “Esses dias veio uma cliente aqui e o grilo pulou no pé dela. Ela saiu toda assustada”, lembra.

Segundo especialistas, o ruído do grilo é provocado pelo atrito das asas do macho quando quer acasalar com o a fêmea.

Moradores dizem que grilos invadem casas e lojas de Porangatu (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Moradores dizem que grilos invadem casas e lojas de Porangatu (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

G1/GO

Auditoria não identifica participação de Lula na corrupção da Petrobras

No documento, a empresa de auditoria KPMG informa que não encontrou indícios de crime nos documentos analisados.

Em um ofício encaminhado para o juiz Sérgio Moro nesta segunda-feira (29), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anexou à ação penal vinculada à Operação Lava Jato o resultado da auditoria feita pela KPMG sobre a participação do ex-presidente Lula na corrupção da Petrobras.

No documento, a empresa de auditoria informa que não encontrou indícios de crime nos documentos analisados.

De acordo com o Portal Paraná, na auditoria, foram analisados documentos referentes ao período de 31 de dezembro de 2006 a 31 de dezembro de 2011.

A KPMG frisa que não foi constatado em demonstrações contábeis “atos envolvendo a participação do ex-presidente Lula dentro da estatal”.

Lula é investigado pela compra de um terreno, onde ficaria a nova sede do Instituto Lula e também um apartamento vizinho ao local onde o petista mora, em São Bernardo do Campo (SP). Os dois imóveis teriam sido adquiridos pela empreiteira Odebrecht e cedidos ao ex-presidente.

Noticias ao Minuto

 

Preso suspeito de colocar rótulos de marcas famosas em cervejas baratas

Polícia Civil apura se jovem de 21 anos detido em Goiânia foi contratado para realizar alterações nas embalagens e procura dono do material apreendido.

A Polícia Civil prendeu Túlio Xavier dos Santos, de 21 anos, suspeito de colocar rótulos de cervejas famosas em garrafas de bebidas desconhecidas, nesta segunda-feira (29), em Goiânia. A corporação informou à TV Anhanguera que o jovem foi preso com cerca de 150 caixas das bebidas que teriam embalagens adulteradas.

O laboratório de adulteração encontrado pela Polícia Civil foi localizado no Jardim das Rosas, na capital. A corporação encontrou diversas tampas de marcas conhecidas que seriam colocadas nas garrafas das bebidas baratas. Após a adulteração, elas seriam vendidas por preço maior do que o valor cobrado normalmente pela cerveja desconhecida em embalagem original.

No local onde seria feita a adulteração a polícia também encontrou equipamento usado para troca de tampas.

O jovem preso pela corporação disse, em depoimento, que foi contratado por outra pessoa para fazer as mudanças nas embalagens. Segundo o delegado responsável pelo caso, Eduardo Gomes, outro envolvido ainda é procurado.

“As investigações vão ter que continuar nesse sentido para identificar quem seria realmente o proprietário das bebidas apreendidas hoje”, disse em entrevista à TV Anhanguera.

G1/GO