SÃO UNS ‘MALAS’: DIREÇÃO DA GOL NÃO GARANTE REDUÇÃO DO PREÇO DE PASSAGEM

COBRANÇA POR BAGAGEM NÃO REDUZIRÁ VALOR PASSAGEM, DIZ A GOL

O início da cobrança de bagagem pelas companhias aéreas, que deverá ocorrer a partir de 14 de março, quando entrar em vigor a nova norma da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), não garantirá bilhetes de voo mais baratos, na comparação com os patamares atuais. Segundo o presidente da Gol, Paulo Kakinoff, é certo que a tarifa para quem viajar sem mala será menor do que o preço pago por quem despachar bagagem.

O executivo disse, porém, que não há projeção de redução de preço por parte da Gol. “(O consumidor) não vai comparar meu preço antes e depois da regra. Vai comparar o meu preço com o do meu competidor (no dia em que quiser viajar).” Kakinoff acrescentou ainda que as tarifas aéreas são dinâmicas, variando conforme procura, data da viagem e câmbio – já que cerca de 50% dos custos do setor estão atrelados ao dólar.

A nova regra da Anac atende a uma demanda antiga do setor aéreo, que defendia o fim da franquia de bagagem gratuita, de até 23 kg por passageiro nos voos nacionais, com o argumento de aproximar as normas brasileiras aos padrões internacionais. Hoje, apenas Venezuela, Rússia e México também exigem que as companhias aéreas transportem pelo menos uma mala sem cobrar, segundo a própria agência reguladora.

Para Kakinoff, o fim da franquia deverá aumentar a concorrência entre as companhias aéreas, o que poderá acabar beneficiando o consumidor. “A possibilidade de poder cobrar a mala não traz outra coisa senão a intensificação da competição. Cada companhia vai precificar o que cobrar da mala e se vai ou não cobrar.”

O executivo diz que, a bagagem grátis ou uma tarifa de despacho menor podem ser itens importantes na hora de conquistar a preferência do cliente. Hoje, a Gol tem 38,8% de participação no segmento de voos domésticos, enquanto a Latam fica na segunda posição, com 31,3%.

Apesar do crescimento na participação de mercado e da melhoria nos resultados financeiros (a empresa teve lucro líquido de R$ 1,1 bilhão em 2016, revertendo o prejuízo de R$ 4,3 bilhões do ano anterior), a empresa ainda enfrenta desafios financeiros. Sua dívida total, por exemplo, chega a R$ 6,4 bilhões.

Capital externo

Uma abertura total do setor aéreo ao capital estrangeiro – medida que já é consenso no governo – favoreceria a Gol, que poderia receber mais recursos de uma parceira internacional. Segundo Kakinoff, a posição da aérea de defender o fim da restrição ao capital estrangeiro se dá por princípio, e não por interesse próprio.

O executivo, porém, admite que a medida beneficiaria a Gol em vários níveis. Além de injetar capital, um acionista estrangeiro poderia colaborar para a empresa ter uma reputação melhor no mercado. Segundo fontes de mercado, uma das candidatas a ampliar sua fatia na Gol, caso a mudança seja mesmo aprovada, seria a americana Delta, que já detém mais de 9% da companhia.

O fim da restrição também abriria caminho para a companhia aérea avançar para o Novo Mercado (segmento da Bolsa que lista as empresas com maior nível de governança corporativa), o que ajudaria a posicionar melhor as ações da aérea. Hoje, por ter acionistas com e sem direito a voto, em razão do teto de 20% do controle no setor aéreo, a empresa precisa manter dois tipos de papéis para cumprir a legislação.

Austeridade

Kakinoff afirmou ainda que, enquanto as mudanças regulatórias não se concretizam, a estratégia da empresa tem sido o corte de despesas. Entre as medidas adotadas pela Gol para sobreviver a 2016, um dos piores anos da história do setor, foi diminuir a oferta de assentos. O executivo diz que, no cenário econômico atual, não está descartada a hipótese de a empresa devolver aeronaves neste ano para reduzir ainda mais essa oferta.

Para André Castellini, da consultoria Bain & Company, a redução da oferta, realizada no ano passado não só pela Gol, mas por todas as companhias brasileiras, foi uma mudança acertada para que elas deixassem de queimar caixa. Se o dólar se mantiver no atual patamar e o País crescer cerca de 1% em 2017, as empresas conseguirão ter lucro novamente e atingir uma meta operacional de 5% a 7%, como pretende a Gol.(Fonte:Diário do Poder/Foto: EBC)

Caminhão carregado com refrigerante tomba na BR-060, em Goiás

PRF foi acionada para controlar trânsito e evitar que carga fosse saqueada.
Condutor perdeu controle após pneus saírem da pista para o acostamento.

Uma carreta carregada com refrigerante tombou nesta terça-feira (28) na BR-060, entre Anápolis e Goiânia. Ele transportava uma carga de 30 toneladas e parte dela derramou. A Polícia Rodoviária Federal faz a proteção do local para evitar saques.

O caminhão saiu de Anápolis e seguia para a capital. O condutor, de 42 anos, explicou à polícia que perdeu o controle da direção após as rodas do veículo saírem da pista e passarem para o acostamento. “Com o desnível que tem entre uma pista e outra, a carga pendeu para um lado. Quando o motorista tentou voltar para a rodovia, o veículo tombou”, explicou o assessor de comunicação da PRF, inspetor Newton Moraes.

O motorista não se feriu no acidente. Parte da carga ficou danificada e acabou derramando na rodovia. Devido à proximidade com bairros da região, a PRF foi acionada para controlar o tráfego e prevenir que os refrigerantes não sejam saqueados até que os produtos e o veículo sejam retirados.(Fonte:G1/Go)

Carnaval de Arraias continua com muita festa e a tradição de molhar as pessoas

Cidade de Arraias: O Carnaval mais alegre e contagiante do Tocantins, para muitos o melhor do Brasil.

Sem brigas e considerado uma festa para todas as famílias, o carnaval de Arraias faz parte de uma das mais antigas tradições e tem características próprias que o difere das festas convencionais realizadas no país. É também a festa mais popular e animada do sudeste do Tocantins.

Os moradores celebram o Entrudo, que se constitui em um antigo folguedo carnavalesco, onde a característica principal é a brincadeira de jogar água: as pessoas saem pelas ruas em blocos animados, com música de sanfona ou trio elétrico e, além de dançarem animadamente, joga água fria nas pessoas, o que dá um toque especial de cultura e folclore à festa popular. Essa tradição remonta à época do nascimento da cidade e vem sobrevivendo de geração a geração. 

A cada ano se mostra um local de brincadeira saudável, tranquilo, familiar e arrebanha cada vez mais gente. Para muitos não é um carnaval qualquer, mas sim uma festa entre amigos. Porque é a marca da expressividade brasileira, irreverente e são quatro dias em que as pessoas se desapegam da sua rotina para curtir e festejar. Cada um escolhe a sua maneira de aproveitar cada instante, ouvindo as marchinhas ou as baladas do momento; namorando; dançando; vagando, ou trabalhando.

Leia

Entrudo: Tradição e Cultura 
Wilson Paulo Batista de Paula

Não é difícil falar de uma tradição que perpassa anos e anos, sempre inovando e orgulhando cada arraiano. Como me sinto honrado por ter oportunidade em falar de urna festa que causa alegria e me enche o peito de orgulho por conhecer e participar de uma tradição que foi, é, e sempre será a melhor.

O entrudo arraiano causa ansiedade em pessoas mostrando que Arraias não é histórica somente pela idade, mas também pela felicidade que propicia a cada folião.

Quem é que não gosta de andar pelas ruas da cidade, entrando nas casas das pessoas, deixando-as encharcadas e chamando-as para a festa. É tão bom brincar ao som das marchinhas do carnaval.

Antes essa festa era tocada por pessoas que saiam nas ruas para se divertir e molharem os outros, sendo que era e ainda cedido às crianças o primeiro dia de carnaval para que não interferissem no entrudo dos adultos. E bom destacar o tempo em que João Cardoso saia com um jumentinho pintado que conduzia um saco de couro cheio de litros de água para molhar as pessoas que encontravam nas ruas e dizia “Xepa ou não Xepa” e água nas custas de quem fosse escolhido por essas palavras. Na época não havia água encanada, por esse motivo as pessoas se viravam como podiam. O que não podia faltar mesmo prazer alegria e muita folia.

À tarde saiam os blocos fantasiados, e um bloco que se destaca até hoje é o das bichas, é a hora em que os homens se vestem de mulheres e vão para as ruas alegrar o entrudo.

Hoje o entrudo já tem uma animação diferente, mas sem perder a tradição e trazendo cada vez mais pessoas para a cidade no carnaval. O trio elétrico é a modernização da tradição, contudo essa brincadeira ainda segue pelas ruas entrando nas casas das pessoas deixando-as bem molhadas.

À noite tem o baile onde os blocos desfilam e esbanjam alegria no salão ao som das marchinhas, pois cada arraiano é um folião, cada madame é uma colombina, a mocidade é um pierrô que pula e grita:
a tradição não acabou!

E por toda essa história que eu peço a cada arraiano que não deixe acabar a tradição, pois essa festa de anos e anos vem enfrentando dificuldades para se manter viva. Não deixe morrer um costume que atrai a felicidade, sinta-se lisonjeado por ser filho de uma cidade que não tem vergonha de se divertir com sua própria tradição, pois se hoje ela faz história com sua cultura, atrai pessoas de todo país é porque ela se orgulha dos filhos que a mantém viva com o entrudo que é tradição e cultura.

Redação campeã do concurso promovido pela ONG Viva Arraias durante o I Viva Arraias (2003)
Aluno: Wilson Paulo Batista de Paula
Série: 2° ano do ensino médio básico
Professora: Mônica Rosa De Mártins Gomes 
Colégio Estadual Profª. Joana Batista Cordeirounnamed (2)unnamed
 
 Fonte:Diomar Miranda

Deputados gastam R$ 10 milhões em verba da Câmara durante recesso

Cota parlamentar é destinada a propaganda e custeio de viagens; valor pode ser ainda maior, diz jornal

Os deputados federais gastaram R$ 10 milhões em recursos da cota parlamentar em janeiro, mês em que a Câmara dos Deputados ficou em recesso e não teve sessões. O dinheiro é usado para dar suporte ao trabalho dos congressistas, sendo destinado a propaganda e viagens.

Os 513 deputados desembolsaram um total de R$ 2,7 milhões para propaganda; R$ 1,3 milhão em passagens aéreas e R$ 1,1 milhão em combustível para veículos.

O valor pode ser ainda maior, já que os parlamentares tem até 90 dias para apresentar notas fiscais que serão reembolsadas pela Casa.(Fonte:Noticias ao Minuto)

Unidos da Tijuca: novo acidente na Sapucaí deixa ao menos 11 feridos

Parte da estrutura do carro alegórico da Unidos da Tijuca cedeu e atingiu componentes da escola

Mais um acidente no Sambódromo do Rio de Janeiro deixou ao menos 11 feridos na segunda noite de desfiles do Grupo Especial. Parte do carro alegórico da Unidos da Tijuca cedeu e atingiu componentes da escola. Na noite deste domingo (28), outras 20 pessoas ficaram feridas durante a apresentação Unidos da Tuiuti.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde dos 19 pessoas foram atendidas. Entre elas, 11 ficaram feridas e oito tiveram crise de ansiedade. Seis vítimas foram encaminhadas para hospitais. Segundo informações do G1, dois casos são considerados mais graves.

“Eu não sei dizer o que aconteceu, eu sei que o carro tombou. A gente teve vários ensaios no barracão e nunca aconteceu nada. Não sei o que aconteceu hoje. É lamentável isso, muito triste mesmo. Eu passei lá na frente e agora é terminar e mostrar para as pessoas que estão em casa o carnaval lindo que a gente propôs”, declarou a carnavalesca Annike Salmon.

Jorge Castanheira, presidente da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), afirmou que vai apurar as causas do acidente. “Há mais de 30 anos é assim. Tem que ver como resolver a equação para o ano que vem”, declarou.(Fonte:Noticias ao Minuto)

Polícia prende quatros suspeitos de praticar vários roubos em Araguaína

Os criminosos estavam em um carro e faziam uso de arma de fogo.
Eles, veículo, arma e objetos roubados foram levados para delegacia.

A Polícia Militar prendeu quatro suspeitos de praticarem diversos roubos em Araguaína, no norte do Tocantins. A prisão foi realizada na noite desta segunda-feira (27), por volta das 23:30.Segundo a Polícia Militar, os criminosos estavam em um carro e faziam uso de arma de fogo.

De acordo com a PM, com as características do veículo e dos indivíduos repassadas, a polícia localizou o veículo. Durante a abordagem, os policiais constataram que se tratavam dos suspeitos, que foram presos. Eles, junto com o veículo, arma de fogo e objetos roubados foram levados para delegacia.(Fonte:G1/To)

Ônibus bate em mureta na BR-060 e passageiros ficam feridos, em Goiás

Principal suspeita é que pista molhada tenha contribuído para o acidente.
Rodovia ficou parcialmente interditada até que pessoas fossem atendidas.

Um ônibus do transporte coletivo bateu na mureta de proteção da BR-060 entre Goiânia e Anápolis. Com a colisão, 14 pessoas ficaram feridas. Uma das principais suspeitas é que a chuva tenha contribuído para o acidente.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a pista estava molhada. O motorista perdeu o controle do veículo e bateu de frente na mureta de concreto.

“Foram pessoas ficaram 14 feridos. Dessas três recusaram atendimento e as outras foram transportadas com ferimentos leves e escoriações para unidades de saúde”, disse o tenente dos bombeiros, Luciano Ninomia.

A rodovia ficou parcialmente interditada até que os feridos fossem atendidos e o veículo retirado.(Fonte:G1/Go)

Transexual é brutalmente assassinada em Anápolis e corpo é encontrado pela própria mãe

A vítima, conhecida como Emanuele, foi morta com golpes de objeto contundente, provavelmente concreto

Uma transexual foi brutalmente assassinada na madrugada deste domingo (26), em Anápolis. A vítima, conhecida como Emanuele, de 21 anos, foi morta com golpes de objeto contundente, provavelmente concreto, e seu corpo foi encontrado por familiares.

De acordo com o delegado Cleiton de Araújo, do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), a mãe de Emanuele — cujo nome de batismo era Rômulo Matheus Gomes — relatou que estava saindo de uma boate com a filha, por volta da 1h30, quando ela teria sido levada por pessoas em um veículo que haviam oferecido carona. Depois disso, ela não foi mais vista com vida.

O corpo de Emanuele foi encontrado pela própria mãe poucas horas depois, por volta das 7h. Quando ela andava por uma estrada de terra paralela à BR-060, depois que o pneu do carro em que estava furou, foi informada por um motociclista de que havia dois corpos na região. Um era o da própria filha, que estava sem roupas, e o outro de um homem que estava inconsciente, mas ainda com vida, que foi levado ao Hospital de Urgências de Anápolis (Huana). Conforme o delegado, a princípio não há indicativo de relação entre os dois casos.

Até o momento, não há indícios da autoria do assassinato de Emanuele e nem dos motivos para o crime. As apurações sobre o caso devem começar na quinta-feira (2), após o feriado e a realização de diligências referentes a outros assassinatos ocorridos anteriormente na cidade.(Fonte:Mais Goiás)

Cratera se abre em rodovia e deixa moradores isolados no norte do TO

Situação foi provocada pelas fortes chuvas em Araguatins.
Estado diz que empresa está deslocando maquinário para o local.

Uma cratera se abriu na TO-010 e deixou moradores da zona rural de Araguatins, norte do estado, praticamente isolados. A situação foi provocada pelas fortes chuvas registradas na região nos últimos dias. O trecho que cedeu fica entre o distrito de Natal e o povoado Trecho Seco.

O buraco foi provocado pelo rompimento de três bueiros, que não suportaram a quantidade de água. Conforme informações de moradores da região, para chegar a Araguatins, é preciso pegar outra estrada que passa pelos povoados Flacão e Marcos Freire e que aumenta a distância em cerca de 15 quilômetros.

O prefeito de Araguatins confirmou o caso e disse que representantes do Estado e do município estiveram no local para avaliar a situação.

A Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) confirmou que as chuvas fortes destruíram a pista na TO-010, informou que o tráfego foi interditado e que a empresa contratada para manutenção da rodovia já está ciente do problema e deslocando maquinário para o local.(Fonte:G1/To)

Acidente com carro alegórico da Paraíso do Tuiuti deixa 20 feridos no Rio

O veículo da Paraíso do Tuiuti derrapou na pista molhada e prensou várias pessoas junto à grade de proteção que separa as escolas de samba do público. Ao menos três vítimas estão em estado grave

O acidente com um carro alegórico desgovernado deixou 20 pessoas feridas na noite de domingo (27/2) no Rio de Janeiro. Não há registro de óbitos. O grave acidente marcou o desfile da escola Paraíso do Tuiuti, a primeira escola a entrar na Marquês de Sapucaí no Grupo Especial do carnaval 2017. Ainda na madrugada desta segunda-feira (27/2), uma perícia foi feita no carro e não foi encontrado nenhum problema mecânico. Haverá nova avaliação dos peritos hoje.

Oito feridos foram levados a hospitais da região e outros 12 foram atendidos no sambódromo. Uma das vítimas corre o risco de ter uma das pernas amputada. Os casos com maior gravidade são de três mulheres que foram encaminhadas para o hospital municipal Souza Aguiar, no centro, o mais próximo da Marquês de Sapucaí, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Maria de Lourdes Moura, 58 anos teve fratura exposta nas duas pernas, traumatismo craniano e de face e está em estado grave. A fotógrafa Lúcia Melo teve traumatismo craniano leve e fratura exposta na perna esquerda. Já Elizabeth Jofre quebrou o fêmur.

Outras cinco vítimas, com menor gravidade, foram levadas para o hospital Miguel Couto, no Leblon. As que receberam atendimento nos postos localizados no Sambódromo passam bem. Elas foram medicadas, fizeram curativos e foram liberadas. Segundo a secretaria, algumas vítimas buscaram atendimento em função do estresse provocado pelo acidente.

Pista molhada

Testemunhas relataram que o carro, último da agremiação a entrar na Marquês de Sapucaí, derrapou no setor 1, na área de concentração, pouco antes de entrar na avenida. Ao menos oito vítimas foram prensadas  junto à grade de proteção que separa as escolas de samba do público. O diretor de carnaval da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), Elmo José, tentou explicar a dinâmica do acidente. Ele relatou que, com a chuva que caia no momento do acidente, a parte da frente do carro começou a tender para o lado esquerdo e não conseguiu fazer a curva para entrar na passarela. Ele desgovernou um pouco, segundo o diretor, e começou a encostar nas pessoas. Em nota, a Liesa lamentou o acidente. “A Liga se solidariza com as vítimas e seus familiares e informa que todas foram prontamente socorridas”, diz a nota.

O carro seguiu por todo o desfile e ficou recolhido no próprio local para a nova perícia. O motorista ainda não havia sido identificado até esta manhã. A investigação será feita pela 6ª DP (Cidade Nova).

Grades serradas

“Houve um esmagamento junto à grade, que poderia ter provocado um dano até maior. A gente evitou que a grade entrasse na barriga da pessoa. Todas saíram daqui conscientes”, explicou o coronel do Corpo de Bombeiros, André Luiz Teixeira Morgado, após o resgate dos feridos. “Foi horrível. Uma das senhoras presas na grade estava desacordada, perdeu muito sangue. As pessoas ficaram desesperadas, sem saber o que fazer”, contou Mônica Ferreira, que assistia ao desfile no setor 1.

Os bombeiros tiveram que serrar a grade para conseguir retirar uma das mulheres feridas do local e levá-la até uma ambulância em direção ao hospital. Foram momentos de tensão. Na arquibancada, a população, que até então cantava o samba da escola permaneceu em silêncio, à espera do término do resgate. Quando os bombeiros tiveram êxito, uma explosão de palmas foi ouvida na dispersão da Sapucaí.

A fotógrafa Cacau Fernandes, 48 anos, que também ficou ferida, teve uma distensão do ligamento do ombro e terá que ficar 10 dias com o braço imobilizado. Em entrevista ao Estado, ela conta que conversou com a fotógrafa Lúcia Melo. “Conversei com ela no hospital. Os médicos dizem que ela corre o risco de perder a perna esquerda”, disse.

“Acidente inédito”

A Paraíso do Tuiuti foi a primeira escola a desfilar pelo Grupo Especial do Rio de Janeiro na noite de domingo em seu retorno à elite do samba carioca após 16 anos. O presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Jorge Castanheira, disse logo após o ocorrido que o acidente é provavelmente inédito na Sapucaí. “Pelo que eu saiba é a primeira vez que acontece um acidente dessa gravidade”, disse.

Testemunhas contaram que o carro, que era o último da escola e tinha uma parte acoplada, o que dificulta o manejo, entrou na avenida de forma apressada. Isso porque a escola estava atrasada – este ano, a apresentação foi encurtada de 82 para 75 minutos.(Fonte:Correio Braziliense)