Mulher compra moto e entrega à PM ao descobrir que veículo é roubado

Professora descobriu ao realizar consulta no sistema do Detran
O caso aconteceu em Araguatins, região norte do Tocantins

Uma professora acionou a Polícia Militar para entregar uma motocicleta, após comprar o veículo e descobrir que era roubado. O caso aconteceu em Araguatins, região norte do Tocantins, e a entrega foi feita na manhã desta quarta-feira (31).

De acordo com a PM, a mulher informou que a motocicleta foi comprada de um homem de Araguaína. A compra teria sido intermediada pelo namorado da professora.

Segundo a polícia, após várias tentativas de localizar o vendedor para realizar a transferência do documento do veículo e colocá-lo no próprio nome, a professora procurar o Detran para saber o que fazer diante da situação.

Conforme a polícia, ao fazer a consulta no sistema, constatou-se que o veículo tinha um registro de furto/roubo. A professora então solicitou a presença da PM e fez a entrega da motocicleta. A mulher ainda teve que comparecer a Delegacia de Augustinópolis para prestar depoimento e realizar a apreensão do veículo.

Alerta
A PM recomenda que antes de comprar um veículo, o comprador vá a qualquer posto de atendimento do DETRAN/CIRETRAN e faça uma consulta no sistema. O procedimento, que é simples, pode evitar sérios problemas como, por exemplo, a prática do crime de receptação.(fonte:g1/to)

Golpe de 2016 é o maior retrocesso da democracia no Brasil desde 1964

No derradeiro dia de agosto, o Senado acaba de depor a presidente constitucional Dilma Rousseff.

A conspiração comandada por suspeitos e acusados dos crimes mais cabeludos derrubou uma mulher inocente, contra quem inexiste indício de ter se apropriado de bens públicos.

O capo do conluio no parlamento, o correntista Eduardo Cunha, permanece protegido por seu mandato na Câmara.

O julgamento farsesco evidenciou que a presidente não cometeu crime de responsabilidade. É possível que o depoimento mais esclarecedor tenha sido o do professor Luiz Gonzaga Belluzzo.

Impeachment sem crime de responsabilidade constitui golpe de Estado, com ou sem blindados e tropas nas ruas.

Governo ruim não configura crime de responsabilidade. Deve ser derrotado pelos cidadãos, em eleições diretas.

Um colégio de 81 senadores violentou a soberania do voto popular. Em 2014, 54.501.118 brasileiros sufragaram Dilma.

Assume de vez o Planalto quem não se elegeu presidente, e sim vice.

O missivista Michel Temer encabeça um governo de enrolados na Operação Lava Jato, sem ministra, sem ministro negro, com venda de patrimônio nacional e intenção de fulminar conquistas dos pobres.

O governo Temer nasce irrevogavelmente ilegítimo.

O golpe vagabundíssimo de 2016 é mais um na história do país.

A República, em 1889, foi proclamada num golpe.

Idem o governo imposto pelo golpe de 1930.

Seu chefe, Getulio Vargas, sapecou mais um golpe, em 1937, introduzindo a ditadura do Estado Novo.

Foi destituído por outro, em 1945.

Depois de Getulio regressar ao Catete bafejado pelas urnas, liquidaram-no numa madrugada de agosto de 1954 com uma dita licença do cargo. O golpe foi revertido pela bala no peito.

Em 1964, o golpe adiado por uma década depôs o presidente João Goulart e pariu a ditadura de 21 anos que barbarizou com golpes dentro do golpe.

O golpe de 2016 é o maior retrocesso da democracia brasileira nos últimos 52 anos.

Frustrou-se a esperança de que prevaleceria a vontade expressa nas urnas.

No lugar das diretas, indireta.

Na democracia, presidente se escolhe com o voto dos cidadãos.

Nessa tarde trágica, em tempos tormentosos, Renato Russo ecoa de novo: ”Hoje a tristeza não é passageira. (…) E quando chegar a noite cada estrela parecerá uma lágrima”.(fonte:blogdomariomagalhaes.blogosfera.uol)

STF condena deputada Dorinha por compra irregular de livros didáticos

Crime foi cometido quando a parlamentar era secretária de educação no TO
Defesa afirmou que vai recorrer da decisão

A deputada federal Professora Dorinha (DEM) foi condenada pelo Supremo Tribunal Federal, nesta terça-feira (30), por compra de livros didáticos com dispensa irregular e superfaturamento de preços. Na conclusão do julgamento, a pena estabelecida foi de 5 anos e 4 meses além de multa diária de R$ 300 por 100 dias.

A acusação é de quando a parlamentar ocupou o cargo de secretária estadual de educação do Tocantins, entre dezembro de 2002 e janeiro de 2004. O supremo informou que a Câmara de Deputados deverá decidir se ela perderá ou não o mandato.

Dorinha também foi condenada pela prática de peculato à pena de 4 anos e 4 meses de prisão. Porém, o colegiado decretou a prescrição da pena porque o crime aconteceu em 2004 e a denúncia foi recebida em 2014, mais de oito anos após os fatos.

Em nota, a assessoria da deputada informou que a defesa vai recorrer da decisão para provar a inocência da parlamentar.(fonte:g1/to)

Dilma sofre impeachment; entenda o que ocorre agora

Com a concretização do impeachment, o PMDB chega mais uma vez à Presidência de forma indireta

A presidente Dilma Vana Rousseff foi afastada definitivamente do cargo de chefe de Estado do Brasil, nesta quarta-feira (31), após votação no senado federal. Ao todo foram 61 votos a favor, 20 contra e 0 senadores votaram nulo. Com a confirmação do impeachment, Temer tomará posse em solenidade no Congresso Nacional, ainda nesta quarta.

Na sequência, foi votado se Dilma ficará ou não inabilitada para o exercício de funções públicas por oito anos. Por 42 votos favoráveis, 36 contrários e 3 abstenções, ficou decidido que Dilma poderá exercer função pública.

O agora presidente em exercício, pretende se pronunciar às 20h, para após isso, viajar para China, onde vai participar do encontro do G20 (grupo das maiores economias do mundo).

Com a concretização do impeachment, o PMDB chega mais uma vez à Presidência de forma indireta. A última vez que isso aconteceu foi em 1985, quando o então vice José Sarney assumiu após Tancredo Neves morrer antes de tomar posse.

A presidente da República afastada, Dilma Rousseff, fará declaração à imprensa após a decisão do Senado sobre o processo que pede seu afastamento definitivo do cargo. O pronunciamento de Dilma será realizado no Palácio da Alvorada, por volta das 13 horas.(fonte:notícias ao minuto)

Fábrica clandestina de armas de fogo é descoberta pela polícia no Tocantins

Ocorrência foi registrada na zona rural de Araguatins, norte do estado
Armas e produtos utilizados na fabricação foram apreendidos

Uma fábrica clandestina de armas de fogo artesanais foi localizada no assentamento União, no município de Araguatins, extremo norte do Tocantins, pela Polícia Militar (PM). A ocorrência foi registrada nesta terça-feira (30) por volta das 18h.

Os policiais chegaram ao local após terem recebido denúncias de que armas de fogo eram fabricadas, reformadas e vendidas na região. Um homem de 74 anos, proprietário do lote onde a fábrica funcionava, afirmou que os materiais e armas pertenciam a outra pessoa.

No local foram apreendidos espingardas calibre 28 e 36, um torno, uma lixadeira, uma máquina de solda, além de outros produtos utilizados na fabricação. O lavrador e o material apreendido foram conduzidos à Central de Flagrantes de Augustinópolis. Outro suspeito indicado pela fabricação foi identificado, mas ainda não foi localizado.(fonte:g1/to)

Assaltantes invadem agência dos Correios e levam dinheiro do caixa

Ação foi realizada em São Valério da Natividade, no sudeste do estado
O valor levado não foi informado

Criminosos invadiram a agência dos Correios e levaram o dinheiro do caixa nesta terça-feira (30), em São Valério da Natividade, no sudeste do estado. Testemunhas informaram que dois homens teriam participado da ação. O valor levado não foi informado.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Correios, a agência de São Valério da Natividade é uma das que não possui serviço de vigilância.

A segurança nas agências de todo o estado é uma reivindicação do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e foi um dos motivos da paralisação de nove dias ocorrida no início de agosto.

A administração dos Correios informou que a Polícia Federal já foi acionada. Informou também que enquanto a agência de São Valério da Natividade estiver fechada, os moradores devem procurar atendimento nos municípios de Peixe ou Natividade.(fonte:g1/to)

MP investiga falta de armamento e excesso de trabalho da Polícia Militar

O promotor de Justiça Fernando Krebs instaurou inquérito civil público para apurar irregularidades e deficiências no âmbito das unidades e batalhões da Polícia Militar de Goiânia. A investigação foi aberta a partir de ofício encaminhado pela 79ª Promotoria de Justiça da Capital.

O documento encaminhado à promotoria destaca que os comandantes dos batalhões reclamam da falta de efetivo e que, por conta disso, ocorreu um aumento da carga de serviço dos militares, os quais apresentam várias queixas, tais como exaustão, estresse e falta de horário de descanso. Também foram apresentadas reclamações quanto à deficiência de armamentos, viaturas e armamento químico e de, qualificação e cursos de capacitação.

Quanto às instalações físicas, o ofício relata que alguns prédios das unidades militares são insalubres, que eles não passam por manutenção e apresentam problemas elétricos e hidráulicos, além de deficiência de alojamentos, copas e de espaço para atividades físicas. Dentro das queixas quanto à infraestrutura, algumas unidades seriam desprovidas de banheiros e recinto para que os militares troquem suas fardas e descansem.

Além do exposto, também foi relatado que há indícios de irregularidades na licitação de motocicletas para o Batalhão da Polícia Militar do Grupo de Intervenção Rápida Ostensiva (BPM Giro). Desta forma, o promotor determinou a requisição de explicações ao Comando-Geral da Polícia Militar de Goiás e à Secretaria Pública e Administração Penitenciária, além de requerer cópia integral do processo licitatório de aquisição das motos do Giro.(fonte:goiás real)

Foragido há 15 anos por matar mulher e enteada é preso por estupro

O agressor ainda estuprou a mulher depois de morta. O assassino foi julgado e condenado a 55 anos de prisão

Um homem preso durante uma operação da Polícia Civil de Magé, no Rio de Janeiro, estava sendo procurado havia 15 anos pelos assassinatos da mulher e da filha dela cometidos em 2000, em Sorocaba, no interior de São Paulo. A prisão foi comunicada nesta segunda-feira, 29, à polícia paulista. O acusado, Ozeas de Lima Miranda, de 37 anos, foi preso após ser acusado de estuprar a própria enteada, no Rio. Ele está detido na Penitenciária de Bangu, na zona oeste do Rio.

Em 2000, no bairro Iporanga, em Sorocaba, Miranda invadiu a casa de uma vizinha, onde a mulher havia se refugiado depois de ser agredida por ele, e a matou a facadas. Em seguida, ele assassinou a menina de 5 anos e tentou matar outro filho da vítima, de 7 anos. Ele foi esfaqueado, mas sobreviveu.

O agressor ainda estuprou a mulher depois de morta. O assassino foi julgado e condenado a 55 anos de prisão. Seis meses depois, ele fugiu da Penitenciária de Mairinque, no interior de São Paulo, e nunca mais foi encontrado.

De acordo com a Polícia Civil de Sorocaba, Miranda usou duas identidades falsas no Rio de Janeiro. Ele chegou a ser preso por tráfico e cumpriu pena usando uma dessas identidades, mas acabou reconhecido como o assassino de Sorocaba pelas tatuagens e características físicas.

Miranda é suspeito de outros homicídios em São Paulo. Em Bangu, ele aguarda julgamento pelo crime de estupro contra a enteada, mas pode responder também por novas acusações de tráfico de drogas.

Fonte:notícias ao minuto

Dilma acompanhará votação ao lado de Lula e ex-ministros

Ex-ministros mais próximos da petista, como Jaques Wagner e Miguel Rossetto, também deverão acompanhá-la

A presidenta eleita Dilma Rousseff deve assistir à votação final do julgamento do processo de impeachment, nesta quarta-feira (31), na residência oficial, o Palácio da Alvorada, acompanhada de alguns aliados, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Também estarão ao lado de Dilma o presidente do PT, Rui Falcão, e o deputado Silvio Costa (PTdoB-PE), um de seus principais defensores no Congresso nacional.

Segundo o portal G1, ex-ministros mais próximos da petista, como Jaques Wagner e Miguel Rossetto, também deverão acompanhá-la enquanto o Senado decide se aprova ou rejeita o impeachment.

Após o Senado tomar uma decisão, a presidente afastada pode fazer um pronunciamento informaram nesta terça (30) os assessores de Dilma. Embora a decisão ainda não tenha sido divulgada, o pronunciamento deverá ocorrer no Palácio da Alvorada. A expectativa entre senadores, entretanto, é que ainda pela manhã o resultado já será conhecido.(fonte:notícias ao minuto)

 

Trabalhadores têm até hoje para sacar abono do PIS-Pasep

Da Agência Brasil

Termina hoje (31) o prazo para trabalhadores sacarem o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), ano-base 2014. Segundo o Ministério do Trabalho, cerca de 1 milhão de trabalhadores ainda não sacaram o benefício, disponível nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil.

O abono tem o valor de um salário mínimo, R$ 880. Podem receber a quantia os trabalhadores que tiveram a carteira assinada por pelo menos 30 dias e receberam até dois salários mínimos em 2014.

Consulta

Para saber se tem direito ao abono, o trabalhador deve ligar para o número 158, do Ministério do Trabalho. Também é possível obter informações na Caixa ou no Banco do Brasil, pelos números 0800 726 0207 e 0800 729 0001.

Para consultar pela internet, é preciso acessar o site do Ministério do Trabalho e clicar no banner Abono Salarial, localizado na parte superior da tela. No local, é possível visualizar a lista dos trabalhadores que ainda não fizeram o saque, dividida por estado e município e em ordem alfabética. A página abonosalarial.mte.gov.br oferece a consulta por meio do número do PIS/Pasep ou do CPF e da data de nascimento.